Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de March 2012

Demóstenes citou secretário catarinense em conversa com Carlinhos Cachoeira

31 de March de 2012 0

A revista Veja traz novas gravações mostrando a relação íntima do senador goiano Demóstenes Torres (DEM) e Carlinhos Cachoeira. Em meio a uma dessas conversas, Santa Catarina e o secretário estadual de Comunicação Ênio Branco são citados. Não fica claro o contexto que envolve as conversas. Segundo a revista, Demóstenes usa o cargo de senador para ajudar o contraventor Carlinhos Cachoeira, também dono de laboratório farmacêutico, a resolver problemas da empresa na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

No primeiro diálogo, Cachoeira cita Norberto Rech, diretor adjunto da agência, como “aquele rapaz do Ênio que trabalha na Anvisa”. A ligação cai, o senador retorna.

Demóstenes: Eu falei para ele que já tinha conversado com o Ênio Branco e que a empresa está disposta a montar uma unidade lá em Santa Catarina. Então, fala para o Vladimir dar corda nisso aí e depois nós descemos em Santa Catarina e falamos com Ênio, falamos com ele, entendeu? Faz um acerto mais amplo com ele, entendeu?
Cachoeira: Excelente, doutor. Obrigado!
Demóstenes: Dá corda na indústria de Santa Catarina, entendeu?
Cachoeira: Ok.

Ênio Branco voltou a Santa Catarina em 2011, depois de anos atuando em Goiás, onde foi presidente da companhia energética estadual.

O diálogo entre Demóstenes e Cachoeira que cita o secretário catarinense está neste link. É a terceira parte da conversa gravada em 14 de abril de 2011. Na época, Branco era presidente da SC Parceiras.

Bookmark and Share

Uma relação íntima e antiga

31 de March de 2012 0

Foto: Alberto Neves, Alesc

Na sexta-feira, a Assembleia Legislativa promoveu uma sessão solene para homenagear os 175 anos da Secretaria de Estado da Fazenda. No registro fotográfico, o atual secretário Nelson Serpa discursa para funcionários de carreira e galerias quase vazias.

Não poderia haver lugar mais adequado para a homenagem do que o parlamento, dada a histórica relação entre as instituições. Tanto é assim que a lei número 1 de Santa Catarina, de 20 de setembro de 1947, é a criação de uma gratificação para funcionários da Fazenda. Era um rateio de 10% da arrecadação de impostos atrasados entre coletores e escrivães.

Claro que esses cargos que já não existem mais. Mas gratificações na Fazenda…

Bookmark and Share

Pote até aqui de mágoa

31 de March de 2012 5

Quem comentou o tuíte do secretário Filipe Mello (PSDB), do Planejamento, foi sua ex-assessora Caroline Tancredo, em post retuitado pelo marido, o secretário de Comunicação da Prefeitura de Florianópolis, Fenelon Damiani. Prova de que roupa suja se lava no Twitter.

Moacir Pereira conta a história aqui.

Bookmark and Share

Atenção especial

31 de March de 2012 0

Pela frequência de inaugurações na região, parece que o governador Raimundo Colombo (PSD) está acumulando o cargo de secretário regional de Lages.

Bookmark and Share

Índices

31 de March de 2012 0

Presidente da Associação Empresarial de Joinville e pré-candidato a prefeito, Udo Döhler (PMDB) acorda cedo no sábado pensando em pobreza.

Bookmark and Share

Frank Maia

30 de March de 2012 0

Bookmark and Share

Tuiteiro

30 de March de 2012 0

O ex-governador Leonel Pavan (PSDB) estava inspirado no Twitter nesta sexta-feira.

Bookmark and Share

TJ derruba liminar e procuradores da Assembleia voltam a ganhar R$ 24,1 mil por mês

29 de March de 2012 12

Um grupo de funcionários da Assembleia Legislativa está respirando aliviado. São os consultores especiais, antigamente conhecidos como procuradores. No dia 26 de março, o Tribunal de Justiça publicou a decisão que suspendeu a liminar que reduzia os salários de 15 consultores e de 15 procuradores aposentados de R$ 24,1 mil para cerca de R$ 7 mil.

A liminar foi dada pelo juiz Hélio do Valle Pereira, em agosto do ano passado. Ele atendeu pedido da ação popular movida por Aldoir Kramer que questionava a forma de promoção para os cargos, sem concurso público. O juiz entendeu que ao trocar o nome do cargo de “procurador” para “consultor especial”, a Assembleia apenas driblou a decisão do TJ em 2007 que proibiu o legislativo de manter procuradores não-concursados. Além de mudar o nome, a Assembleia criou uma gratificação para equiparar os salários dos consultores ao de desembargador.

Foram sete meses de tentativas de derrubar no TJ a liminar dada em primeiro grau, rejeitadas pelo menos três vezes. A vitória veio em 13 de março, quando a 3ª Câmara de Direito Público do TJ aceitou uma nova argumentação da Procuradoria da Assembleia. A tese é de que em 2007, quando o TJ julgou inconstitucional a forma de promoção ao cargo de procurador da Assembleia, determinou que a decisão valia a partir da publicação da decisão final – o acórdão.

Acontece que um recurso levou o processo para o Supremo Tribunal Federal (STF), onde está até hoje, sem acórdão. Dessa forma, não haveria descumprimento da decisão do TJ, como apontou o juiz Hélio do Valle Pereira na decisão liminar.

Bookmark and Share

Boa nova de Colombo

29 de March de 2012 0

Depois de dizer que não tinha viagem marcada para Brasília, o governador Colombo foi na manhã de hoje. E parece que traz boas notícias.

Bookmark and Share

Todo mundo de olho

28 de March de 2012 0

Foto: James Tavares, Secom

O secretário Valdir Cobalchini (PMDB) fala sobre o edital do acesso ao novo aeroporto e ao Sul da ilha, sob olhar atento do governador Raimundo Colombo (PSD) e do prefeito Dário Berger (PMDB).

Bookmark and Share