Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Dário vai ao Senado. E agora, PP?

29 de junho de 2014 3

Dário Berger é candidato ao Senado após vencer Edison Andrino por 309 a 112 na convenção do partido.

O próximo a jogar é o PP. Opções: Ficar com Colombo lançando Ponticelli avulso; Ficar com Colombo lançando Angela Amin avulsa para iniciar a disputa na liderança; ser vice de Paulo Bauer com Ponticelli ou Angela; procurar o PT; candidatura própria. Nessa ordem.

Falta um dia e meio para o fim do prazo das convenções. É suficiente para construir qualquer coisa.

Bookmark and Share

Comentários

comments

Comentários (3)

  • marcio burigo diz: 29 de junho de 2014

    “Falta um dia e meio para o fim do prazo das convenções. É suficiente para construir qualquer coisa.” O grifo é de uma frase sua e eu concordo com você, muita coisa ainda pode acontecer…..é esperar para ver!!!!!!!!!!

  • Daniel Ramos De Oliveira diz: 29 de junho de 2014

    Acredito que diante desta decisão do PMDB, é bem provável que o PP não apoie o Colombo, e feche uma aliança com o Paulo Bauer, ficando somente o PMDB com o Colombo, e que poderá se isto se tornar realidade, uma das maiores brigas para o Governo do Estado, e o PT perde, já que não têm nem mesmo o apoio de Dilma.

  • Arthur diz: 29 de junho de 2014

    Aí é que está: lançar candidatura avulsa dentro de uma coligação hostil, que não respeita o partido, ou se aliar ao PSDB sem a candidatura ao senado, saindo vencedor novamente o Luiz Henrique, que queria Joares fora do páreo? Aliar-se ao PT ou lançar candidatura própria é quase certeza de fracasso. A melhor composição para o PP seria o senado na chapa tucana, mas isso envolve uma questão nacional do PSB, que desistiria do seu palanque para Eduardo Campos. Complicado.

Envie seu Comentário