Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Crueldade"

Vídeo que mostra homem agredindo duas cachorras causa revolta nas redes sociais

09 de fevereiro de 2015 5
Foto: Reprodução/Facebook

Foto: Reprodução/Facebook


Assistam ao vídeo e me respondam: Quem é o irracional nessa história?

Um caso de agressão a duas cachorrinhas na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, provocou revolta nas redes sociais no final de semana. A cena de maus-tratos foi registrada por uma câmera escondida no apartamento da produtora Ninna Mandin, de 26 anos, e as imagens foram publicadas na página da jovem, no Facebook. Com quase 270 mil visualizações, o vídeo mostra duas fêmeas da raça buldogue francês apanhando e sendo arremessadas ao chão por Rafael Hermida Fonseca, de 34 anos, noivo da donas das cadelinhas chamadas Gucci e Victoria. Veja o vídeo:

Ninna descobriu o ataque no último dia 30 e, na manhã seguinte, registrou uma queixa na 16ª DP na Barra da Tijuca. Segundo a Polícia Civil, foi aberto um inquérito por conta dos maus-tratos. De acordo com a polícia, Rafael é esperado para prestar depoimento nesta terça-feira. Amigos dizem que ele desapareceu após os vídeos serem divulgados.

Ao Extra, a proprietária falou que vem passando por um momento muito difícil. Ela se casaria com o rapaz no dia 4 de junho deste ano.
– É um momento muito difícil. Minha confiança foi traída. Estou bem abalada. Estava com o casamento marcado para 4 de junho. É muito difícil para mim falar. Não sei o que esperar. Estou com medo. Estou tentando de tudo para proteger a mim, às minhas filhas (as duas cadelas) e à minha família. É um momento muito difícil – disse Ninna, por telefone.

A jovem contou que nunca havia desconfiado das atitudes de Rafael e que na frente dela ele tratava as duas cachorras superbem, mas percebia que elas tinham muito medo dele.
Esse pavor das cadelinhas e os machucados que elas começaram a apresentar acenderam uma luz de alerta na cabeça de Ninna. Segundo ela, o veterinário não conseguia descobrir a origem dos machucados e as lesões continuavam aparecendo. Gucci e Victoria chegaram a ficar internadas no final do ano. Foi neste momento que a proprietária decidiu instalar as câmeras que filmaram a agressão.
– Ver essas imagens passando toda hora… Mas não me arrependo. Vou até o fim para vê-lo punido pela Justiça – afirmou a produtora.

Com o fim do noivado e o afastamento de Rafael, as cachorras estão apresentando um comportamento mais tranquilo, garante Ninna:
– Elas estão dormindo bastante. Claro que não posso ter certeza, mas a impressão que tenho é que estão mais tranquilas.

Em nota, a Polícia Civil informou que “o caso foi registrado na 16ª DP (Barra da Tijuca) como crime de maus tratos. A dona dos animais foi ouvida na unidade policial. As imagens estão sendo analisadas pela polícia. O acusado da agressão foi intimado e seu depoimento está previsto para esta terça-feira, na delegacia. As investigações estão em andamento para apurar o fato.”

No domingo, Ninna postou um vídeo de agradecimento pelo apoio recebido após divulgar imagens da agressão.
– Só para mostrar que está tudo bem. Estamos bem. Muito obrigada mesmo por todo o carinho, todo o apoio, tudo. Vai dar tudo certo – diz.

Bookmark and Share

Cadelinha é abandonada dentro de contêiner de lixo em Caxias do Sul

10 de outubro de 2014 14
Foto: Facebook/Reprodução

Foto: Facebook/Reprodução

 

Uma cachorrinha foi encontrada, na manhã de quinta-feira, dia 10, dentro de um contêiner no Bairro Centenário, em Caxias do Sul.

Um morador ouviu os latidos quando foi descartar o seu lixo pela manhã e localizou-a no fundo do depósito. Como havia uma quantidade muito grande de objetos em cima do animal, o homem acionou os bombeiros para fazer o resgate.

A cadela, de pequeno porte, estava dentro de uma caixa cheia de cobertores. Ela apresentava ferimentos pelo corpo e estava muito debilitada. Pela posição em que se encontrava, os bombeiros acreditam que ela tenha sido colocada dentro do contêiner há alguns dias.

Após o resgate, a cadela ficou sob os cuidados da Sociedade Amigos dos Animais (SOAMA), de Caxias do Sul. Após o tratamento, a cadelinha estará disponível para adoção.

Se localizados, os donos do animalzinho poderão responder por maus-tratos.

 

Bookmark and Share

Cachorrinho shih tzu precisa de ajuda urgente para sobreviver

10 de maio de 2014 2
Fotos Arquivo Pessoal

Fotos Arquivo Pessoal

 

Esse peludinho da raça shih tzu é mais uma vítima do abandono e do descaso com os animais. Foi resgatado das ruas em uma situação muito crítica. Estava sujo, desidratado e com focos de bicheira em estágio avançado. O cão está internado e precisa seguir seu tratamento. Foi diagnosticado com anemia profunda e não consegue se alimentar sozinho. A bicheira tomou conta do seu olho direito, que já nem abre mais.

Diante dessa situação desesperadora, a protetora Dani nos procurou. Ela precisa custear os procedimentos de limpeza, soroterapia e outros cuidados necessários para o bichinho sobreviver. Comida pastosa, doações em dinheiro. Qualquer ajuda será bem-vinda! Ele está internado na clínica Zoomed (Avenida Benno Mentz, 1368, Vila Ipiranga, em Porto Alegre).

Pode ajudar no tratamento?

Entre em contato com a Dani pelos telefones (51) 8508-3159 e 9212-0756 ou pelo e-mail aziza.witch@hotmail.com

Para depositar:
Banrisul /  Agência: 0060  /  Conta: 39.031705.0-6
Hilga da Rosa Dias (Mãe da Dani)  /  CPF: 616701970-34

 

cachorrinho_bicheira 2

 

cachorrinho_bicheira 3

 

Bookmark and Share

Filhote foi encontrado num saco de lixo dentro do Arroio Sapiranga

25 de março de 2014 1
Fotos: Arquivo Pessoal

Fotos: Arquivo Pessoal

 

Essa lindinha merece um lar de verdade. Ela foi descartada, no Arroio Sapiranga, para morrer. Estava dentro de um saco de lixo. Por sorte, uma pessoa viu a situação e a salvou. Agora, essa pequena precisa de uma família amorosa para ser feliz.

A cachorrinha foi batizada de Rosinha, tem aproximadamente três meses e está desverminada. Será de porte pequeno. É muito dócil, brincalhona e uma ótima companhia. Está no Bairro 7 de Setembro, em Sapiranga/RS, e será entregue vacinada na casa do adotante.

Quer dar uma oportunidade para Rosinha ser feliz?

Entre em contato com a Fernanda pelo telefone (51) 9653-3114

 

Rosinha_adoção 2

Bookmark and Share

Bombeiros resgataram cachorra enterrada viva no Vale do Rio Pardo

10 de março de 2014 11
Fotos: Reprodução

Fotos: Reprodução

 

Uma cachorra da raça pastor alemão foi encontrada enterrada viva na tarde de sábado, dia 8, no loteamento Belo Horizonte, em Vera Cruz, no Vale do Rio Pardo. Um casal viu o animal com apenas a cabeça para fora da terra e logo chamou o Corpo de Bombeiros. A cachorrinha foi socorrida e encaminhada pela Associação Mãos e Patas a uma clínica veterinária. Segundo a veterinária Juliana Saueressig, ela está sendo medicada e segue em estado delicado.

- Ela está reagindo bem, o pior já passou. Já se alimenta sozinha , mas o quadro ainda inspira cuidados – afirma a veterinária.

A cachorra tem aproximadamente oito anos e foi batizada de Bela. Passou por alguns exames que confirmaram uma fratura exposta numa das patas, um corte na cabeça e a perda da visão do olho direito devido a uma miíase (doença também chamada de bicheira que é causada pela invasão do tecido cutâneo por larvas de moscas).
Assim que ela tiver alta, será colocada para adoção.

Ainda não há informações sobre quem enterrou o animal. A Polícia Civil vai investigar o caso. Segundo a delegada Ana Luísa Aita Pippi, antes de dar início à investigação é preciso que os bombeiros façam registro da ocorrência, o que ela deve solicitar ainda nesta segunda-feira.

Bombeiros fizeram o resgate da cachorra

Bombeiros fizeram o resgate da cachorra


PARA AJUDAR:

Quem quiser contribuir com o tratamento da Bela pode entrar em contato com a clínica Universo Animal pelo telefone (51) 3718-2848 ou com a Associação Mãos e Patas (51) 9995-2033. É possível ajudar com doações em dinheiro, ração ou medicamentos.

Confira o vídeo que mostra o momento em que os bombeiros socorreram a cachorrinha:

 

Bookmark and Share

Cachorrinho queimado com água quente precisa de ajuda

22 de fevereiro de 2014 1
Fotos: Arquivo Pessoal

Fotos: Arquivo Pessoal

 

Esse cãozinho é mais uma vítima da crueldade humana. O pobrezinho foi queimado com água fervendo e ficou com ferimentos por todo o corpo. A Liliana resgatou o pequeno e levou para uma clínica veterinária.

Agora, o cachorrinho está na casa dela, no Bairro Guajuviras, em Canoas, fazendo um tratamento contínuo com uma gama de remédios. Só que a conta na clínica ficou pendente e ela precisa de ajuda. Além de doações em dinheiro, ela pede doação de vermífugo, anti-pulgas, medicação e ração. O peludinho foi carinhosamente apelidado de Bob. Ele é muito comportado e querido, deixa a Liliana fazer os curativos bem quietinho.

 

Cachorrinha queimada 2

Pode ajudar com os custos do Bob?

Entre em contato com a Liliana pelo telefone (51) 9938-0468

Dados bancários:
Banco do Brasil
Agência: 17019
Conta: 17243-X
Leandro de Marco Domingues – CPF 941702740-91 (veterinário que fez o primeiro atendimento do cachorrinho)

* Quem for depositar, por favor, avise a Liliana por telefone para que ela tenha controle de tudo.

 

notas

Bookmark and Share

Gatinho para adoção

09 de fevereiro de 2014 0

Fotos: Arquivo Pessoal

No início do ano, esses dois gatinhos (o macho preto e a fêmea malhada) foram encontrados quase mortos em uma praça em Porto Alegre. Foram resgatados muito fragilizados e internamos em uma clínica, onde passaram cerca de duas semanas. A crueldade fez com que eles ficassem, cada um, com um dos olhinhos comprometidos. E ainda existe a chance do machinho perder um olho – a malhadinha já foi encontrada com um olho necrozado.
Agora eles estão melhores e em casa de passagem fazendo tratamento diário com colírio, ganhando muito carinho e se preparando para a cirurgia do olho e também para conseguirem uma família definitiva. A fêmea já tem um lar garantido, mas o machinho ainda está em busca de uma família.
Todos os valores das cirurgias serão pagos pelas pessoas que os resgataram, assim como as castrações.
Interessados em adotar o Pitoco podem falar com a Cris: clevestoncris@gmail.com ou pelo fone 8261.1770

Bookmark and Share

Caso sobre cães mortos a tiros por policiais em Carazinho será investigado

20 de janeiro de 2014 14
Cães foram mortos após cerca de oito tiros (Foto: Grupo Gazeta / Especial)

Cães foram mortos após cerca de oito tiros (Foto: Grupo Gazeta / Especial)

 

Um vídeo que mostra a ação da Brigada Militar em Carazinho, no norte do Estado, está causando muita polêmica nas redes sociais. Nas imagens, policiais militares aparecem atirando contra cachorros no pátio de uma casa. Segundo a Polícia Civil, dois cães foram mortos após cerca de oito disparos.
O vídeo foi gravado na sexta-feira, dia 17, durante a prisão de um homem no Bairro Floresta, em princípio feito com celular por um familiar do detido, e passou a ser divulgado e compartilhado nas redes sociais. Nas imagens, além dos tiros contra os animais, aparece uma mulher discutindo com os PMs, muitos gritos e latidos.

A Brigada Militar divulgou na manhã desta segunda-feira uma nota sobre o caso. Conforme o comunicado, um Inquérito Policial Militar (IPM) foi instaurado para averiguar a conduta dos PMs. Os policiais devem começar a ser ouvidos nesta segunda-feira. Durante a ocorrência, um homem foi preso.
Em entrevista à Zero Hora, ele contou que fugiu porque não tinha habilitação.

Confira a íntegra da nota da Brigada Militar:

Em virtude da ocorrência policial em Carazinho, na última sexta-feira (17), envolvendo a prisão de um homem e a morte de dois cães em uma residência, a Brigada Militar esclarece que já foi instaurado Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar as circunstâncias dos fatos. Os policiais militares que atuaram na ocorrência começarão a ser ouvidos na segunda-feira (20).

Conforme o comando do 38º Batalhão de Polícia Militar (38º BPM), guarnições do policiamento ostensivo foram solicitadas a abordar o homem em um veículo, após informações do setor de Inteligência. Na abordagem, o indivíduo fugiu e atirou contra os policiais, que o perseguiram até ele entrar em uma residência, onde resistiu à prisão.

Ele foi apresentado na Delegacia de Polícia, junto com o revólver calibre 32, duas munições deflagradas e três intactas, uma quantidade de drogas, joias sem procedência e um rádio transceptor sintonizado na frequência da Brigada Militar, que estavam dentro do veículo. O homem possui antecedentes por roubos a veículo e a estabelecimento comercial, além de furtos.

A abordagem policial está sendo detidamente analisada pelos órgãos competentes da BM e as conclusões serão tornadas públicas, assim que for concluído o inquérito.

Coronel Jorge Reginaldo Petersen Morais – Comandante do Comando Regional de Polícia Ostensiva Planalto (CRPO Planalto)

Assista ao vídeo:

 

 

PETIÇÃO ONLINE

Após a repercussão do vídeo na internet, uma petição online foi criada, buscando apoio para a prisão dos policiais envolvidos na morte dos cachorros, justificando que eles “mataram cães inocentes, que estavam presos em um canil sem oferecer qualquer perigo”. Intitulada “Cadeia para os assassinos de farda”, a mobilização reunia mais de 2,2 mil assinaturas até as 14h30min deste domingo.

 

Bookmark and Share

Cachorrinha foi cruelmente abandonada em Sapucaia do Sul

14 de janeiro de 2014 4
Fotos: Arquivo Pessoal

Fotos: Arquivo Pessoal

 

ATUALIZANDO, 16/01/2014

Pessoal, a cadelinha já consultou com um veterinário e todos os procedimentos necessários foram realizados. Ela terá que tomar uma medicação por algum tempo e seus curativos serão feitos em casa, com uma supervisão semanal da Dra. Christiane. O dinheiro arrecadado foi o suficiente para o tratamento. Então, a Mariane pediu para agradecer muito a todos pela ajuda, e disse que não precisam mais depositar nenhuma quantia, pois já tem o necessário para ajudar a pequena.

Final Feliz para a cachorrinha! :)

—————————————————————

Essa cadelinha foi abandonada perto da casa da Meriane, no Bairro Vargas, em Sapucaia do Sul. Estava chovendo naquele dia e quando ouviu os gemidos da peludinha foi ver o que estava acontecendo. Se deparou com um rapaz fugindo do local e uma cachorrinha muito mal, abandonada em frente ao seu portão.

A Meriane se aproximou e viu que a cadelinha estava cheia de bicheiras na coxa e no céu da boca. Levou a pequena para dentro de casa e retirou todos os bichos, um a um (e foram muitos). Mas ela precisa urgente de tratamento veterinário e, no momento, a Meriane não tem condições financeiras para essa despesa. Ela nem poderia ter pego a peludinha, mas não podia deixá-la naquela situação, sofrendo e chorando de dor.

A cachorrinha está muito desnutrida e os ferimentos expostos, precisa de medicamentos. Ela está sendo bem cuidada, mas é essencial uma consulta com veterinário para fazer um tratamento correto.
Quem quiser visitar a cachorrinha para acompanhar de pertinho a situação pode ligar para a Meriane e pegar o endereço completo.

Ajude a acabar com o sofrimento dessa pequena?

Entre em contato com a Meriane pelos telefones (51) 8617-8657 e 9657-8657 ou pelo e-mail merianepadilha@hotmail.com

Depósito na conta do marido da Meriane
Caixa Econômica Federal (Operação 013)
Agência 0472
Conta poupança: 746-2
Fabiano Machado de Ávila

* Qualquer valor depositado deve ser informado por telefone ou e-mail para que a Meriane possa prestar contas dos gastos.

 

Cachorrinha_BICHEIRA

 

Bookmark and Share

Cão resgatado de rinha precisa de ajuda urgente

08 de dezembro de 2013 5
Fotos: Arquivo Pessoal

Fotos: Arquivo Pessoal

 

Esse cão precisa de ajuda urgente. Foi resgatado em uma situação muito triste, participava de rinha todas as noites. O pobrezinho estava todo machucado, com as genitais necrosadas e muitas outras parte do corpo com machucados graves. O pitbull foi levado para uma clínica veterinária, e submetido a uma cirurgia onde amputou o rabo, pois estava com bicheira e ia comprometer o restante do corpo.

Foi batizado de Vitório. Ele segue internado num estado delicado, mas tem tudo para se recuperar. O problema é que o seu tratamento está num valor muito alto, e só aumenta a cada dia. As protetoras que cuidam dele não têm como custear todo o tratamento e precisam de ajuda. Além de apoio financeiro, Vitório precisará de um lar cheio de amor, para tentar esquecer todo o sofrimento que passou. O cachorro precisa de muito carinho, pois está traumatizado e tem medo das pessoas, por conta de tudo que sofreu. Está numa clínica em Porto Alegre.

Quer ajudar o Vitório?

Entre em contato com a Flávia pelo telefone (51) 8142-5988 ou pelo e-mail flavia.nunesg@gmail.com

Dados bancários:
* Dione Fontoura
Caixa Econômica Federal
Agência: 0441 – Op. 013
Conta: 1732-9

Obs.: Qualquer valor doado deve ser informado pelo telefone ou por e-mail para que mantenham um controle das doações e gastos.

pitbull 3

pitbull 1
pitbull 2

Bookmark and Share

Motorista abandona cachorro em avenida movimentada de São Paulo

26 de novembro de 2013 117
Cachorrinho correu muito na chuva atrás do motorista que o abandonou (Foto: Reprodução)

Cachorrinho correu muito na chuva atrás do motorista que o abandonou (Foto: Reprodução)


Um cachorro foi abandonado na Avenida João Dias, em São Paulo, no último sábado, dia 23
. Casal que vinha no carro de trás filmou tudo. Um motoqueiro parou ao lado do carro e tentou argumentar com o motorista, mas de nada adiantou. Quando o farol abre, ele corre ao lado do veículo, late bastante e até tenta pular na janela. Porém, o motorista segue sem se preocupar com o desespero do cachorrinho.

Depois que as imagens foram publicadas na internet, o caso ganhou repercussão e foi parar na polícia.
Uma protetora de animais resolveu procurar a polícia para denunciar o caso. O delegado quer ouvir o depoimento das testemunhas.

Hoje, a lei de crimes ambientais prevê pena de três meses a um ano de detenção para casos de maus-tratos a animais. Entretanto, as condenações nunca resultam em cadeia. Geralmente, são transformadas em medidas alternativas, como trabalho em ONGs de defesa dos animais. Um projeto que está parado na Câmara Federal tenta criminalizar esses maus tratos com punições bem mais severas.

 

CONFIRA O VÍDEO:

 

Em abril deste ano aconteceu outro caso igual a este. Um cãozinho foi jogado na BR-101 no Espírito Santo. Uma pessoa registrou o momento em que o cão foi deixado no acostamento e correu atrás da caminhonete do suposto dono por quatro quilômetros.

Lembram desse caso?

Cão foi abandonado na Br-101 e correu atrás do dono por vários quilômetros (Foto: Reprodução)

Cão foi abandonado na Br-101 e correu atrás do dono por vários quilômetros (Foto: Reprodução)

 

>>>>> Curta a página do Bicharada no Facebook

Bookmark and Share

Cachorrinha teve o pescoço cortado por coleira na Vila Areia em Porto Alegre

25 de novembro de 2013 3
Fotos: Arquivo Pessoal

Fotos: Arquivo Pessoal

Essa cachorrinha foi salva pelas protetoras Daniela e Marisa, da Vila dos Peludos, quando faziam uma visita corriqueira na Vila Areia, em Porto Alegre, na semana passada. A cadelinha, batizada de Leona, estava com a coleira dentro da sua pele.

As protetoras foram no local buscar uma cachorra para castrar e se depararam com a situação inusitada. Uma moradora da Vila Areia as abordou pedindo ajuda para a sua cadelinha.

A senhora disse que ganhou a cachorrinha quando ela ainda era um filhote e colocou uma coleira em seu pescoço. A pequena foi crescendo e esqueceram de trocar a posição o furinho da coleira ou, pelo menos, tirá-la da cadelinha. Há alguns dias, a dona percebeu que a coleira estava “dentro” do pescoço da Leona.

As protetoras foram ao encontro da cachorrinha, de apenas quatro meses, e ficaram muito impressionadas com o que viram. Leona estava amarrada a uma corrente tentando se esconder nos cantinhos, embaixo dos objetos que ficam no pátio da casa.

“Quando chegamos pertinho da Leona entendemos o que a dona quis dizer com “coleira dentro da cadelinha”. Leona nos avistou de longe e sabia que estava salva. Ficou toda feliz quando nos aproximamos, comenta Daniela.

A cachorrinha foi levada para consultar na Seda e precisou ser sedada para que fosse possível tirar a coleira do seu pescoço. A pele da Leona já estava necrosando e com um cheiro muito forte. Durante a consulta, a veterinária explicou que a situação da cachorra é muito séria. Será preciso fazer, pelo menos, dois curativos por dia, além de usar remédio anti-inflamatório e antibiótico. Depois da consulta, Leona foi para casa de uma protetora.

Segundo a protetora, a intenção era tratar a cachorrinha em casa e arrumar um novo adotante, visto que os donos não têm condições de mantê-la.
No entanto, percebeu que ela precisa de internação em uma clínica veterinária.

Leona sente muita dor quando alguém tenta mexer nos seus ferimentos e, infelizmente, não permite que façamos uma limpeza e curativo adequados. Ela se agita bastante e não conseguimos encostar nos machucados, salienta.

Coleira cortou o pescoço da cachorrinha

Coleira cortou o pescoço da cachorrinha

A cachorrinha precisa de cuidados especiais até a sua pele ficar completamente cicatrizada. Foi levada para clínica Zoomed, em Porto Alegre, e está sob os cuidados da veterinária Natália Lenzi.

“A Leona está com uma infecção na região do pescoço, onde a coleira cortou. Ela está sendo medicada e avaliada diariamente. Ainda precisamos fazer mais exames para ver se a cachorrinha não tem algum outro problema, além dessa ferida. Deve permanecer em tratamento na clínica por, pelo menos, 40 dias”, afirma a veterinária.

Os gastos na clínica serão altos. Incluem curativos diários, hospedagem, eventuais sedações, medicação, banhos, vacinas e futura castração. Quem puder ajudar com as despesas da Leona pode depositar dinheiro em uma das contas abaixo, ou fazer o pagamento direto na clínica.

Qualquer valor depositado ou pago no local deve ser informado pelo e-mail viladospeludos@yahoo.com.br ou pelo telefone (51) 9863-5454, com a Daniela, para que seja feito um controle dos gastos.

BANRISUL
Agência: 0060
Conta corrente: 3507430305
CPF: 02744377082
Daniela Pedroso

BRADESCO
Agência: 0268
Conta corrente: 0537873-7
Elisete M. R. Brettin
CPF: 60906200091

Apesar da dor e de todo o sofrimento pelo qual passou, Leona é uma filhotinha alegre, ativa e muito meiga. Adora brincar, passear e é bem carente. Quer ficar encostadinha nas pessoas buscando um carinho. Se alguém quiser conhecê-la, pode ligar para clínica e agendar um horário.
O telefone da Zoomed é (51) 3347-4643.

*Ao visitá-la, aproveite para brincar e, se possível, leve uma ração pastosa para a pequena. Como na antiga casa a Leona só comia alimentos humanos, está com um pouco de dificuldade de habituar-se com a ração seca.

Bookmark and Share

Sábado de protesto contra o Instituto Royal em Porto Alegre

18 de outubro de 2013 7
Foto: Edison Temoteo/Futura Press/Estadão Conteúdo)

Foto: Edison Temoteo/Futura Press/Estadão Conteúdo)


O caso dos beagles que eram usados para testes científicos pelo Instituto Royal mobilizou os gaúchos a fazerem um protesto neste sábado, dia 19 de outubro, na Capital. A página criada no facebook já conta com mais de 700 confirmações na manifestação que será realizada na Avenida Bento Gonçalves, 9500, Bairro Agronomia (Setor 4, prédio 43.421/S113), das 10h às 13h. Algumas pessoas virão de outras cidades do Estado para participar do evento.

Relembre o caso e confira novas informações:

Ativistas invadiram, por volta das 2h desta sexta-feira, dia 18, a sede do Instituto Royal, em São Roque, no interior de São Paulo, para resgatar cães da raça beagle que eram usados em testes para fabricação de cosméticos e produtos farmacêuticos.
Segundo a rádio CBN, aproximadamente 150 pessoas participaram da invasão e resgataram 178 beagles. Mais tarde, coelhos também foram retirados do local.

Muitas pessoas acompanharam o movimento pelas redes sociais e apoiaram a iniciativa. Várias páginas foram criadas no facebook para relatar os maus-tratos, organizar novas manifestações e colocar os animais resgatados para adoção. Pelo instagram, centenas de pessoas e celebridades publicaram fotos e vídeos de cães feridos. A cobrança dos ativistas é para que o Instituto utilize “métodos substitutivos” na pesquisa científica.

A intenção é que não se utilize mais os animais nessas pesquisas, e sim métodos matemáticos e computacionais. Os cães da raça beagle são escolhidos para esses testes por serem de médio porte, dóceis e considerados de raça pura, teoricamente com menos variações genéticas, o que torna os resultados mais exatos.

O Deputado Federal Ricardo Tripoli (PSDB-SP) informou em sua página no facebook que, segundo a Promotoria de Justiça de São Roque, não há nenhum mandado de busca e apreensão para reaver os animais. O deputado também colocou sua equipe jurídica à disposição dos ativistas que precisarem de defesa judicial.

 

Foto: Jardiel Carvalho/Frame/Agência O Globo

Foto: Jardiel Carvalho/Frame/Agência O Globo


A página do facebook “Adote um animal resgatado do Instituto Royal” está com mais de 220 mil seguidores. Lá, os protetores alertam que os beagles estão com chip de identificação e que há uma ordem judicial para que eles sejam resgatados, caso tenham sido encaminhados a clínicas veterinárias, e devolvidos ao Instituto Royal.
E fazem um alerta: “chamem apenas veterinários de confiança e, se possível, que atendam em casa. Tomem cuidado com clínicas veterinárias e lojas Pet”.
Segundo consta na página, alguns locais estão aceitando doações de ração e medicamentos. Não será aceito dinheiro. Se você quiser ajudar, segue abaixo os endereços:

* Cantinho animal (Rua Dr. Altino Arantes, 647, Vila Mariana, São Paulo)
* Zena Caffè (Rua Peixoto Gomide, 1901, Jardins, São Paulo)
* Mister Vet Centro Veterinário (Rua Turiassu, 713, Perdizes, São Paulo)
* JJ Cabeleireiros (Avenida Cidade Jardim, 1013, Itaim Bibi, São Paulo)
* Leckerhaus (Rua Dr. Melo Alves, 293, Jardim Paulista, São Paulo)
* Per Paolo (Rua Cardoso de Almeida, 1021/1049, Perdizes, Avenida Diógenes Ribeiro de Lima, 2282, Pinheiros e Rua Rio Grande, 380, Vila Mariana, São Paulo)

PROTESTO NESTE SÁBADO:
Em Porto Alegre, o protesto contra o Instituto Royal será realizado na Avenida Bento Gonçalves, 9500, Bairro Agronomia (Setor 4, prédio 43.421/S113), das 10h às 13h.

Clique AQUI para conhecer a página “Adote um animal resgatado do Instituto Royal”

CONFIRA AQUI A ATUALIZAÇÃO DAS INFORMAÇÕES SOBRE ESSE CASO EM TEMPO REAL


VÍDEO DO RESGATE:


VÍDEO DE ALGUNS BEAGLES APÓS TEREM SIDO RESGATADOS:

Bookmark and Share

Apartamento foi arrombado e cachorrinho roubado

27 de setembro de 2013 0

Foto: Arquivo Pessoal


Mais uma história triste, meus amigos…

Esse cachorrinho foi roubado na terça-feira, dia 24 de setembro, na Rua Dona Leopoldina, Bairro São João, em Porto Alegre. O apartamento do dono desse peludinho foi arrombado. Levaram praticamente todos aparelhos eletrônicos e alguns bens pessoais de grande estima.

Como se já não bastasse a invasão de privacidade, a falta de respeito e a completa sensação de impotência, levaram o cachorrinho da casa. O que para a família foi a maior perda e dor. Colocaram cartazes na rua, divulgaram em redes sociais, mas até o momento não tiveram sucesso na procura.

O cachorrinho é um poodle cinza, tem 13 anos e atende pelo nome de Anakin. É muito dócil e já está com 50% da visão comprometida pela idade. Precisa de  cuidados especiais pela saúde e idade que tem. O dono torce para que não tenham maltratado o cãozinho e que ele esteja bem. Todos estão muito tristes pela falta dele e principalmente por não saber como ele está. Só queriam que a pessoa o devolvesse para que ele possa curtir o resto da sua vida confortavelmente e em paz.

Tem alguma informação sobre o Anakin?

Entre em contato com o Gabriel pelos telefones (51) 3025-2980 ou 9908-1385.

Foto: Arquivo Pessoal

Bookmark and Share

Pitbull muito debilitada foi encontrada amarrada em árvore

15 de setembro de 2013 4

Foto: Arquivo Pessoal


Essa cachorra da raça pitbull está internada e precisa de ajuda. Ela foi encontrada amarrada em uma árvore com seus filhotes. Infelizmente, os pequenos não resistiram e só restou ela. Foi batizada de Guria.

Está muito magra e debilitada e ainda não tem condições de ser adotada. A Guria está com câncer de mama e fez uma operação há poucos dias. Ainda está em tratamento, sendo alimentada com HILLS S P/d e Canine A/d. Está no Bairro Partenon, em Porto Alegre.
 
Quer puder ajudar com as despesas entre em contato com Lenita ou Vanessa pelo telefone (51) 9114-4488.
 
Dados bancários para o depósito:

Vanessa Schneider
Banco do Brasil
Agência: 3537-8
Conta Corrente: 7752-6

* As pessoas que fizerem o depósito deverão informar o valor por telefone, para que elas tenham um controle e prestem contas do tratamento.
Foto: Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo Pessoal

 

Bookmark and Share

BM resgata 11 filhotes de cachorro enterrados vivos em Encantado

13 de setembro de 2013 11

Divulgação: Brigada Militar


Gente, sério… quando eu acho que já vi tudo, aparece algo pior para me impressionar: 11 filhotinhos foram enterrados vivos!!!

Que tristeza isso, meu amigos.. :(
Confira a matéria da colega Vanessa Kannenberg, do jornal Zero Hora, que relata essa história triste de maus-tratos.

 

Após receber denúncia anônima, a Brigada Militar de Encantado resgatou, na manhã desta sexta-feira, 11 filhotes de cachorro que haviam sido enterrados vivos. Devido à agilidade do socorro, os cães, todos pretos e com pouco tempo de vida, sobreviveram.

De acordo com o primeiro sargento, Nilson Friedrich, o casal proprietário e que estava na residência, que fica no bairro Lambari, confessou o crime. No entanto, eles teriam dito que haviam matado os filhotes a pauladas antes de enterrá-los.

“Mesmo assim nós pedimos para ver os animais e fomos então até os fundos da casa. Quando começamos a retirar a terra do buraco, começamos a ouvir os gemidos dos filhotes. Depois que os tiramos, vimos que não tinha nenhuma ferida, ou seja, foram colocados com vida ali, conta Friedrich.

À Brigada, o casal teria alegado que não tinha condições de criar os cães e que havia tentado doá-los à associação de proteção, mas obteve resposta negativa.

Segundo o sargento, o buraco tinha cerca de 50 centímetros de profundidade e foi fechado com terra. A mãe dos cachorrinhos, sem raça-definida, mas semelhante a um labrador, estava presa a uma corrente.

“Chamamos a associação de defesa dos animais que viram que a mãe estava subnutrida. Prova disso é quando nós a soltamos, ela correu e começou a comer um pé de alface. É muita crueldade”, observa Friedrich.

O casal e o filho, que estava dormindo durante a ação da BM, mas teria participação nos maus-tratos, foram levados para a Delegacia de Polícia, onde o caso foi registrado. Já os animais estão sob cuidados da Associação Encantadense de Defesa dos Animais (Aeda).


A presidente da Aeda, Salete Isabel Ferreira, fala que o estado de saúde da mãe desses filhotinhos também é muito crítico.

“A cachorrinha precisa de muita vitamina e boa alimentação. Estava há muito tempo sem água e comida”, acrescenta Salete.

Os filhotes que sobreviverem serão doados, assim como a mãezinha.

Quem quiser ajudar com os custos de medicamentos, vitaminas e ração pode entrar em contato com a Salete pelo telefone (51) 9254-3451, e-mail atendimento@aedaencantado.com.br ou no site www.aedaencantado.com.br

Bookmark and Share

Famosos protestam contra crueldade com animais

16 de agosto de 2013 1
Giovanna Lancelotti e Joaquim Lopes apoiando a causa

Giovanna Lancelotti e Joaquim Lopes apoiando a causa


No próximo domingo, dia 18, vai acontecer a II Manifestação Crueldade Nunca Mais, a fim de pressionar o Senado a aumentar as penas para quem maltrata animais. Haverá protesto em mais de cem cidades do Brasil. Só no Rio Grande do Sul, 21 cidades estão se organizando para os manifestos.
O movimento é apartidário e foi idealizado por alguns ativistas de São Paulo.

O agito está sendo grande e muitos artistas participam da campanha nas redes sociais, mobilizando a população para assinar essa petição e pedir leis mais severas para quem comete crimes contra animais. Entre as celebridades estão Geovanna Ewbank, Joaquim Lopes, Débora Nascimento, Malu Mader, Isabelle Drummond, Yasmin Brunet, Paulo Vilhena, Sophie Charlotte, Giovanna Lancelotti, Junior Lima, entre outros.

 Sabrina Sato fala sobre a importância de leis mais severas e convoca todos para o movimento. Confira o vídeo:

 


Os ex-BBBs Fernanda Keulla e André Martinelli divulgaram fotos no Instagram onde aparecem mostrando o banner da campanha.

“Contar com uma legislação protetiva aos animais é válido, no entanto sabemos que tão somente o aumento da pena para os crimes de maus tratos com os mesmos não é suficiente para garantir que estejam livres de agressões! Devemos ter em mente que o indivíduo que chuta ou agride uma animal, não deixará de cometer este ato horrendo pelo fato da pena ser 2, 8, 9, ou 10 anos”, escreveu Fernanda, na rede social.

Fernanda ainda completou:
“Infelizmente, ainda devemos considerar que no Brasil não se pune o infrator da lei penal e não se executa adequadamente a pena aplicada. Isto significa, na minha opinião, que se nosso objetivo é proteger e resguardar a integridade dos nossos animais sugiro que devemos aliar esta campanha de repressão, juntamente com uma de prevenção a violência, que envolva a família, a escola e a comunidade. A violência é gerada pela falta de investimentos na educação!”.

Fernanda Keulla e André Martinelli apoiam a campanha pelo aumento de penas para crimes contra animais

Fernanda e André apoiam a campanha pelo aumento de penas para crimes contra animais


* Para assinar a petição e ver o local e horário da manifestação em sua cidade acesse www.crueldadenuncamais.com.br

 

Foto: Divulgação

>>>>> Curta a página do Bicharada no facebook

 

 

Bookmark and Share

Cachorra é encontrada com espeto atravessado no corpo

08 de agosto de 2013 82


Um ato de crueldade com uma cachorrinha revolta moradores de Santo Antônio da Patrulha, Litoral Norte do Rio Grande do Sul. Diana, como é chamada a peluda mestiça de border collie, foi encontrada na manhã de terça-feira, dia 6 de julho, com um espeto de churrasco atravessado no seu corpo.

O dono, José Claudio da Silva, estava saindo para o trabalho quando se deparou com a cachorra, em frente a sua porta, gemendo de dor e quase em estado de choque. Diana foi levada imediatamente a uma clínica veterinária da cidade.
As médicas Joana Portin Pereira e Larissa Reis, que atenderam a cachorra, não acreditavam no que viram.

“Costumo receber animais que sofrem maus-tratos, mas essa situação passou dos limites. Nunca vi caso igual por aqui”, comenta Larissa.

O espeto foi introduzido ao lado das costelas e percorreu por baixo da pele até a cavidade abdominal, perfurando o abdome e saindo em cima do cóccix. Joana Portin explica que a cachorra recebeu as medicações emergenciais e logo foi sedada para a retirada do espeto. Diana passou bem durante o dia, mas precisou ficar em observação à noite, pois teve muita febre devido a infecção gerada pela perfuração do objeto.

“Ontem, ela foi levada a Osório, uma cidade próxima, para fazer raio X e ecografia. Por sorte, nenhum órgão foi perfurado ou lesionado. Praticamente um milagre”, afirma a veterinária.

Apesar do sofrimento, Diana teve muita sorte e está se recuperando bem


Felipe Muniz da Silva, filho de José Claudio e também dono da cadelinha, contou ao Bicharada que a cachorra é muito dócil e se dá bem com toda a vizinhança.

“Diana costuma ficar solta na rua e os moradores lhe dão comida e fazem carinho. Ninguém teria motivo para fazer uma maldade dessas”, comenta Felipe.

Felipe tem a cachorra há cinco anos e ela sempre ficava em casa ou no depósito do estabelecimento comercial da família, localizado a 500m da residência. Segundo o dono, Diana tem abrigo, alimentação e o carinho de todo mundo. O bairro é muito tranquilo, a maioria dos moradores têm animais de estimação e ela está sempre brincando pela rua. Era uma cachorra livre para dar suas voltinhas sem correr perigo. Diana também costumava sair de carro com José Claudio, enquanto ele fazia as entregas da loja.

“Todos os vizinhos ficaram preocupados com ela. Estão nos ligando para saber como a Diana está e oferecendo ajuda no que precisar”, acrescenta Felipe.

Até o momento, o responsável por essa crueldade contra a cachorrinha não foi encontrado.


Diana recebe cuidados especiais das veterinárias Joana Pereira e Larissa Reis


<<< Curta a página do Bicharada no Facebook.


Bookmark and Share

Royal Canin se retrata por patrocinar rinhas de cães contra ursos

02 de agosto de 2013 57

A repercussão gerada por uma notícia publicada na ANDA, dia 27 de julho, onde mostrava a Royal Canin como patrocinadora de uma rinha brutal e ilegal na Ucrânia, criou uma grande polêmica e a marca resolver se retratar. A reportagem trazia a público a denúncia da organização internacional de bem-estar animal FOUR PAWS, que publicou um vídeo comprovando o envolvimento da empresa de rações com o evento sangrento.


As imagens exibiam um torneio ocorrido em abril de 2013 nas florestas da região de Vinnytsia, na Ucrânia. dois ou três cães são induzidos a atacar um urso pardo covardemente acorrentado. Isso ocorreu por diversas horas, com intervalos de aproximadamente 10 minutos.  O “Segundo Campeonato entre Cães Caçadores, Ursos e Feras Selvagens” tinha, entre os prêmios, troféus estilizados para a disputa que tornavam clara a referência à rinha, com o logotipo da Royal Canin estampado neles. A empresa confirmou à FOUR PAWS o seu envolvimento no evento de abril, mas se negou a marcar um encontro para falar sobre assunto.


Os defensores dos direitos animais ficaram revoltados e a produtora francesa de ração animal decidiu fazer um comunicado oficial para se desculpar pela iniciativa equivocada.

Leia abaixo a nota oficial na íntegra, enviada pela assessoria de imprensa da Royal Canin:

“A Royal Canin da Ucrânia patrocinou uma exposição local de cães que envolvia rinha de ursos. A empresa pede desculpas pela iniciativa, pois vai contra o respeito aos animais que guia todas as pesquisas e ações da Royal Canin mundialmente.
A Royal Canin já tomou as medidas cabíveis, como a determinação de que o evento não seja mais patrocinado, bem como qualquer outra iniciativa que cause sofrimento ou risco a animais ao redor do mundo. Adicionalmente, a empresa já se comprometeu publicamente a trabalhar para melhorar o bem estar dos ursos ucranianos e cães envolvidos na competição.
Essa situação levou a empresa a olhar com mais humildade e de um modo ainda mais atento para o cumprimento das políticas e código de ética, que são claros ao proibir apoio ou patrocínio a pesquisas ou ações de marketing que causem danos aos animais; além da realização de atividades que coloquem em risco a saúde do animal, sua expectativa de vida e seu bem estar.
A empresa agradece à Four Paws International e à ANDA pelo alerta sobre o patrocínio indevido e reforça que todos os esforços possíveis estão sendo empenhados para que situações similares não voltem a acontecer em qualquer país nos quais a Royal Canin atua ou venha a atuar.”


CONFIRA O VÍDEO DE UMA DAS RINHAS ILEGAIS NA UCRÂNIA:


A prática de rinha entre ursos e cães, chamada bear baiting, já foi muito famosa em várias partes da Europa e Ásia. Em alguns locais da Ucrânia e do Paquistão a prática ainda é considerada como um “esporte”.
Segundo a FOUR PAWS, torneios desse tipo ocorrem de quatro a seis vezes por ano em campos de treinamento especiais para cães na Ucrânia e a brutalidade deles é inacreditável. Em eventos de combate de animais, tanto cães como ursos são cruel e irremediavelmente maltratados, violentados e agredidos, tudo isso antes, durante e depois das ditas competições.

Os cães são massacrados desde filhotes em treinamentos violentos, aprisionados em buracos, sob frio e chuva e privados de qualquer alimentação. Após longos períodos de fome, animais de menor porte como gatos e coelhos, são lançados para que se alimentem deles ainda vivos. Eles passam suas vidas acorrentados e são submetidos a todo o tipo de agressão, para que se tornem animais estressados, machucados e agressivos, graças aos constantes espancamentos e a privação de qualquer contato com animais, humanos ou não, a não ser que sejam violentos.

A ONG estima que 15 a 20 ursos sejam explorados como “isca” atualmente em torneios da Ucrânia. Esses animais vêm de zoológicos, circos e da natureza, de onde são tirados de suas mães poucos meses após seu nascimento, para uma vida sofrida, em minúsculas jaulas com nada além de um chão de concreto, de onde são soltos somente para “treinamento” ou para serem atacados pelos cães. Eles geralmente recebem comida e água em quantidade insuficiente, para transformá-los em oponentes mais fracos para o ataque e a maioria também tem as suas garras e presas removidas.


>>> Curta a página do Bicharada no Facebook


Bookmark and Share

Cachorrinha desnutrida precisa de ajuda

04 de julho de 2013 2


Amigos, vejam que tristeza essas fotos.
Essa cadelinha estava sendo alimentada na rua, por uma menina que não tem como colocá-la para dentro de casa, pois a mãe cria um conflito insustentável.
Ela dá ração para a cadelinha, quando consegue comprar um pouco, mas as fotos falam por si.

A menina não aguentou ver a situação da peludinha e veio pedir ajuda.
A cachorrinha estava muito debilitada e precisou ser internada. Foi ontem para uma clínica que fica na Rua Joaquim Nabuco, 454, Bairro Cidade Baixa, em Porto Alegre.

Quem puder ajudar e quiser saber mais sobre o caso, entre em contato com a Sirlene pelo telefone (51) 9694-7732 ou pelo e-mail sat.pires@ig.com.br




Bookmark and Share