Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Dívida com a União: Colombo não paga para ver

29 de fevereiro de 2016 3

Se entrar no Supremo Tribunal Federal (STF) com uma ação judicial para questionar a cobrança de juros sobre juros na dívida de Santa Catarina com a União já era uma espécie de grito de independência do governador Raimundo Colombo (PSD) em relação à presidente Dilma Rousseff (PT), a decisão tomada na segunda-feira de não repassar a parcela de R$ 89 milhões para a União é quase uma declaração de guerra.

SC decide não depositar parcela da dívida com a União até STF decidir recálculo

Vivendo uma situação muito menos complicada que a de outros Estados — o vizinho Rio Grande do Sul é sempre o parâmetro da penúria — Colombo deixa clara a disposição de protagonizar um enfrentamento que poderia ser assumido por outro governador mais encalacrado.

Os gaúchos, impossível não citá-los nessa hora, já deixaram de pagar a parcela de dívida no ano passado. Faltava dinheiro para pagar o funcionalismo e essa foi a opção, apesar das retaliações da União, que incluem a temida suspensão de repasses federais.

Aqui no Estado, o dinheiro existe, embora o pagamento da folha venha demandando cortes em outras áreas. O Estado abriu uma conta no Banco do Brasil com o nome “Provisionamento da lei 9.496 SC”, o que não deixa de ser uma provocação: o dinheiro existe, a dívida o STF vai decidir. Quando a União retaliar — e vai retaliar —, Santa Catarina ganha uma argumento a mais para que os ministros da suprema corte avaliem a urgência da questão.

No fim, é tudo estratégia.

Bookmark and Share

Comentários

comments

Comentários (3)

  • Gui diz: 29 de fevereiro de 2016

    Anos de bajulação com o governo PT para nem ao menos ver direitos do nosso Estado honrados. É um grito de independência com cara de b…..

  • Bismarck diz: 2 de março de 2016

    Está na hora de frearmos esse governo Robin Hood, que tira dos que trabalham para sustentar quem fica dançando axé e fazendo uma ninhada de filhos para receber bolsas…
    Norte, Nordeste e DF (que é cheio de nordestinos) só sugam, enquanto os otários do Sul e Sudeste tem que trabalhar. E mesmo assim o governo não está feliz e quer arrancar até o último centavo. País nojento, odeio ser brasileiro. O SUL É O MEU PAÍS!

  • Carlos Henrique diz: 3 de março de 2016

    Preconceito e xenofobia detectados no comentário de 2 de março. Para quem não sabe: é crime!

Envie seu Comentário