Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de maio 2012

Elizeu sem cigarro

31 de maio de 2012 0

O deputado Elizeu Mattos (PMDB) garantiu fôlego extra para a candidatura à prefeitura de Lages.

Bookmark and Share

A charge de Frank Maia

29 de maio de 2012 0

Bookmark and Share

Esforço muito pouco concentrado

29 de maio de 2012 0

É. Parece que a greve dos motoristas de ônibus deixou a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa sem quorum esta manhã. Deve ter sido a causa do plenário vazio nas sessões da manhã e da tarde. Aliás, estamos em “esforço concentrado”, com sessões pela manhã e pela tarde, para que não sejam realizadas sessões no período eleitoral.

(em tempo, Darci e Soares estavam nas duas sessões)

Bookmark and Share

A charge de Frank Maia

28 de maio de 2012 0

Bookmark and Share

Atrás do sósia

28 de maio de 2012 0

Não está fácil para ninguém.

Bookmark and Share

Viúva de Chiarello fala a O Globo

28 de maio de 2012 0

Na edição de domingo, o jornal O Globo, do Rio de Janeiro, apresentou o caso Marcelino Chiarello. A reportagem incluí a morte do vereador petista de Chapecó ontem as 11 que tiveram pedidos de federalização das investigações. Pela primeira vez, a viúva de Chiarello falou à imprensa sobre o assunto.

— Foi assassinato e tem motivação política sim – disse Dione Chiarello ao GLOBO.

Bookmark and Share

Salário de secretário

25 de maio de 2012 5

O Secretário de Planejamento, Filipe Mello (PSDB), colocou no Twitter uma foto de seu contracheque.

Bookmark and Share

Lurian com saudades

25 de maio de 2012 0

Quem anda com saudades de Florianópolis e São José é Lurian da Silva, filha do ex-presidente Lula. Ela foi a primeira a comentar – manifestando as saudades – a foto postada no Facebook pelo secretário de Governo de Florianópolis, Gean Loureiro (PMDB) em que também aparecem os prefeitos Ronério Heidersheidt (PMDB), de Palhoça, Dário Berger (PMDB), de Florianópolis, Djalma Berger (PMDB), de São José, e José Castelo Deschmaps (PP), de Biguaçu – além do secretário estadual de Infraestrutura, Valdir Cobalchini (PMDB).

Em julho do ano passado, Lurian deixou a chefia de gabinete de Djama em São José para assumir o cargo de e assessora parlamentar do deputado federal Gabriel Chalita (PT-SP).

A reunião, realizada ontem, tratou da implantação do transporte marítimo na Grande Florianópolis. Dessa novela, Lurian não deve ter saudade.

Bookmark and Share

Iprev surpreso com decisão da Assembleia

24 de maio de 2012 11

O presidente do Instituto de Previdência de Santa Catarina (IPREV), Adriano Zanotto (PMDB), se disse surpreso com a decisão da Assembleia Legislativa de devolver os 33 processos em que o órgão pede a suspensão de pagamento de aposentadorias por invalidez do legislativo. Nesses casos, o Iprev aponta que os servidores não comprovaram a existência da doença que os incapacitou.

A Assembleia alega que o Iprev não notificou os aposentados da decisão e não concedeu os prazos de recurso previstos na legislação.

Zanotto garante que os procedimentos estão corretos e que analisou a legislação para saber se os recursos ao Iprev teriam poder de suspender a decisão de cortar os salários – e afirma que não. Além disso, as notificações teriam sido feitas diretamente ao advogado dos 33 aposentados, Pedro de Queiroz, que já fez os pedidos de reconsideração — comprovando que eles estão cientes  da decisão.

- Claro que podemos cometer erros. A Justiça pode dizer, lá na frente, que faltou um procedimento. Mas, com certeza, se cometemos, não foram esses.

Bookmark and Share

Assembleia devolve processos sem cortar aposentadorias dos inválidos

24 de maio de 2012 31

A Assembleia Legislativa vai devolver para o Instituto de Previdência de Santa Catarina (IPREV) os 33 processos em que o órgão pede a suspensão do pagamento de aposentadorias por invalidez do legislativo. Nos processos, o Iprev não constatou a existência das doenças que motivaram as aposentadorias, a maioria concedida em 1982.

O presidente da Assembleia, Gelson Merisio (PSD), diz que os processos têm equívocos formais. O Iprev não teria concedido os prazos de recursos garantidos pela legislação.

- É melhor que atrase mais 30 ou 60 dias do que ter as decisões derrubadas por erros processuais – diz o deputado.

Bookmark and Share