Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Cachoeira do Amâncio: a recompensa é um banho gelado

14 de março de 2015 0

Por Fernanda Ribas

 

Quem pedala com frequência sabe a dor e a delícia de percorrer um trajeto com uma cachoeira como destino final. Estrada de chão, poeira, picadas de mosquito e subidas pesadas entram no roteiro dos que têm coragem e disposição para encarar um trajeto mais distante — porque as cachoeiras mais lindas sempre ficam longe.

Mas depois de pedalar alguns quilômetros e ter como recompensa um banho gelado, a ideia de conhecer esses paraísos escondidos em meio à mata torna-se uma atividade para o corpo e a alma. No último fim de semana eu pedalei até a Cachoeira do Amâncio, em Biguaçu, roteiro que encerra esta temporada de Bike Repórter. Valeu a pena cada pedalada, cada roteiro. Percorrer o litoral catarinense sobre duas rodas é realmente conhecê-lo e desvendá-lo em cada detalhe, bem perto do mar, em meio à natureza.

Roteiros com cachoeiras no caminho

Cachoeira do Amâncio – Biguaçu

bike9

De ovelhas, bois e cavalos soltos em um pasto verde a um avestruz. De goiabeiras a eucaliptos que parecem dançar com o vento forte. Da brisa do mar à poeira da estrada de chão. O trajeto de Itapema até a Cachoeira do Amâncio, na área rural de Biguaçu, tem todos os cenários em um só. É cansativo e prazeroso ao mesmo tempo.

Quando se pedala em grupo, como neste dia quando mais de 40 pessoas se juntaram para fazer o percurso, cada um tem um ritmo diferente e muitos que já estão acostumados com o roteiro seguem na frente. Com tantas marcas de pneus de bicicleta no chão eu me dava conta que ficava para trás. Ao som do mantra “um, dois, um dois”, recomendada pelos meus amigos ciclistas para manter o ritmo, passamos pela área rural de Tijucas, atravessamos a BR-101 e chegamos ao nosso destino final. Lá, encontrei outros 30 ciclistas vindos de Itajaí — relaxavam na água até seguir viagem de volta.

O indicado é ir cedo e acompanhado de um grupo. Há vários mercadinhos ao longo do caminho para comprar água e algum alimento para repor as energias. Grande parte do trajeto é de estrada de chão e há algumas subidas, mas nada intimidador. O ideal é aproveitar , no mínimo, uma hora a cachoeira, tomar um banho e voltar pela BR-101, para pegar um ritmo mais acelerado.
O passeio completo dura em torno de cinco horas e é preciso estar preparado com câmara reserva e um kit básico que inclui chaves, pinça, fita, par de espátulas, alicate, bomba de ar, remendos de vários tamanhos e corda — se for preciso socorrer alguém ao longo do caminho.

Trajeto

Partindo de Itapema, siga pelas avenidas Nereu Ramos e Hironildo Conceição dos Santos até Perequê. Ao chegar no trevo em Porto Belo, vá pela Avenida José Noeli Cruz, conhecida também como Estrada Geral Santa Luzia, que parte é asfaltada e outra parte é de estrada de chão. Já em Tijucas, siga pela Rua Euclides Francisco Peixoto e depois pela Rua Lauro Müller até cruzar a BR-101 por debaixo do viaduto. Siga pela Estrada Timbé, que é plana, até chegar à Avenida Sorocaba, já em Biguaçu. Na Alameda Quinta dos Ganchos, a subida diminui o ritmo e faz cansar. Mas a compensação está logo ali, em uma entradinha às margens da rodovia onde é possível deixar a bike e seguir por uma trilha até a cachoeira.

Percurso total
Saída: Avenida Nereu Ramos, Itapema
Distância: 37 km
Dificuldade: média

O ciclista da Equipe Nine/ Bike Avenida / Expressão Arte Luiz Carlos de Lima sempre que vai a Cachoeira do Amâncio leva sacos plásticos nos bolsos. É por um bom motivo. Ele comenta que os banhistas acabam deixando latas e embalagens plásticas. Luiz Carlos recolhe em sacos e carrega na bicicleta de volta à Itapema.

bike7

Valeu, pessoal!

bike10

 

Cachoeira Seca – Camboriú

Não é um pedal para qualquer tipo de bicicleta, nem para qualquer tipo de ciclista. Apesar de não ser um percurso longo, o caminho é pesado. Há duas subidas, a do Areal e a do Salto, mas elas são tão íngremes, como é o caso do Salto, que o ciclista precisa sair da bike e carregá-la.

Trajeto

Comece pela Rua Gustavo Richard e vire à direita pela na Rua Maria da Glória Pereira. Siga e vire à esquerda até a Avenida João da Costa. Se quiser fazer uma pausa, há um pesque e pague no caminho com restaurante. Vire à esquerda na Via Barriga Verde. É neste trecho que o ciclista passa por uma imensidão verde sem fim: os arrozais. Depois siga pela Rua Palha até chegar ao Paraíso da Pesca. De lá, o trajeto é uma reta pela Estrada Distrito Vila Conceição com algumas subidas até chegar à cachoeira, que fica em uma propriedade particular.

Percurso total
Saída: Rua Gustavo Richard, Camboriú
Distância: 32 km
Dificuldade: alta

Cascata do Encanto – Camboriú
O início do pedal é o mesmo que vai até a Cachoeira Seca, porém o trajeto até a Cascata do Encanto é muito mais leve, por ser plano, e mais curto. Recomendado a iniciantes que querem pedalar e também curtir o visual de uma cachoeira, na tranquilidade da área rural de Camboriú.

Trajeto: comece pela Rua Gustavo Richard e siga pela Avenida José Francisco Bernardes. Da rótula até o destino final pela Estrada Distrito Vila Conceição são quatro quilômetros.

Percurso total
Saída: Rua Gustavo Richard, Camboriú
Distância: 16 km
Dificuldade: baixa

 

Confira as fotos:

Envie seu Comentário