Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Pote até aqui de mágoa

31 de março de 2012 5

Quem comentou o tuíte do secretário Filipe Mello (PSDB), do Planejamento, foi sua ex-assessora Caroline Tancredo, em post retuitado pelo marido, o secretário de Comunicação da Prefeitura de Florianópolis, Fenelon Damiani. Prova de que roupa suja se lava no Twitter.

Moacir Pereira conta a história aqui.

Bookmark and Share

Comentários

comments

Comentários (5)

  • Flavia diz: 1 de abril de 2012

    E, ela ainda questiona pq foi exonerada! Vivemos no mundo da piada mesmo! Ah esse PMDB que sempre mamou…

  • Claudia diz: 2 de abril de 2012

    “Voce tem o direito de pensar o que quiser, mas jamais tera o direito de julgar e rotular os passos que eu dou. O mesmo dedo da mao com que voce me aponta, torna-se voltado em outros tres contra seu proprio eu…”

  • Carolina Tancredo Damiani diz: 2 de abril de 2012

    Caro colega Upiara, tendo em vista a grande repercussão desse caso, quero esclarecer que me sinto aliviada por saber que saio da Secretaria de Estado do Planejamento com o sentimento de dever cumprido. Foram três anos de total dedicação. Nestes últimos 15 meses, desde que o novo secretário assumiu a pasta, tenho orgulho de poder dizer que somente em 2011, entre notas, matérias, fotos e artigos, apenas nos veículos de comunicação impressa, a SPG alcançou a excepcional marca de 800 páginas de clippagem, material cuidadosamente encadernado em capa dura e entregue ao secretário. Sem contar as entrevistas para as emissoras de rádio e televisão. Isso é fruto diretamente do trabalho de divulgação realizada pela Assessoria de Comunicação, que estava sob o meu comando. Minha decepção foi com modo com que o secretário conduziu meu processo de exoneração. Ele tem sim todo o direito de escolher a dedo sua equipe, mesmo não estando satisfeito com toda essa divulgação por mim realizada, e sempre de maneira tão positiva. Já exonerou pessoas até mais próximas. Porém, a mim ele disse que o PDSB, comandado pelo deputado Marcos Vieira, exigiam o cargo. O que não era verdade. Me garantiu que iria fazer o possível para tentar me manter na assessoria. Na última quarta-feira, disse ainda que um publicitário estava cotado para vir para o meu lugar. Isso também não era verdade. O que nos deixou estarrecidos, a mim e ao Fenelon Damiani, meu marido, foi que antes mesmo de eu ser exonerada (coisa de fato ainda nem fui), a jornalista Renata Fulanetto, que já havia feito uma espécie de estágio ali na comunicação do Planejamento, acompanhou o secretário num roteiro que ele fez para o Oeste catarinense quarta (mesmo dia de minha conversa com ele), quinta e sexta-feira da semana passada. Minha vida é um livro aberto. Quando tenho algo a dizer, não uso de artimanhas, nem me escondo atrás de nomes falsos nem mesmo mando recado pelos outros. Mesmo tendo muito mais a dizer, vou poupar a todos de tantos detalhes sórdidos que envolvem toda essa história. Por fim, quero agradecer do fundo do meu coração a todas as manifestações de carinho que venho recebendo. Quero agradecer as pessoas com quem tive a honra de trabalhar na SPG como Norton Boppré, Célia Fernandes, Luz Marina, Jorge Rebollo, Luiza Tarando, Denise Camargo, Aida Zapellini, Marco Macedo, Egnaldo Costa, Romualdo Goulart (Orçamento), Túlio Tavares, e a tantos outros que sempre foram grandes parceiros de trabalho.
    Aos amigos jornalistas, em breve nos encontraremos em outras estradas, outras histórias…
    Obrigada!
    Carolina Tancredo Damiani

  • Ana Carolina diz: 2 de abril de 2012

    Que vergonha dessa lavação de roupa em público. O pior é pensar que em um mercado com tanta gente boa, essa moçoila que é incompetente sim, vai arrumar emprego. Tudo por causa da política e do marido.

Envie seu Comentário