Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts do dia 18 março 2016

Djalma e Paulo Afonso saem e Márcio Zimmermann reassume Eletrosul

18 de março de 2016 0

Djalma Berger e Paulo Afonso estão mesmo fora da Eletrosul. Ontem foi anunciada a posse de Marcio Zimmermann, ex-secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia, que chegou a comandar em 2010. Funcionário de carreira da estatal, Zimmermann chegou a ocupar a presidência por dois meses em 2015 _ até uma articulação liderada pelo senador Dário Berger (PMDB) resultar em sua saída. Ele é filiado ao PMDB, mas nunca foi considerado muito peemedebista.

Bookmark and Share

Marcondes entra no ninho tucano

18 de março de 2016 0
Foto: Giancarlo Baraúna, Divulgação

Foto: Giancarlo Baraúna, Divulgação

O deputado estadual Mario Marcondes confirmou nesta sexta-feira a filiação ao PSDB durante reunião da executiva estadual do partido e as comissões dos 60 maiores municípios de Santa Catarina. Estavam lá os senadores Paulo Bauer e Dalírio Beber, os deputados federais Marco Tebaldi e Geovânia de Sá e os quatro deputados estaduais do partido. Marcondes será candidato a prefeito de São José.

Bookmark and Share

Está valendo a lei que facilita licenças ambientais para antenas de telefonia

18 de março de 2016 0

O deputado estadual Silvio Dreveck (PP) comemorou a sanção da lei aprovada pela Assembleia Legislativa, apresentada por ele, que unificou as licenças ambientais para instalação de antenas de telefonia e deu 60 dias de prazo máximo para análise por parte da Fatma. Com isso, as empresas de telefonia perdem uma desculpa.

Bookmark and Share

Depois de pagar o pato, Lummertz deve virar tucano

18 de março de 2016 2
Foto: Angelo Guilherme, Divulgação

Foto: Angelo Guilherme, Divulgação

Primeira vítima do desembarque do PMDB catarinense do governo Dilma Rousseff (PT), o agora ex-presidente da Embratur, Vinicius Lummertz, esvaziou o gabinete em Brasília na manhã de quinta-feira. Já está de volta a Florianópolis. Como pagou o pato, parece disposto a virar tucano.

Bookmark and Share

Lei que impede assinatura de renegociação da dívida está valendo. E agora?

18 de março de 2016 1

Foi sancionada pelo governador Raimundo Colombo (PSD) a lei aprovada pela Assembleia Legislativa para impedir o governo estadual de assinar qualquer contrato de renegociação da dívida com a União que estabelecesse a incidência de juros compostos. Era um gesto político de apoio à ação judicial em que o Estado questiona os critérios do recálculo dos valores. Com o avanço da solução negociada com o Planalto, que não prevê nenhum desconto no valor total da dívida, vão ter que revogar a lei?

Bookmark and Share

Mauro Mariani, sobre voto a favor do impeachment: "Não tem como mudar"

18 de março de 2016 1
Foto: Diórgenes Pandini

Foto: Diórgenes Pandini

Mauro Mariani (PMDB) será o único catarinense entre os 65 integrantes da comissão que vai analisar o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). A indicação dele confirma a promessa do líder Leonardo Picciani (PMDB) de indicar peemedebistas pró e anti-impeachment, caso de Mariani.

Coube ao senhor ser o único catarinense na comissão. E agora?
Infelizmente. Gostaria que tivéssemos outros, mas essas indicações de líderes dificultam muito o acesso a determinadas posições. Quero poder representar com muita consciência a vontade da maioria da sociedade catarinense.

O senhor já se manifestou a favor do impeachment. Essa posição pode mudar?
Não tem como mudar. Ano passado eu já tinha me manifestado a favor do impeachment e a situação só piorou. A sociedade assistiu estarrecida às escutas, à indicação do Lula para o ministério no momento em que responde a inúmeras acusações. A cada dia que passa, fica pior.

O PMDB-SC já entregou todos os cargos?
Estamos saindo dos cargos. Houve um mal-entendido na Eletrosul, por causa de um comunicado interno. Ocupamos poucos espaços em relação ao que representa o PMDB-SC em relação ao nacional. A decisão foi importante para provocar o PMDB. Hoje, dez diretórios já seguem nossa decisão e conseguimos a antecipação da data para decidir a saída do governo para dia 28.

Bookmark and Share