Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Galeria de fotos"

Cães ajudam no desenvolvimento de crianças com deficiência em escola de Porto Alegre

17 de junho de 2014 3
Fotos Mateus Bruxel

Projeto Biblio Pet Terapia tem a participação de cães adestrados  (Fotos Mateus Bruxel)


ROBERTA SCHULER

roberta.schuler@diariogaucho.com.br

Escola da rede municipal de Porto Alegre que atende autistas e alunos com outras deficiências desenvolve projeto pioneiro, que envolve a contação de histórias com a participação de três cães.

Samantha Elisa tem três anos e é muito dócil e carinhosa. Já Nith tem dois anos e meio e é independente e tão afetuosa quanto a companheira. Bob Borges é mais velho e o mais antigo no pedaço, mas também faz muito sucesso por onde passa. Juntos, os três cuscos estão contribuindo para mudanças importantes no comportamento e na qualidade de vida dos cem alunos da Escola Municipal de Ensino Especial Professor Luiz Francisco Lucena Borges, no Jardim Sabará, na Capital.

O projeto Biblio Pet Terapia é uma iniciativa pioneira entre as escolas especiais do município, idealizada pela professora Maria Beatriz Santos Guterres. Há seis meses, oferece aos alunos com idades entre seis e 21 anos, autistas e com outras deficiências, a combinação da literatura, por meio da contação de histórias, com a participação dos cães adestrados. A interação dos pets com alunos que têm dificuldades motoras, afetivas, de aprendizagem e de socialização tem o objetivo de melhorar a qualidade de vida de cada um.

“Os cachorros fazem parte da vida da nossa escola. Estão aqui para auxiliar, acompanhar e fazer com que os alunos consigam se expressar de diferentes formas”, comenta Maria Beatriz.

Carinho é exercício

Na turma do segundo ciclo, a chegada de Nith e Samantha Elisa fez Sharise Almaleh, 17 anos, aplaudir, enquanto Juliana Pereira Braun, 14 anos, acolheu Nith em seus braços. Chandler dos Santos Loba, 15 anos, fez um carinho na barriga da cachorrinha de coleira laranja, que recebeu um petisco. Já Victor Hugo Sasset Luchese, 16 anos, que no início do projeto ficava nervoso na presença dos cães, deu um abraço em Samantha. Fazer um carinho, por exemplo, trabalha a afetividade, mas também é um exercício de motricidade. E outros desafios vão surgindo com a convivência. Outras turmas participaram de atividades com Nith e Samantha no pátio e na horta.

“Eles estão aprendendo a respeitar todas as formas de vida”, observa a vice-diretora Katiuscha Genro Bins.
Alternadamente, os cães são levados à escola três vezes por semana.

Biblio pet 1

Mães comemoram benefícios
Mãe de Chandler, a dona de casa Inajara Machado dos Santos, 40 anos, comemora os avanços do filho, que tem transtorno mental. A insistência de Nith em manter o contato com o aluno trouxe benefícios.
“Ele falava na Nith e eu pensava que era uma colega. Depois que fui saber que era uma cachorrinha. Em contato com ela, passou a ter mais carinho com a gente. Hoje ele é outra pessoa” conta Inajara, que participa de oficina estendida aos pais.

Quem são os pets
Maria Beatriz conta que Samantha Elisa foi a única sobrevivente de uma ninhada vítima de maus-tratos. Já Nith foi abandonada na Restinga aos quatro meses. Resgatadas pela professora, que é a tutora delas e de Bob Borges, eles demonstraram características fundamentais para o trabalho com crianças e adolescentes especiais. Passaram por adestramento durante seis meses e mantêm contato permanente com o adestrador. Eles são vacinados e se alimentam de ração.

Bob Borges no DG
Em janeiro de 2010, Bob Borges (o sobrenome é em homenagem ao nome da escola), um border collie misturado com vira-latas, foi citado numa reportagem do Diário Gaúcho. A comunidade da Escola Professor Luiz Francisco Lucena Borges estava desolada porque o mascote acolhido pela escola havia sumido e decidiu iniciar uma campanha para encontrá-lo. Um ano e meio depois, ele foi recuperado a participa do Biblio Pet Terapia.

PARA AJUDAR
* A escola aceita doações de ração para os cães, auxílios para vacinação e transporte dos animais.
* Mais informações: 3338-3350.

 

Confira a galeria de fotos:

Bookmark and Share

Projeto Cão Amigo ajuda na socialização de crianças com necessidades educativas especiais

09 de abril de 2014 1
Cachorros adestrados auxiliam no tratamento das crianças (Fotos Marcelo Oliveira)

Cachorros adestrados auxiliam no tratamento das crianças (Fotos Marcelo Oliveira)

 

Um trabalho pra lá de especial, realizado com animais resgatados das ruas, está ajudando na socialização e desenvolvimento de crianças com necessidades educativas especiais. O programa Cão Amigo, desenvolvido pela Secretaria de Educação de Canoas em parceria com o Centro de Capacitação em Educação Inclusa e Acessibilidade (Ceia) e a Coordenadoria de Bem-Estar Animal, acontece toda sexta-feira, na sede do Ceia, no Bairro Mathias Velho, em Canoas. O projeto é recente, mas as crianças já apresentam melhora na condição motora e afetiva.

De acordo com a psicopedagoga e coordenadora administrativa do Ceia, Denise da Rosa Wedman, crianças com transtorno global de desenvolvimento, que são diagnosticadas com autismo e síndrome de down, por exemplo, têm a sensibilidade, a fala e a coordenação motora mais aguçadas por meio do toque e da convivência com os animais.

“Já estamos na quarta aula e os resultados são visíveis, tanto nos trabalhos realizados aqui no Centro de Capacitação, quanto na aprendizagem escolar e no ambiente familiar”, salienta Denise.

Tiago, nove anos, retribui o carinho dos animais

Tiago, nove anos, retribui o carinho dos animais

Interação com a família é fundamental

Os pais sempre participam das aulas e se surpreendem com o desenvolvimento das crianças. A dona de casa Marli Ranzan, mãe do menino Tiago, nove anos, que é autista, conta que o progresso do filho é muito grande, desde que começou a participar do Cão Amigo.

“No primeiro dia de aula, eu tive que ficar com o Tiago na sala, porque ele não parava sozinho. Agora, está mais carinhoso e comunicativo com as pessoas”, afirma Marli.

Para o cinotécnico do Centro de Bem Estar Animal, Alexandre Szekir, o projeto acaba ajudando não apenas as crianças, mas também os bichinhos. É uma troca mútua de carinho entre eles que só traz benefícios para todos. Segundo o adestrador, é importante mostrar para a sociedade que os animais também podem ajudar na recuperação e saúde das pessoas.

“Os bichos são seres que sentem dor, fome, frio e amor. Diferentemente dos humanos, eles não guardam mágoa e estão sempre dispostos a aprender coisas novas e fazer novos amigos”, salienta Alexandre.

Émerson, 11 anos, diverte-se com a cachorrinha Mel

Émerson, 11 anos, diverte-se com a cachorrinha Mel

SAIBA MAIS:

* Quem pode participar?
Alunos com necessidades educativas especiais da rede Municipal de Ensino de Canoas e escolas conveniadas

* Como se inscrever?
A escola encaminha o aluno ao Ceia para uma triagem com a equipe multidisciplinar do centro, que verifica se o aluno tem perfil e necessidade para este tipo de atendimento

* Equipe
Denise Wedman, psicopedagoga e coordenadora do Ceia, Antonio Carlos Basegio e Fernando Fortes, psicomotricistas, Susiane Barros de Oliveira, fonoaudióloga, Alexandre Szekir, cinotécnico do Centro de Bem-Estar Animal, e Alisson Aires Bernardo, gestor da unidade de Bem-Estar Animal
Mais informações sobre o projeto pelo telefone (51) 3463-3401

* Bem-Estar Animal
- Os animais resgatados das ruas são reabilitados físico e mentalmente
- O local está com aproximadamente 130 animais para adoção. Todos castrados, vacinados e vermifugados. Prontos para ganhar uma nova família.

Se quiser adotar um animalzinho do Bem-Estar Animal, ligue para (51) 3429-2924

Confira o vídeo sobre o projeto Cão Amigo:

 

Veja a galeria de fotos:

 

 

Bookmark and Share

Canil Municipal de Gravataí está de cara nova

26 de fevereiro de 2014 1
Espaço foi totalmente reformado (Fotos: Mateus Bruxel)

Espaço foi totalmente reformado (Fotos: Mateus Bruxel)

Marcela Machado, especial

Abrigo para cães mantido pela prefeitura, denunciado pelo Diário Gaúcho em 2012 devido às suas péssimas condições, reinaugura reformulado.

Depois de quase dois anos de reforma, com um custo de R$ 2 milhões, o Canil Municipal de Gravataí foi reinaugurado. Em março de 2012, o Diário Gaúcho denunciou as péssimas condições do estabelecimento. No local, a reportagem do jornal encontrou cerca de 350 cães abandonados, sem cuidados e higiene. A fome dos animais era tanta, que gerou atos de canibalismo. O assunto ganhou uma enorme repercussão.

Agora, o canil conta com uma estrutura nova. A promessa é que os animais recebam tratamento veterinário, alimentação e cuidados de higiene. O local é limpo, organizado e de tamanho adequado.
A equipe conta com uma veterinária, três estagiários de veterinária, três funcionários administrativos e dez tratadores.

Capacidade está acima da ideal
Atualmente, o local abriga seis cavalos e 388 cachorros, sendo que 88 deles estão em tratamento. A capacidade está acima da ideal, que é de 350 cães. Os animais são alojados em baias diferenciadas, como as pré e pós-operatórias e as de quarentena, para animais recém resgatados.

A presidente da Fundação Municipal do Meio Ambiente de Gravataí, Cláudia Costa, explica que o canil recolhe animais que precisam de tratamento veterinário.
“São, geralmente, vítimas de maus-tratos ou atropelamentos. Depois de serem tratados, eles ficam à espera da adoção. Se o animal não for adotado, permanece morando aqui”, afirmou Cláudia.

A veterinária Raquel Cannavo conta que o número de doações é baixo.
“Nós recebemos cerca de 60 cachorros doentes por mês. No mesmo período, apenas uns cinco são adotados”, ressaltou Raquel.
O canil não recebe nenhum tipo de doação. Ele é mantido pela prefeitura, com um custo mensal total de R$ 100 mil.

Saiba mais
* Endereço: Estrada Leonel Cabeleira Bitelo, 271, Bairro Costa do Ipiranga
* Telefones: 3486-0229 e 9226-5955
* Horário de atendimento: segunda a sexta, das 8h às 17h30min, e aos sábados, das 8h ao meio-dia
* Para a adoção, basta agendar a visita.

>>> Confira a galeria de fotos do canil  (clique na imagem para ampliar)

 

Bookmark and Share

Urso e eu: uma história de amizade

20 de julho de 2013 5

Urso e o papeleiro José Silveira são amigos fiéis


Por Eduardo Rodrigues
eduardo.rodrigues@diariogaucho.com.br

Essa é a história de um papeleiro e de um rottweiler que se tornaram fiéis companheiros nesta longa jornada da vida repete tantas outras, inclusive da ficção.  A relação de amizade entre homens e cães é antiga e cheia de surpresas. Migrou das páginas dos livros às telas do cinema, revelando ao mundo histórias que provocam risos e lágrimas. Mas é na vida real que esse vínculo se fortalece e se renova. Em homenagem ao Dia do Amigo, contamos a bonita história de um papeleiro com seu cão.

José Silveira de Oliveira, 51 anos, o Alemão, e Urso – um rottweiler que comprou em uma clínica há oito anos. A dupla é vista diariamente na esquina das ruas Mariante e Casemiro de Abreu, no Bairro Rio Branco, na Capital. O cachorro é o filho que Alemão não teve, a maior alegria de sua vida.

Focinheira para
evitar transtornos

Na manhã gelada de sexta-feira, enquanto o dono caminhava pelas ruas de camiseta, bermuda e tênis sem meias, em busca de material reciclável, Urso descansava em cima de um cobertor dentro do carrinho forrado.

“Às vezes, os caras passam perto e ele quer avançar “, afirmou o papeleiro, antes de ajustar a focinheira.

Em 2002, Alemão veio do Litoral Norte tentar a sorte em Porto Alegre. Sem emprego, passou a morar na rua. Um dia, ao passar em frente a uma clínica veterinária, viu aquele que seria parceiro para toda a vida.

“Ele era pequeno e estava dentro de uma gaiolinha. Tem um problema no joelho da pata esquerda traseira. Paguei R$ 70 por ele”, lembra.

Como todo cachorro de papeleiro, Urso anda sempre ao lado do dono, enfiando o focinho onde não deve e latindo sempre que é preciso. Companheiro obediente e fiel, o cão robusto vira um vira-lata brincalhão quando ganha água e comida.
Em retribuição, oferece carinho e proteção. Um exemplo de fidelidade e parceria.


Cães famosos:

Na literatura

* Na Odisseia, de Homero, há uma das primeiras citações da relação entre cães e homens na história da literatura. Quando o personagem Ulisses retorna de suas aventuras à ilha de Ítaca travestido de mendigo, é reconhecido apenas por seu cão Argos.

* No Brasil, Baleia, a cadelinha do romance Vidas Secas, de Graciliano Ramos, tenta fugir da seca que devasta o nordeste brasileiro junto a seus donos, a família de Fabiano.

No cinema

* Lassie – Cadela da raça Collie é vendida, mas determinada a voltar ao lar, ela enfrenta todos os desafios até ficar com sua família.

* Marley & Eu – John (Owen Wilson) adota Marley, um filhote de Labrador que logo se transforma em um grande cachorro e torna a casa um caos.



Confira a galeria de fotos:

Bookmark and Share

Envie fotos para o Meu Xodó especial Dia das Crianças

10 de outubro de 2011 2

Pessoal, quarta-feira é Dia das Crianças e a contracapa do Bicharada no Diário vai ser especial. Você tem um filho e o seu filho tem um grande amigão peludo? Então mande uma foto dos dois juntos para a galeria Meu Xodó e participe. Serão escolhidas algumas fotos para aparecerem no jornal. As demais serão publicadas na galeria de fotos do site do Diário Gaúcho.

Bookmark and Share

Faça como o Lucas e envie uma foto do seu mascote para o Bicharada

16 de agosto de 2011 4

Lucas e sua amiga pra todas as horas, a Agatha. Foto: arquivo pessoal

Pessoal, como vocês já sabem o Bicharada tem uma coluna todas as quartas-feiras no jornal Diário Gaúcho. Lá, existe o espaço “Meu xodó”, no qual vocês mandam fotos dos seus bichinhos (cães, gatos, coelhos, pássaros, etc) para que eles apareçam no jornal. Lembrando: nem todas as fotos vão para o jornal, mas todas são incluídas na galeria existente no site (clique aqui). A escolha será totalmente editorial.

Para participar do Meu Xodó, preencha o formulário abaixo!

É isso aí! Obrigada a todos por ajudarem esses bichinhos que tanto precisam de amor e carinho!

Bookmark and Share

Especial 2010: adotou um bichinho este ano? Envie fotos com seu novo amigo!

20 de dezembro de 2010 1

Arquivo pessoal

Pessoal, mais um final de ano está chegando e temos que comemorar. O ano de 2010 foi muito produtivo para o blog Bicharada. Com a ajuda de vocês, muitos cães e gatos abandonados foram resgatados e adotados. Pela primeira vez, alguns bichinhos vão passar a virada do ano no amor de uma família.

Pensando nisso, estamos atrás de pessoas que adotaram um amigo novo neste ano. Mande sua foto com a fofura que você levou para casa e faça uma homenagem a ele! Queremos saber como ele foi adotado, onde ele estava e como está a relação de vocês, ok?!

Para participar, preencha o formulário abaixo e envie sua foto com seu pet!!!

Veja quem já está participando da galeria. CLIQUE AQUI!

Bookmark and Share

Envie a foto do seu mascote para o Bicharada!

04 de novembro de 2010 3

Pessoal, é com grande satisfação que dou essa notícia para vocês: a partir da próxima quarta-feira, dia 10/11, o Bicharada vai ganhar um espaço na contracapa do jornal Diário Gaúcho. Além de notícias com dicas e informações para os seus bichinhos, haverá seções de adoção, fotos dos seus xodós e achados e perdidos.

Então, para começar, vamos deixar uma galeria com fotos dos seus mascotes sempre abertas no blog. Para participar, preencha o formulário abaixo! Lembrando: algumas fotos podem ir também para a versão do Bicharada no jornal impresso. A escolha será totalmente editorial.

É isso aí! Obrigada a todos por ajudarem esses bichinhos que tanto precisam de amor e carinho!

GALERIA DE FOTOS 1

GALERIA DE FOTOS 2

GALERIA DE FOTOS 3

GALERIA DE FOTOS 4

GALERIA DE FOTOS 5

Bookmark and Share