Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Insistência de Mariani não deu fim à "pax peemedebista"

09 de outubro de 2015 0

O deputado federal Mauro Mariani deve ter imaginando a cena por diversas vezes: ele, sentado ao lado do vice-governador Eduardo Pinho Moreira, falando como futuro presidente estadual do PMDB. A cena aconteceu na terça-feira, quando as lideranças do partido confirmaram o acerto que impediu a disputa entre Mariani e o deputado estadual Valdir Cobalchini (PMDB), presidente em exercício da sigla.

Ungido como pré-candidato ao governo pelo próprio Pinho Moreira, Mariani tem tudo para consolidar-se como nome do partido em 2018. Houve quem temesse que a insistiência em presidir o partido levasse o PMDB a relembrar seus velhos rachas e rivalidades e que isso pudesse comprometer seu caminho até a candidatura.

Não foi o que se viu, graças à decisão de Cobalchini de abrir mão de continuar no cargo, assumindo a vice-presidência. O argumento de Mariani, e dos marianistas, era claro: só com a presidência do partido dava para acreditar em uma disputa interna em igualdade de condições quando Pinho Moreira assumir o governo do Estado.

Quem pode dizer que ele está errado?

Bookmark and Share

Comentários

comments

Envie seu Comentário