Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Pedal para relaxar em Itapoá

06 de março de 2015 1

Por Leo Munhoz

Praia das pedras

DCIM792GOPRO

A Praia das Pedras tem este nome por ser dividida por três grandes pedras bem visíveis. São chamadas de praia da primeira pedra, da segunda e praia da terceira pedra. Ali é o local preferido da maioria dos turistas durante a alta temporada, com um grande faixa de areia propícia para a prática de esportes e o mar agitado, sendo também uma boa opção para surfistas.
Na primeira pedra tem uma ciclofaixa ainda em construção ou finalização, mas é uma boa opção quando a areia estiver lotada por veranistas e uma grande iniciativa.A segunda é logo ao lado. A distância uma da outra é bem curta. Já na terceira pedra, que é a maior de todas, tem um mirante que vale uma conferida para tirar algumas fotos, a estrutura é bem bacana.

DCIM792GOPRO
Por ali encontrei o seu Benedito Moura, 60 anos, e sua bicicleta. Perguntei pra onde estava indo e ele respondeu assim: “vou para o correio e por aqui é mais bonito e agradável né”. Nem que demore mais, mas vale a pena. Benedito é morador de Itapoá há muitos anos e costuma se locomover muito com sua bike, principalmente na alta temporada, já que o trânsito não ajuda muito, para sair da rotina do carro e da moto e também para a saúde – ” porque eu quero mais é viver”, conta.

DCIM792GOPRO
Benedito Moura, 60 anos

32 km de orla

Comecei o pedal já pensando em escrever o que estava sentindo, pois estava pedalando pela areia da praia da Terceira Pedra em Itapoá, e estava realmente muito relaxante, girando o pedal bem devagar e num ritmo agradável. Como já estamos em baixa temporada, quase não tinha veranistas na beira-mar, então pedalava despreocupado. A meta que havia estabelecido era sair da praia das pedras e ir até o porto, sempre pela areia. Tinha uma noção da distância que ia percorrer, 16 quilômetros, mas, na prática, pela areia molhada, pareceu muito mais que isso. Era praia que não acabava mais, pois não tinha como aumentar a velocidade pelo peso de girar a roda e o sol forte forte castigando. Ainda não tinha pedalado tanto assim perto do mar, mas vale a pena. É possível ver muitas paisagens espetaculares, muitas aves, pescadores por hobby e os por profissão. A sensação é indescritível.

DCIM792GOPRO

Pedras para proteger as casas

Uma fato curioso é que a maioria das casas que estão na beira da areia tem muitas pedras em sua volta. O mar sobe muito naquela região e essa é única forma da água não entrar casa adentro. Moradores da região me relataram que muitas já nem existem mais porque o mar levou.

DCIM792GOPRO

O porto

A chegada no porto, principalmente no fim de tarde, que foi a hora que passei por lá, é incrível, por ser um local que estamos pouco habituados a circular. Aqueles navios chamam a atenção de qualquer um a grandes distâncias. Pela areia conseguimos chegar o mais próximo possível das embarcações, o que rende belas imagens e é um bom lugar pra descansar.​

DCIM793GOPRO

 

Veja o vídeo da pedalada.

Confira mais algumas fotos:

Comentários (1)

  • Benedito Moura diz: 9 de março de 2015

    Obrigado Léo.
    A matéria e a foto ficaram muito boas.
    Parabéns.

Envie seu Comentário