Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Dário mantém inscrição para o Senado e Mariani diz que pré-convenção foi "uma fraude"

26 de junho de 2014 3

foto

O ex-prefeito Dário Berger (PMDB), de Florianópolis, anunciou agora à tarde que vai manter sua inscrição para disputar a vaga de senador na convenção do PMDB, que será realizada no domingo. Acompanhado pelo deputado federal Mauro Mariani (PMDB), o peemedebista ressaltou que a pré-convenção do partido que endossou o apoio à reeleição do governador Raimundo Colombo (PSD) não previa que a vaga para o Senado fosse destinada ao PP.
- Muito pelo contrário. O clima, o tom dos discursos de nossas principais lideranças, era de que o PP não fazia parte da aliança – afirma o prefeito.

O tom do discurso foi reforçado por Mariani.

- Deveria ter sido informado na pré-convenção que o PP faria parte da chapa com o candidato ao Senado. A pré-convenção foi uma fraude.

Diante das especulações de que a executiva estadual do PMDB não colocaria a vaga de senador na cédula de votação na convenção – facilitando o acerto da aliança com PSD e PP, Marini afirmou que requisitou ao presidente nacional do partido, senador Valdir Raupp (RO), a presença de um advogado da direção nacional na reunião da executiva que vai definir a cédula, prevista para amanhã. Também garantiu que o PMDB nacional vai enviar observadores para a convenção catarinense.

- Com todo respeito ao conhecimento do presidente Eduardo Pinho Moreira, isso é impossível. Não é só a vaga de senador que vai entrar em disputa. A dele de vice-governador também, a do Colombo também. E qualquer filiado tem o direito de se inscrever para concorrer – disse Mariani.

Dário relatou o almoço que teve hoje com o senador Luiz Henrique da Silveira (PMDB). Disse que o líder peemedebista fez um apelo para que ele não colocasse o nome na disputa ao Senado por temor de que invialibilize a coligação com Colombo. Inicialmente resistente à composição com o PP, Luiz Henrique tem demonstrado que aceita a aliança desde que o candidato não seja o deputado estadual Joares Ponticelli (PP). Dário diz que o senador está “humilhado” pela articulação feita pelo Centro Administrativo.

- É difícil dizer não a um apelo do Luiz Henrique, mas eu represento um setor do partido que cobra a minha candidatura. Aliás, é uma injustiça o que estão fazendo com o Luiz Henrique. Esse pessoal que está aí, Colombo, Pinho Moreira, é resultado praticamente exclusivo de articulações dele. Eu perderia uma eleição, mas não perderia um amigo desses.

Bookmark and Share

Comentários

comments

Comentários (3)

  • vagner piana diz: 26 de junho de 2014

    Esse me da muito orgulho…………MAURO MARIANI….mesmo eu sendo do oeste o meu deputado federal é Mauro Mariani. esse é 15 de verdade…… SOU PMDB NÃO VOTO EM PP….. nem a pau.

  • O paiê diz: 26 de junho de 2014

    … e no litoral ele vai lavar a égua não é papai ? Vai ser o voto maciço, o voto a granel, o voto por atacado, o voto da frente anti-vampeta do baile de máscaras, o voto canguru, o voto sal amargo, o voto-nulo-transformado, o voto pacabá… né pai ?

  • Ivo diz: 27 de junho de 2014

    Volte para São José meu caro Dário! Volte nos braços do povo!

Envie seu Comentário