Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "gatos"

Cãozinho sobrevivente do furacão Katrina vira "babá" de filhotes de gatos

16 de novembro de 2014 0
Fotos Reprodução Facebook

Foto Reprodução Facebook

O cachorrinho Boots, de 12 anos, tornou-se cuidador de gatinhos na sede da Arizona Humane Society, local onde mora desde que foi recolhido, com outros 300 animais, em escombros deixados pela passagem do Furacão Katrina na Louisiana, em 2005. O simpático vira-lata, que é uma mistura das raças chow chow e golden retriever, é a nova “babá” em um treinamento de socialização para facilitar a adoção de filhotes de gatos.

Os gatinhos se encontram com Boots, uma vez por semana, para algumas horas de brincadeiras e momentos descontraídos. A intenção é de que os filhotes aprendam a socializar com outros animais desde cedo e, com isso, tenham mais chance de encontrar uma nova família.

A Arizona Humane Society tem como objetivo resgatar animais, tratar e encaminhar para adoção. De acordo com a associação, o fator-chave para um gato ser adotado é o quanto ele consegue conviver com outros animais no ambiente doméstico.

No vídeo, os gatinhos aprontam para cima de Boots, enquanto o canino fica parado e bem calminho, sem reclamar! Confira:

Bookmark and Share

Saiba por que os animais têm medo de trovões e veja como ajudá-los

09 de outubro de 2014 0
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

 

Quem já presenciou um dia de tempestade com o bichinho de estimação em casa sabe que esta não é lá uma situação muito fácil. Muitos deles acabam ficando nervosos diante de relâmpagos e barulho intenso de trovões.

Mas por que isso acontece? Segundo a veterinária Ceres Faraco, doutora em psicologia e especialista em comportamento animal, aquela bagunça que os animais fazem, as tentativas de fuga e os ganidos na hora da tempestade são uma resposta normal do comportamento canino, uma vez que o barulho simboliza a eles o indício de uma situação ameaçadora.

Além disso, a fobia de trovão pode ter diversas outras motivações, desde hipersensibilidade na audição até herança de uma experiência traumática sofrida enquanto filhote. Ou seja, se o seu bicho não foi socializado ao ambiente humano corretamente, maiores são as chances dele apresentar comportamento inadequado diante de tempestades.

É possível ajudar seu amigo peludo

O problema tem tratamento.
- É preciso levar o animal ao veterinário para fazer um diagnóstico das questões envolvidas. A agitação do cão na hora de um temporal pode ser originária, também, de uma deficiência sensorial no canal da audição, o que pode ser resolvido com medicação indicada – salienta a especialista.

Entretanto, na maioria dos casos, a solução é expor o animalzinho o menos possível àquela situação de estresse.
Procure vedar a entrada da claridade dos relâmpagos para o local em que o animal se encontra e coloque neste ambiente outros ruídos que possam distrair o bichinho do som que vem da rua. Alguns se distraem com música ou som de televisão.

DICAS IMPORTANTES

* Torne a situação natural e não agrade ou acaricie o animal para deixá-lo calmo.

* Não mostre que a tempestade é algo anormal. Procure agir com tranquilidade diante do bichinho.

* Preste atenção nos sinais fisiológicos dele. Batimentos cardíacos acelerados, salivação e respiração ofegante são sinais de medo.

* Deixe-o agir por conta própria, pois, na maioria das vezes, ele está somente manifestando seu instinto de defesa.

* Na repetição excessiva da situação, procurar um veterinário.

 

Bookmark and Share

Cães resgatados da rua precisam de ajuda em Porto Alegre

26 de setembro de 2014 0
Foto Arquivo Pessoal

Fotos Arquivo Pessoal

 

A Francielle entrou em contato com o Bicharada pedindo ajuda. Ela tem um pátio espaçoso e quando vê um bichinho sofrendo na rua, acolhe. Mas não está conseguindo manter todos os animais e pede ajuda.

Sua casa serve de abrigo para aproximadamente 22 cães e 14 gatos. Eles precisam de casinhas, remédios e ração. Esses peludinhos merecem ser felizes, não precisam de muito, ter um lugarzinho para dormir e alimento já os satisfaz. Qualquer doação é bem-vinda. Eles estão no Bairro Jardim São Pedro, em Porto Alegre.

Pode ajudar?
Entre em contato com a Francielle pelos telefones (51) 3361-3624 ou 9378-4619

 

animais 2

 

 

Bookmark and Share

Gatinhos fofos aguardam um lar em Porto Alegre. Adote!

07 de setembro de 2014 0
Fotos Arquivo Pessoal

Fotos Arquivo Pessoal

 

Esse dois peludinhos precisam de um dono. São dois gatinhos machos, castrados, com aproximadamente dois anos. São muito dóceis e carinhosos. Ideais para companhia.

Os fofinhos se dão bem com crianças e com outros animais. Estão no Bairro Jardim São Pedro, em Porto Alegre, e serão entregues na casa do adotante.

Quer adotar esses mocinhos?
Entre em contato pelos telefones (51) 9452-4327 (c/ Lisa) ou 8100-3880 (c/ Cristina)

 

Bookmark and Share

Brechokão neste sábado na Zona Sul de Porto Alegre. Confira!

29 de agosto de 2014 0

Foto: Rover Dog/Divulgação


Amigos, será realizado mais um brechó para ajudar cães e gatos de rua. O evento vai acontecer neste sábado, dia 30 de agosto, a partir das 10h, na Av. Wenceslau Escobar, 1092, Galeria Carolina, na Zona Sul de Porto Alegre.

A intenção é custear resgates, casas de passagem, dívidas de clínicas, medicamentos e castrações. Você pode ajudar doando qualquer coisa, desde que esteja em bom estado. Pode levar no dia mesmo.

Também é possível comprar roupas, sapatos, cd’s, dvd’s e peças de artesanato a partir de um real.
Toda a verba será revertida para ajudar os peludinhos abandonados na nossa Capital!

Apareça por lá e ajude um bichinho necessitado! :)

* Mais informações pelo telefone (51) 9166-5275.

 

Foto: Divulgação

 

Bookmark and Share

Casal de gatinhos precisa um lar. Adote!

18 de agosto de 2014 0
Foto Arquivo Pessoal

Foto Arquivo Pessoal

 

Esses dois maninhos merecem um lar de verdade. Estão com aproximadamente dez meses, castrados e vacinados. Os gatinhos foram batizados de Pietra (pretinha) e Manolo (alemão). São muito dóceis e amorosos, mas um pouco assustados porque já sofreram demais.

Os peludinhos vivem num porão, onde ninguém os cuida. Pessoas da vizinhança dão água e comida para eles. Estão no Bairro Boa Vista, em Porto Alegre, e serão entregues na casa do adotante.

Quer dar uma chance para os irmãos Manolo e Pietra?
Entre em contato pelos telefones (51) 9993-3914 (c/ Anete) e 9913-0975 (c/ Heloísa) ou pelos e-mails anetebr@terra.com.br e heloisabr@uol.com.br

Bookmark and Share

Animais também necessitam de cuidado especial na terceira idade. Confira as dicas!

23 de julho de 2014 0
Foto Divulgação

Foto Divulgação


Vivendo com seu animalzinho todos os dias, talvez você não perceba a idade chegando. Mas é preciso estar atento aos sinais que o companheiro de quatro patas começa a dar ao ficar mais velhinho. Pode ser que ele fique menos ativo, ou que não enxergue nem ouça tão bem.

Por isso, vai precisar de ajuda e companhia neste momento. É importante ter paciência e carinho. Seu amigo peludo merece uma atenção especial. Confira as dicas da médica veterinária Aletiane Steffen Vieira e ajude a melhorar a qualidade de vida do animal idoso.

Como saber que a velhice chegou
Cães e gatos vivem, normalmente, de 12 a 15 anos, sendo que o ciclo de vida pode variar de acordo com fatores genéticos, nutricionais e ambientais. Cães de raças menores vivem mais do que os de raças maiores. Animais de raças misturadas (vira-latas) vivem mais do que os de raças puras. Todos esses fatores ajudam a determinar o tempo de vida do animalzinho.

Os cães de raças grandes ou gigantes são considerados idosos com apenas cinco anos de vida, já os de raças médias e pequenas, e os gatos, com sete anos. Geralmente, bichinhos idosos apresentam desgaste e amarelamento dos dentes ou tártaro. Os olhos podem ficar opacos e desenvolver catarata.

Outra característica são os pelos brancos ao redor do focinho e a perda da elasticidade da pele. Além disso, o corpo sofre alterações físicas e comportamentais. Eles ficam mais lentos, e os seus sentidos – olfato, paladar, visão e audição – acabam sofrendo alterações.

Alimentação
Animais idosos requerem cuidados alimentares especiais e a dieta deve ser equilibrada. Os velhinhos gastam menos energia, devido à redução das atividades físicas. Devem consumir menos calorias, evitando a obesidade, que pode desencadear algumas patologias como problemas cardíacos. O ideal é usar uma ração específica para animais idosos e, se necessário, fazer uso de rações terapêuticas prescritas pelo veterinário.

Cuidados básicos
* Leve seu bichinho periodicamente ao veterinário para fazer exames. É importante diagnosticar precocemente problemas que podem surgir com o tempo.

* Ofereça uma alimentação de qualidade durante todas as fases da vida. Se mantiver uma nutrição saudável enquanto o animal ainda for jovem, terá bons resultados quando ele chegar à velhice.

* Tenha cuidado ao dar banho no animal idoso, pois a maioria deles possui problemas ou dores articulares.

* Mantenha sempre a vacinação e desverminação em dia.

* Cuide para que fiquem abrigados de chuva e frio.

* Mantenha a caminha ou casinha em um local de fácil acesso e sem obstáculos.

* Evite o acesso dos animais a escadas ou piscina.

* Procure não trocar de lugar os móveis da casa. Com a idade avançada, os animais ficam mais desorientados.

* Estimule sempre seu animalzinho a dar pequenas caminhadas.

* Carinho, paciência e atenção nunca são demais neste momento da vida dos animais.

Bookmark and Share

Controle, segurança e cuidado com a cachorrada em Cachoeirinha

09 de julho de 2014 1
Foto Prefeitura de Cachoeirinha/Divulgação

Chip é implantado sob a pele do animal, sem dor   (Foto Prefeitura de Cachoeirinha/Divulgação)

 

Cachoeirinha já está colocando em prática uma ação para o bem-estar dos cãezinhos da cidade que, ao mesmo tempo, permite um maior controle sobre a população animal local. Uma parceria da ong Onda com a Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SMMA), garante, além da castração, a implantação de chips nos cachorros com informações sobre o bichinho.

Quem é o dono, qual a raça, a idade, o histórico de vacinações, o estado de saúde, entre outros dados, ficarão armazenados neste chip e poderão ser consultados em caso de perda ou abandono do animal. O dispositivo é do tamanho de um grão de arroz e implantado sob a pele do animal, de forma indolor, por um veterinário na clínica da ong.

“Como o animal já estará anestesiado para fazer a castração, achamos por bem aproveitar o momento para colocar o chip”, explica a presidente da Onda, Karen Scheid.

Castração e chipagem são serviços gratuitos
O serviço é gratuito e disponível a todos os cidadãos da cidade que tenham cães, além dos cachorros recolhidos das ruas pela ong e colocados para adoção. Nesta primeira etapa do projeto, os bairros mais carentes de Cachoeirinha serão os primeiros a ter seus animais cadastrados e chipados, uma vez que, lá, existe maior número de cães por residência. Em seguida, o serviço irá contemplar todos os bairros da cidade. A estimativa é de que cem animais sejam castrados e chipados por mês.
O processo funciona da seguinte maneira: uma equipe da SSMA vai até o bairro e realiza, previamente, um cadastro para que, após, os cães sejam recolhidos, levados até a Onda e, lá, sejam castrados e chipados. Os cãezinhos permanecem em observação na clínica por um dia e, depois, são devolvidos aos seus donos.
De acordo com o secretário municipal de Meio Ambiente, Fernando Medeiros, o principal foco dessa ação é a posse responsável.

Abandono de cães deve diminuir  
Segundo ele, com o animal chipado, o número de abandonos e de maus tratos deverá sofrer uma redução significativa, uma vez que o dono encontrado ou denunciado responderá judicialmente pelo fato. No caso de cães comunitários, o procedimento é o mesmo, pois sempre há alguém na rua ou no bairro que acolhe e cuida do cão.
“Muitos cães na cidade têm casinha na rua, comida e água. Da mesma forma, terão o chip para que não migrem a outro bairro”, explica Fernando.

* Mais informações sobre o projeto pelos telefones (51) 3041-5081 (Onda) ou 3441-4312 (Secretaria Municipal de Meio Ambiente).

 

Bookmark and Share

10 dicas de cuidado com seu pet durante a Copa

25 de junho de 2014 0
Mantenha seu animalzinho protegido em casa (Foto: Stock.xchng/Divulgação)

Mantenha seu animalzinho protegido em casa   (Foto: Stock.xchng/Divulgação)

 

Os animais costumam se assustar com o barulho de fogos e rojões. Cães e gatos têm a audição muito sensível e dificilmente vão se adaptar aos sons muito fortes. O pânico desorienta o animal, que tende a correr desesperado e sem destino. Para evitar transtornos durante a Copa do Mundo, garanta condições mínimas de segurança e um ambiente tranquilo para o seu amigo de quatro patas. A Associação Humanitária de Proteção e Bem-Estar Animal (Arca Brasil) listou dez maneiras de amenizar o incômodo e evitar situações de risco para seu animalzinho de estimação durante este período. Confira!

1 - Coloque uma plaqueta de identificação na coleira com o número do seu telefone (residência e celular) no bichinho, essencial para o caso de fugas. A coleira  deve ser elástica, para evitar enforcamentos ao se prender em galhos ou outro objeto. O microchip é uma identificação perfeita e definitiva, mas não elimina a necessidade da placa.

2 - Verifique se muros, cercas e portões encontram-se em bom estado e são suficientes para impedir fugas, mesmo que o animal esteja apavorado. Antes dos jogos, acomode o bicho em um ambiente o mais protegido possível dos barulhos, dentro de casa ou em área externa em que ele fique isolado dos perigos.

3 - Nunca deixe seu cão preso em corrente. Na hora do pânico ele pode se machucar e até se enforcar. Se tiver mais de um, evite deixá-los juntos por precaução. Excitados pelo barulho, eles podem brigar e se ferir gravemente.

4 - Dê alimentos leves antes dos fogos, evitando os distúrbios digestivos provocados pela agitação e pelo pânico.

5 - Se mora em apartamento, verifique se as telas de proteção estão firmes e seguras. Se não tiver tela, jamais deixe as janelas abertas, sobretudo se você tem gatos e não estiver em casa na hora do jogo.

6 - Antes do jogo, aproxime seu animal da TV ou do aparelho de som e, aos poucos, vá aumentando o volume para que ele se acostume com o som alto.

7 - Apesar de desconfortáveis, tampões de silicone ou algodão podem ser utilizados, mas devem ser retirados assim que o barulho cessar.

8 - Saia para passear, correr e brincar com o seu cão várias vezes no dia dos jogos, assim ele estará mais cansado durante a queima de fogos e o medo dos rojões terá uma ação menor.

9 - Para os gatos, procure criar um cantinho só para eles, fazendo tocas com cobertores para aumentar a sensação de proteção. Abra portas de armários e deixe os lugares que eles gostam acessíveis, além de água, comida e areia próximos.

10 - Consulte um veterinário para saber sobre medicações e calmantes que podem tranquilizar seu bichinho. Muitas pessoas utilizam florais, que são essências extraídas de flores silvestres e auxiliam no equilíbrio das emoções. Os florais não têm contraindicações, mas é importante nunca dar medicamentos ao animalzinho sem a indicação médica.

 

 

Bookmark and Share

Coordenadoria de Bem-Estar Animal faz parceria com protetores de Canoas

10 de junho de 2014 0
A protetora Maria Iara Oliveira já está participando de ações realizadas pelo Bem-Estar Animal (Foto Paula Vinhas/Divulgação)

A protetora Maria Iara Oliveira já participa de ações realizadas pelo Bem-Estar Animal (Foto Paula Vinhas/Divulgação)

 

A Coordenadoria Municipal de Bem-Estar Animal está cadastrando protetores de animais de Canoas. A intenção é identificar voluntários e criar parcerias na construção de soluções e melhores condições de vida para os animais da cidade, em especial na defesa, proteção e controle populacional.

De acordo com o secretário especial de Bem-Estar Animal, Cristiano Moraes, com a iniciativa será possível localizar onde estão os protetores e conhecer as necessidades deles no trabalho que já executam.

“Hoje podemos disponibilizar a castração e a identificação por meio de chipagem, além de espaços nas feiras para encaminhar animais à adoção”, destaca Moraes.

Interessados devem contatar a Central do Cidadão, órgão da Prefeitura, pelo telefone 08005101234.

 

 

Bookmark and Share

Instituto Sierra é exemplo de amor aos animais em Gramado

04 de junho de 2014 7
Fotos Divulgação

Instituto tem estrutura para cuidar de até 500 animais (Fotos Divulgação)

 

Gramado tem um dos maiores e mais completos centros do Rio Grande do Sul para abrigo de animais carentes. O Instituto Sierra é um espaço mantido por uma empresa da região, que cuida de gatos e cachorros abandonados e os encaminha para adoção. O local possui canil, gatil, salas de consulta, exames e cirurgia.

É uma grande estrutura montada com muito amor e carinho para que os bichinhos abandonados e maltratados possam se recuperar física e psicologicamente de traumas que viveram na rua. O instituto oferece a esses animais uma nova chance na vida e a oportunidade de conseguir um bom lar para serem felizes.

Instituição não recebe doação de terceiros

A empresária Marisa Tissot, fundadora do local, faz questão de acompanhar todo o processo de perto, para que os animais tenham sempre um tratamento adequado e qualidade de vida.
Marisa não aceita doações de dinheiro ou de alimentos, nem resgata qualquer bichinho na rua. Mesmo tendo uma grande área – comporta cerca de 500 animais – , ela nunca lotou o local. Ela salienta:

“Tenho um limite e não sou depósito de animais. Não aceito ração nem dinheiro. Amo os bichos e faço tudo nas minhas condições. Não quero nem tenho a obrigação de fazer o trabalho que deveria ser realizado pela prefeitura.”

O instituto já ajudou 1,2 mil animais desde a sua inauguração, há quatro anos. Os resgatados passam por uma averiguação veterinária, fazem o tratamento necessário e, somente depois de serem castrados, vacinados e chipados, estão prontos para a adoção.

“Também ajudamos os bichinhos de pessoas com extrema necessidade. O instituto dá vacinas, castração e auxílio veterinário gratuito para alguns animais domésticos, quando se confirma que o dono não tem condições de pagar os cuidados com seu animalzinho.” acrescenta Marisa.

Cães têm um grande espaço para brincar e gastar energia

Cães têm um grande espaço para brincar e gastar energia

Uma verdadeira mãe

Fundadora e mantenedora do Instituto Sierra, a empresária Marisa Tissot também administra as lojas e a fábrica Sierra Móveis, na Serra. Casada com o também empresário Luiz André Tissot, é mãe de dois filhos, Gustavo, 17 anos, e Arthur, 11 anos, e divide com a família a paixão pelos animais.

“Meu marido é o maior apoiador. Nem poderia ser diferente. Eu não me apaixonaria por alguém que não gostasse de bichos. É pré-requisito (risos)! Todos são cachorreiros lá em casa, diz a empresária.”
Paixão esta que Marisa, garante, cultiva desde a infância.
“Costumo dizer que o meu destino e os dos animais foram traçados na maternidade. Quando eu nasci, cheguei em casa e já tinha um cachorro me esperando, revela.”

Chicão (D) foi o primeiro resgatado pela Marisa

Chicão (D) foi o primeiro resgatado pela Marisa

 

Natural de Blumenau, em Santa Catarina, hoje ela mora em Gramado, onde tem 15 animais, entre gatos e cachorros, fora o que ela chama de ‘agregados que aparecem eventualmente’. Mas destaca que amor aos animais também é desapego, por isso, resiste ao desejo e ao impulso de levar para casa os bichinhos que chegam ao instituto, por mais fofinhos e carentes que sejam.

“Tem que ter a consciência do desapego, de saber que o animal quer uma família, quer amor, quer cuidado. E eles não são meus, eu sou apenas uma casa de passagem. Quem vai fazer esse papel é a família para quem eu vou entregá-los, completa.”

Bichinhos têm área de lazer, canil seguro e confortável, cirurgias, exames e tratamento especial

Bichinhos têm área de lazer, canil seguro e confortável, cirurgias, exames e tratamento especial

 

Bookmark and Share

Brechó para ajudar os gatos do colégio Julinho é neste sábado!

22 de maio de 2014 1

Gatos do Julinho 2
Amigos, vai acontecer um brechó super especial para ajudar os gatos do Julinho. O evento será neste sábado, no Colégio Júlio de Castilhos, em Porto Alegre. A intenção é conseguir dinheiro para custear castração, medicamentos e alimentação desses gatinhos que ficam no local. Também é possível fazer doação de roupas, sapatos, livros, cd’s, dvd’s, brinquedos, bolsas, bijuterias, louças, entre outras coisas, para que sejam vendidos no evento.

Participe deste ação e ajude os bichinhos necessitados!! :)

CONFIRA:
O que? Brechó Gatos do Julinho
Quando? Sábado, dia 24 de maio
Onde? Colégio Júlio de Castilhos (Avenida João Pessoa, 1784, Bairro Santana, em Porto Alegre)
Horário? Das 9h às 12h

Bookmark and Share

PVL Perfumaria lança novos produtos para cães e gatos na Feipet em Novo Hamburgo

26 de abril de 2014 0
Produtos da Pet Style são os primeiros no mundo com a composição de argiloterapia

Produtos da Pet Style são os primeiros no mundo com a composição de argiloterapia

 

Mais uma ótima novidade rolando no meio pet. São produtos inovadores da marca Pet Style fabricados pela PVL Perfumaria, aqui em Porto Alegre, e inéditos no Brasil. O mais novo produto a ser lançado será a argiloterapia, método bastante usado no tratamento de pele em humanos, e que agora também irá cuidar da saúde de cães e gatos.

Essa linha é um novo conceito em produtos para animais criados para limpar, desodorizar, hidratar, dar brilho e também produzir o efeito “fluffy” (pelo armado). As composições são: argila branca – clareador, argila verde – adstringente, argila preta – rejuvenescedor, e argila rosa – hidratante. A linha também pretende lançar o xampu com Carvão Ativado, um excelente adstringente, com diferenciado poder de atuação na eliminação de as impurezas da pele e dos pelos dos animais, inclusive substâncias decorrentes de intoxicação por produtos com inseticidas. Vale conferir essas novidades e muito mais!

Kit de produtos 2
Todos estes produtos serão demonstrados por groomers renomados nacionalmente (especialistas em estética animal), na Feira de Negócios para Animais de Estimação (FEIPET), em Novo Hamburgo.
Mais informações sobre os produtos aqui: www.pvlperfumaria.com.br

SOBRE A FEIPET
É a primeira e única feira de negócios para animais de estimação da região Sul do Brasil. Realizada de 27 a 29 de abril, das 13h às 20h, na Fenac – Centro de Eventos e Negócios -, em Novo Hamburgo, a exposição é voltada para profissionais do segmento pet, movimentando clínicas veterinárias, pet shops e agropecuárias. O público visitante pode participar gratuitamente também das atrações do Espaço Grooming e da programação de palestras que ocorrem simultâneas à feira.

 

Feipet 2014

Bookmark and Share

Seda e Cidade Baixa em Alta promovem edição especial do Brechocão em Porto Alegre

25 de abril de 2014 0

Garibaldo_brechó
A Secretaria Especial dos Direitos Animais (Seda) e o projeto Cidade Baixa em Alta vão realizar, neste sábado, dia 26, uma edição especial do Brechocão. O brechó, do qual fazem parte entidades e protetores de animais, acontece durante o “Garibaldo“, evento na Praça Garibaldi. Além do Brechocão, o Garibaldo contará com uma feira de adoções de animais abrigados na Unidade de Medicina Veterinária (UMV) da Seda e orientação sobre os cuidados diários com os bichos.

Que tal ajudar os bichinhos carentes e levar para casa artigos com preços bem acessíveis?
Você também pode doar artigos para venda no brechó ou ração para os cães e gatos. Todo dinheiro arrecadado será utilizado para custear medicamentos, tratamentos e a castração dos amiguinhos de quatro patas.

CONFIRA!
O que: Brechocão e Garibaldo
Onde: Praça Garibaldi, na Av. José do Patrocínio, Bairro Cidade Baixa, em Porto Alegre
Quando: Sábado, dia 26 de abril, das 10h às 15h

Garibaldo_brechó 2

Bookmark and Share

Valentim e Olívia adoram brincar e aguardam uma família especial

02 de março de 2014 0
Fotos: Arquivo Pessoal

Fotos: Arquivo Pessoal

 

Esses dois lindinhos querem uma família de verdade. O machinho se chama Valentim, e a fêmea, Olívia. Eles têm aproximadamente três meses. Estão desverminados, despulgados e com castração a baixo custo garantida.

Os gatinhos adoram brincar, são muito dóceis e amorosos. Ideais para apartamento, de preferência com tela de proteção. Estão num lar de passagem em Porto Alegre e podem ser entregues na casa do adotante.

Quer dar um lar para esses gatinhos?

Entre em contato com a Katya pelo telefone (51) 9985-3753

 

Olivia_adoção 1

 

Bookmark and Share

Animais da Vila Santo André em Porto Alegre precisam de ajuda urgente

16 de fevereiro de 2014 2
Fotos: Arquivo Pessoal

Fotos: Arquivo Pessoal

 

Esses bichinhos pedem socorro! A protetora Dani que faz uma ação de resgate na Vila Santo André, Bairro Humaitá, na Zona Norte de Porto Alegre está desesperada com o estado de saúde desses animais. A situação do local é triste e precária. Os animais sofrem com a falta de assistência.

São gatos e cachorros muito doentes, famintos e sem abrigo. A Dani está levando os casos mais graves para uma clínica veterinária. Os outros casos, menos desesperadores, ela leva remédios e dá o mínimo de tratamento. Esses peludinhos precisam de castração e alimento, estão passando fome.

Porém, são muitos para ela cuidar sozinha. Não tem condições de medicar e alimentar todos esses animais. Precisa de doações com urgência. Ração, remédios, potes de água e comida, jornais ou doação em dinheiro. Tudo é muito bem-vindo.

 
Cães_ajuda 3

 

Quem quiser depositar:
Banco Banrisul
Agência: 0060
Conta: 390317050-6
Hilga da Rosa Dias (mãe da Dani) – CPF: 616701970-34

*** Para um maior controle da protetora ligue avisando sobre o depósito. A Dani vai manter todos os “padrinhos” sempre bem informados sobre as despesas com os bichinhos.

Pode ajudar? Entre em contato com a Dani pelos telefones (51) 8508-3159 ou 9212-0756.

 

Cães_ajuda 2

 

 

Bookmark and Share

Férias!!!

23 de janeiro de 2014 1
Betine, o nosso amigo peludo Buddy e eu, Ana Karina (Crédito: Luísa Planella)

Betine, o nosso amigo peludo Buddy e eu (Crédito: Luísa Planella)

 

Amigos, estou entrando em férias e volto no dia 12 de fevereiro. Até lá, nossos bichinhos não vão ficar desamparados. O blog segue a todo vapor com a ajuda da minha amiga e colega Betine de Paris. Ela e a querida auxiliar Jasmine Estevo vão continuar publicando adoções, perdidos e encontrados, além de dicas e matérias importantes para ajudar os nossos peludos necessitados!
Continuem mandando material para o Bicharada por mensagem fechada no facebook.com/bicharada ou para o e-mail: bicharada@clicrbs.com.br .

Um grande beijo,
Ana Karina Giacomelli

 

Bookmark and Share

Gatinhos foram abandonados e precisam de um novo lar

23 de dezembro de 2013 0
Fotos: Arquivo Pessoal

Fotos: Arquivo Pessoal

 

Esses dois fofinhos foram abandonados e precisam de uma família. São dois machinhos de aproximadamente três meses. São muito queridos e adoram brincar.

Se adaptam bem em qualquer ambiente e são ótimas companhias. Estão em um lar temporário no Bairro Feitoria, em São Leopoldo/RS.

Quer levar esses amados para casa?

Entre em contato com o Harry pelo telefone (51) 3590-1081

 

gatos para adoção2

Bookmark and Share

Nova linha de coleiras e guias luminosas para animais de estimação

20 de dezembro de 2013 0
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

 

Pessoal, que maravilhosa essa linha de coleiras, peitorais e guias para cães da Tech Pets. A empresa trouxe para o Brasil uma inovação usando a tecnologia da eletroluminescência (EL) num circuito interno envolvido por um corpo de nylon estrutural colorido, que produz um efeito visual muito legal. Essas coleiras são perfeitas para passear com seu bichinho à noite com o máximo de segurança.

Tanto os cães quanto as pessoas precisam transitar com segurança para ter um passeio tranquilo e desfrutar de agradáveis momentos de lazer. E se conseguirmos aliar segurança com tecnologia, o resultado é ainda melhor. Apesar da potência da luminosidade dos produtos, ela não irrita os olhos do animalzinho, nem dos humanos.

Meu cachorrinho Lucky adorou a novidade! Não estranhou a coleira nova e eu achei o máximo passear com ele à noite com essa iluminação legal!
O pequeno foi a atração da rua e chamou a atenção de todos!  :)
A nova linha conta com quatro estilos diferentes que vão iluminar você e seu cãozinho.

Para quem ainda não conhece a Tech Petsm é uma empresa de Londres que alia tecnologia com segurança, desenvolvendo produtos exclusivos para os animais domésticos. Ela ainda colabora para a integração e socialização de animais carentes no Brasil, por meio da Fundação Tech Pets, onde parte do seu faturamento é investido no bem-estar destes bichinhos.

Confiram as características do produto:
- Confeccionada em nylon de alta densidade e resistência
- Drive interno e estrutura luminescente resistente à água (respingos e chuva – só não deve ser mergulhada)
-  Acionamento através de botão embutido no circuito
- Quatro modos de operação
- Funcionamento através de duas baterias de lítio (já inclusas no kit) com duração de 85 a 100 horas (dependendo do modo de operação escolhido)
- Alcance de visibilidade de até 1,6km
- Material de fácil limpeza

Clique AQUI para saber mais sobre a Tech Pets e adquirir os produtos.

Você também encontra essas lindas guias e coleiras na loja  MUNDO ANIMAL  (Rua 24 de Outubro, 1201, em Porto Alegre)

Confira os vídeos de divulgação dos produtos e da fundação que ajuda os animais carentes:

 

 

Bookmark and Share

Mitos e verdades sobre os animais de estimação

18 de dezembro de 2013 0
Foto: Reprodução/ www.hammacher.com

Foto: Reprodução/ www.hammacher.com

 

Você já deve ter ouvido histórias diferentes envolvendo animais de estimação do tipo cães enxergam em preto e branco, nariz quente significa que o bichinho está com febre ou que grávidas não podem ter gato em casa. Várias histórias dão origem a diversas especulações. Para acabar com alguns mitos que cercam nossos amiguinhos de quatro patas, o Bicharada conversou com a médica veterinária Aletiane Steffen Vieira, que desvendou alguns mitos do mundo animal. Confira!

1 – Cães e gatos enxergam no escuro?
Verdade. Os animais enxergam muito bem no escuro devido a uma pigmentação existente no fundo dos olhos que reflete e amplifica a luminosidade.

2 – Cães e gatos enxergam em preto e branco?
Mito. Há muitos anos se achava que os cães enxergavam apenas preto e branco, mas pesquisas comprovam que tanto cães quanto gatos conseguem diferenciar algumas cores como azul, cinza e amarelo.

3 – Nariz molhado e frio significa que meu bichinho está saudável. E se estiver com o nariz quente, está com febre?
Mito. O nariz molhado e o frio não podem ser considerados como um indicativo de que seu cão está doente. Para saber se o animal apresenta um quadro febril, deve-se fazer uso de um termômetro por via retal. Só assim é possível saber se o bichinho está com febre ou se o focinho está quente apenas por aumento da temperatura do ambiente.

4 – O cão sabe quando o dono está triste ou deprimido?
Verdade. É cada vez mais frequente os cães fazerem parte da família e participarem do nosso cotidiano. Esperam o dia todo até seu dono chegar do trabalho ou de um passeio, e os recebem tão felizes como se tivessem ficado dias longe. Sendo assim, ele espera que seu dono chegue com a mesma energia de sempre. Se a intensidade de interação não é a mesma, eles sentem que algo está errado e podem acabar ficando deprimidos também.

5 – A castração evita câncer na fêmea?
Verdade. A castração em fêmeas caninas é indicada antes do primeiro cio. Isto evita que ocorram alterações hormonais prevenindo o aparecimento de tumores mamários e uterinos em até 99%.

6 – Machos castrados deixam de fazer xixi pela casa?
Verdade. Os machos têm por instinto uma disputa territorial e isto é determinado através da urina. Castrando o animal antes da fase adulta não ocorrerá está disputa e ele não irá urinar pela casa toda.

7 – Humanos passam resfriados para cães e gatos ou vice e versa?
Mito. Cães e gatos não transmitem gripe ou resfriados para humanos, assim como os humanos não transmitem para eles. Os agentes virais são diferentes entre os felinos, caninos e humanos.

8 – A mordida e a baba de cachorro transmitem raiva?
Verdade. A raiva é uma doença transmitida por um vírus que causa dificuldade de deglutição e agressividade nos cães. A principal via de transmissão para humanos é a mordida do animal infectado e também a saliva. A prevenção da doença deve ser feita através da vacinação anual.

9 – Grávidas e bebês não devem conviver com animais?
Mito. Existem algumas doenças que são transmitidas de animais para os humanos, mas isto não significa que grávidas e bebês sejam privados deste convívio. Animais devidamente vacinados, desverminados e vivendo em um ambiente limpo podem manter contato tanto com as futuras mamães, quanto com as crianças.

10 – Gatos transmitem asma?
Mito. A asma é uma doença alérgica respiratória que ocorre em humanos por algum tipo de predisposição genética, podendo ocorrer crises por contato com ácaros do ambiente e em contato com gatos ou cães que estejam com ácaro em sua pelagem, mas o gato não transmite asma.

11 – Animais ajudam a combater a depressão?
Verdade. Os animais são utilizados em muitos tipos de terapias, inclusive, contra a depressão. Não é à toa que os bichinhos são considerados os melhores amigos dos seres humanos.

12 – Óleo queimado é bom para curar sarna?
Mito. O uso de produtos como óleo queimado para o tratamento da sarna pode causar quadros de intoxicação em animais e, em alguns casos, até óbito. Se o animalzinho apresentar problemas de sarna procure a ajuda de um veterinário, pois existem medicações adequadas para tratar essa doença.

13 – Filhotes não podem tomar banho?
Verdade. Filhotes são muito sensíveis. A indicação para banho é somente após estarem com a vacinação completa. Isto se dá, mais ou menos, aos quatro meses de vida. Se o filhote estiver com mau cheiro, pode-se fazer uso do banho seco e escovação.

15 – Cães podem cruzar mesmo depois de castrados?
Verdade. Machos são atraídos pelo cheiro que a fêmea libera durante o período do cio. Mesmo sendo castrados irão cruzar, porém, não haverá fecundação.

 

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

 

Bookmark and Share