Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

LHS defende volta da tríplice aliança com candidato a governador do PMDB

09 de março de 2015 0

O senador Luiz Henrique concedeu longa entrevista à coluna Pelo Estado, publicada nos jornais ligados à Associação dos Diários do Interior (ADI). O peemedebista analisou a situação política nacional (clique para poder ler a íntegra direto na fonte), mas trago aqui para o Bloco de Notas duas respostas curiosas sobre a situação local – envolvendo a relação entre PMDB e PSD e a chapa que considera ideal para a sucessão do governador Raimundo Colombo.

Curiosamente, uma composição que só parece encaixar com o próprio LHS na cabeça de chapa. Leia abaixo as respostas do senador à jornalista Andrea Leonora.

[PE] – Vindo para Santa Catarina, como está a relação do PMDB com o governador Raimundo Colombo e seu
partido, o PSD?
LHS -
No meu governo, eu tive várias crises com o meu partido. Imagina um governador que não é do MDB. Cada setor, parlamentar ou prefeito, se puder ter mais do governo, vai ter mais. Mas acho que há uma harmonia entre o governador e o vice (Eduardo Moreira, presidente licenciado do PMDB-SC). E o partido tem sido contemplado pelo governador, ocupando funções importantes e estratégicas do governo.

[PE] – PMDB-SC sai na cabeça de chapa em 2018?
LHS -
Não tenho a menor dúvida. Menor dúvida. Um companheiro nosso será o candidato a governador, o vice será do PSD, o candidato a uma das vagas ao Senado será o Raimundo Colombo. A outra vaga vamos ver como é que se compõe, havendo até a hipótese de reeditar a tríplice aliança com o PSDB. As várias hipóteses não podem ser descartadas.

Bookmark and Share

Comentários

comments

Envie seu Comentário