Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts de abril 2012

Aposentado que continua na ativa pode rever valores

30 de abril de 2012 0

Com o baixo valor das aposentadorias brasileiras, cerca de 5,4 milhões de segurados do INSS optaram por continuar trabalhando, segundo o IBGE. No entanto, os aposentados que continuam na ativa e contribuem com a Previdência Social, não têm seus proventos revisados.
O advogado previdenciário Ramon Andrade Rosa, do G Carvalho Sociedade de Advogados, lembra que o beneficiário tem o direito de entrar com uma ação judicial para receber um novo seguro. A nova aposentadoria é denominada como a tese da Desaposentação, sendo a renúncia do atual seguro para obtenção de outro, com valores superiores. Ele cita o caso de um aposentado, cliente do escritório, que recebia R$ 1.251,85 e com a ação judicial favorável, começou a receber R$ 2.660,77. A diferença é significativa, são 1.408,92 a mais no fim do mês.
Neste ano, o escritório G Carvalho Sociedade de Advogados conquistou na Justiça 215 decisões favoráveis de desaposentação.

Retificar declaração evita multas da malha fina

30 de abril de 2012 13

Com o fim do período da entrega da Declaração de Imposto de Renda, nesta segunda-feira, muitos contribuintes estão nervosos por perceberem que cometeram erros ou mesmo por ter faltado documentações para a confecção da declaração. Se esse for o seu caso, não se preocupe, você pode ajustar essa situação realizando uma declaração retificadora, lembra Richard Domingos, diretor executivo da Confirp Consultoria Contábil.
O contribuinte que recorrer a esta solução tem que tomar muito cuidado e analisar bem as informações para fazer tudo certo da segunda vez. Detectados os problemas, o contribuinte deve fazer a retificação, já que qualquer dado errado pode ser corrigido. O prazo para retificar a declaração é de até cinco anos, mas é importante que o contribuinte realize o processo rapidamente, para não correr o risco de cair na malha fina ou num processo de fiscalização, já que nesse caso, perde-se o direito de alterar os dados.
O procedimento para a retificadora é o mesmo que para uma declaração comum. A diferença é que no campo “Identificação do Contribuinte”, deve ser informada que a declaração é retificadora. Também é fundamental que o contribuinte possua o número do recibo de entrega da declaração anterior, para a realização do processo.
O contribuinte que já estiver pagando imposto não poderá interromper o recolhimento, mesmo havendo redução do imposto a pagar. Já se a retificação resultar em aumento do imposto declarado, o contribuinte deverá calcular o novo valor de cada quota, mantendo-se o número de quotas em que o imposto foi parcelado na declaração retificadora.

Aumenta consumo de produtos chilenos no Brasil

28 de abril de 2012 2

O consumo de produtos chilenos como salmão, azeite de oliva e frutas frescas, entre as quais, kiwi, maçã, pera e cereja é cada vez maior na alimentação da população brasileira. Um dos motivos para o crescimento dessa tendência é a melhoria da economia do Brasil, que fez com que esses produtos ganhassem um grande espaço na lista de compras das famílias.
O salmão, por exemplo, é um dos cinco produtos chilenos mais exportados ao Brasil, com um volume anual de US$ 205 milhões em vendas, que correspondem a 73% do volume total de frutos do mar negociados para o país.
Outro produto que conquistou o paladar dos consumidores brasileiros é o azeite de oliva chileno. O Chile é o 6º maior fornecedor de azeite de oliva para o Brasil, posição que cresce ano a ano. Em 2006, ocupava apenas a 10ª posição.

Todeschini deve abrir mais três lojas no Estado até junho

28 de abril de 2012 1

A Todeschini comemorou mais um título no ranking Top of Mind da Revista Amanhã, na categoria Móveis de Cozinha. A empresa pretende abrir três novas lojas no Estado até junho, parte do projeto de expansão nacional da marca, que até o final do ano amplia a rede em todo o Brasil.

Além disso, a empresa, presidida por João Farina Neto, comemora seus 73 anos de atividade nesta semana. Com cerca de 800 funcionários, a Todeschini busca aliar a experiência, representada pelo funcionário mais antigo, Ivanir Zanchetta (53 anos de empresa), e a juventude, com a mais nova contratada, Juliana Oliveira Rodrigues.

Atualmente, a Todeschini conta com mais 300 lojas exclusivas espalhadas pelo Brasil e exterior.

Impostômetro chega a meio trilhão de reais na próxima quarta-feira

27 de abril de 2012 1

O Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) alcançará, na próxima quarta-feira, por volta das 10h, R$ 500 bilhões em impostos federais, estaduais e municipais pagos pelos brasileiros desde 1º de janeiro deste ano. Em 2011, esse valor foi alcançado no dia 04 de maio, ou seja, dois dias mais tarde na comparação entre os dois períodos.

Para o presidente da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), Rogério Amato, a redução dos juros bancários pode ser favorável para diminuir os tributos.

— Espero que com a queda dos juros nos bancos privados e públicos, também os impostos sejam diminuídos para turbinar a economia e, assim, favorecer os consumidores — afirma.

Pelo Portal do Impostômetro, é possível calcular o que pode ser feito com os tributos pagos. Com R$ 500 bilhões é possível, por exemplo: construir mais de cinco milhões de quilômetros de rede de esgoto, construir mais de cinco milhões de postos de saúde equipados, construir mais de nove milhões de postos policiais equipados, contratar mais de 35 milhões de professores para o ensino fundamental por ano, comprar mais de cinco milhões de ambulâncias equipadas e fornecer mais de um bilhão de cestas básicas para a população.

Em todo o ano passado o painel totalizou R$ 1,5 trilhão, um recorde histórico desde a sua criação, em 2005. Segundo a projeção do Portal do Impostômetro, no último dia deste ano os brasileiros terão pago ao Leão o montante de mais de R$ 1,6 trilhão em impostos.

Como evitar a malha fina?

27 de abril de 2012 0

Com a proximidade do fim do prazo para a entrega do Imposto de Renda, que acaba no dia 30, muitos contribuintes começam a se preocupar com quais medidas devem adotar para não cair na malha fina. No ano passado, 569 mil contribuintes tiveram suas declarações do Imposto de Renda retidas na chamada malha fina do Leão _ 320 mil (56%) porque omitiram rendimentos, e 79 mil (14%) por conta de irregularidades na prestação de contas com despesas médicas.
Como a Receita tem hoje um sistema muito eficiente para o cruzamento de dados entre as mais diversas declarações (serviços médicos e de saúde, a do Imposto de Renda Retido na Fonte, a de Operações com Cartão de Crédito, a sobre Operações Imobiliárias, entregues pelos cartórios, e a de Informações sobre Atividades Imobiliárias, entregues pelas construtoras e imobiliárias), é bom ficar atento. Qualquer inconsistência nos dados deixará o órgão desconfiado e, certamente, a declaração será retida para uma posterior averiguação, informa o conselheiro do Conselho Federal de Contabilidade, Jádson Gonçalves Ricarte.
Mas o que fazer para não cair na malha fina? Segundo Ricarte, em primeiro lugar, o contribuinte jamais deve omitir alguma fonte de renda, principalmente dos dependentes. Outro fator que ainda leva muitas declarações para a malha é incluir um dependente que não existe. As pessoas também têm de tomar cuidado na hora de digitar os valores dos rendimentos recebidos, das deduções declaradas e do imposto pago. Além disso, os valores recebidos a título de pensão alimentícia precisam conferir com os valores declarados pela pessoa que paga a pensão, e os recolhimentos do carnê-leão têm que bater com os valores recolhidos. Quem teve um aumento em seu patrimônio de valor expressivo, decorrentes de herança, prêmio ou doação, deve declarar a origem deste acréscimo, assim como os dados relativos à origem de recursos.

Franquias menores: opção para negócio próprio ou para desempregados

27 de abril de 2012 3

Com o desemprego ou a intenção de se aventurar no mercado de negócios próprios, pequenas franquias são opção para quem está com dificuldades para retornar ao mercado de trabalho, seja pela idade, por falta de experiência ou qualificação.
O Grupo Zaiom, maior grupo de microfranquias do Brasil e o responsável por trazer ao país o conceito de microfranquias Home Based, sem necessidade de um ponto comercial, por exemplo, tem uma série de alternativas para os interessados. Em todo o Brasil são mais de 400 operações.
Conheça as microfranquias em operação:
Home Angels – Especializada em oferecer serviços para idosos com limitações físicas ou que necessitam de companhia, pessoas de qualquer idade em recuperação cirúrgica, vítimas de acidentes, portadores de Alzheimer ou Parkinson, gestantes entre outros.
Tutores – Com profissionais especializados, atua na própria residência, na casa do aluno ou em uma sala comercial.
Doutor Faz Tudo – Tem como propósito atender ao cliente nas necessidades de manutenção do imóvel, com serviços como: elétrica, hidráulica, alvenaria e revestimento, montagens em geral, pintura, acabamentos e telhado.
Dr. Jardim – Atende necessidades de implantação e manutenção de piscinas e jardins para residências e condomínios.
Amigo Computador – Especializada em serviços de formatação, remoção de vírus, instalação de programas e impressoras, filtros para internet, intranet, recuperação de dados, peças e upgrades, manutenção preventiva, entre outros serviços.
Home Depil – Fotodepilação personalizada para homens e mulheres. A empresa utiliza equipamentos portáteis de Luz Pulsada Intensa (IPL), que possibilitam o deslocamento de franqueados e colaboradores.

Safra de uva deste ano é uma das três melhores em meio século

27 de abril de 2012 0

Com a previsão de colheita de 700 milhões de quilos, a safra de uva deste ano no Rio Grande do Sul ficará entre as três melhores dos últimos 50 anos, em nível de qualidade equivalente às emblemáticas colheitas de 2005 e 1991 diante do fato de as condições naturais terem colaborado.
A informação é do presidente do conselho deliberativo do Ibravin, Alceu Dalla Molle, para quem, apesar das perdas pelo granizo que atingiu os parreirais, houve aumento na área cultivada. Na safra passada, o Estado colheu a maior da sua história, com 707,2 milhões de quilos de uvas.
A alta qualidade da safra pode ser comprovada pela análise de 280 amostras coletadas pela divisão de Enologia da Secretaria da Agricultura. O cultivo de uvas foi favorecido pelo fenômeno La Niña _ cuja ocorrência costuma registrar anuidade intercalada. O clima seco, entretanto, só pôde ser bem aproveitado pelos cuidados na produção, com vinhedos implantados em locais mais propícios nos aspectos de exposição solar e características do solo.

Copa Airlines terá aviões maiores entre a Capital e o Panamá

26 de abril de 2012 0

A partir do próximo mês, os voos diários da Copa Airlines entre Porto Alegre e a Cidade do Panamá serão operados com aviões maiores _ Boeing 737 800, que vão ampliar em 30% a oferta de assentos, para 160 lugares. A novidade foi antecipada ao secretário municipal de Turismo, Raul Mendes da Rocha, pelo executivo de Vendas da aérea para a Região Sul, João Batista Ribeiro, e a gerente de Vendas da empresa no Brasil, Alessandra Tortora.
A ligação aérea direta entre Porto Alegre e a capital panamenha começou em 15 de junho do ano passado, com quatro voos semanais que, a partir de dezembro, passaram a ser diários. A taxa média de ocupação das aeronaves tem sido de 80% nos dois trechos. Estados Unidos, Canadá, México e Colômbia são os principais emissores de passageiros para a capital gaúcha. Em junho, a companhia passará a operar novos destinos (Curaçau, Guanacaste e Las Vegas), ampliando para os passageiros do Sul do Brasil as opções de conexões oferecidas pela empresa a partir da Cidade do Panamá, centro de distribuição da Copa.

Juro baixo? Só para poucos

26 de abril de 2012 3

Depois de pesquisa, a Proteste Associação de Consumidores constatou que a exemplo do que já havia ocorrido quando os bancos públicos anunciaram a redução das taxas de juros, nos bancos privados também o consumidor está tendo dificuldade em contratar financiamento com as taxas mínimas divulgadas. Elas são oferecidas para situações muito específicas na Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, HSBC, Itaú e Bradesco.
Para as taxas mínimas há uma série de exigências como prazo de financiamento, tempo de conta na instituição e número de parcelas. É assim com a Caixa onde as taxas menores são de 0,89%, para financiamento de veículos. E no Bradesco em que a taxa mínima de 0,97% só é válida no caso de o cliente dar entrada de 50% do valor do carro e fizer o parcelamento em, no máximo, seis meses.
Foram comparadas as novas taxas com as encontradas no mercado para o mesmo carro e nas mesmas condições verificadas em um estudo da Associação feito em fevereiro último. Verificou-se que não houve mudança significativa e em alguns casos, a taxa chegou a ser maior do que a verificada anteriormente.