Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Nova lei das empregadas domésticas poderá pesar no bolso do empregador

22 de agosto de 2012 137

A Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 478/10, que amplia os direitos das empregadas domésticas, prevista para ser votada nesta quarta-feira pela Câmara dos Deputados, deverá causar impacto no bolso dos empregadores.

A nova lei garante às domésticas direitos semelhantes aos trabalhadores do setor privado: jornada de 44 horas semanais, direito a hora extra, adicional por trabalho noturno, FGTS, salário-família e auxílio-creche. No Brasil há cerca de 7,2 milhões de trabalhadores domésticos, dos quais dois milhões não têm carteira assinada.

— Se a empregada doméstica trabalhar horas extras, por exemplo, receberá as horas e os seus reflexos sobre as demais verbas, como: 13º salário, férias, entre outros. Certamente, o custo do trabalho também pode aumentar em 8% ao mês por conta do recolhimento de FGTS. E em caso de dispensa, haverá multa de 40% também sobre esses 8% — avalia o professor de Direito do Trabalho da PUC-SP, Ricardo Pereira de Freitas, sócio do Freitas Guimarães Advogados Associados.

A advogada Camila Rigo, da área trabalhista do escritório Innocenti Advogados Associados, acrescenta: — As alterações propostas pelo projeto, se aprovadas, irão acarretar ao empregador doméstico um encargo muito elevado, com o comprometimento da renda familiar. E o aumento nesse encargo levará, consequentemente, a um aumento na informalidade — salienta.

Comentários (137)

  • Luan Rangel diz: 22 de agosto de 2012

    E como se resolverá esse caso então? Acredito que as empregadas domésticas devam sim receber todos os direitos como qualquer trabalhador. Então que se crie uma porcentagem menor para o FGTS e dos outros Tributos para que se possa aumentar o número de empregadas com carteira assinada e também que elas possam receber todos os seus direitos, até nos casos de demissão, para que não sejam mais dispensadas ao simples agrado de seu empregador.

  • Leonardo diz: 22 de agosto de 2012

    Lamentável!!

    Eu sou empregador doméstico, assino carteira, recolho INSS, VR, VT.. tudo certinho!

    Com esses aumentos, vai ficar impraticável manter a carteira assinada! Sou servidor público e mal recebo as reposições da inflação!! Quando recebo, são em torno de 4 em 4 anos e me taxam de “marajá”! Bom… feito o desabafo…

    Com essa lei, infelizmente, vou ter de demitir minha doméstica e contratar uma diarista por dia de trabalho, como Contrib. Individual.

    Não sou empresa e não tenho tanta renda disponível para manter tudo isso!!

    É triste, é uma pena, mas será necessário para manter a renda familiar. Não posso correr o risco de levar uma ação trabalhista depois cobrando mil e uma coisas…e ainda por cima ter de gastar com advogado! Por mais que eu faça tudo certinho, pelo menos vou acabar me incomodando.

    A demissão da doméstica é a alternativa mais coerente numa análise global.

  • Deborah diz: 16 de outubro de 2012

    Concordo com o Leonardo. Demissões serão em massa. Idem tb qto a demissão da minha funcionária, por onerar demais o orçamento. Vou preferir uma faxineira 1 vez por semana.

  • Sonia diz: 8 de novembro de 2012

    Também terei que demitir minha empregada, a qual, faz faculdade à noite e eu a ajudo a pagar, mas não tenho condiçôes de arcar com o pagamento do FGTS e nem da multa de 40% no caso delas “forçarem” a demissão, o que não é muito difícil pois estão dentro da nossa casa! Sou servidora pública e recebo líquido R$4.000,00 para manter uma família de três crianças. Pago escola, alimentação,impostos, combustível, vestuário, plano de saude, medicamentos, pessoal, manutenção de residência, ufa, … não posso mais continuar citando para não desesperar-me! O jeito será colocar as crianças em escola de período integral, implorar por uma bolsa e tocar a vida nesse Brasil dos encargos para a classe média chamada de “marajá”.

  • Deborah diz: 10 de novembro de 2012

    Comparar a hipossuficiência e direitos de um empregado doméstico e um empregado comum de empresa é ridículo. Família não gera lucro , ao contrário.

  • Ediene Dias diz: 15 de novembro de 2012

    Ate os comentarios q vejo sao desagradavel, a maioria fala q nao tem dinheiro, mais so fl esto quando e pra pagar um domestico ,quando n e afavor deles, mais quando er todo mundo tem? Nao e mesmo? A final d conta vcs so quer garanti o bem esta d vcs…….. Voces nao pensao em suas domesticas nao e mesmo? Eu trabalho como domestica e os meus Patroes Sao uns Mesquinhas, chegaram pra mim e fizeram o seguinte comentario quem manda nas ferias da domastica sao eles eu nao concordo com eles eu acho q tudo e conversado ,mais nao assim deste modo,aponto d quererem desconta o meu pagamento 10 dias so pq eles querem viajar e passar os dez dias fora eu discordo estou pra trabalhar se eles vao viaja eu nao tenho nada aver quero recer normalmente pois nao tenho nada aver com viajes deles eu acho um abuso isto da parte deles, tenho familia e a renda maio d minha casa e aminha se eles tiram 300,00 reais d mim vai fazer falta pra meus filhos (2) pra quem so ganhar 800,00 reais , por mes moro de aluguer,pago agua,luis,gaz,pessoa pra ficar com eles, compra alimentos ou seja eu nao ganho praticamente nada, eai vcs ainda nao sao afavor de leis mais severas que favorece as domesticas deste Brasil e por isso q o Brasil nao vai pra frente. Desabafei pois estou desapontada com tudo isto , meu nome e (Ediene Dias da Rocha) I escrevo por todas as domesticas deste Brasil Afora q nao tem oportunidades d pegar em um computador pra s espressar suas opinioes.

  • Ediene Dias da Rocha diz: 15 de novembro de 2012

    Vou ficar desempregada pois nao aceito os conseitos dos meus patroes,(Ediene Dias da Rocha)

  • Ivandel Lima diz: 22 de novembro de 2012

    Analogicamente falando, o emporegado domestico é um profissional com suas qualidades, porém a oneração nos encargos atribuidos aos patrões, somente fará com que mais e mais empregados domesticos fiquem sem o emprego, inclusive a lei diz que não pode descontar alimentação, discordo, visto que em qualquer empresa a refeição é descontada. E o doméstico toma cafe, almoça, faz lanche e o patrão não pode descontar nada.
    Todos somos iguais, mas conforme cometário acima, uma familia não é uma empresa e não tem lucros, o que deve ter são aliquotas diferenciadas dos demais trabalhadores. E a lei deve ser revisada para que fique bom para ambas as partes.

  • denise diz: 24 de novembro de 2012

    sou domestica e nao trabalho menos de 14horas por dia é justo nao ter direitos como uma pessoa de outra area

  • carolina novais diz: 30 de novembro de 2012

    acho muito justo esta nova lei trabalhista para as trabalhadaras domesticas.Elas trabalham 14 a 18 horas por dia!!! algumas delas.Acha isso pouco,é quase de familia!! dizem alguns. mentira…Domestica no brazil é escrava infelismente.Quando chegam aos quarenta anos algumas apresenta problemas graves de saude por ter exercido trabolhas exaustos e longas horas.Então foi muito bom esta lei.Patrainhas estão reclamando purque sabem que agora serão mais presentes na organização de suas casas,pos serão obrigadas que suas funcionarias trabalhem 44 horas semanas..

  • LAISLA kelly diz: 5 de dezembro de 2012

    realmente hoje as pessoas só pensam no dinheiro ..é triste decadente pq essas pessoas que se diz contra a nova lei para os pobres empregados domésticos não deixam seus bons empregos ou ao menos em suas férias e passem um mês como um empregado doméstico?lavando passando cozinhando ,,,cuidando dos seus filhos ?pessoas que acordam as 06:00 da manhã e vão dormir as 22;00 da noite ou mais para bem servir a vcs e não temos nem um reconhecimento …e mais ainda tem aqueles que se acham melhor do que todos faz questão em dizer que tem um empregado em casa mas não dão nem um pingo de valor ..é bom mesmo que a lei seja aprovada para que quando essas pessoas saiam de seus miséraveis trabalhos tenha pelo menos um fgts …tenha hora de entrar e sair do trabalho para que tenham mais valor pra ver a falta que faz uma pessoa para limpar a imundice que vcs patrões não todos mais principalmente esses que é contra uma lei QUE VAI APENAS GARANTIR OS DIREITOS QUE TODO TRABALHADOR TEM QUE TER SEJA ELE QUAL FOR ..ESSA LEI JA ERA PRA EXISTIR A MUITO TEMPO ,,AH SOMOS TODOS IGUAIS TEMOS DIREITOS IGUAIS..

  • Ana Queiroz diz: 5 de dezembro de 2012

    Reconheço o direito que essas profissionais têm ao INSS, às férias, 13o. e etc, mas acho que não há como pessoas não jurídicas, ou seja, que não são uma empresa, pagar esses novos encargos. Afinal, esses patrões não recebem receita, lucros e sim salários dos quais repassam, nas grandes cidades, uma boa parte (hoje quase dois salários mínimos) às profissionais que os atendem. Auxílio creche, por exemplo, é dever do ESTADO e não de patrões assalariados de classe média!! Bem, acho que é essa questão de mais encargos trabalhistas para os profissionais domésticos é para ser mais discutida e não ser levada apressadamente à Câmara e ao Senado ao sabor das decisões muitas vezes parciais de nossos legisladores, em busca de interesses que nem sempre são de nosso conhecimento.

  • Fabiana Honorio Santana diz: 5 de dezembro de 2012

    Acho justo sou empregada tbm e acho q somos uma clace muito desvalorizada agora é fácil ficarem ai escrevendo nossa vou ter q mandar minha empregada embora manda ela embora fia vai acabar com suas unhas, vai ficar cheirando a cândida pra comprar rou
    pinhas de 1.000 e isso é so em uma peça elas tem dinheiro, sapatinho de. 400 reais elas tem dinheiro…. sabbe o que é isso desrespeito agente cuida de vcs, dos seus filhos,, da casa de vcs e vcs simplismente não valorizam o nosso trab tem patroes q fazem até questão da comida q agente come, ja presenciei varias cenas como esta casas com até duas geladeiras …. e vcs sabem o que tinha na geladeira das empregadas??? salsicha, ovo, a puor manteiga do mercado kkkkkkkkkkkk vcs gostam de ter bons empregados mais nao tratam eles com respeito quero muiiito q essa lei seje aprovada se vc não tem condições de manter um empregado não tenha simples assim.

  • Katya Farias Cedraz diz: 7 de dezembro de 2012

    Acompanhei todos os comentários, e o que a autora da PEC 478/10, esqueceu de fazer foi um estudo dos impactos que esta LEI provocaria na sociedade, principalmente nas classes C3;C4;C5 (parece até os carros da CITROEN), mas não existe mais classe C e sim estratificações dentro dela. Sou a favor dos direitos das empregadas domésticas (INSS, Férias, 13º, auxílio maternidade), agora o FGTS é algo preocupante, pois quando a empregado quiser ser posta para fora “ELA”, como qualquer outro empregado da CLT, faz coisas imagináveis, até emporcalhar as nossas comidas, já pensaram nisso? pois infelizmente é uma realidade. Outro estudo que não foi feito é a condições climáticas e de desenvolvimentos do interior do nosso BRASIL, pois quando acolhemos uma empregada de outra cidade em nossa casa e pagamos salário mínimo, assinamos a carteira e pagamos todos os encargos, e não descontamos nada de alimentação e moradia, isso significa que teremos que pagar horas extras? Na minha residência a minha empregada se fizer uma comida gostosa, comerá minha família e ELA, se fizer ruim, vai para o lixo, nem eu – nem ELA, se como filé, ELA come, se como camarão também, enfim, este estudo não foi feito e muitas empregadas perderão seus empregos, pois muitas FAMÍLIAS, assim como a minha não poderemos arcar com tantas despesas extras, sinto muitissimo, mas o que vai aumentar é a falência das classes acima citadas e aumento dos serviços terceirizados, como marmitas, lavanderias, faxineiras, congelamentos, enfim só os nossos “REPRESENTANTES FEDERAIS” poderão pagar uma ‘” EMPREGADA DOMÉSTICA”. Só para lembrar Funcionário Público não tem FGTS, embora tenham “ESTABILIDADE”, quando saem por qualquer motivo, não tem DIREITOS a nada. Precisamos ler e nos informar para formamos uma opinião coerente com estilo de VIDA que levamos.

  • Ana Maria Queiroz diz: 8 de dezembro de 2012

    O especialista Paulo Tafner, do IPEA, disse, no programa Economia da Globo News, no dia 7 de dezembro, que os custos dos empregadores têm que diminuir no Brasil. Dessa maneira, o projeto aprovado na Câmara para aumentos de benefícios às domésticas não vai de encontro a essa tese? Por que aumentam encargos para quem é pessoa física, assalariados também?
    No que diz respeito a alguns e-mails lidos mais acima, se um/a trabalhador/a doméstico/a acha que seu trabalho está sendo desvalorizado ou que ele/a está sendo maltratado/a, ele/a deve pedir demissão e, caso necessário, deve procurar o Tribunal do Trabalho. E, também concordo com alguns e-mails anteriores, se as novas leis não permitirem que se admita um/a profissional doméstica em minha casa, não se admitirá.
    É simples assim.

  • monica vila nova diz: 9 de dezembro de 2012

    Uma lei populista que só vai prejudicar a classe média e o empregado doméstico! Minha empregada mora no Interior, estuda e trabalha na cidade e dorme na minha casa durante a semana. Com essa nova lei ela vai ter que pagar aluguel, fazer feira, ou seja, vai ficar inviável pra mim e pra ela também. A única solução para quem paga tudo certinho vai ser demitir. E a informalidade? Essa vai continuar e até aumentar.

  • vademirmlucio diz: 9 de dezembro de 2012

    SÓ QUERIA DEIXAR UM RECADO AOS SENHORES PATRÕES, QUE GASTAM FORTUNAS COM SEUS LINDOS CÃES,QUE COM CERTEZA É UM GASTO MUITO MAIOR QUE O AUMENTO QUE TERÃO COM SEUS FUNCIONÁRIOS,QUE SE NÃO TIVEREM COMO PAGAR PELOS SERVIÇOS QUE GOSTAM DE TER BEM FEITO, QUE LAVEM SUA PRÓPRIA ROUPA,QUE FAÇAM SUA PRÓPRIA COMIDA,QUE LIMPEM SUA PRÓPRIA CASA E ETC…….SOU MOTORISTA E QUERO SIM MEUS DIREITOS.É LAMENTÁVEL VER O TIPO DE ARGUMENTO QUE ESTÁ SENDO DADO PELOS EMPREGADORES SOBRE NOSSOS DIREITOS,NÃO É ESMOLA ISSO É JUSTIÇA.DEIXO AQUI UMA SOLUÇÃO PARA VOCÊS, É SÓ TIRAR 5% DA SUA PRÓXIMA VIAGEM E PROBLEMA RESOLVIDO!!!

  • Solange Hughes diz: 10 de dezembro de 2012

    O Brasil está mudando… E nos países desenvolvidos,somente os RICOS, MILIONÁRIOS é quem possuem empregados domésticos. A Classe média para baixo, não pode e nem quer… A economia que eles conseguem realizar por ano, caso não tenham empregados domésticos, eles usam a grana em outras coisas. A Classe média lá fora, prefere viajar nos feriados e nos fins de anos com a família com a economia realizada no decorrer do ano. Se uma empregada doméstica por ano, gasta do orçamento de uma família, uma média de R$9.000,00 ANUAIS, então, esta grana servirá para que a família possa viajar nas férias hospedando-se em bons hotéis e indo a bons restaurantes. É uma questão CULTURAL! Trocar um hábito que os brasileiros possuem e começar a se adequarem à mentalidade das pessoas que vivem em países RICOS e DESENVOLVIDOS. Os brasileiros estão tendo a oportunidade de aproveitar melhor a vida com suas famílias com estas novas medidas! Quanto aos empregados domésticos, terão a oportunidade de ter uma vida igualmente melhor com os benefícios que serão aprovados a favor deles. AVANTE BRASIL!

  • Mariene Rocha diz: 11 de dezembro de 2012

    então, estou com a cabeça a mil por conta dessa arrumação, isso mesmo ARRUMAÇÃO. como disse Katya Farias, não se fez um estudo, ai eu digo: e se foi feito cadê? ta escondido porque?. mais alguem disse que poderiam reduzir a porcentagem, é uma opção; ai eu digo: acrescentar algum beneficio a mais tudo bem, mas TUDO AQUILO, gente que isso. será que as pessoas que inventaram essa ARRUMAÇÃO vão cumprir e pagar as suas empregadas como manda a LEI que eles fizeram? só o tempo vai dizer. a Fabiana Honorio fala em “roupinha de 1000…sapatinho de 400,00″ DEUS nao dá esse poder para todas as patrõas não viu? e quando a empregada compra sapato de R$199,99 e a patroa passa o natal com aquele de saltinho vermelho e branco do aniversario de 2011?.
    Realmente faltou um estudo e talvez direcionar todos esses aumentos para faixa de renda, talvez. Agora assim como tem pessoas que vão pagar todos esses encargos, tem gente que vai burlar a lei, assim como vai ter gente correndo atrás das avós, tias, cunhadas, vizinhas, madrinhas, amigas e o que aparecer pela frente para cuidar das crianças enquanto as EX PATROAS trbalham fora e fazem os serviços de casa. tô me encaixando na ultima. bjs e boa sorte a TODAS.

  • Deborah diz: 12 de dezembro de 2012

    A Sra Ediene Dias e ao Sr.Valdemir Lucio, Na minha casa, todoas as funciona´rias sempre foram tratadas com dignidade a, amizade e respeito, além de receberem, ( mesmo não havendo lei) todos os direitos( só não FGTS~, mas dava a elas o valor da Autonomia que elas proprias deveriam pagar). O caso é que NENHUMA DELAS correspondeu aos seus deveres,não cumprindo com as tarefas satisfatoriamente e nunca me foi dados MEUS Direitos. Chegavam as09h e na mairoia das vezes saiam as 15 ou 16h. Se tinham medico na aprte da amanhã, cehgavam DEPOIS do medico, ou seja fui complascente, mas não obtive o retorno justo. A maioria vai querer continuar a fazer o que faz , mas não vai querer DAR os Direitos dos Empregadores. Além de que há as suposições acima, onde forçar a saída, onera o FGTS, como se a familia fosse uma empresa. Além disso há a discrepância em entendimento (emocional ou intelectual, afinal NÃO SOMOS EMPRESA E SIM ESTAMOS EM NOSSO LAR NOSSO REFUGIO). Achei de péssimo mau gosto e muita pouca fundamentação o caso do GASTO com CÂES e anmais. ELES SÂO VIDAS das quais temos responsabilidade e não simples hobby, como o Sr. acima tenta incutir. Esse é um dos problemas, a compreensão entre patrão e empregado no Brasil é dificil, pois sai da esfera necessária da necessidade, para parecer um LUXO frente ao empregado.
    sE DESEJAM SEUS DIREITOS, ( NADA MAIS QUE JUSTO) Dêem os Direitos dos Patrões TB!!

  • Rosangela Dos Santos diz: 13 de dezembro de 2012

    Sou Babá e estou de boca aberta com os comentários de Muitos Patrao!!! Do mesmo jeito k eles pagam suas contas nós Empregadas Domésticas tbm Pagamos o nosso Abrimos mão de estar com nossa Familia e de Fazer muitas coisas para estar trab na casa dos outros e mesmo assim nao temos VALOR para muitos. mas essa nova lei vai ser muito bom para nós e os benéficios k teremos só quem tem dinheiro mesmo vai poder nós pagar senao thau tem muitas patroas POBRES k querem dar umas de k tem Dinheiro e nao tem merda nenhuma bando de mal amadas aqui tem k ser como nos EUA mesmo já fui varias vezes pra lá e vi as MADAMES k tem dinheiro cozinhando, lavando e passando etc… e é Pais de 1 mundo essas k se dizem madames aqui no brasil querem ser melhores do k as gringa ainda mais k moram no pais de 3 mundo haaa pelo amor de Deus agora vcs vao passar lavar suas calsinhas sujas kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk chegou nossa vez!!!!!!!

  • Rosangela Dos Santos diz: 13 de dezembro de 2012

    Então Marilene Rocha acho k todos temos seus direitos como vc disse Se nós temos como arrumas tias, primas, mães, e avos para cuidar de nossos filho gracas a Deus!! mas k pena k muitos patrao nao podem falar a mesma coisa porque será? nao estamos brincando de casinha na casa de ninguem estamos trabalhando isso sim acho k se nao tem como pagar nao tem prob entao nao paguem fiquem vcs fazendo as coisas de casa e cuidando de seus filhos. A Em pregada Doméstica nao pode ter nenhum benéficio só vcs é isso porque??? E quando acontece algum acidente com alguma Empregada ou Doenca é tudo muito Burocratico só vem o lado de vcs e o nosso??? Trab a vida toda e sair com uma mão na frente e outra atraz k isso tbm vamos ter nossos direitos e vou adorar ver muitos fazendo em casa o k muitas mulheres fizeram por anos e nao eram reconhecidas!!!!!! VCS PODEM RECLAMAR FALAR O K QUIZER MAS A LEI VAI SAIR AI SÓ QUERO VER O K VCS VÃO POSTAR!!!!!!

  • Deborah diz: 13 de dezembro de 2012

    Sem pensar em EMBATE e sim em DEBATE sadio,Discordo do comentário completamente emocional da Rosangela dos Santos. O Brasil não tem “ricos” e se os tem eles não necessitam de fucnionário domestico. Comem fora, mandam vir comida pronta, lavam suas roupas em lavanderias, e obtem descontos em firmas de limpeza que vem e fazem uma faxina maravilhosa que dura até um mes ou mais.Estive vendo esses preços, e ví a vantagem anual desses serviços,e é claro conta o fato de não se ter em casa alguém que não seja da familia, presenciando nossa privacidade. Então digo: a Profissão de Funcionários do LAR tende a acabar. Será um mercado do qual haverá contratos adequados ás situações e somente profissionais COMPETENTES serão admitidos, dando todos e compeltos DIREITOS dos empregadores também, pois, quam tem DIREITOS TEM DEVERES. Esse quadro neste Brasil será impossível , rs
    Chamar “patroas” de “duras” já demonstra uma falta de respeito com o seu empregador, que espero não esteja acompanhado este debate e vendo suas palavras. patroes de funcionáriso domésticos são trabalhadores e assim sendo a verdadeira Tônica” do contrato é AJUDA MÙTUA , TROCA e não relação de hipossuficiência como falei acima. A questão é complexa, pois a maioria “olha” de fora” sem refletir. A verddeira intenção dessa Lei é acabar com a profissão de domésticas e afins, ninguém se ligou?

  • Katya Farias Cedraz diz: 13 de dezembro de 2012

    Acho FANTÁSTICA, toda essa discussão, isso chama-se liberdade de expressão, mas não podemos esquecer que, através dessa, as nossas informaçãoes e formações de opinão serão mais bem avaliadas. Quem verdadeiramente está gostando disso é o BLOG da BELA, que está sendo acessado todos os dias. A internet nós dá essa oportunidade. Só para colaborar mais uma vez, quero lembrar que o que a LEI não definiu é a qustão das pessoas que moram no emprego, pois vem do interior e os gastos com alimentação e dormida, que já foi uma conquista anterior, agora retornará? Os legisladores precisam normatizar estas dúvidas. A LEI precisar de clareza. Boa sorte a todos nós: Patrão e Empregados.

  • Deborah diz: 14 de dezembro de 2012

    Então Katya Farias Cedraz, a questão que FOI pacificada com legislação ANTERIOR a que estamos debatendo, cairá com certeza: Alguém DORME E COME DE GRAÇA na Empresa que trabalha?? Claro que não…

  • shirlei nunes diz: 14 de dezembro de 2012

    A vc Deborah, esta nova lei esta chamando atenção de muitos e principalmente daqueles que sempre visaram ganhar em cima das pessoas mais necessitadas, infelizmente pra essas pessoas esses tempos estão acabando pois o Brasil esta reconhecendo que o empregado domestico tem sim que receber como qualquer outro trabalhador, mesmo pq nosso trabalho é bem mais desgastante que muitos outros que são reconhecidos por ai, agora nossa querida debatente dizer que no brasil não existem pessoas ricas ha, é muita ignorancia, e pior ainda dizer que exista serviços de limpeza que deixam suas residencias limpas por um mês ou mais é na minha opinião mais ignorancia ainda porque se valesse mesmo apena vcs patroes não contratariam pessoas que não são da sua familia para criar seus filhos, limpar a sujeira de suas casas ou até mesmo tirar a privacidade de vcs. digo pq nós também ficamos sem privacidade, temos que nos sujeitar a constrangimentos e situações bem desagradaveis, sinto muito mais só poderá mesmo ter um empregado domestico em casa quem tiver realmente condições de manter, e o resto tera que fazer como nós por todos esses anos, virar-se pra cuidar da familia, e da casa. obs: pra quem diz que o empregado domestico não da lucros, como vc trabalharia, e ganharia algum dinheiro pra manter sua casa se não tivesse um empregado domestico em sua casa pra cuidar de tudo enquanto ele não esta, conclusão parem de desfazer das pessoas que praticamente resolvem os pepinos que são obrigações de vcs…

  • Loló ribeiro diz: 14 de dezembro de 2012

    Estou totalmente passada e agradecida ao mesmo tempo, trabalho a tres anos numa casa onde sou domestica, baba, motorista e não sou reconhecida por tudo que faço sendo que algumas dessas funções não foram combinadas, ou seja com essa nova lei tudo sera preto no branco. precisamos ser reconhecidas e respeitados também trabalhamos como qualquer um.

  • shirlei nunes diz: 14 de dezembro de 2012

    TAMBÉM GOSTARIA DE RESSALTAR QUE NEM TODOS OS EMPREGADORES ESTÃO COM A MESMA OPINIÃO, POIS TRABALHO COMO BABA, ESTOU MUITO FELIZ COM MEU EMPREGO E COM MEUS PATROES QUE SÃO TOTALMENTE A FAVOR DESSA NOVA LEI, QUE ME TRATAM COM RESPEITO E CONSIDERAÇÃO, E QUE FAZEM SUA PARTE PORQUE EU TAMBEM FAÇO A MINHA, NUNCA FALTEI SEM EXTREMA NECESSIDADE, E SEMPRE CUMPRO MEUS HORARIOS E FUNÇÕES. RESPEITO MINHA PROFISSÃO E GOSTARIA MUITO DE SER RESPEITADA.

  • Ana Priscila Souza diz: 16 de dezembro de 2012

    sou empregada domestica e concordo plenamente com essa lei, minha patroa é um doce e me paga tudo certinho ela reconhece meu trabalho e isso é muto bom para o trabalhador.
    E pra aqueles patrao que estao chorando poque nao qeurem pagar os direitos de seus funcionarios entao que façam voces mesmo o trabalho da casa.nois nao podemos é ficar sem temos nossos direitos. tenho certeza que no trabalho de voces, voces recebem todos os direitos entao porque nosso trabalho tem que ser desvalorizado?

  • Tania diz: 17 de dezembro de 2012

    É impressionante como as pessoas vão logo falando em demissão.
    Não levam em conta a importância que tem uma empregada em suas casas.
    Importância sim por que quem não sabe ou não pode ou por qualquer outro motivo depender de uma empregada para deixar sua casa em ordem, tem que pagar mesmo todos os direitos sem reclamar.
    Agora, muitos, não abrem mão do cineminha, da pizza, do almoço fora aos domingos, da roupinha nova, da manicure, do cabelereiro… e por aí vai uma série de coisas muitas vezes supérfluas que pederia ao menos serem reduzidas antes de ir logo pensando em se livrar da funcionária que é essencial em sua casa.
    Sou doméstica como já deu pra se notar e defendo a minha categoria.
    Por que temos que ter direitos diferentes de outras???
    É trabalho igual. Muitas vezes bem pesados.
    Tudo bem!!
    Quem quiser mandar embora a sua empregada, tem esse direito.
    Mas um gasto a mais vão ter. O da manicure, tenho certeza.
    É aquele velho ditado: “Se não posso, não tenho”.

    Um beijo à minha antiga patroa ( Drª C.C.T.) que foi tão essêncial para mim quanto eu para ela e que nunca pensou em se livrar de mim. Hoje se não estamos juntas é por outro motivo e não por um gasto à mais.

  • Renata diz: 19 de dezembro de 2012

    Boa tarde! Sou patroa e vivo “pedindo”pra minha empregada cumprir pelo menos 44 h de trabalho por semana. Assino a carteira, nao desconto INSS, pago mais que o salario e ela tem que trabalhar so 4 dias por semana. Como todos os outros, claro que nao desconto comida, bebida etc. Agora se querem mais direitos que cumprarm com seus deveres. Quer faltar, cadê o atestado medico para nao ser descontada? Eu tenho que apresentar no meu trabalho, ela não? Tenho que ser complacente e boazinha porque está com meus filhos enquanto estou fora?
    Já estava pensando em demiti-la. Agora entao, com essa nova legislacao, com certeza. O melhor é colocar no colegio integral e pagar diarista .

  • Elda M. Boss diz: 22 de dezembro de 2012

    Eu assino carteira da minha domestica, pago todos os direitos que ela tem hoje, e deposito 8% mais 40% em poupança para ela.
    tentei saber como fazia para depositar o fgts, teria que pagar contador um tal de certificado didital cei etc…… uma complicação áí eu pergunto, ela tem 58 anos de idade, quem vai contrata-la depois que for demintida por não conseguir paga-la.. meu salário não sobe de acordo com o minimo……. e aí…..bolsa familia…..

  • Rosana diz: 29 de dezembro de 2012

    Para mim a questão é muito simples. Já aplico as leis com minhas empregadas domesticas desde sempre. Registro, recolhimento de inss, vale transporte, férias remunerada, 13 salário e até pago um plano de saúde ( para evitar as recorrentes perdas de horas de trabalho pelo precário atendimento do sistema de saúde público). Em contrapartida, sou muito exigente na qualidade do trabalho oferecido. Não aceito limpeza pela metade e muito menos que danifiquem meu patrimônio. Cumpro a obrigatoriedade da lei e também as aplico como deve ser. Desconto faltas e atrasos e exijo o pagamento de danos causados como roupas manchadas e móveis e eletrodomésticos que foram danificados por mau uso. O pagamento do fgts não onera o orçamento de ninguém, porém concordo com a malícia de muitos em querer forçar uma demissão para obter os 40% de multa. Teremos que rever nossas necessidades.

  • FLÁVIA diz: 29 de dezembro de 2012

    quem tem direito ao salario familia é só quem tem filhos?

  • Marcia Schäffer diz: 2 de janeiro de 2013

    Empreda domestica tem direito ao Pis ?

  • Nilvair Lopes diz: 3 de janeiro de 2013

    Olha só Pessoal, quem tem direito ao salario familia é só quem tem filhos sim, porem quem paga salario familia é o Inss, para isto tem que apresentar certidão de nascimento,cartao de vacina atualizado e frequencia escolar em maio e novembro de cada ano.com relação as domesticas temos que analizar os dois lados sempre, 1º a CLT é de 1943 já esta caduca, devemos reformar toda as leis trabalhistas, hoje tenho um cliente dono de uma loterica pediu uma ex-funcionaria para cobrir dois dias de ausencia de uma funcionaria, recebeu pelos dois dias trabalhados, foi embora normal e depois chegou uma cobrança de quase 16.000,00 pelo fato dela estar gravida, imagina algumas de vcs com abacaxi deste para descascar, lembrando que a Lei não permite que dispense uma domestica, só que ela fez isto com mau intenção querendo querendo se beneficiar para ficar 01 ano parado, imagina isso com uma domestica a uma pessoa fisica, como pagar? o fato é seguinte direitos todos tem, mas atras de diretos, tambem tem obrigação e dever não se esqueça,por isto digo, tem que fazer mudança nas Leis que diminua a carga de impostos isto so traz desemprego para todos, as domesticas tem direito a ter os mesmos tratamentos que os demais sim, mas daí vai ter que pagar a comida,dormitorio etc…como os demais empregados de empresas.resumindo vai ficar ruim para todos resultado disso mais desemprego.
    esqueci de apresentar-me, sou Contador 25 Anos e sei melhor que ninguem os dois lados da moeda, quem paga e quem recebe.todos sairão perdendo os patrões e os empregdos, quem tem condições, pague eles merecem, quem não tem faça os serviços, isto é Brasil.quem recebe é muito pouco, mas para quem paga tambem pesa muito.quem conhece direitos trabalhistas como eu sabe o peso, nunca tive ninguem para fazer serviços domesticos em minha casa, lá é minha esposa quem faz e com cooperação de todos, ajudo em tudo desde lavar carro, arrumar cama,esquentar comida e em tudo.pago inss para minha esposa para ter aquele pequeno direito de aponsentadoria. não é os 8% fgts(Doméstica)que pesa, isto não é nada, mas sim os direitos que pode dependendo das circunstâncias ser impagável e ter que vender seu patrimônio para pagar.

  • Aline santos diz: 4 de janeiro de 2013

    Essaa lei ja entrou em vigor se nao quando vai entrar brigada

  • valdemir lucio diz: 4 de janeiro de 2013

    A sr Deborah,onde esta o MÉRITO em tratar sua funcionária com respeito,dignidade,amizade e onde esta o MÉRITO em pagar os direitos que a senhora diz que paga.RESPEITO, não só com sua funcionaria mas com qualquer outra pessoa é questão de educaçao e o que a sra paga é obrigaçao. E não entendo como ficar com um funcionario que não lhe agrada,alguma coisa a prende a ela? Tambem posso analizar pelo comentario que gosta de animais,nada contra,tambem gosto só acho que um ser humano tem um volor infinitamente maior.Só uma pergunta?A sra daria com satisfaçao 10% de seus gastos com seu animal de aumento a sua funcionaria?A quanto tempo a sra não da aumento a sua funcionaria?A sra gostaria de um aumento no seu salario?Pense com a razão sra não com o bolso.Quanto a seus direitos é a sra quem tem que fazer valer,se a funcionaria chegou atrasada sem atestado desconta se ela não a agrada demita.Direitos voces tem e muitos e a muito tempo,nós sra DEBORAH estamos dando ainda nossos primeiros passos.

  • Alvanete Costa diz: 5 de janeiro de 2013

    Essa nova Lei vai causar um impacto, ou seja, as domésticas irão perder seus empregos, porque a maioria da classe média, irá optar por uma diarista, e não por manter uma empregada doméstica, mesmo porque elas nos causa grandes gastos, vez que não é só o salário delas, pois arcamos com alimentação completa, lanche, transporte, além dos gastos com materiais que elas usam demasiadamente, é até bom, que seja aprovada esta Lei para que todas que estão “se achando as tais” fiquem todas desempregadas, é ridículo tantos direitos, pois um trabalhador de uma fabrica por exemplo, não tem tantos direitos, que inclusive trabalham para empresários que auferem lucros, e nós patrões(as), não, estamos sendo tratados desigualmente e cadê os nosso direitos como patrões?, pois bem, os demais trabalhadores da rede privada, não tem direito as refeições, lanches, auxílio creche, nem higiene pessoal, como sabonete, pasta de dente, shampoo e etc, que as domesticas tem em nossas casas, acho uma aberração essa Lei, entendo que nós deveriamos nos unirmos e fazer uma demissão em massa, se esta Lei for sancionada, vamos contratarmos apenas diaristas, uma para fazer a comida da semana toda e congelarmos e a outra para arrumar e assim, vamos boicotar essa decisão absurda e as domésticas que estão se achando as poderosas irão ficarem desempregadas, ou optarem trabalhar como diaristas. Eu já decidi, vou ficar com diarista!

  • Tania Mara da Silva diz: 5 de janeiro de 2013

    Sou empregada em uma casa a 9 anos,meus patrões sempre fora justo comigo em relação ao sálario,alimentação cuidados médicos,pois sempre me permitiram ir ao médico,porém minha carteira não está assinada ainda não estou com meu INSS atrazado todo esse tempo.E me sentido constragida pois não tenho como comprovar que trabalho todo esse tempo para abrir crediario.As vezes trabalho 14 horas por dia,ao longo desses 9 anos venho tendo problemas de saúde.Acho sim justo as novas leis pois somos trabalhadoras,que tempos que cumprir horario,regras algumas não podem nem se alimentar direito,se quebram algo tem que pagar e são tratadas como escrava tendo que servir seus patrões e convidados altas horas da madrugada tendo que esta de pé no mesmo horario.A nova lei tem que ser aprovada sim muitos dizem que não podem pagar o fgts mais não é bem assim.

  • Verenna brandao diz: 8 de janeiro de 2013

    Gostaria de saber sobre as babas que dormem??? Tenho uma funcionaria que mora comigo, toma conta da minha filha de 1 ano e quatro meses. Como ficara o salario dela, pois nao terei dinheiro pra pagar adicional noturno, horas extras.
    Nao faço diferenca na alimentacao daqui de casa, se viajo pata o exterior ela vai comigo, quando saio pra jantar ela vai tambem. Tudo bem que ela vai a trabalho, mas pergunto quando ela teria a oportunidade de conhecer outros paises, conhecer bons restaurantes, vestir boas roupas, pois se esta me acompanhando eu nao quero que ande como um mulambo.
    Ajudo tanto ela como minha secretaria com as tarefas domesticas, quando quero uma faxina bem completa, eu pego no cabo da vassoura tb. Quando vejo que minha filha esta dando muito trabalho, fico com ela e deixo a baba descansar um pouco ou qd minha filha dorme a tarde ela descansa tb.
    Sera que eu deverei me tornar uma pessoa indiferente com as minhas funcionarias???
    Como sou dona de casa, sei fazer e sei cobrar que faça. Sei que uma casa e uma crianca bem cuidada da muito trabalho.
    As minhas funcionarias recebem todos os seus direitos, includive algumas ajudas extras qd necessarias.
    O que eu fico indignada é que a funcionaria totalmente legalizada saira pelo dobro do salario. Metade pra ela e metade pro governo.
    Se pelo menos eu pudesse pagar tudo pra ela, sem o governo me punir no futuro, eu ficaria muito mais tranquila em pagar tanto.

  • Cristilaine Silva diz: 16 de janeiro de 2013

    Acho ridículo ver tantos empregadores torcendo contra nossos direitos, pois é fácil chegar em casa e está tudo organizado, os filhos bem cuidados e a tranquilidade de trabalhar sem preocupações de que tem que pegar o filho na escola mas precisa trabalhar até tarde ou estou cansada mas tenho que chegar em casa e arrumar a bagunça que está minha casa. Os empregadores torcem contra porque não querem deixar certas comodidades que oferecemos,mais a questão é que muitas empregadas domésticas já deixarão ou como eu estão pensando em deixar a carteira assinada com esse salário e lei de miséria para serem faxineira que trabalha em muitos lugares menos e se ganha muito mais e se pode recolher um benefícil muito melhor na arrecadação como autônomas. É meu povo esse país é vergonhoso!

  • Bruna diz: 18 de janeiro de 2013

    Boa Tarde Patroas do Brasil
    Gostaria de salientar que enquanto vcs estão no shopping gastando, suas empregadas estão esfregando o chão das suas casas, então se tem dinheiro p/ besteiras e coisas desnecessárias também tem que ter para arcar com 8% de Fgts e demais impostos de sua funcionaria não acham?
    Pois suas comprinhas é direito seu não discordo disso, mas receber decentemente tbm é direito da pessoa que cuida da sua casa enquanto vcs saem para realiza-las.
    Pensem bem amanhã poderá ser uma de vcs, pois dinheiro não dura pra sempre.

  • Deborah diz: 19 de janeiro de 2013

    Bruna, a QUESTÃO AQUI não é pagar ou não pagar os Direitos. É o DEBATE de a LEI colocar em pé de igualdade FAMILIA ( não gera lucro para pagar fucnionários) E EMPRESA ( gera lucros para pagar funciona´rios), entendeu agora?!
    Saiba que embora seja o que for que vc diga, a Lei pode ser votada contra ou a favor. Sua opinião não vai mudar nada, poi em nada acrescentou ou justificou, foi somente seu desabafo…
    Apenas mostrou que se sente inferiorizada emocionalmente, o que por sí já gera uma separação psico-emocional entre uma boa Patroa.

    Vejo aqui Funcionárias se desabafando , falando somente da posição financeira de de suas patroas mas NENHUMA delas falou,descrevendo com tanta riqueza de detalhes,seus deveres e o que costumam fazer na casa onde trabalham.
    Não vou mais responder a esse tipo de postagem, pq aqui DESVIRTUOU O RUMO do Debate ,para LAMENTO E JULGAMENTO de pessoas. Não tenho tempo para isso.

    Sr. valdemir Lucio, primeiramente não tenho mais funcionária depois da antiga que ficou muitos anos e sempre foi e é uma pessoa maravilhosa. Ela deixou de trabalhar por motivos DELA particulares de família.
    Hoje opto pelo que lhe falei: uma firma que faz a limpeza geral 1 vez por mes. Comida e roupa são feitas, lavadas e passadas fora e entregues nos horários combinados. Porque:
    1- saí mais em conta ao final do Ano.

    2- As 2 subsequentes que tentei, nunca queriam cumprir com horários e o trabalho era insastifatório.
    Realmente não eram o que eu o tipo de funciona´rias q eu procurava. Me referí ao RESPEITO pq não houve reciprocidade dessas duas para comigo.
    Inclusive uma delas era ( é)cleptomaníaca e sofri aborreciemntos e prejuízo com isso.

    No mais o sr. faz uma pergunta muito boba , (para ser delicada)pois, minha funciona´ria além dos Direitos, durante festas de fim de ano e Aniversários dela etc, ganhava muitos presentes e bonus, dados de amizade e companheirismo de minha parte e não por algum tipo de troca, então se eu daria 10% do que gasto com meus 50 caes? Acho que fui clara na resposta:
    EU DAVA MAIS, rs.( O sr aqui, questiona não o relacionamento empregado x patrão, mas sim o meu caráter,formação e educação, acha correto isso? Creio não ser este o lugar e nem tão pouco estou aqui para ser JULGADA).
    Com a Graça de DEUS tenho o suficiente para não me importar muito com “meu bolso”, trabalhei bastante para isso a vida toda. Tb NUNCA descontei ( da minha primeira maravilhosa funciona´ria), os dias de atraso, ou mesmo de falta. Mas das outras pela falta de respeito com minha pessoa,desleixo e pouco caso, irresponsabilidade, tive de faze-lo.

    Quero deixar CLARO que NÂO SOU CONTRA os Direitos serem DADOS. SOU CONTRA confundir FAMILIA com EMPRESA.Apenas Os 40% não devem ser dados.E o Brasil não está preparado para uma mudança dessas.Haverá demissões em massa.
    A vida na Europa e América é bem diferente daqui, se alguma delas comparar, sugiro que vá trabalhar fora do país então. Poupariam muitos de ouvir lamentos.

    A maioria das Patroas não sabem ser Patroas e a maioria das funcionárias não sabem ser boas funciona´rias. Eis pq isso está fadado ao fim da profissão. Quem viver verá. Me despeço de todos, tenham uma boa vida!

  • Roberta Alves diz: 22 de janeiro de 2013

    Essa Nova Lei da Empregada doméstica é uma forma de acabar com a profissão de empregado doméstico, que é uma tendência do Brasil é copiar tudo de fora. Porém, a realidade vai ser uma DEMISSÃO EM MASSA, as patroas vão se adaptar sem as empregadas, como por exemplo use máquina de lavar com secadora, a roupa quente já sai pronta para ir ao cabide, não precisa passar ( nunca vi um ferro de passar nos EUA, todos fazem isso) ou usam lavanderias para roupas mais sofisticadas. JÁ EXISTE ROBÔS QUE PASSAM O DIA TODO ASPIRANDO NOSSAS CASAS, E O VALOR DE SEU CUSTO É MENOS DE UM SALÁRIO MÍNIMO. Contratar uma diarista que fará a limpeza que é designado pela semana toda vai ser um opcional. VAI TER MUITAS,MAS MUITAS PESSOAS QUERENDO FAZER DIÁRIAS, e o PREÇO vai abaixar, porque é de acordo com a OFERTA E DEMANDA. Só vai ficar àquelas que realmente são competentes e as outras vão ter que arrumar uma profissão diferente, se tiverem estudo e boa aparência (infelizmente essa é a realidade) vão trabalhar no comércio, nas feiras, nos salões de beleza etc. Quem não tiver estudo, ou até mesmo somente o segundo grau, vai ficar sem profissão e sem expectativa de profissão. JÁ TIVE DUAS EMPREGADAS QUE TERMINARAM CURSO PROFISSIONALIZANTE TRABALHANDO EM MINHA CASA. Hoje uma é auxiliar de enfermagem e a outra é CABELEREIRA. Fiquei SURPRESA quando reencontrei com as meninas, estão GANHANDO MENOS DO QUE QUANDO TRABALHAVAM EM MINHA CASA. Reclamaram que não ganham gratificação, trabalham de 8 da manha a 8 da noite. E as patroas não entram na cozinha como eu entrava. Deixam todo o serviço para elas fazerem. Às vezes ficam até tarde trabalhando no sábado e no domingo por uma comissão mísera.RECLAMARAM E MUITO, MAS NÃO QUERO MAIS ELAS, PORQUE DANDO TODA A OPORTUNIDADE E SEUS DIREITOS, EMPRESTANDO MEU SAPATO DE 400 REAIS PARA SUA FORMATURA, DEIXANDO INÚMERAS VEZES SAIREM MAIS CEDO OU FALTAR POR INÚMERAS JUSTIFICATIVAS, PAGANDO CONSULTAS PARTICULARES E REMÉDIOS,TODAS ME DEIXARAM NA MÃO EM MOMENTOS QUE EU ESTAVA PARA TERMINAR A MINHA FACULDADE. SEMANA PASSADA conversei com uma nova funcionária para ser babá de mINHA filhA, mas vi que não vai dá para contratá-la, terminou o SEGUNDO GRAU e queria a OPORTUNIDADE de fazer FACULDADE. Devendo morar em minha residência, pois em sua cidade não tem acesso a FACULDADE. DEPOIS com essa expectativa dessa NOVA LEI não quis essa funcionária, simplesmente não vai dá para pagar extra enquanto ela está a noite estudando, fazendo faculdade,risos…ACHEI MELHOR DEIXAR MINHA FILHA NO COLÉGIO DE TEMPO INTEGRAL. É apenas 300 reais por mês, não sai como uma BABÁ COM SEU SALÁRIO DE 678 E TODOS SEUS DIREITOS.LOGO, Vejo que vão fechar as portas de muita gente. EU VEJO QUE EXISTE UM ÓDIO INTERNO na maioria das empregadas domésticas que li seus relatos acima. EU SINCERAMENTE VEJO que se vocês querem ganhar mais, vão se profissionalizar. Minha manicure está ganhando 2000 de lucro, se profissionalizando, indo em domicílio na casa das clientes, comprou uma bis à vista e pretende comprar um carro, mas trabalha de 6 da manhã e vai até 11 da noite sem parar. ADORARIA encontrar uma EMPREGADA DOMÉSTICA que soubesse cozinhar de verdade, que entrasse em minha casa e de tão profissional já soubesse ir fazendo tudo sem eu ter que mandar. ADORARIA encontrar uma EMPREGADA DOMÉSTICA que tratasse MINHA CASA como uma empresa, de SORRISO NO ROSTO, SEM ATENDER AO CELULAR O TEMPO TODO, QUE TENTASSE ME AGRADAR assim como todos nós fazemos quando estamos em uma EMPRESA. Sempre trabalhando, sempre sorrindo, mesmo que estejamos com cólica ou dor de cabeça, sempre EDUCADA falando baixo para não atrapalhar a REUNIÃO do patrão. Nunca faltando e resolvendo nossos problemas da porta da empresa para fora.O QUE FALTA NOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS É PROFISSIONALISMO, logo eu concluo que NO FUTURO SE EXISTIR EMPREGADO DOMÉSTICO vai ser APENAS OS PROFISSIONAIS. Aqueles que realmente valem a pena pagar. CHEGA DE ABORRECIMENTO, DE COISAS QUEBRADAS E COLOCADAS QUEBRADAS ESCONDIDAS, CHEGA DE TER O ABORRECIMENTO DE SENTIR FALTA DE MEUS BENS PESSOAIS, CHEGA DE TER QUE ESCUTAR O TOQUE DO CELULAR DE TODAS AS BANDAS DE FORRÓ e BREGA QUE NÃO CURTO e TER QUE ESCUTAR SEM QUERER A CONVERSA PROLONGADA E INADEQUADA PARA UM AMBIENTE DE TRABALHO, CHEGA DA MINHA CAMPANHIA TOCAR O TEMPO TODO PORQUE A CREIDE,EMPREGADA DA VIZINHA, ESTÁ NA PORTA CHAMANDO A MINHA PARA CONVERSAR COM OS PORTEIROS NA HORA DO SERVIÇO. CHEGA DE EU CHEGAR E SENTIR CHEIRO DE FUMAÇA DE CIGARRO EM MINHA CASA E ESCUTAR UMA MENTIRA DE QUE DEVE SER LÁ FORA. CHEGA DE TER UMA PESSOA EM MINHA CASA, QUERENDO SER A DONA DA CASA. A NOVA LEI DA EMPREGADA DOMÉSTICA VAI SIM NOS DÁ OUTRAS ALTERNATIVAS PARA CONTINUARMOS CLASSE MÉDIA COM QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL CONTINUARMOS A TRABALHAR FORA E CUIDAR DE NOSSOS FILHOS E DA CASA. Haverá uma mudança de PARADIGMA, irão surgir EMPRESAS PROFISSIONAIS que garantam um serviço melhor a baixo custo, sem esse desgaste, AGORA QUANTO AS EMPREGADAS DOMÉSTICAS? ESTUDEM FEITO A GENTE…TRABALHEM FEITO A GENTE TRABALHA COM PROFISSIONALISMO FORA. E vocês vão ter seu lugarzinho ao céu para poder comprar o sapato de 400 reais, sem ter que pedir emprestado e depois devolver com INGRATIDÃO.

  • DASI diz: 26 de janeiro de 2013

    Acho que o debate é bom para ambas as partes,para se chegar a um consenso.Mas vejos patroas só reclamando e expondo o que fizeram por suas empregdas. Acho que como empregada tenho que cumprir com os meus deveres e a patroa também se me contrata só para arrumar e passar é isso que vou fazer.Mais depois quer que eu lave e cozinhe cuide dos cachorros acordando as 7hs e indo dormir as 10hs ganhando a mesma coisa.É justo? Assim como tenho que fazer o meu trabalho bem feito e respeitar minha posição como empregada acho as patroas também tem que ter respeito.A verdade é a empregada precisa trabalhar,e a patroa precisa dos serviços.Temos sim que nos profissionalizar mais não aceitar mais sermos escravisadas como muitas tem sido.Trabalho em uma casa de pessoas maravilhosas nem porisso deixo de fazer minhas obrigações cuidar bem da casa e das crianças. Ela sai de manhã e é justo chegar e encontrar a sua casa em ordem,suas roupas no lugar ,comida prontinha não vejo nada de mais em fazer pois no meu caso meus patrões merecem pois sabem tratar seus empregados com respeito e educação e eu não ganho a mais porisso.Mais sei o quanto é dificil como empregada ser tratada com educação e respeito ser olhada como ser humano.

  • Rochelle diz: 6 de fevereiro de 2013

    Eu estava prestes a publicar minha opinião, até ler o depoimento de Roberta Alves, pois ela escreveu exatamente o que eu penso! Faço as palavras dela as minhas. A lei onerou demais o custo de um empregado doméstico. Querem todos os direitos? Tudo bem, mas corram atrás para terem QUALIFICAÇÃO! Porque pagar o que vocês querem para uma pessoa, muitas vezes, sem ter o mínimo de conhecimento, bons modos, higiene, é demais! Sem sombra de dúvidas que tornou-se inviável tem uma empregada doméstica em casa…

  • Adrianny diz: 23 de fevereiro de 2013

    Bom eu vi aui vários comentários de “patrões” dizendo que não tem como pagarem FGTS, a uma empregada doméstica, queria saber se vcs tem mãos e pernas ? bm se tem vão direto para cozinha lavar passar, cozinhar, arrumar a casa de vcs, porq as domésticas são gente assim como vcs, memso que talvéz algumas não saibam nem mesmo escrever seu prórpio nome, porq não tiverma uma escreva em suas casa eguanto elas estudavam, ao contrário disso elas forão escravizadas para que muitos de vcs estudassem e se trasformassem em essas coisas nojetas que vcs acham que são seres humanos,infelizmente está cheio de vcs mortos de fome se achando chieos da grana e maltratando pessoas humildes em em suas residências,vcs precisam é tomar vergonha na cara e parar de escravisar gente como vcs, vi aqui a cima um cometario d euma infeliz que não vou nem citar nome, dizendo que é ridículo pagar FGTS par auma doméstica , querida ridiculo é esse pedaço de carne que vc tem no lado esquerdo do peito que vc chama de coração.Bom essa léi será muito bem vinda e vai coocar muita gente no seu devido lugar, o trabalhador doméstico no brasil é uma categoria vergonhosa e humilhante, a falta de respeito é absurda da parte d emuitos empregadores, as domésticas tem que se reunir e dizer não a essa profissão de merda,egunato a prostituta se diz porficional do sexo as pobres domésticas tem como pago a falta de respeito, a discriminção e falsa ilusão de ser tradas como da familiá para tapiar com facilidade a exploração de seus dias consumidos por muitas horas trabalhadas e ainda não podem nem ter semtimentos, domésticas são vistas por muitas patroas como máquinas trabalhadoras é só ligar o botão que tudo fica pronto. Agora quero ver vcs curtir suas preguiças na beira da tábua d epassar mais se quiserem podem sair amarrotadas quem vai se importar com isso????

  • Adrianny diz: 23 de fevereiro de 2013

    AAA muito bom dona ROCHELLE, quer dizer então que para escravizar não tem problema nenhum a doméstica não ter bons modos, não ser cheirosa, não ter qualificação? agora para vc pagar ela precisa de tudo issooooo??? que ingraçado porq vc precisa de uam doméstica se vc é tão qualificada querida???? vá vc mesma para seu fogão, pegar vc mesma sua tábua de passar, seu aspirador e comesse já sua faxina querida está discutindo aqui para que???? aceita que vc é tão pobre quanto aquela que vc tem nojo,que é sem qualificação, sem conhecimento. Vc no mínino não sabe nem como lavar suas calsinhas nojentas que vc deixa no sexto para o pobre lavar sem amínima consideração ao menos de tirar a sujeira antes de colocar p lavar não é querida? estou adorando essa léi assim essas mulheres tbm tomarão vergonha na cara e vai correr atrás de algo melhor p suas vidas.

  • Roberta Alves diz: 28 de fevereiro de 2013

    É Adrianny, vai se acostumando que essa profissão não vai mais existir, até porque é desnecessária, as empregadoras, assim como eu já estão fazendo os afazeres domésticos, sim, e estamos dando conta do recado muito bem, até porque os serviços que temos hoje em dia com qualificação, higiene, estão sendo mais absolvidos pela classe média. A empregada doméstica que vai existir ainda vai ser àquela que trabalhar para grandes empresários como Silvio Santos (quem quer dinheiro), mesmo assim muito bem qualificada e também muito bem exigidas(onde há direitos há obrigações), não vai mais existir empregada doméstica para classe média, e até não faz sentido isto, porque estamos dando nosso dinheiro suado para um serviço desqualificado, que com a união de todos em uma casa se pode chegar até melhores resultados. E já passou o tempo em que empregada doméstica era escrava, depois da Lei de 2006, que deu direitos como férias, não trabalhar nos dias de feriados e o repouso semanal remunerado, o empregado doméstico ficou com mais direitos que um profissional de saúde que SALVA VIDAS. (Até pq você quando adoece quer que o hospital tenha gente até na Virada de Ano) A realidade brasileira é que não se pode pagar FGTS para as empregadas porque aqueles que as empregam não tem esses direitos e são bastante escravos do trabalho, porque é esta realidade de muitos municípios no Brasil, que pagam seus servidores, quando pagam, porque muitas vezes atrasam meses para o efetivo pagamento e fica por isto mesmo. Então, para entender que o empregado doméstico não precisa de seguro desemprego é também dar a possibilidade de depois de alguns meses, o empregado querer tirar esse seguro desemprego usando-se da má fé, usando de artimanhas para uma justa causa, que todas as funcionárias que se passaram aqui fizeram alguma coisa que justificariam a justa causa, mas resolvi sempre dando todos os direitos que vai pra mais de vários salários. Mas com essa nova lei, é melhor não fechar os olhos e realmente demitir as funcionárias por justa causa, porque elas sabem fazer por onde querer o benefício. A última aqui em casa comprou um carro e estava faltando o emprego com justificativa de doença sem trazer atestado para fazer faxinas em outros apartamentos do mesmo prédio que moro para ganhar aqui em casa e na casa do vizinho. Ainda bem que FGTS é optativo, porque saiu daqui com os direitos que já se tem, mas não ganhou o seguro desemprego, agora vai ter que fazer muitas faxinas para conseguir o que ganhava aqui.

  • Mariely diz: 14 de março de 2013

    Acredito que a Lei é boa para aqueles empregados que tem a opção de retornar para casa, após o expediente.
    Mas, para aqueles que moram no emprego, por necessidade, como por exemplo os originários do interior, a Lei vai ter um efeito inverso, vai causar demissões em massa, pois é inviável para o empregador pagar hora-extras e adional noturno, dos 7 dias na semana.

  • MARIANA LIMA diz: 20 de março de 2013

    Concordo plenamente que as dométicas tenham os mesmos direits trabalhistas, pois acho que essa classe é bastante discriminada.Não concordo como estão sendo impostas para os patrões, pois não vivemos de lucro e sim de despesas mensais.
    Acho que a lei de auxilio a creche, que tem que oferecer é o governo que recebe milhões de impostos de nòs.Acho também que os desconos teriam que ser proporcional a renda familiar.
    Não tem como controlar horários para as domésticas, será que teremos que ter cartão de pontos???Essa decisão vai gerar uma demissão em massa.
    O governo deveria está preocupado é em melhorar os salários de professores e médicos que daqui à pouco vão está ganhando menos do que as domésticas.

  • claudineia f. da silva diz: 20 de março de 2013

    quero saber qual e a garga horaria da empregada domestica

  • Ana diz: 21 de março de 2013

    Rosangela dos Santos, antes de vc ficar ofendendo os patrões que pagam os salários de vcs dom~esticas, cabem uns cometários para que fique claro: 1) emprego doméstico não é empresa que gira capital (dinheiro), ou seja, os patrões pagam os salários sem que vcs trabalhem para que se faça dinheiro dentro da residência – por isso as domésticas tinham um regime diferenciado; 2) se vcs trabalham em residências é porque precisam, pois por algum motivo que não se sabe (podem ser os mais variados) não têm outra profissão, assim, salve o emprego doméstico, pois sem ele quem precisa trabalhar como doméstico estaria perdido; 3) com a nova lei, realmente muitas de vcs, para não dizer a maioria, ficará sem emprego, porque as “ricas” como vc se refere, ou já têm suas empregadas certar e de confiança, ou vivem em hotéis caros viajando, ou seja, será difícil um emprego com estas (como vc mesmo asseverou “em pais de 1º mundo as ricas lavam passam e cozinham”). Para constar, o Brasil não é mais um país de 3º mundo já há algum tempo, vc precisa se atualizar. Um conselho. Já que vc está bastante ansiosa em ver sua patroa se danar, para conseguir um novo bom emprego, comece por não escrever essas baboseiras na internet, pois sua futura patroa poderá ler e saber que é vc, e seu novo bom emprego com todas as novas garantias irá para as cucuias. Um bom empregado sabe se portar e não falar NUNCA mal do patrão anterior, pois quem faz uma vez faz sempre. Se vc sai falando mal dos seus patrões atuais, certamente sairá falando mal dos futuros. Assim como existem patrões ruins, sem coração, existem empregadas piores ainda, pois estas querem emprego e não querem trabalhar, não se estabelecem no emprego, não se esforçam para aprender mais, não capricham no serviço e querem sempre mais. Tenha uma boa postura, para ser conceituada e não desejar tão mal a quem, mesmo que não a contento, lhe deu emprego quando vc precisou.

  • jessica martins diz: 21 de março de 2013

    É muito triste ler tantas hipocrisias por parte dos patroes.Eles querem suas casas limpas, comida bem feita, nunca se importam se a domestica tem vida fora da sua casa, se fica doente é ignorada, precisa enfrentar os maus humores de patroes pela manhã, gritos arrogancias,e está sempre sorrindo.Nos jantares exibem viagens milionarias, bolsas de marcas caras.Tem delas que tem preguiça de dar a propria descarga no seu banheiro, lavamos calcinha de patroas com menstruação, recolhemos camisinhas dos banheiros, e sorrimos.Agora eu pergunto; Elas irão fazer tudo isto? essa lei chegou pra acabar com esses abusos de patroas folgadas e abusadas, e mais.por quanto voces patroas fariam tudo isto e muito mais?as horas que ficamos a sua disposição, as vezes que não vemos nossos filhos crescendo, por que estamos cuidando do seus, enquanto vc gasta milhares de dinheiro com seus cães, nos amargamos numa tentativa inutil pra conseguir um exame basico no sistemo de saude.Meu Desabafo, Que viva As Leis.Quem não concorda, faça os nossos serviços.

  • Ana Maria Queiroz diz: 21 de março de 2013

    Bem, acho que já começa a ficar claro a quem interessa a nova lei dos empregados domésticos. Hoje, no jornal que leio habitualmente, há uma reportagem sobre as empresas, por exemplo administradoras de imóveis, que, ávidas para oferecer os serviços de diarista , passarão a gerenciar o serviço desses profissionais em condomínios. Vemos, assim, que ganharão os deputados e senadores envolvidos nas votações e as empresas. Finalmente ficou claro!

  • Katya Farias diz: 22 de março de 2013

    Jessica Martins,
    Esta qualificação de “Patroas” que vc. define são poucas ou até minímas, o que me preocupa é a CLASSE MÉDIA (A.B.C.D) não poderá mais ter essa classe de trabalhadoras em suas residências, ai vc. vai ver o que “DEMISSÃO em MASSA”, principalmente no NORDESTE. Acho justo alguns dos Direitos adquiridos, (INSS + FGTS + Férias + 13º + Folga). Agora lembre-se, meu bem, FAMÍLIAS não são empresas que detem o LUCRO e como pagar (Auxília creche, adicional noturno, horas extras, 44 horas semanais)???????? Te respondo: DEMISSÂO, pois este custo será de aproximadamente 02 salários mínimos por mês, e quem ganha 04 poderá pagar todos estes encargos + despesas familiares (casa, filhos, pessoal) e aí? o que fazer? Partiremos agora para serviços tercerizados(faxineiras, congelamentos, lavadeiras). Você acha legal? Os impostos Federais é direito JUSTO, agora os adicionais só as grandes empresas tem como pagar.Espero que avaliem o meu posicionamento e entedam o que CUSTO EFETIVO E DEMISSÃO. Só quem poderá ter EMPREGADAS DOMÉSTICAS serão os “NOBRES” deputados federais e estaduais, senadores, classe A e B, grandes empresários ou detiver algum emprego muito bom. lembre-se quem trabalha no comércio, tem os mesmos direitos, agora muito mais deveres, pois trabalham em pé, muitos não podem nem sentar para um breve descanso, pagam suas alimentações, suas roupas, e demais custos para se ter um emprego comercial. Professores, Profissionais liberais, micro empresários, enfermeiras, contadores, engenherios iniciantes, comerciantes …., certamente não poderão mais ter esta classe trabalhadora, mesmo pagando Salários + Direitos (INSS. FGTS, Férias, 13º). Obrigado pela atenção.

  • MARIANA LIMA diz: 22 de março de 2013

    Acho engraçado as empregadas se defenderem dizendo que os patrões não se preocupam com a vida pessoal, se tem problemas com filhos, marido dentre outros.
    Eu trabalho em uma grande empresa, cujo o dono nem sabe que sou e só me exerga como número.Será que não está existindo um exagero por parte das domésticas?
    Todo o trabalho requer “trocas” tanto da parte dos patrões quanto das domésticas, mas atualmente os beneficios estão para elas.
    As dométicas sempre se sentem “vitimas”.

  • Vera diz: 23 de março de 2013

    Para não dar os direitos das empregadas vão manda-las embora? Que às mande, assim vcs passaram a dar o valor que elas tinham e não eram reconhecidos, ocupando os lugares delas e fazendo o que elas sempre fizeram em vossas casas….já estava mais do que na hora, pois o tempo da escravatura já se foi! O que vemos hj em dia é um monte de gente de classe media se intitulando “RICOS”, mas na hora de reconhecer ou fazer o que um domestico faz não querem. Vivemos em um país aonde empregado(a) domestico(a) é apenas a continuidade da escravidão modernizada, nada mais que isso! Que se matem!!! Fica a dica>>> Quem pode ter empregado é rico, pobre metido à rico tem mais é que ficar caladinhos e já irem se preparando para >>> passar , lavar , cozinhar, cuidar de suas próprias crianças, forrarem suas camas, lavarem seus banheiros, jogar fora os seus cestos de papeis sujos de suas próprias bostas…..Só assim irão provar do gosto amargo, do que provam uma domestica!!!!! EMPREGADAS< SÒ PARA RICOS! hehehehehe

  • jacson de oliveira diz: 23 de março de 2013

    a nova lei é para ajudar trabalhadores que saem de casa de madrugada e só volta a noite sem nenhum beneficio adicional,uma casa de familia não gera renda,isso é fato,mas precisa da mão de obra,falar que vai dispençar a empregada e aumentar o desemprego é conversa de gente desesperada que não quer encarar a realidade dos fatos,pois se existe uma empregada em minha casa é por que eu preciso e não por que quero pagar um salario só por que sou bom e caridoso.o que pude ler nos comentários, é que as pessoas só se preocupam com suas contas bancarias CLARO E POR QUE NÃO,deixando de lado o fato de que ter uma pessoa trabalhando em suas casas sem o beneficio comum, sem horario definido, sem o direito de exigir, sem o direito de se igualar com o trabalhador ,sendo excluido como uma classe rebaixada a ponto de ser ridiculo eles terem direitos comuns.isso não é,mas está próximo da escravidão. fico feliz em saber que mulheres que não podem cuidar da própria aparencia por ter que dormir poucas horas,mulheres que não podem acompanhar o crescimento dos filhos para cuidar do filho dos outros ,mulheres que não sabem ler mas conhece a dor de TRABALHAR uma vida e não ter direito de se aposentar ,AGORA PODEM e mais AGORA É LEI.

  • Adrianny diz: 24 de março de 2013

    Concordo com vc jessica Martins, o pior de tudo nese trabalho é a falta de respeito das patroas com as domésticas, e os filhos então? um horror gritam com as coitadas as chmam de burras, lamentável ver as patroas aqui nao assumido tudo que as doméscita tem que suportar para terem seu trabalho, agora fico me perguntando como algumas patroas disse aí em cima que as doméstica nao sabem fazer nada, por isso vão trabalhar em suas casas, ingraçado né, se não sabem fazer nada porq vcs as contratam?. Vi tbm uam dizer que as domésticas falam mau das patoras etc, que se falam uma vez vão falar sempre, em fim se falam é porq tem o que falar, niguém vai falar mau de uam patroa que respeita sua funcionária, coisa que quase nunca acontece numa casa de familia, é muito trisdte ver como vcs são ipócritas, vcs odeia a classe domésticas riem na cara delas e por trás tbm falam mal, mesmo que coitada s emata trablhando na cas d evcs vcs sempre tem algo para reclamar, porq acham que estão fazendo um favor empregando uma doméstica na casa de vcs, ingraçado que quandov ão fazer intrevista falatm pouco colocar a canditada no colo puta falsidade aff, depois que pega a coitado no bico, alem de falar mau dela por trás ainda não cumprem nada do que disse na intrevista.Nada nada mesmOOO, é só balela porq iguinora a inteligência das domésticas.Saibam vcs que muitas domésticam iguinoram sua falsidade só porq precisa trablçhar mais não são burras não viu.

  • Adrianny diz: 25 de março de 2013

    Quero parabenizar a vc jacson!!! vc realmente pensa como um ser humano gostei de ler seu comentário.E quanto a vc Mariana Lima é lamentável seu raciocinio, como pode comparar-se com uma empregada doméstica? seus patroes não te conhecem mais sabem muito bem seus direitos ou não?.O fato é que os impregadores domésticos iguinoram por completo qualquer capacidade de intender sobre qualquer coisa, na verdade vcs acham que são donas de suas funcionárias, as vezes chego a pensar que vcs nunca cairam na real que uma doméstica não é uma escreva vcs acham que contratou uma doméstica vcs comprou uma escrava e que o salario dela no fim do mês é apenas uma parcela do pagamanto dessa compra.Ei podem brigar, esperniar, xilicar kkkkk fazer o que vcs quiserem mais não vaia diantar porq essa lei vai chegar masi cedo ou mais tarde, e as domésticas são vitimas sim dona mariana, vítimas da vida e depois vitimas da falta de humanindade de vcs.

  • Tania diz: 25 de março de 2013

    Parabéns jacson de oliveira!!
    Por pela capacidade de dizer o que pensa sem ofender e nem usar palavras de baixo calão.
    É disso que as pessoas precisam. De lutar por seus direitos, de dizer o que pensam, mas com educação.
    Eu ví muitos modos feios aqui, de ambas as partes, sem distinção de classes.
    É o que estraga a convivência diária de funcionária e patroa.
    Não importa a profissão que escolhemos. Não importa se somos a dona da casa ou a que está alí pra cuidar, limpar e etc..Antes de tudo temos que ser gentil e educados com todos que nos cercam. Aí sim temos grandes chances de sermos bem sucedidos.

  • Mariana Lima diz: 25 de março de 2013
  • Bruna Garcia diz: 26 de março de 2013

    Concordo com Katia Farias e observo que as empregadas não estão entendendo o recado do Congresso Nacional, eles querem tirar os seus empregos, não vão ser as patroas malvadas dos quais vocês insistem em admitir um rancor fora do razoável, porque fora das residencias, nas empresas que podem pagar seus direitos, o tratamento não é relevar, passar a mão na cabeça da empregada, qualquer coisa é rua, vai ter alguém para substituir você(porque não haverá mais a vaga nas residencias, vai ter muita gente migrando e disputando sua vaga) e não vão se importar mesmo em colocar demissão por justa causa por insubordinação, fato este que ocorre muito quando a empregada doméstica quer forçar uma demissão dentro da residência e a patroa malvada releva para evitar problemas e demite sem justa causa, só para não sujar a carteira do empregada ou porque ela tem uma penca de filhos. Não haverá pessoalidade no tratamento e assim o aumento de injustiças, até porque empresas podem e arcam com consultoria jurídica já todo mês, o custo para as empresas são mínimos se derem um ponta pé na sua bunda por qualquer coisa até porque sempre vai ter alguma testemunha para provar que você deixou de cumprir com suas obrigações ou chegou atrasado no trabalho na empresa, agora na residencia a prova é mais difícil, não impossível, mas a tendencia hoje é as patroas malvadas não usarem da justa causa para a demissão (mesmo sendo bem merecidas), a empresa bem sucedida não lhe ver como pessoa lhe ver como máquina, aí sim estaremos falando em escravidão. O Congresso Nacional quer fazer de vocês massas zumbis(muita gente desesperadas em se encaixar em qualquer mercado que abra sem pensar no custo-benefício) e agora vocês vão entender o que é ser escravas, porque vão se vender por menos de um salário mínimo para fazerem serviços que antes eram feito por várias pessoas, mas no final vão se submeter, porque vocês vão precisar pagar as contas no final do mês. Empregos estes que são subempregos nas empresas terceirizadas de limpeza, então em vez de limpar poucas privadas, vão limpar dezenas por dia, a velocidade e o tempo observado e contado por supervisores apáticos, que irão lhe tratar pior que as patroas malvadas e seus filhos. O objetivo é um aumento de uma massa desempregada para preencher cargos tão explorados, que faltam pessoas que queiram hoje, vão ganhar por insalubridade em alguns, mas o ganho não vão pagar seus remédios depois de se submeterem a estes empregos que vão gerar mais renda para as grandes empresas, vão mover o capitalismo, assim temos o exemplo da Inglaterra, onde as empregadas deixaram de cozinhar para uma única família para ter que cozinhar em massa com aumento da produtividade (deixa eu ser mais clara, vocês vão fazer uma panela de feijão pequena, vão ter que fazer caldeirões de vários pratos sob a supervisão de outra pessoa ou de câmeras, que vão avaliar sua produtividade, é a questão eficácia e eficiência, se não tem conhecimento, vão ter que produzir mais rápido com qualidade, se não há o emprego na casa das patroas terríveis e malvadas da classe média, onde vocês assistem televisão, comem, se deitam, conversam ao telefone, fazem cursos profissionalizantes e até tem tempo de falar mal da patroa, não vão ter mais tempo nem de pensar, vão ter que botar a mão na massa, vai ser mais cansativo, vão ficarem com uma doença comum da modernidade a Lesão por repetição e para conseguirem ajuda do Inss vai ser um terror, os peritos vão receber tantos com o mesmo problema que vão rejeitar se não houver exame médico que comprove mesmo que lesionou pelo o esforço repetitivo e forçado, não de lavar um chão de uma casa, mas de vários ambientes. Não vai ter que se desculpar para a patroa que chegou atrasada por causa disso ou daquilo, vai ser descontado seu dia de trabalho, a máquina de ponto vai ser o cartão de visita seu e seu pesadelo, se não bater o ponto na hora certa vai sofrer consequências. Você quer sair mais cedo porque tem algum compromisso familiar ou porque quer fazer unas comprinhas na rua antes de ir para casa não vá falar isso para sua supervisora, porque ela não vai sorrir e dizer está bom, você vai ter que computar horas não trabalhadas para serem pagas em outros dias como nos dias imprensados de feriados, eita, escravidão!! não tudo está na CLT. Isso é que sua patroa e seu patrão passa numa empresa e por isso que se especializa para não ter que passar por outras humilhações, logo não culpe a patroa, porque vocês vão sentir saudades dela, vocês vão querer um lugar em que durma, tome um banho, assista a uma novela, almoce, lanche, jante, tome café da manhã,escute música, cante, fale ao celular (muitas empresas não deixam nem que o celular fique ligado) e ainda tenha oportunidade de estar perto de uma faculdade para concluir os estudos ou o segundo grau, porque empresa nenhuma vai te dar isso, empresa só vai querer você já pronta no máximo vão lhe dá cursos para fazer o necessário na empresa. Não se irritem com as patroas, elas já sabem fazer o que você faz, se não souberem vão ter sempre alguma alternativa que o mercado vai criar, vai nascer mais empresas prestadoras de serviços que irão usar o seu serviço, mas vão exigir agilidade, rapidez, nada de sentar… essa é a realidade lá fora nos países desenvolvidos, não existe mil pessoas para fazer uma atividade numa empresa, lá fora existe mil atividades para ser feito somente por uma pessoa, que age feito um robô, tudo é muito rápido, no final da noite deve doer muito as costas, as pernas, deve ser difícil ter que voltar no outro dia e saber que não vai ter nenhum momento de descanso a não ser o horário do almoço estabelecido pelo relógio sem direito a um minuto a mais. Eita pode ter certeza que limpar a casa das patroas cansa muito menos do que ser usado como número, como máquina, como mais um podendo ser substituído rapidamente por qualquer erro humano, direitos,kkkkkk, será que existem realmente direitos trabalhistas para os empregados de grandes empresas? será que a justiça vai dá razão, afinal você não é mais a coitada empregada na Casa Grande, você é um empregado qualquer em um empresa que só visa números.

  • Mariana Lima diz: 26 de março de 2013

    Adrianny, não quero me comparar com nenhuma empregada doméstica e nem outro profissional de qualquer outro ramo.O que quero dizer é que as empresas tratam os funcionários como “máquinas” sem nenhuma flexibilidade e sentimento de bondade, enquanto que as domésticas tem alguns privilégios por conta de seus patrões serem muitas vezes relevantes no momento que a doméstica descumpre alguns deveres,exemplo disso são as faltas,o não cumprimento de horários,etc.

  • michelle da silva braga diz: 26 de março de 2013

    Gente….acabou a escravidão, e já faz tempo……….dê seu jeito, se vira…..enquanto as empregadas …elas podem virar diaristas e no fim serão melhor remuneradas e não escravizadas, ou vão para o telemarketing E TAMBÉM VÃO ESTUDAR PRA FICAR COM O CARGO DE VOCÊS AÍ VOCÊS PODEM FICAR EM CASA…….
    Ps.: não sou empregada domestica, sou apenas uma abolicionista do século 21.

  • michelle da silva braga diz: 26 de março de 2013

    Há só mais uma coisa…… Não é tão fácil assim conseguir uma JUSTA CAUSA.
    os advogados vão ganhar muitas causas das empregadas domésticas….. Tô com elas……

  • Adrianny diz: 26 de março de 2013

    Bruna Gracia querida, quem não está intendendo recado aqui é vc,então vou lhe dizer bem devagarinhoooo, olha só presta bastante atenção viu?.DE a-go-ra em di-an-te vc terá que lim-par sua ca-sa, porq vc não poderá arcar com mais uma des-pe-sa intedeu agora? muito bem. Bom é como eu já havia dito vcs estão sempre fazendo pouco da intelência das doméscas né? triste muito triste. As patroas agora estão querendo se fazer de santas e ainda se semtem ofededias por estarem lendo as verdas engasgadas nas gargantas dessas pobres mulhres a anos, e se vc acha que quem vais e dar mal sãoa s domésticas rsrsrrsrs está enganada cuidado heim o feitiço volta contra o feiticeiro.Se vc não estivesse importando com a falta que sua empregada vai fazer na sua casa não estaria aqui discutindo esse assunto.

  • Deborah diz: 27 de março de 2013

    PARABÉNS BRUNA GARCIA!!! Gostaria de ter o tempo suficiente para ter explicado tudo isso a essas moças emocionalmente abaladas. AGORA SIM ESTÃO EM PERÍODO DE ESCRAVIDÃO! UMA ESCRAVIDÃO DO CAPÍTALISMO QUE FARÁ DE VCS UMA MÁQUINA!!
    ESTOU FELIZ QUE CONSEGUIRAM “SER IGUAIS AOS OUTROS FUNCIONARIOS DE EMPRESAS, COMO MUITOS NÓS”! nada de me importar mais com doenças de filhos, se elas tem medico, SE ESTÃO COM DORES, se precisam de algo!!! JÁ TEM TUDO AGORA!!!
    Bom ENTÃO: Admito funcionária doméstica, SOB O REGIME DA NOVA LEI, COM TODOS OS DIREITOS, portanto EXIJO OS DIREITOS DE EMPREGADOR: SERÁ UNIFORMIZADA, ( o uniforme será descontado do salário assim que efetivada, como faz a maioria das empresas),HAVERÁ APENAS UMA HORA DE ALMOÇO, ( ela pode ir almoçar no local que desejar, pois a “familia/empresa” aqui não fornece alimentação gratuita, PONTUALIDADE, ( haverá descontos do tempo de atraso inclusive dos minutos da hora CONTRATADA), 44H CUMPRIDAS DE TRABALHO SEMANAIS, ATESTADO MEDICO DE SERVIÇO PUBLICO ( particular não é aceito pelas empresas) Em caso de atrasoe/ou falta.PRINCIPALMENTE QUALIFICAÇÃO da mão de obra, ( Pois perder tempo com funciona´rios contratados para uma função que não sabem o que fazer nem por onde começar o serviço, é dose: TEMPO È DINHEIRO, NÃO É? HAVERÁ COTA DE PRODUÇÃO, ( ou seja: AQUELE SERVIÇO TERÁ OBRIGATORIAMENTE QUE SER CONCLUÍDO EM DETERMIANDO TEMPO).ENFIM A RELAÇÃO SERÁ EXCLUSIVAMENTE PROFISSONAL, SEM ENVOLVIMENTO HUMANO EMOCIONAL,INCLUSIVE NO DISPOSTO PELA LEI, QUE AGORA É NOSSO DIREITO DE EMPREGADORES,PASSÍVEL DE PROCESSOS JUDICIAIS AO SIGILO DE EMPRESA/FAMILIA ( EXplico: O que acontece dentro da minha casa JAMAIS PODERÁ SER COMENTADO OU FALADO NEM COM FAMILIARES, SUJEITO A PROCESSO JUDICAIS E CLARO DEMISSÃO COM JUSTA CAUSA.) ENFIM TODOS OS DIREITOS DE EMPREGADOR! Quem é que habilita ai? kkkkkkkkkkkkk VCS ERRARAM BRIGANDO POR UMA COISA QUE SÓ INTERESSA AO CAPITALISMO E AS GRANDES EMPRESAS MULTINACIONAIS. NÃO PROCURARAM SABER DOS direitos DE empregadores, na “ansia” de uma “justiça” que é FICTÌCIA. Agora falem bastante MAL de nós, empregadoras , pq falarão respondendo processos judiciais e sendo demitidas, como acontece com qq funcionario que tem ESSES DIREITOS. Podem agora exteriorizar suas lamentações e frustrações. Não nos importamos MAIS!!!kkkkkkkkkk

  • Adrianny diz: 28 de março de 2013

    KKKKKKKKKKKKKKKKK. Bom Deborah, eu relamente não poderia começar esse coment´srio sem 1° rir, é isso mesmo rir de vc rsrsrsr fico vendo tanta gente que se diz qualificada, com diploma de doutores em mãos e são tão iguinorantes, quem disse que essa mulhres tem emocional abalado???. Quem tem emocionla abalado é as patroas são vcs que não tem nada p fazer com suas mentes mediucrés e ficam viviendo a base de calmantes e psiquiatras para se materem equilibradas, Agora mesmo quem estão emocionalmente abaladas são vcs e pior que ainda nem se dão conta disso porq está preocupada em saber como vão fazer com isse problema nas mãos.È queridas a coisa vai ficar feia heim agora vcs vão saber o que é ser tratadas com indiferença rsrrsrsrssr vão ter que adimitir que são tão pobres quantos essas domésticas que vcs exploravam e se sentiam melhores do que elas,e só para te informar querida quem é que te falou que essas mulheres acreditavam em algum tipo de sentimento amável vindo da parte de vcs para elas???, elas apenas engliam da mesma fomra que engolia as ofensas que tbm recebiam da parte de vcs meu bem vcs não são tão espertas como acham que são.se vcs não tivesse abaladas não estariam aqui discutindo esse assunto, simplesmente estariam procurando um geito de resolver seus porblemas o que seriam muito mais importantes e interesantes ou não?.E me diz uam coisa Deborah querida vc então não sabe que as domésticas já usam uniformes??? onde vives mesmo???,e já usavam antes de serem reconhecidas como proficional mais tinham que ser diferenciada não só com esse uniformes ridículo mais com a falta de reconhecimento, assim estava ótimo para vcs né?. bom agora já vou tenho coisa mais importantes para fazer do que ficar aqui lhe dizendo um monte de coisas que para vc nao vai fazer a menor diferença né.

  • Bruna Garcia diz: 29 de março de 2013

    Adrianny, bom, você precisa ser mais profissional, não adianta esta agressividade em qualquer ambiente de trabalho e demissão por justa causa é algo que dá trabalho e pelo fato do empregador não ter tempo, prefere demitir sem justa causa, mas é simples de comprovar só basta a pessoa usar este computador que você usa com um câmera de um valor de RS 100,00 cem reais acoplado, isto é fácil, existem diversas empresas que já fazem este serviço, além da prova testemunhal. Qualquer vizinho ou vigia pode servir como prova, além de prestadores de serviço para comprovar a justa causa e o rol da justa causa são tantas que é mais fácil para o empregador do que para o empregado, as vezes a situação se enquadra em mais de uma situação, um exemplo é a falta apenas de um dia sem atestado médico, agressividade no ambiente doméstico com a patroa também é motivo para justa causa e isso é fácil comprovar só basta o nível de educação na hora que a empregada responder as perguntas de um juiz. E sim, querida, tenho dinheiro para pagar uma doméstica, mas não pago porque não vale a pena, não encontrei uma que fosse profissional, talvez com essa nova lei ajude sim as melhores vão se profissionalizar, porém acho muito areia para o caminhão de vocês. E não vou fazer minhas atividades domésticas porque sou advogada trabalhista, trabalho oito horas por dia fora de casa e trago processos para dentro de casa. Vou sim é contratar duas ou mais faxineiras, porque não há vínculo empregatício com todos esses direitos com dois dias de trabalho para cada faxineira está ótimo ( o custo também vai ser o mesmo com um pequeno detalhe, não fez bem feito ou faltou não ganha), logo não vou me preocupar em estar vendo as empregadas da minha casa sempre agredindo a lei com desculpas esfarrapadas e mentirosas (kkkk advogados sempre sabem pegar pessoas na mentira), logo não me faça rir, estou aqui discutindo neste fórum porque é assunto do meu trabalho. A percepção das outras pessoas como patroas e empregados me interessa, porque isto está muito claro, a empregada doméstica vai sumir como a profissão de datilógrafa, eu só lamento porque existem muitas pessoas que necessitam dessa profissão e não vão ter outro meio de subsistência. Nós sabemos que quanto mais mercados de trabalhos se fecham a criminalidade aumenta. Ahh… não adianta eu estar falando isso para você Adrianny, você não vai conseguir entender as coisas como um todo sem visualizar os dois lados e as consequências que uma nova lei dessas em um país como o Brasil vai afetar as pessoas. Você teria que estudar sociologia, antropologia, filosofia e algo simples como se colocar no lugar do outro. Eu simplesmente narrei o que é o clima de um empregado em uma empresa de grande porte, algo que eu vejo, que não se adapta ao ritmo das empregadas domésticas que passaram em minha casa ou foram minhas clientes. E sim, o governo poderia ter feito desta forma, o valor que as patroas pagam de inss ser dividido meio a meio, parte para o inss e a outra parte para o fgts. Mas eles resolveram aumentar o tributo para os empregadores e diminuir seus direitos..ahh não entendeu? minha nossa, como foi isso? bom, aqui em casa eu pagava fgts para o empregado que passasse de um ano em minha casa e fosse profissional (opção minha), porque valeria a pena, como valeu com a babá dos meus filhos, porém existem muitas que entram e assim que se passam 6 a 7 meses, já não fazem seu serviço como deveria. Essas que eu paguei fgts quando eu sairam, elas pediram demissão, mas eu as demiti sem justa causa para ter direito a 6 meses de seguro desemprego, simples assim. Agora com essa nova lei o empregador vai ser obrigado a pagar fgts e mesmo assim depois de um ano vocês não vão ter direito ao benefício. Ahhh como não?? somente depois de 15 meses…hihihihi se uma empregada doméstica durar numa casa 15 meses e for demitida sem justa causa (isso é um fato muito raro, pode ter certeza com 20 anos de profissão se eu lhe dizer que vi 3 casos eu digo somente duas lá em casa). E ainda não termina por aqui…vão receber por 6 meses?? não. Vão receber por 3 meses apenas. Agora pense o porquê disso tudo? o objetivo é o que eu escrevi na primeira vez e você Adrianny ficou bravinha comigo. O objetivo é acabar com este tipo de serviço, somente os deputados e senadores terão empregadas domésticas e das melhores qualidades. E todas as outras que trabalham na classe média e classe média alta vão passar pelo o que eu descrevi no primeiro comentário. Ah…acho que você ainda não entendeu…então faça um favor para você mesma somente espere que o processo é lento, ainda vou trabalhar muito para alguns empregadores entender, que é melhor ter 2 a 3 diaristas. Afinal, quem ganha sou eu e meus colegas de trabalho, mas daqui a uns dois anos, você vai lembrar dos meus comentários e dizer cade as domésticas?? sumiram.

  • Leticia diz: 29 de março de 2013

    Eu concordo que as empregadas doméstica merecem tudo que a lei diz, só que esta lei não condiz com a realidade da maioria dos brasileiros, pois muitos trabalhadores que como eu necessitam de uma funcionaria em casa mas que não terá como arcar com todas essas desprezas, logo muita gente, infelizmente, vai ser mandada embora e muita gente vai ter que pedir demissão para cuidar dos filhos e da casa.

  • Tania diz: 29 de março de 2013

    Coitada desta “pobre criatura”!!
    Vai morrer sozinha e tendo que limpar seus próprios lixos.

  • Eloiza diz: 30 de março de 2013

    Infelizmente, é uma classe que na sua maioria recebe mais do que um salário, tem regalias que outros empregos não tem, participam da familia, comem do bom e do melhor e no final das contas são poucas que dão valor. Muitas aproveitam a confiança que o trabalho oferece para enganar os patroes. Eu aproveito o momento e passo a não ter mais nenhuma empregada, querem muito, pois então que enfrentem as jornadas de trabalho e os deveres em outros empregos, como comercio por exemplo.

  • Eloiza diz: 30 de março de 2013

    Tem gente falando que empregadas vão virar faxineiras ( quem tem faxineira não vai fazer teste com estranha) ou trabalhar em telemarketing kkkkkkkk o serviço já é ruim e as operadoras insuportáveis, vai piorar. Mas para isso deveria ter um preparo , de onde vão tirar dinheiro para os cursos. Como todo abolicionista, a mocinha aí não pensou nos contras

  • VERA diz: 30 de março de 2013

    A maioria dos comentários aqui são de pobretonas metidas à ricas, mas que agora estão sem dormir, por não saber quem agora vão lavar os seus grudes, até pq antes era comodo para elas terem uma escrava em suas casas, sem enxergar que a escrava tem: Filhos pequenos, pagam aluguél, conta de luz, comem, bebem, e respiram o mesmo ar que elas. Seria bom perguntar à uma dessas que se acham patroas, se elas queriam isso para si mesmas ou para uma filha suas! Quem foi que disse que ser empregada doméstica deixa de ser gente? O que não queremos para nós nunca devemos dar aos outros. Chega de escravidão!!! Empregada fica para quem pode pagar e não para um monte de clásse média metida a ser o que não podem, por isso mesmo estão mordidas de raiva pq sabem que se continuarem com a empregada, vai lhes faltar a carne no seus pratos. Não querem dar o direito ao ser humano que é tanto ser como vcs, que passem de agora por diante esfregarem os seus chãos e recolher os papéis de merda que vcs deixam no sexto do banheiro. Se antes vcs viajavam para NOVA YORK, com o dinheiro dos direitos das empregadas que vcs não davam, que viagem agora para >>>>NOVA IGUAÇU<<<< rsrsrs Quero deixar claro à todos: Aqui só se ver comentários de "patroas" pobres, pois a classe rica jamais vem a um site desses reclamar de nada. CREIAM!

  • Adrianny diz: 30 de março de 2013

    Bruna garcia querida!!! parece que senhora não é advogada aqui nem em lugar algum, porq vc não sabe disernir nem quando uam pessoa está usando seu direito de expressão!!!! eu não estou agressiva muito menos sou empregada doméstica, mais já fui e sei muito bem como fuciona isso,e depois querida o computador é meu estou na minha casa, só para vc ficar sabendo, acaso acha que sou burra??? aaah é só uma pergunta viu não vá se ocnfundir com agressão, ok?. E deposi querida vc só está encomodada porq tenho resposta a altura de suas cri´ticas idiotas, Burna querida já que vc mencionou que falta de respieto com patão dar justa causa seria bom então que as domésticas comessase a anotar todas as vezes que as patroas delas e as crianças foi e serão grossas com elas não é mesmo?.AAh Bruna Garcia eu querida sou muito proficional só para vc saber, sou muito mais educada do que a senhora que de proficional não tem nadfaaaa releiaaaa o que vc escreveu e vai perceber quanta falta de proficonalismo existe nele, e deposi querida eu deve respeito a meus patrões aqui é aepnas um debate sobre uam polêmica, sou muito inteligênte querida posso não ser advogada masi posso dar aulas de boa educação, tal como respitar meu proximo desde que sou seja respeitada tbm,vc como a maioria acha que inteligência se aprende nas faculdades???,acho que não né se fosse assim não teria um monte d egente em busca de um porficonal para descobrir como fazer para um aluuno intenna uma matéria não é mesmo?, inteligência querida Deus dar vc só executa ela em sals de aulas, vc querida só está mordida por ter lidoa qui d euma pessoa simples como eu o que não esperava ler porq nos julgava burras imcapaz, isso pode se comprovar no seu texto vergonhoso de uam pessoa que se diz advogada, sei conversar querida desculpe.

  • Adrianny diz: 30 de março de 2013

    Bruna Garcia querida, só para ocmeçar não sou doméstica, já fuii e sei muito bem como fuciona isso, e depois não estou agressiva, e sou muito proficonal sim o que está te enomodando é o fato de eu ter respostas a altura de suas criticas idiotas, vc não aprece ser advogada nema qui nem em lugar algum, releia seu texto e vai ver como é vergonhoso, e ente proficional, querida aqui é só um debate sobre um assunto polêmico e respeito devo meus patrões e isso se eles me respeitarem tbm porq casocontrário eu sei onde levalos para aprender a fazer isso,seu registro de advogada deve ter pulado na gaveta quando ouviu o barulho de taclado de seu pc,aaah só para vc saber esse computador aqui é meuuuu pago com meu dinheiro vc é tão alienada que não sabe que hj em dia qualquer pessoa pode ter seu próprio computador em casa não é?.aaah senhora advogada intligência não se adiquire em uma sala de faculdade, nascemos com ela na faculdade só exercitamos a mesma,o que vc quis aqui com esse texto é tentar me imtimidar com um discursinho pscologico idiota, meu bem tenho meu carater formado sou educada sei conversar meu bem e não usso mentiras para me beneficiar, não preciso mentir porq tenho carater sei me comportar vc só nao esperava ler aqui de uam pessoa simples tudo que leu, já que vc diz que agressão verbla dar justa causa entãoas patras estã pedidas porq nunca vi pessoas mais mau educadas, quando o assunto é tratar suas funcionárias em suas casas se acham as rainhas da cocada preta só porq está um pouquinho acima das suas empregadas no Brasil é fácil pagar uma empregada o salário é de fome, aah é nãaao eraaaaa porq agora a cobra vai fumaaar, bruna eu nuca fui demitida no tmepo em que era doméstica sabe porq??? porq sou muito eduacada sei conversar rsrsrs desculpe querida masi era elas que não queriam medeixar ir embora de suas casas cozinho muito bem sabia bem meu lugar na casa, sempre fui muito amoraosa mesmo quando elas não merciam, e eu particularmente não posso reclamr muito minhas ex patroas era boas só muito grosas as vezes eram boa entra aspas né eram boas enguanto estava bom para elas, mais em fim já passou, mais tneho ainda muitas colegas domésticas e elas passm por cad coisa!!! só Deus não duvidam epor isso que estou me manifestando aqui por uam causa boa que está mudando, vc é tão mau informada que acha que as domésticas que perderem seus empregos vai morrer de fome aaaah tem dó.

  • Fernanda Antunes diz: 1 de abril de 2013

    Bem, eu só queria deixar um comentário para as empregada domésticas, respeito muito todas inclusive a minha,que ja foi mandada embora, pois também não tenho condiçoes de arca com tanta despesas, queria que vcs então, contratasse uma pessoa e pagasse todos os direitos delas com o dinheiro que vcs ganham pra sustentar a sua família e ai depois discutimos sobre assunto, pois como mesmo vi a cima,empregadores não são empresas não geram lucros, só despezas.
    E não concordo com isso de não descontar alimentação não, trabalho em um shopping 6 horas diárias, incluindo sabado,domingo e feriados e ninguém paga almoço ou se quer um lanche pra mim. Sem mais.

  • Carlos Jose Rodrigues diz: 1 de abril de 2013

    só falam em demissão, mas não falam do valor da empregada domestica ,que se dedicam ao trabalho ,muitas vezes sofrem abusos e discriminação, são mulheres trabalhadoras que deixam em casa seus filhos muitas vezes pequenos para irem ganha um dinheiro suado e sustentar a suas casas ,tratem essa classe com devido respeito ,chega de trabalho escravo no brasil sejam humanos com os outros !

  • carolina alexandrina diz: 2 de abril de 2013

    E MUITO DESAGRADÁVEL LER CERTOS COMENTÁRIOS A RESPEITO DAS EMPREGADAS DOMESTICAS,POIS ACIMA DE TUDO SÃO SERES HUMANOS MERECEDORAS DE RESPEITO.
    PENSO EU QUE ESTA LEI VEIO MESMO A CALHAR PARA PATROAS COMO ESTAS QUE FIZERAM ESSES COMENTÁRIOS NO MINIMO MALDOSOS, POIS SE E ASSIM QUE PENSAM DE SUAS FUNCIONARIAS IMAGINEM COMO DEVEM TRATA-LAS.
    EU NÃO ME PREOCUPO COM A LEI POIS TENHO PATROES HUMANOS,EDUCADOS E CIENTES DE SEUS DEVERES SOU MUITO VALORIZADA POIS SOU EFICIENTE E CUIDO COM CARINHO DA CASA DELES.
    NO ENTANTO SE UMA PATROA TEM MEDO QUE SUA FUNCIONARIA FAÇA ALGO PARA SER MANDADA EMBORA COMO FOI DITO POR ALGUMAS ACHO BOM ELAS REAVALIAREM A MANEIRA COM QUE TRATAM ESSAS FUNCIONARIAS .
    MUITAS DIZEM EU PAGO ESCOLA E AS DOMESTICAS QUE EM SUA MAIORIA DEIXAM OS FILHOS SOZINHOS PORQUE NÃO PODEM PAGAR UMA BABA OU UMA CRECHE PARA DEIXA-LOS, ELA QUANDO CHEGA EM CASA ENCONTRA TUDO PRONTA NOS SAIMOS DO TRABALHO E TEMOS TUDO POR FAZER EM NOSSAS CASAS, PORTANTO COMODIDADE CUSTA CARO TEM QUEM PODE FAZER O QUE.
    QUEM NÃO PODE TER UMA EMPREGADA FAÇA COMO A MAIORIA DAS MULHERES QUE TRABALHAM NESTE PAIS CHEGA EM CASA ARREGAÇA AS MANGAS E TRABALHE MAIS UM POUCO…………

  • Adrianny diz: 2 de abril de 2013

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK: Só tenho a rir, rir e rir desse bando de mulher pobre, que até então se acham sinházinhas donas de senzalas.kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.È lamnetável ver como elas são alienadasquanto as empregadas, e a vc , Fernada Antunes está de parabens viu, por reconhecer que o saláio que vc pagava para ua escreva não dar para NADA.E depois é vergonhoso vc vir reclamr de COMIDA???, essas pobres mulhres pagaram a comida que vc está chorando pagaram e pagaram muito CAROOO, vc por acaso já paraou para pensar no quanto d ehoras extras ela fez na sua casa????, não né então agradece por essa lei nao está valendo para os anos trabalhados anteriormente viu.SE vc tivesse um pouco de consiência estaria CALADA, e procurando uam soluçãopara resolver seu problema.KKKKKKKKK absurdo uma patroa pobre vir em público falr que suas empregadas comem do bom e do mlehor de graça!!!!! kkkkkkkkk vcs entãoa cha que as empregadas estão preocupadas??? agora elas vão tomar vergnha na cara e estudar e se proficionalizar em alguma profissão.

  • shirlei nunes diz: 2 de abril de 2013

    Boa noite, estou muito satisfeita pois gostem ou não a lei entra em vigor a favor dos empregados domesticos, só digo as minhas colegas de trabalho que não troquem farpas com essas senhoras desesperadas, pois foi na humildade e dedicação que chegamos aqui e é assim que conquistaremos muito mais. em relação as “empregadoras” não se preucupem conosco, vivemos muito bem até hoje sem vcs sequer olharem para nós, então não venham com estorias de advogada preocupada, cuide de vcs mesmas, e saibam que faxineiras custam em media hoje de 100 a 150 reais, quando vcs começarem procurar desesperadas por uma pra dispensar suas domestica terão que pagar por dia no minino 200 por dia calcule direitinho se realmente irar valer apena tirar 8 por cento por mes pra pagar fgts ou gastar 1000 semanais com as faxinas. e para as que dizem que teremos que cumprir horarios, usar uniformes, concluir trabalho emdeterminado tempo,pontualidade,respeitar e não falar mal dos patrões, deverá ser reciproco, e com todo respeito se vcs cumprem sua parte receberão o mesmo. a todas nós empregados domesticos um viva. estamos no mercado de verdade.

  • ELISABETE diz: 3 de abril de 2013

    GOSTARIA DE UM ESCLARECIMENTO TENHO EMPREGADA DOMESTICA NA SEGUNDA 1 TURNO ,QUARTA 1 TURNO E SEXTA 2 TURNOS(MANHA E TARDE) ASSINO CARTEIRA, PAGO 1/3 DE FÉRIAS 13 TERCEIRO SALARIO ,FERIAS DE 30 DIAS ELA GOZA PAGO SEM NENHUM DESCONTO O INSS ,DOU VALE TRANSPORTE SEM NENHUM DESCONTO.
    E A MESMA ESTA DE LAUDO (PELO INSS ENCOSTADA)COMO PROCEDER QUANDO ELA RETORNAR DO LAUDO CASO DESEJAR FICAR APENAS COM OUTRA PESSOA QUE JA ESTÁ TRABALHANDO COMO DIARISTA?
    AGUARDO RETORNO

    ATT,
    ELISABETE

  • Ana diz: 3 de abril de 2013

    Muito legal a lei. Justa. Graças a Deus sou sozinha há anos, pois a minha secretária, com quem contei 24 anos, se aposentou e nunca mais confiei minha casa a ninguém. A coisas devem ser profissionais. Filhos na creche ou escola, comida na rua ou congelada, roupa nas lavanderias, mesmo que populares. É isso aí. Secretária só de ano em ano, em ocasiões especiais. E deve ser bem qualificada!

  • Deborah diz: 6 de abril de 2013

    Adrianny Pelo Amor de Deus! Aprenda a escrever o português correto e pare de assassinar esta bela língua, logo estaremos pedindo o segundo grau completo para que não haja dúvidas sobre os recados que deixamos por escrito! rsrsrsrs Sabe pq falei de uniforme? Pq nunca fiz questão. Sabe pq eu disse tudo acima? PQ NUNCA OFENDI pessoa alguma das que trabalharam e nem as 2 que trabalham atualmente aqui. Mas já fui ENGANADA, OFENDIDA e ROUBADA por dar liberdade demais e quem acabou sendo a idota fui eu por acreditar que eram pessoas que mereciam minha confiança. SIM! Estou abalada, mas é por SABER por voce e outras aqui, o que realmente se passa a mente de uma funcionária da sua classe, da qual colocamos DENTRO de casa, no seio de nossa família.Como há rancor,raiva e inveja! Como falei HOJE estou Rigorosíssima! Podem continuar pensando e falando, mas não abro mão dos MEUS DIREITOS por LEI também. Portanto mais uma vez bem vindas (os) ao capitalismo, coisa antes inexistente dentro do seio familiar.Eu pessoalmente lamento a falta de sorte de voce ter encontrado no passado, más empregadoras e más pessoas, mas infelizmente voce não está sendo inteligente como diz e está generalizando. Provavelmente voce está desempregada ou bem insatisfeita onde está… Se acha que tudo isso veio para melhorar o lado de TODOS, espere mais um pouco… Nós daremos nosso jeito, mas fico pensando como terão e o que terão que passar para sustentar sua familia agora. Sou a favor de Direitos Especiais para funciona´rias Domesticas e não equiparação com empregados de Empresas. Se é assim, que venham MEUS DIREITOS de EMPREGADORA, pois os farei valer até o final. Espero que compreenda o que eu disse e não continue tão agressiva, pois agressividade, denota abalo emocional sim.

  • Vera diz: 6 de abril de 2013

    Fernanda Antunes , aqui não está se falando do que os patrões fazem ou deixam de fazer, aqui se estar tratando de direitos, direitos esses que humaniza um ser, pois penso eu que se vc precisasse de ser doméstica como elas, vc estaria aqui defendendo essa mudança em causa própria. Não sabemos o que em que vc trabalha no shopping ou deixa de trabalhar, mas bem que vc gosta de trabalhar 6 horas não gosta? Então: peça para o seu patrão mudar o seu horário para 8 horas já que vc acha pouco uma doméstica trabalhar 8 horas e vcs não quererem pagar, vc trabalhando 6 horas não acha que estar trabalhando pouco não querida? E tem mais, se vc trabalha em um shopping , é notório que vc não é rica e não tem condição de pagar uma empregada, e pq á tem? E quando eu digo que só pobre é que vem aqui reclamar dos direitos dos domésticos, pois comentário contra de rico aqui, de certeza não vamos ler nenhum, pois aqui nenhum deles vem comentar nada, só POBRE metido a rico é que vem…. A senhora tem que trabalhar às suas 6 horas e ir correndo para a sua casa limpar a sujeira da mesma, pq empregado(a) é para quem pode pagar!!!

  • Vera diz: 6 de abril de 2013

    Pois é Bruna Garcia, vc diz que daqui á um tempo vamos perguntar: Cader as domésticas? sumiram < Sim às domésticas vão sumir mesmo, mas sabes pq? pq rico são poucos, e pobres são muitos, e aos pobres que tinham empregadas (escravas) já não mais vão poder te-las, por isso que elas vão sumir, mas não vão sumir, por conta desse seu argumento, até percebemos que o seu argumento tem um sentido de revolta, será que vc não é mais uma dessas pobres que querem ter "EMPREGADA" e não lhe pode pagar o seu direito, por isso faz um comentário desse??? Estamos achando que sim hein! hehehehehehehe

  • HELY N. DOS SANTOS diz: 6 de abril de 2013

    SE A EMREGADA DOMESTICA SOLICITAR MORADIA E REFEIÇÕES PARA OS PATRÕES POR NECESSIDADE PESSOAL, COMO FAZER? A CLT PERMITIA DESCONTAR UM VALOR
    CORRESPONDENTE A ISSO. E AGORA, COMO FAZER? ACORDO PARALELO?

  • Bruna Garcia diz: 7 de abril de 2013

    Agora sou eu que não tenho educação, um debate limpo, que relata a realidade do trabalho nas empresas, do que é a realidade brasileira, em vários setores e a descrição detalhada dos fatos sobre como é que funciona uma empresa faz muitas empregadas domésticas se magoarem. Eu acredito que em todo o debate eu não perguntei sobre os bens pessoais de quem está escrevendo aqui neste blog suas idéias – liberdade de expressão, com a minha experiência percebi que você era empregada doméstica pela agressividade com as palavras, nem me interessa se o computador é pessoal ou é de um lan house, minha nossa isto é muito comum com o dinheiro ganho como empregada doméstica, a pessoa comprar seus bens pessoais, a minha última funcionária comprou um carro trabalhando em minha casa. Educação é sim algo que se conquista em casa e com estudo. E graças ao Prouni que muitas pessoas que não têm condições, mas são esforçadas, estudiosas e principalmente educadas conseguem fazer uma faculdade. Acredito que agora o que eu falei já está acontecendo, milhões de domésticas estão sendo demitidas e acredito que muito de suas amigas. E quanto a agressividade no meio doméstico, isto está escrito no artigo 468 em seus incisos da CLT . Logo, se você trata assim como está escrevendo seus patrões, cuidado e reveja seus conceitos, porque isto dá ensejo a justa causa. Se você consegue disfarçar e descontar suas frustrações com seu emprego na minha pessoa aqui e isto lhe faça bem, levando pelo lado pessoal e não mais como discurso, tudo bem pelo menos estou fazendo bem a alguém do outro lado dessa tela,kkkkk, não me importa se você considera que sou mal educada ou que não sou advogada, isso não vai fazer eu acordar no outro dia e me deixar de entrar nos tribunais e defender até mesmo muitas de vocês, que perdem a razão por falarem demais e agredirem demais(aqui eu estou falando de algo que aconteceu esta semana com minha cliente que no meio de uma mediação de alimentos veio falar que deu o filho sem adoção legal, nem eu estava sabendo dessa novidade, resultado não pode ter acordo estipulando pensão e vai ainda responder por processo crime). Muitas amigas, empregadas domésticas, estão sendo demitidas em massa, acredito que irão regulamentar com mais bom senso a questão da hora extra, porque muitas não sabem escrever e como vão assinar e organizar horários. É uma pena para ambos os lados, para aquelas funcionárias que são boas e precisam do emprego e para as patroas que não estão podendo arcar com os custos de manter o seu emprego. Quanto ao abolicionismo das pessoas, eu acredito que falta um pouco de experiência de vida para falar de escravidão deste setor, já foi o tempo que empregada doméstica era tratada como escrava, assim como as artistas de rádio e televisão como prostitutas, assim isto é apenas uma visão histórica, mas não condiz com a realidade ou pelo menos não vi até agora uma empregada doméstica ser tratada mal em casa nenhuma que já frequentei ou tenha ouvido falar até mesmo das pessoas que passaram em minha casa. Agora que já está tendo uma oferta grande de faxineiras, isto já está acontecendo. A tendência é a gente imitar os países ricos, cada um limpar sua casa independentemente de ter dinheiro ou não, até porque muitas empregadas possuem empregadas.

  • cilene diz: 7 de abril de 2013

    Outra coisa , agradecam a deus se tiveram ou ainda tem alguma patroa que as empregue e principalmente agradecam se alguem te der a chance de limpar suas privadas , sabem pq …. pq limpar privada de madame , talvez seja a unica coisa que vcs sabem fazer e mesmo assim muito mal feito…

  • Fernanda Antunes diz: 9 de abril de 2013

    VERA, trabalho pq gosto, mesmo pq sou gerente de loja,ganho NO MÍNIMO 3.000,00 reais por mês, curso direito em uma universidade estadual e vários cursos,técnicos, aperfeçoamento, e empresariais que não cabe aqui citar, isso que estou falando somente de mim, não vou nem comentar o meu marido, que é o responsavél pelas contas da casa. E acho que vc é só mais uma equivocada que não sabe ler, antes de qualquer comentário faça uma leitura sobre o que estamos discutindo, ninguém aqui está contra essa lei, só é injusto tratar família como empresa. PENSA,gasta um pouquinho desses neurônios, não faz sentindo,não gera lucros,e não tenho problema algum em comprar meu almoço, ou até mesmo fazer,mandar lavar minhas roupas, existe vários meios de viver sem ter uma empregada, mas enfim não vou ficar discutindo com uma pessoa totalmente desprovida de educação e conhecimento.Querida vá estudar e ser alguém na vida,vai.

  • Fernanda Antunes diz: 9 de abril de 2013

    BRUNA, na boa, essa talzinha dessa VERA é uma recalcada, deve ser uma empregadinha desempregada daquelas que morre de inveja.
    Deixa falar, ela não admite e não aceita as diferenças, isso infelizmente ninguém pode mudar.
    Pq terá empregadas sim, mas a que merecem não igual essas ai, loucas.
    Só te falo uma coisa não é questão de ter ou não dinheiro, ser podre ou rico é questão de dar valor no seu dinheiro e não entrega lo pra qlqr um, principalmete pra pessoas medíocres, ignorante que não servem pra trabalhar nem em bordéis!
    Apoio vc Bruna.

  • Adrianny diz: 11 de abril de 2013

    Em primeiro lugar quero parabenizar a VERA, querida vc é mil, continue assim viu Deus te abençoe.Bom agora quero falar com as madames falidas, Brunna Garcia e fernada Antunes, minha queridas e coitadinhas vão procurar um trabalho que lhes redam muito dinheiro assim não precisaram perder seus tempos aqui discutindo esse assunto, porq cada vez que vcs abrem aboca se percebe o lixo humano que são vcs.Bom Deborga Dias, vc é tão inteligênte que conseguiu entender tudo que eu disse mesmo com uma escrita assasianda como vc descreveu, agora imagina o dia em que eu começar ter vergonha na cara e ir estudar,eu não tenho emocional abalado querida sou pobre, humilde,honesta coisa que vc parace não saber o que é, e como uma pessoa justa honesta e de muito bom carater, fico sim endiguinada com a hipócrisia de vcs que além de muito pobres são mau educadas, não sabe o valor que tem um ser humano nem mesmo seus próprios valores porq uma pessoa que se presta esse tipos de comentários é no mínimo sem carater. Vcs minhas queridas deviam ir morar no exterior quem sabe assim vcs aprenderiam alguma coisa da sivilização heim?. Daqui uns anos vcs vão está lamentando a época da escravidão podem esperar por isso,eu me consedero muito rica porq tenho carater, tenho vergonha na cara, sei tratar as pessoas com respeito, mesmo quando elas não merecem porq ninguém pode me dizer como devo tratar alguém, querida se com meu português ruim eu consigo te falar verdade já estou no locro,vc devia ter vergonha na cara de vir em público e falar tantas asneiras porq uma pessoa que tem tal calor em sua face jamais, jamais abre a boca para dizer tanta idiotisse, e depois vcs se acham tão inteligêntes, tão superior que fica aqui discuntido com faveladas, analfabetas e porcas e sei lá quantas coisas mais passa na cabecinha de vcs.Sabe queridas melhor ser pobre humilde e reconhecer que não tem como arcar com uma despesas dessas do que ficar discutindo bantendo boca en fim se achandoas rainhas da cocada preta, nada que vcs me disseram vai me abalar quanto pessoa sabe porq?, EU sei quem sou não vivo de aparências como a grande maioria de vcs vivem, isso para mim, não tem dinheiro no mundo que paga. Bom agora que minha torcida pelo direito das domésitca já está aprovado nao tenho mais que discutir, se as mortas fome nao tem como arcar com as despesas dessa nova lei que já veio tarde, vão discutir com a justiça bjos a todas vcs que são pobres querendo viver vida de ricas sem poder.

  • Bruna Garcia diz: 11 de abril de 2013

    Aqui está na frente do diário de Pernambuco o que está acontecendo, demissão em massa de 60% das empregadas domésticas, isso porque os 40% estão ainda esperando algum benefício do Congresso Nacional para manterem suas empregadas, mas a tendência é piorar, quando regulamentarem o FGTS e o auxílio creche, as mulheres trabalhadoras vão ter que viver mesmo com R$ 80,00 de salário família do Governo e tomarem conta de seus filhos em casa, porque não vão arrumar emprego fácil ou vão tirar seus extras sem segurança trabalhista nenhuma como diarista, enquanto forem novas e estiverem força para fazer uma boa faxina vão conseguir lugar no mercado de trabalho porque está em alta. É bom para as faxineiras pensarem no futuro e pagarem seus INSS como autônoma, porque fazer faxina em várias casas não é carreira longa para muitos, afinal é muito mais fácil limpar a casa e mantê-la durante vários dias da semana a ter que limpar várias casas, que só terão o seu serviço para a manutenção da limpeza. VERA e Adrianny entre outras que estão desesperadas pelos seus empregos, o bom mesmo é vocês conversarem com seus patrões, porque se eles não as demitiram estão apenas em estado de choque porque irão demitir, aqui é uma tendência, mas não se preocupem que emprego não vai faltar para ninguém, somente a forma como vocês vão ter que lhe dar com isso. Agora muitas de vocês vão ser recontratadas por empresas para passarem roupa em lavanderias em pé por oito horas diárias tendo direito a sair por uma ou duas horas e pagarem seus almoços em restaurantes perto do trabalho. Eu aconselho aos empregadores que mantiverem seu empregado doméstico em casa, compre um livro com os dias, horários de entrada e saída, horário de descanso que não está sendo contado com as oito horas, ou seja no mínimo elas vão ter que ficar 9 horas no emprego, porque são 4 horas pela manha, um hora no mínimo para descanso o qual não se pode pedir nada e ela não pode adiantar o serviço para sair mais cedo e quatro horas depois, sem poder assistir tv e descansar, horários para ficar no banheiro pode ser calculado como mais um horário de descanso e pode ser aumentado para 10 horas o tempo de serviço da empregada no emprego, para aquelas que ficam muito tempo no celular e nos banheiros com pausa para fumar ou sair para conversar com outras pessoas fora do horário de serviço, sendo duas de descanso para cumprirem 8 horas, pessam para ela anotar na hora que estiverem atendendo o celular a hora que terminarem de falar ao celular, porque muitas passam 15 minutos a horas, logo isso vai entrar no horário de descanso. E sim, essa história que não podem trabalhar no sábado, como muitas faziam aqui em casa, diminuindo a hora para 40 horas semanais, vamos deixar essas 4 horas extras como banco de horas para serem pagas quando os empregadores acharem melhor, ou seja, sem ter que pagar hora extra. Fica a dica. ELISABETE sua empregada doméstica está encostada a quanto tempo? porque nós temos que pagar os 15 primeiros dias em que ela adoece ou acontece algum acidente debilitante e os outros fica com o INSS.Dependendo do estado ou doença que ela se encontre, ela não vai mais poder voltar para seu emprego. Se ela estiver grávida, ela possui estabilidade no emprego até o 5 mês do nascimento do bebê, significa que você só pode demiti-la a partir do 6 mês em diante ou pagar uma indenização correspondente até a estabilidade do empregado doméstico e demiti-la, melhor é procurar um advogado que pode fazer um acordo com vistas pelo Juiz Trabalhista para você não correr o risco de ter que pagar duas vezes. E sim, se você não quiser pagar um advogado, você pode somente comparecer sem advogado na Justiça do Trabalho e pedir um acordo ou no Ministério do Trabalho e pedir melhores orientações. VERA, tenha educação, você só sabe agredir, mas a vida lhe ensina, se você está gostando, eu digo para você eu também estou gostando dessa nova lei, porque agora vai ter mais profissionalismo. Aqui estou orientando as pessoas, que assim como eu somos classe média e sim não somos ricas, mas sou rica de conhecimento, vou ajudar todas que me perguntarem sobre o assunto. E deixe de poluir com seus comentários de baixo escalão, que esse blog é para esclarecer e não para agressão. Só é copiar e colar o endereço e ver a capa do jornal do meu Estado sobre demissão em massa: http://sphotos-a.xx.fbcdn.net/hphotos-ash3/p480x480/534950_549573835066023_1533096074_n.jpg

  • Adrianny diz: 11 de abril de 2013

    AA Deborah, muitoobrigada por me corregir, relamente meu cmeta´rio ficou horriveeeeeeeeeeeél masi vc entendeu tudo porq como já disse vc é muito inteligênte . Parabéns Bruna Garcia, pleoenos vc abaixou sua bola que já estav rídiculo ela fica aqui levitando, abraçoos mais uma vez obrigada deborah.

  • Adrianny diz: 11 de abril de 2013

    AA Deborah, muito obrigada por me corregir, realmente meu comentário ficou horriveeeeeeeeeeeél mais vc entendeu tudo porq como já disse vc é muito inteligênte . Parabéns Bruna Garcia, pelo menos vc abaixou sua bola que já estava rídiculo ela ficar aqui levitando, abraçoos mais uma vez obrigada deborah.

  • Adrianny diz: 11 de abril de 2013

    Elas agora são como tomates , antes desprezadas hoje estao na moda. estou fazendo uma analogia com uma novela que assisti recentemente. A pobre empregada se chamava pereirão. A bandida lindinha se chamava tereza cristina, pois bem elas são pereirões. Temos carater, Mas mesmo assim morrem de pena de vcs terezas cristinas, falidas da silva.

  • shirlei nunes diz: 11 de abril de 2013

    Olha, a baixaria ta demais aqui, como pode uma pessoa se achar melhor pq tem uma condição social melhor que a de outra, estou passada com essa moça, senhora fernanda antunes tome cuidado comas palavras que vc usa ao falar de outrem, afinal “bordel” não acha que esta descendo um nivel uito baixo? não estou concordando com os argumentos das meninas aqui, mais se eles tivessem oportunidades melhores não seriam domesticas, longe de mim desvalorizar a profissão, mais ninguém limpa privada por esporte concorda. se vc se acha tão melhor guanhando 3.000 reais por mês por que perde seu tempo aqui. estamos apenas defendendo um direito que nos consiste, e não estamos aqui para sermos onfendidos nem por voce nem por ninguém. familia não gera lucro, mais da tanto ou mais trabalho que muitas outras profissões, então o empregado serve pra cuidar de sua casa, mais se por acaso vc não pode mais paga-lo, precisa demiti-lo, ele não encontra outro emprego durante o aviso prévio e não tem seguro desemprego? dane-se né? pq não é sua familia que vai passar necessidade, não são seus filhos que vão pedir um biscoito sem termos de onde tirar, e pior ainda não são suas contas que vão acumular, não será vc a despejada da casa que paga aluguel, e não será vc a pessoa a morar debaixo do viaduto com sua familia. verdade querida empregado domestico não gera lucros mais tem os mesmos problenas dos outros empregados a diferença era: não tinha os mesmos direitos. então se a discusão aqui não são nossos direitos oque seria?os seus direitos? é muita hipocrisia dizer que não esta em discusão as novas leis que nos dão direitos como qualquer outro trabalhador.

  • Vera diz: 14 de abril de 2013

    Bruna Garcia, antes de tudo quero dizer-lhe que não sou EMPREGADA DOMÈSTICA, exclarecendo o seu julgamento me tratando como tal, achando que com isso irá me atingir, até pq se eu fosse uma DOMÈSTICA, seria com orgulho, pois qualquer trabalho dignifica o SER. Quanto á vc dizer-nos ser advogada, os seus argumentos estar mais para argumentos de ” ADIVOGADA” os quais não consegueriam nem soltar de um XADREZ um ladrão de chinelos! Faz-nos rir a sua matemática horária, quando diz que o certo seria calcular a ida da doméstica ao banheiro para descontar rsrsrs Então à partir de hj considere-se descontada também no seu trabalho, pois a senhora corre o risco de pagar para realizar a sua necessidade fisiológica, pq nesse mundo ninguém é mais do que ninguém. Antes que eu me esqueça dona Bruna Garcia, releia o seu comentário e veja o trecho em que a senhora como “adivogada” escreve: VERA deixe de poluir com seus comentários de baixo escalão <escalão senhora “ADIVOGADA??/” Não seria > DE BAIXO CALÃO????? Amira-nos a senhora como “ADIVOGADA” deixar esse furo, imagino a senhora redigindo uma defesa!!! Quanto a vc FERNANDA ANTUNES, não sou doméstica, mas sou humana e justa com os seres> Amo o meu próximo como a mim mesma, se às defendo é pq imagino que não gostaria de está no lugar de uma delas. Agora estar explicado FERNANDA, o seu salário é de 3.000,00 reais, comprova que vc não pode realmente ter empregada, pois o meu condominio custa 1.100,00 reais, e ganho quase três vezes mais que vc, mesmo assim reconheço que para eu ter uma empregada e não ,ser justa com o que ela mereça, prefiro não à ter do que reclamar, pois sei que justa como sou, se eu tivesse que ter uma empregada e dar a ela o direito que eu acho justo e merecedor, eu tinha que mexer no meu padrão de vida, por isso me acho no direito de escolher, mas não me acho no direito de diminuílas achando que sou melhor do que elas. Quanto a senhora me mandar estudar, nota-se que a senhora deveria fazer o mesmo, pois se a senhora estudou ou acha que estudou mais do que eu, considere-se uma pobre miserável, pois ganho mais do que a senhora, e por aí existem cozinheiras ganhando muito mais do que a senhora viu? rsrsrs ……ADRIANNY obrigada pela à parte que me toca filha, faço isso pq sou justa e humana e coloco-me no lugar das outras pessoas, o mínimo que devemos fazer nessa vida! Agora vou curtir meu domingo rindo muito ao lembrar-me da “ADIVOGADA” Bruna Garcia, que se diz rica de conhecimentos, escrevendo:>>> BAIXO ESCALÃO<<< hehehehehehehehehehehehe

  • Bruna Garcia diz: 15 de abril de 2013

    Eu estou aqui orientando as patroas que como eu devem saber que não há apenas direitos das empregadas domésticas, mas também direito dos patrões que as contratam. Pessoas que se consideram educadas e continuam com agressividade eu só posso lhe dizer que sinto muitíssimo que vocês não tiveram educação doméstica. Graças a Deus vocês não servem de exemplo para as empregadas domésticas do Brasil e nem tão pouco vão conseguir ficar muito tempo em qualquer emprego. Em primeiro lugar, adorei o blog e vi muitas dúvidas dos empregadores e vou logo esclarecer ponto por ponto os direitos das empregadas domésticas, que vou provar para muitos que estão longe de serem comparadas a escravas ou algo do tipo. Se não gosta de sua profissão, mude e deixe de ser empregada e vá fazer outro serviço, queridas se estão sendo tratadas como lixo mude de emprego, porque a agressividade mostra que o tratamento não está sendo adequado a vocês ou então vocês são assim mesmo, fazer o que?Vou falar aqui para àquelas patroas que só pegam empregadas desse nível que vocês estão vendo com descrições de baixo escalão, agressivas e insensíveis ao entendimento do assunto,e que refletem em sua profissão como péssimas naquilo que fazerm porque já fazem presumindo que as patroas são inimigas e não entendem uma relação de emprego, um fiasco, impossível qualquer tipo de orientação, o objetivo é apenas agressão, logo se vocês conseguirem alguém a altura da profissão, que realmente tenham educação vocês podem mudar a minha orientação abaixo descrita e dar mais direitos que a própria lei oferece, Ok. Isto vocês só vão saber que elas são falsas dentro de suas casas e lhe desejam todo o mal com o tempo e o tipo de conversa e caráter, se perceberem que são honestas e trabalhadoras e estão a serviço de facilitar a sua vida e são pessoas abençoadas e vocês tiverem condições tenham a opção de até mudar o salário para dois, três ou o quanto a sua família possa pagar.
    Aqui é o tratamento frio e impessoal para qualquer empregada que chegar em sua casa e você não sabe que caráter tem e logo vai lhe decepcionar. Faça um contrato de 90 dias, contrato temporário, você não precisa de advogado e é simples se encontra na internet. O direitos para as empregadas desconhecidas…que não temos confiança ainda:
    1.INSS (já era direito da empregada doméstica)Ok, vamos ser práticos para o patrão que paga um salário mínimo de R$ 678,00 para a empregada doméstica deve recolher mensalmente R$ 81,36 ao INSS. Já a empregada recolhe R$ 54,24 todo mês, ou seja, no final do mês recebe R$ 623,76 do patrão, que deverá ser pago no máximo dividido em duas parcelas. Ou seja, vamos aprender a ser patrões, vamos descontar o INSS da empregada doméstica e não pagar por semana até porque elas nunca entendem que em um mês com cinco semanas na quarta semana já estamos quites com seu salário, eu por exemplo, não descontar o INSS muitas não dão valor e nem entendem que isto é um benefício, deve ser o que muitas patroas fazem ou faziam. E muitas como eu pagava as 5 semanas como salário normal, ou seja recebiam integral no mês de fevereiro que tem menos semanas e ganhavam mais de um salário quando o mês tinha 5 semanas. (Só faça isso quando você passar mais de um ano em sua casa, você vai saber se ela merece ou é uma pessoa que age de má-fé em nosso seio familiar) Isto que estou falando é de acordo com a Lei da CLT e já estava em vigor antes da PEC, era uma prática comum das patroas. Vamos ser empresas, afinal estamos sendo tratadas como tal pelo Governo. Ou seja, o patrão paga de INSS R$ 1.762,80 ao ano e a empregada paga R$ 705,12 de seu salário ao ano. A gente é acostumado a dar de mão beijada esse valor, só dê se elas forem excelentes profissionais, porque muitas são pessoas que cuidam muito bem de tudo e tratam nossos filhos com amor.

  • Bruna Garcia diz: 15 de abril de 2013

    Ponto 2. FGTS
    Quanto ao FGTS ainda não foi regulamentado, ou seja, não há recolhimento de FGTS para a empregada doméstica por enquanto. Porém, quando regulamentarem a alíquota atualmente para qualquer empregado é de 8% sobre o salário. Ou seja, aquilo que já pagávamos para o empregado doméstico para não descontar o INSS deles ,vamos pagar para o FGTS, tudo isso baseado no salário mínimo de R$ 678,00. Na soma todo o recolhimento para o fundo chegará a R$ 705, 12 ao ano. Depois da futura regulamentação do FGTS para o empregado doméstico, quando não queremos mais a empregada doméstica e os motivos não se encaixarem no artigo 482 da CLT, depois eu explico o que justifica uma justa causa, devemos pagar uma indenização de 40% sobre o fundo do FGTS, ou seja, multiplica por 0.40 ao valor do fundo de 705,12 (se for um ano de emprego). Se for dois anos de trabalho este cálculo deve ser 2 vezes 705,12 = 1.424,24 é o valor do fundo do FGTS. Esse valor multiplicado por 0.40 é igual a R$ 569,69. Outro encargo a ser atribuído é o seguro por acidente de trabalho, que poderá ser fixado em 1% a 3%, se for regulamentado em 1% porque empregado doméstico não é um trabalho de risco, o máximo é uma panela de pressão que não soube usar direito, isto vai ser recolhido o valor de R$6,78 por mês ou R$ 81,36 anuais, ainda falta regulamentação, ou seja, não precisa recolher isto agora.

  • Bruna Garcia diz: 15 de abril de 2013

    Lembre-se que o problema da Nova Lei para o empregador não é essas taxas acima que eu descrevi que só fazem recolher dinheiro para os cofres públicos,hahaha, o problema para ambos os lados são as horas extras habituais. Por que? Porque as horas extras habituais também deverão ser calculadas para fins de rescisão, ou seja será levado em conta os últimos 12 meses anteriores à rescisão e além disso sobre as horas extras incidem o pagamento do INSS, o recolhimento de 8% do FGTS da rescisão quando for regulamentada e ainda o valor do aviso prévio, décimo terceiro e férias proporcionais.
    3.AVISO PRÉVIO
    Só pagamos aviso prévio se demitirmos nossas empregadas de surpresa, ou seja, se avisarmos um mês de antecedência não precisamos pagar, basta ela assinar que sabe que daqui um mês vai ser demitida.Claro, que se ela continuar trabalhando e nesse último mês ela começar a fazer um trabalho mal humorado e em desacordo com os outros meses que ela trabalhou, podemos demitir COM JUSTA CAUSA. Ou seja, se ela souber e faltar o emprego ou começar a tomar atitudes desagradáveis é pior porque perde os direitos.OK, má-fé não pode ser aceito e a prova são várias, as provas testemunhais são excelentes para a comprovação de atitudes assim. O aviso prévio é proporcional ao tempo de serviço. Além dos 30 dias habituais, a partir do primeiro ano de trabalho, devem ser acrescidos ao aviso prévio três dias por ano de serviço, até o máximo de 60 dias. No total o aviso prévio pode chegar a 90 dias. Isso ainda é controverso no caso do doméstico.
    4.O que precisa ser regulamentado também é o auxílio creche, que em minha opinião é uma sacanagem do Governo empurrar isto para os patrões, nos países de primeiro mundo isto é dever do Estado. Além disso, imagina como vai ficar oneroso quando tiver aquelas empregadas domésticas que não fazem nem um pouco planejamento familiar e adoram um bolsa-família?
    5.Descontar comida, moradia, luz e outros gastos com o empregado doméstico isto é que não há regulamentação e acredito que isto é até desumano. Na minha casa a empregada come igual a todos em casa e não há separação de que os patrões comem presunto e a empregada come mortadela, ou almoço ser macarrão com salsicha. Até porque não há como se fazer isto, não é nada racional, a empregada doméstica cozinhar um almoço e não poder comer do mesmo. Prestem a devida atenção com esses tratamentos que no final não custam nada, principalmente sabendo que ela fica em sua casa mais tempo que os próprios patrões e muitas tomando conta de nossos filhos e de nossos lindos animais domésticos.
    6.Acredito que colocar uma farda no empregado doméstico é a melhor opção, porque elas saem de casa, entram em ônibus e quando chegam com essa mesma roupa para cozinhar, isto não é nada higiênico, ou cuidar de bebês. É como o médico que anda de jaleco pelas ruas e atendem os pacientes. A toca na cabeça para cozinhar, o fardamento adequado e os utensílios de higiene como sabonete, shampoo, condicionador, escova de dente, pasta, papel higiênico e toalha é mais adequado ser doado pelo empregador, porque isto nos dá um serviço mais adequado, antes de começarem a trabalhar e chegaram da rua tomar um banho e colocar o fardamento vai garantir que a comida vai ser melhor preparada, a casa vai ser melhor arrumada, as crianças vão ser mais bem tratadas, porque é melhor começar o serviço todo suado ou começar o serviço já se sentindo fresh e com a barriga cheia? Benefício para ambos:patrão e empregado.

  • Bruna Garcia diz: 15 de abril de 2013

    7.Logo, a Lei da empregada doméstica vai ser ótimo, aliás melhor para os patrões do que para as empregadas, no meu ponto de vista, realmente para quem poder pagar, venhamos e convenhamos. A câmera para ser instalada no ambiente doméstico é aceita se ela tiver ciência que existem câmeras, ou seja, na hora do contrato escreva uma cláusula dizendo estou sabendo que há câmeras na casa. Lembre-se que em ambientes privados como banheiros e quarto de empregada não se pode instalá-las. O ponto eletrônico também é uma boa opção para marcar a hora de entrada e saída do empregado doméstico e evite que elas trabalhem extra, além de ser muito oneroso para o patrão, o empregado doméstico pode mesmo sabendo que vai ganhar extra não gostar de ter que exceder as horas.

  • Bruna Garcia diz: 15 de abril de 2013

    ATÉ AGORA EU SÓ FALEI DOS DIREITOS DO EMPREGADO DOMÉSTICO, vamos falar do DIREITO DO PATRÃO. Como regular as horas extras? Bom, se sua empregada doméstica souber escrever e ler, ótimo, você precisa apenas fazer um livro de ponto com horário de entrada, de saída e hora extra. Bom, para o empregador é manda-las escrever o que fizer a cada hora trabalhada em nossa casa, porque só assim você pode ver se ela está trabalhando ou está agindo com má-fé (se ela não quiser obedecer essas regras pode demitir COM justa causa por insubordinação), até porque não vai dá para obedecer a NOVA LEI DA DOMÉSTICA. Se o empregado doméstico não souber escrever fica mais difícil, aliás os empregados domésticos que passaram a vida toda trabalhando como doméstica e não tiveram a oportunidade de estudar que tenha agora seus 40 anos vão ser as que vão MAIS sofrer, porque se não sabe escrever, não vai ajudar na hora de assinar o livro de ponto e outros recibos. Podem colocar a digital do polegar em tinta carimbo, mas mesmo assim fica difícil os empregadores quererem ter pessoas que não sabe ler. Por que? Porque fica difícil os patrões agindo de boa-fé conseguir criar provas que agiram de boa-fé no período em que essas pessoas estavam em suas casas. Lembre-se que somos nós empregadores que têm que provar qualquer coisa e não o empregado doméstico. Existem outras duas formas de se provar que houve o cumprimento da jornada de 8 horas com mais de uma hora a duas de descanso. O ponto eletrônico e as câmeras ou residenciais ou dos edifícios, além da prova testemunhal dos porteiros, prestadores de serviço e outros empregados domésticos.O horário deve ser assim, podendo somente alterar o horário de entrada de acordo com o acordo de trabalho, terminando mais tarde,ou seja, entrar de 7 horas e sair de 17 horas da noite. Para obedecer à risca a Nova Lei esse descanso não pode ser depois de 8 horas de trabalho e sair mais cedo de 15 h. A empregada doméstica não pode adiantar o serviço trabalhando sem parar para chegar mais cedo em casa, ela deve obedecer à risca, porque segundo a Lei Trabalhista é para a saúde do empregado doméstico.(NÃO ACEITEM ACORDOS QUE DEPOIS ELAS PODEM ALEGAR QUE HOUVE VIOLAÇÃO A LEI) Sim, agora vai ser bom para nós empregadores, porque aquelas que costumam chegar atrasada, porque o ônibus não parou na parada, vai ter que neste dia sair mais tarde do emprego, o tempo que chegou atrasada vai passar mais tempo no emprego, e desculpas de que vai sair mais cedo para tirar o Bolsa-família, as horas que saiu mais cedo vai ser descontadas em outro dia, assim como é uma empresa. Lembre-se se o empregado doméstico adoeceu e faltar ele deve trazer o atestado médico, se não trouxer o atestado pode ser descontado por falta injustificada, podendo o patrão descontar o dia ou então acumular para a diminuição de férias do empregado doméstico, acima de 5 faltas só tem direito a 24 dias de férias. Bom, é sempre fazer uma pequena notificação,escrevendo que houve a falta e não trouxe atestado com o nome de ADVERTÊNCIA pela falta injustificada e o direito do patrão do atestado médico, assinado pela empregada no primeiro dia de desculpas injustificadas. Não aceite desculpas das mais sensíveis se não tiver provas que as justifiquem, ou seja, se tiver que ter sua lua de mel deve pedir a certidão de casamento. Se filho adoecer o atestado também é necessário, explique tudo isso em um contrato assinado por sua empregada doméstica que pode ser feito a qualquer tempo, que ela está ciente das leis trabalhistas. A passagem é direito do empregado doméstico, mas para isso você deve ter em mãos uma Xerox de um comprovante de residência para saber quais são os ônibus e os valores das passagens, que devem ser sempre atualizadas quando houver aumento do transporte. Se foi estabelecido ÔNIBUS, não vá pagar outro tipo de transporte como moto-taxi ou taxi que onera o valor da passagem para o patrão, somente se o patrão assim achar melhor, porque se há uma forma mais barata que é ônibus, outros meios de transporte não é obrigatório,já sendo um luxo desnecessário, que não está estabelecido na relação empregatícia.Tudo deve ser acordado antes da contratação. Lembre-se toda e qualquer mudança de contrato que onere o patrão, a lei trabalhista protege o patrão, podendo o patrão demitir COM justa causa, porque o empregado doméstico está estabelecendo NOVO CONTRATO e este novo contrato deve ser acordado com as condições do empregador. Qualquer tipo de permissão que desagrade o empregador como, por exemplo, agora eu me mudei para outra cidade ou eu não posso mais trabalhar aos sábados, o empregador não deve e não precisa arcar com essas novas condições

  • Bruna Garcia diz: 15 de abril de 2013

    Se o empregado doméstico estiver sobre auxílio-doença por um acidente ou uma doença devido ao trabalho de empregado doméstico (deve ter conexão entre a doença e o acidente com o trabalho, acidentou indo para o trabalho por exemplo), O empregado doméstico que tiver uma doença acidentária vai ficar suspenso o contrato de trabalho, não podendo o patrão demitir depois que o empregado doméstico volta por 12 meses depois da volta do mesmo, o patrão paga os 15 primeiros dias com o atestado médico em mãos e os outros dias o INSS cobre. Isto foi antes da nova lei da empregada doméstica, que muitos gostam de usar o período da escravidão para comparar com a condição do empregado doméstico, muito distante não é da realidade essa comparação?. E se a empregada doméstica estiver grávida ela possui estabilidade, ou seja, não se pode demitir até quando o bebê nascer e completar 6 meses. A estabilidade não é uma sentença de morte de ter que ficar com um funcionário em sua casa que está fazendo de tudo para não lhe agradar em sua própria casa. Se este estiver agindo de má-fé a demissão tem que ser estabelecida com uma indenização do valor dos salários correspondentes até o 5ºmês da gestação da criança. O melhor a fazer é procurar um Tribunal do Trabalho mais próximo e dizer que quer demitir sua empregada grávida com um acordo trabalhista na Vara do Trabalho, assinada por um juiz trabalhista ou o Ministério do Trabalho. Esses órgãos também ajudam o empregador de boa-fé. Se sentir que os objetos da casa estão desaparecendo ou a criança está sendo agredida, vá a estes órgãos e solicite uma autorização judicial para colocar câmeras em sua casa sem o conhecimento da meliante, quando ela for pega, não haverá direito algum para ela,nem trabalhista e ainda responderá criminalmente. São direitos do empregador. E demissão com JUSTA CAUSA pode ser provado com as assinaturas de advertência da empregada faltosa, se ela não querer assinar, pode aplicar penalidade maior, ficar em sua casa sem voltar ao serviço e não receber ou a demissão mesmo. Quais são os deveres do empregador? pagar todas as taxas escritas acima. Quais são os direitos do empregador? todos acima, além de um EXCELENTE serviço de QUALIDADE. Quais são os direitos do empregado doméstico? receber todas essas verbas e ter a carteira assinada. Quais são os deveres dos empregados domésticos? Além de prestar o serviço com EDUCAÇÃO, HIGIENE, QUALIDADE e COM O INTUITO DE FACILITAR A VIDA DOS PATRÕES, não desobedecer as leis trabalhistas e o PODER DIRETIVO DO PATRÃO, tudo que eles mandarem que esteja de acordo com o trabalho, deve fazer sem ofensas, comentários maldosos e destrezas. Se falar mal do empregador ou da vida pessoal do mesmo para outros funcionários pode responder processo, ok. Logo é tudo uma questão de respeitar e ter o seu respeito. A profissão não é nada de escrava, tem muitas profissões que são insalubres, nem por isso deixaram de existir ou ficam por aí se colocando como condições análogas a escravos, como aqueles que trabalham em cooperativas dos catadores de lixo, usinas de radiação, os mineradores, os policiais que arriscam suas vidas, até mesmo os profissionais de saúde que correm risco de pegar doenças incuráveis como o HIV, ou os promotores, juízes, delegados que vivem sendo ameaçados de morte e muitos são assassinados. Vamos ser realistas cada profissão tem seu glamour e seu lado negativo. O lado positivo de ser empregada doméstica vou lhe dizer agora,que muitas não conseguem reconhecer é poder mudar de vida nesse emprego, ter esta mobilidade que outras profissões não dá esta oportunidade. Poder sair do interior que só oferece até o segundo grau para poder dormir no emprego em outra casa com comida, casa e roupa lavada para fazer uma faculdade e ter alguma ascensão como teve a própria Ministra que foi ex-empregada doméstica teve, infelizmente, isso foi tirado das novas gerações. A serem tratadas como pessoas da família, me desculpe as empregadas domésticas que não tiveram tal sorte e odeiam escutar isto, mas muitas empregadas domésticas por conviverem com seus patrões que têm condições econômicas melhores e consequentemente profissões e colocações profissionais que ajudam suas empregadas e muito, como médicos que atendem toda a família da empregada doméstica e arrumam cirurgias do SUS por ter acesso, ou advogados que defendem suas empregadas em causas sem cobrarem nada, ou dentistas que tratam e fazem tratamento dentário, ou patrões que pagam sua faculdade, escolas particulares dos filhos das empregadas, plano de saúde, enxoval do bebê, arrumam emprego para outros membros da família, entre outras benesses que são feitas porque existe sim um laço de amizade que se faz entre empregador e empregado, que não é nem um pouco por interesse ou falsidade como muitas falam aqui, porque o patrão não ganha nada com isso, se pagar todos estes direitos já não tem o direito adquirido de vocês servirem ao patrão? Então é uma profissão que a confiança e amizade fala alto, que numa empresa fria e capitalista nunca iria pensar em fazer por ninguém. Logo, acredito que se forem pessoas do bem atraem coisas boas e se forem pessoas que já vêem a patroa com preconceito, sinto muito vão passar a vida reclamando que ser empregado doméstico é uma escravidão. E não adianta mudar de profissão,kkkkk, este estigma vai com vocês para onde for, porque o que falta é apenas EDUCAÇÃO. O respeito acontece naturalmente para aqueles que sabem respeitar. Logo, muitos patrões vão entender o que estou falando e acredito que muitos empregados domésticos que tiveram ou têm patrões bons.

  • Deborah diz: 15 de abril de 2013

    O que mais me impressionou neste Forum de discussão, não foi o fato da Legislação em vigor. É justo e correto todo trabalhador ter seus direitos DE ACORDO COM A CATEGORIA, mas foi poder perceber e reconhecer o emocional, o interior, o psicológico de ALGUMAS pessoas que fazem parte da classe de funcionários domésticos.
    O lado das “más patroas” é mais evidenciado nas novelas do que o lado mau das “empregadas” e quem não tem vivência de realidade e cultura se baseia pelos fictícios personagens de autores que ganham seu dinheiro apenas para CRIAR ESTORIAS que muitos COPIAM e LEVAM para dentro de sí e de suas vidas as características desses personagens ilusórios, perdendo assim sua própria personalidade ou pior, agindo como um ser fictício e descentrado deste conturbado mundo e perguntando porque “as coisas” não dão certo na vida delas.

    É um erro crasso generalizar que todas as empregadoras são más e todas as domésticas são santas. E vice -versa.
    Pessoas tem falhas de caráter e isso é independente de posição social, profissão ou hierárquica. Isso vem de “berço” não importa se rico ou pobre. Vem de família, vem desde a mais tenra idade.São os ensinamentos da mãe, do pai eou mesmo da avó. É somente questão de EDUCAÇÂO.Muitos confundem Esperteza com Inteligência. São coisas bem diferentes. A maioria dos espertos não são inteligentes pois não há tempo para isso.

    Claro que para haver desabafos tão agressivos, houve problemas de ordem emocional no relacionamento de trabalho de ambas as partes do contrato, e é claro que na hora da injúria deixaram vir á tona seu caráter. Até mesmo escrevendo aqui, exercitando o Direito de Liberdade de Expressão, mas lembrando que Calúnias , ofensas e injúrias podem ser respondidas judicialmente, mesmo na internet, onde não há mais como se esconder e não há ( na verdade nunca houve) Anonimato. Sim, ninguém é Anônimo na internet e pode ser encontrado.

    Há mulheres que não são boas empregadoras e há mulheres que não são boas empregadas, o dificil é cada pessoa reconhecer em sí mesma isso e assumir seus erros e acertos.
    Foi mais uma vez comprovado que as pessoas não DIFEREM DIREITOS de EMOÇÔES. Misturam as coisas e acham que o Direito irá compensa-las por alguma perda. O que não sabem é que O Direito não é o que as pessoas TEM QUE LHES DAR e sim É O QUE NÂO PODEM LHE TIRAR. Estou MUITO interessada nesse lado psicológico que a nova Lei gerou.
    Pelo que ví aqui,este lado é perigossíssimo. Sugiro que as funcionárias “estudem” as empregadoras também. Vejam se realmente é “aquele trabalho” que irá proporcionar uma relação de trabalho satisfatória.Pois, para uma relação de trabalho ser satisfatória, precisa haver limites, regras ,respeito e principalmente PROFISSIONALISMO ( Qualificação para corresponder a vaga de funcionária).
    .
    Não só eu, como muitas empregadoras, agora prestaremos mais atenção á personalidade e traçaremos um biotipo para as necessidades. Talvez um teste psicológico, como podemos fazer agora sem correr o risco de sermos processadas por discriminação,pois alei nos dá o direito como os das empresas,de saber se o funciona´rio é adequado á vaga. E vou mais além, pois é perigoso manter pessoas com agressividade sufocada em empresas e nem pensar de te-las nossos lares.

    Algumas aqui não conseguirão LER E INTERPRETAR este texto,ou seja não entenderão o que quero expor, se sentirão inferiorizadas e somente os trechos que “entendem ” da SUA forma e maneira, de acordo com a cultura e educação recebidas serão comentados, com certeza com esperteza e agressividade, uma vez que não há condição de entender na íntegra, dentro do contexto, o que estou expondo.
    Aí está outro grave problema de comunicação dos níveis hierárquicos que gera a “raiva”, “inveja” de um ser para outro. Gera porque se sentem diminuídos, inferiorizados, se sentem com raiva de não entenderem o que alguns entendem.
    Postei muita coisa aqui somente para ver reações e conseguí o resultado desejado. Estou satisfeita, obrigada.

  • Adrianny diz: 16 de abril de 2013

    Bruna Garcia querida onde foi mesmo que vc comprou seu diploma de advodaga???? Fico emaginando o quanto deve ser trabalhoso para vc virar noites, dias lendo livros de advocacia, para vc poder ter noção em como advogar,kkkkkkkkkkkkkk.Eu tinha pormetido que não viria mais aqui para cometar mais realmente vc é a deborah são dignas dos meus comentários rsrsrsrsrsr, aiaiai, meu Deus como vcs são idiotas, não tem noção nenhuma do que é ser inteligênte,Deborh querida eu não vivo uma vida victicia, só fiz uma comparação da realidade da vida de muita gente,eu sei que a gente de mau carater em toda classe seja social ou trabalhista, vc não viu a médica que recentimente matou muitos paciênte???? pois é quem diria heim.O mais engraçado é que vcs sim estão abaladas e preferm ficar aqui se fazendo de superiores e pior é Bruna Garcia com essa pose de advogada de quinta, vc querida não ver jonal onde mesmo que vc mora?? na lua?? a lei já foi aprovada SIM, entrou em vigor apartir do dia 05/04/2013.AAA quero lhe dizer que voltei a trabalhar com doméstica, fui contratada por gente RICA em um condomino FECHADO, sabe o que é??? È um local de gente de muito educada onde as pessoas se respeitam, onde a higiene é de alta qualidade, aa bobagem lhe dizer isso né, vc nunca saberá o que é, porq vc é pobre,gente como vc não tem a chanse nem de ser amigos de pessoas desse nível.Porq vc querida, só sabe resolver problemas de gente pobres como VC,por isso está aqui nesse discursinho barato, de patroinha revoltada por ter que limar sua casinha, lavar suas roupinhas,cuidar de suas criancinhas né rsrsrsr.Bruna advogada como vc deve ter no minsitério público porq advogada com categoria não se presta a esse tipinho idiota que vc está aqui tentando convencer que é,a próposito querida quem está pagando seus honorarios aqui para prestar tamanha palhaçada? admita que vc perdeu e deve agradecer a Deus por ter perdido sua doméstica porq vc não tem talento nem para escolher uma boa proficional da área.Agora VERA querida vc é ÓTIMAAAAAAA, vc sim merece um doméstica em sua casa mesmo que não fosse rica, porq vc tem alma, vc tem carater vc é realmente admirável,parabéns querida Deus te abençõe sempre.

  • Bruna Garcia diz: 17 de abril de 2013

    Obrigada pela correção de alguma pessoa que corrigiu e não sei mais o nome. Por favor, corrija os outros erros grosseiros que eu cometi, porque assim você desvia o discurso. O meu objetivo já foi cumprido, eu já orientei aqui ,para todas as patroas e empregadas, o que deve ser feito ,e para todas as empregadas quais são seus direitos e deveres. Quanto a salários, tb aqui eu não vou me expor falando do quanto eu ganho, nem quero tá humilhando quem ganha menos que eu e postou ou vai lê aqui algum comentário. E quanto as horas no banheiro, eu quero me corrigir porque postei isto com base no que aconteceu comigo, que tive uma pessoa em minha casa que dormia trancada no banheiro e não conseguia fazer absolutamente nada. Foi pior porque se tivesse contratado uma diarista pelo menos minha casa tinha ficado limpa estes 4 dias em que ela escolheu o banheiro dela para dormir.Logo, amei a nova lei, porque existe prós e contra para o empregador. Os contras é que vai ser oneroso para a maioria da classe média brasileira e as vagas de emprego já estão e vão diminuir drasticamente. Os prós é que regulamentando o horário vai ter mais respeito com o cumprimento desses horários nas atividades domésticas. Minha preocupação já foi dirimida, logo só vou responder a perguntas de ambos os lados que tenham dúvidas, se tiverem. Eu prefiro não ter mais empregadas domésticas em minha casa, porque não tive boas experiências e as boas pessoas eu dei oportunidade o suficiente para fazerem faculdade e trilharem novos caminhos.

  • Luisa diz: 17 de abril de 2013

    Ou se profissionaliza ou . . . vai trabalhar de caixa de supermercado e ser maltratada por gerente e cliente. Vai reclamar na justiça se não gostar de ser caixa de mercado. Assim é a vida real de quem acha que pode virar presidente se não estudar e trabalhar. Afinal, não dá pra colocar milhões na presidência do Brasil no período de vida de 70 anos.
    A carta está ótima. Recebi do Pierre Pereira por e-mail.

    Prezada empregada doméstica,
    Quero cumprimentá-la porque, finalmente, a sua classe passou a ter os mesmos direitos do restante dos trabalhadores do nosso país. Agora as suas horas extras serão remuneradas, você terá direito ao FGTS, seguro desemprego, intervalo na jornada de trabalho e mais uma série de benefícios. Parabéns pela conquista!!!
    Mas, posso informar-lhe que, para mim, pouca coisa mudará… Afinal estou acostumada ao dia a dia do mercado de trabalho e, com certeza, saberei me adaptar rapidamente às novas regras. Apertando um pouco mais o orçamento, conseguirei pagar todos os ônus da nova lei, porém me preocupo com o novo tratamento que terei de dar a você, pois “para todo bônus, o seu ônus”.
    Você será reconhecida por mim, financeiramente, mas precisará comprovar-me que está apta a ser tratada como profissional. Adeus às velhas desculpas de que o ônibus atrasou… Agora tenho que registrar sua entrada e sua saída, para computar as horas extras a que você tenha direito…
    Não me peça para não descontar suas faltas! Inevitavelmente terei que contribuir para um fundo de garantia por seu tempo de serviço [FGTS] e, por isso, você precisa vir trabalhar.
    Lembre-se, também, que não aceitarei as desculpas de que você não sabe cozinhar, passar, lavar roupas, pois estas aptidões são necessárias para o seu trabalho. Siga as minhas orientações e cumpra as minhas determinações.
    Para atender às necessidades do meu lar, tal como acontece nas empresas (veja o comércio), busque a capacitação e a reciclagem, esteja atenta às boas relações interpessoais, para que eu possa honrar com prazer os seus direitos ora adquiridos.
    Não vale mais ser doméstica e estudar datilografia (ah! Isso era antigamente, agora é informática…), ou passar horas mexendo e aprendendo tudo do celular ou ouvindo radinho sem se importar em esmerar-se para atender às necessidades do meu lar, pois isso é o que o seu emprego requer!… Deixe o lazer para o período de descanso…
    Você alcançou uma posição privilegiada, é uma profissional com todos os direitos da Consolidação das Leis do Trabalho, igual a qualquer empregado de uma empresa, embora meu lar e a minha família não se enquadrem nessa categoria e não tenham fins lucrativos. Portanto, acostume-se a ser advertida, afinal tarefas não realizadas contarão também para demissão por justa causa. Pre juízos ocasionados pela má utilização dos pertences de minha residência [seu local de trabalho], serão tratados como patrimônio, que você terá obrigação de zelar e ressarcir-me, caso venha a danificá-lo. E isso inclui as minhas roupas que você costuma manchar ao lavar e/ou queimar ao passar. Mas não se preocupe, quando eu fizer a reposição do item por outro igual, apresentarei o cupom fiscal a você.
    Sentirei no bolso, é verdade, mas a grande privilegiada será você, pois até que enfim alguém pensou em sua classe, no seu crescimento pessoal e profissional, espero que com a aquisição de todos esses benefícios você consiga manter-se no mercado de trabalho , buscando sempre o aprimoramento profissional.
    Espero, ainda, que esse pouco dinheiro que chegará às suas mãos, uma vez que grande parte dele vai mesmo ficar para o governo, lhe dê condições de sustentar a sua família, pagar os cursos que você precisa fazer e ainda assim ser a amiga e companheira que nos auxilia ao longo de nossas vidas.
    Atentando para tudo isso, nossa relação de amizade não sofrerá a menor mudança. Respeito o seu trabalho, preciso de sua ajuda em meu lar e confio no seu potencial. Por isso, espero que essa nova lei seja um marco para nós duas.
    Um abraço e muito sucesso para você!
    Sua patroa.

  • Beta Alves diz: 17 de abril de 2013

    BRUNA, OBSERVE QUE DEBORAH E VERA PODEM SER A MESMA PESSOA, ela só tã curtindo com a situação, a Deborah não sai do murro, fica indo e voltando e colocando lenha na fogueira e a Vera com agressividade, a mesma coisa é Adriannyi que troca todas as letras e faz questão de ser ignorante. Isto tudo se resolve que a NOVA LEI DA EMPREGADA DOMÉSTICA ja foi aprovada, somente faltando algumas normas para serem complementadas e o que vc comentou ja ta acontecendo, ja ta havendo uma demissao em massa e muito obrigada por ter esclarecido minhas duvidas aqui, pq eu nao sabia como ia funcionar a hora extra e fico feliz por vc ter a paciencia de orientar aqui tirando minhas duvidas. Eu ja nao tenho mais domestica, mas eu acredito que uma domestica esta saindo para os patroes cerca de mil e duzentos reais se for pago o minimo e para alguem que diz ganhar 9000 e gasta 12% somente com condominio esta pessoa esta vivendo de aparencias ou esta mais uma vez brincando aqui no blog. Se tem dinheiro para tirar do que sobrou porque nao pagqa mais 12% do seu salario e paga a uma domestica pelo menos vai esta dando uma vaga de emprego e vc vai ser uma boa patroa. Ai vai poder ficar falando o que quiser, mas sabendo o que esta dizendo. O que nao pode e esta aqui rebaixando a classe medio, pq e ela que consegue absolver essa quantidade de gente que esta desempregada e q nao tem espectativa de arrumar outro emprego. No Brasil sao poucos que ganham bem, logo forçar este pais ser primeiro mundo da noite pro dia nao e a politica publica correta.

  • Deborah diz: 19 de abril de 2013

    Beta Alves, sou real e não fictícia. Tão pouco sou essa tal de Vera. Acredite. Vim para debater leis e encontrei o lado psicológico mais interessante pois debater leis com leigos é impossível.
    Somente as postagens da Bruna Garcia, sobre leis,valem uma leitura pois, ela se posicionando como advogada acho que está sendo humilde demais e acaba sendo humilhada na intenção de ajudar. Vejam: SER HUMILDE NÃO É SER HUMILHADO, SAO COISAS DIFERENTES. O problema aqui Beta Alves,é agressividade dessa Adrianny ,SE É QUE ESSA PESSOA EXISTE POIS EM POST DE 30 DE MARÇO DO OCORRENTE ALEGA NÃO SER MAIS DOMESTICA E NO POST DE 16 DE ABRIL DIZ TER CONSEGUIDO EMPREGO DE DOMESTICA EM “CONDOMINIO FECHADO” ,que, pode a qualquer momento, responder processo por INJÚRIA se continuar a chamar advogados e afins da área do DIREITO, como eu também sou de idiotas e coisas mais que ofendem a moral e o decôro. BRUNA GARCIA podemos juntas fazer uma ação somente sobre este caso, o que vc acha? Não gostei de ser chamada de idiota á PUBLICO e a MODERAÇÂO DESTE BLOG DEVE INTERVIR sob pena de ser chamada em processo também, uma vez que é a resposável pela publicação ou não deste veículo de informações mundial.
    ADRIANNY VOCE ESTA PRESTES A SER PROCESSADA. CONTINUE A FAZER O QUE FAZ. ESTOU DANDO PRINT EM TODAS AS SUAS POSTAGENS. MODERAÇÃO ATENÇÃO HORA DE FAZER SEU PAPEL E MODERAR!
    ps- tirei print também deste meu post que está AGUARDANDO MODERAÇÃO.

  • Adrianny diz: 19 de abril de 2013

    Isso aí deborah!!! mostras quem vc realmente é, porq até outro dia vc estava aqui xingando, falando mal das domésticas se esnobandooo, em fim estava se achando a rainha da cocada preta, agora que ouviu o que merece veio me ameaçar???? parabéns vc faz muito bem em assumir sua verdaderia face eu não tenmho nada a temer, quem fala o que quer ouve tbm o que não quer. ou vc já se esqueceu do que já postou aqui? Eu não esqueci.E depois tenho direito de ir e vir, posso trabalha no que eu quiser, ou vc acha que tem tbm o direito de dizer as pessoas em que podem trbalhar? me poupe né, vou cuidar d aminha vida ganho masi do que ficar aqui nesse bate boca que não vai levar niguém a nada, eu já tinha feito issoa ntes porem vc fez questãod e mencionar meu nome perdi meu tmepo voltei .

  • VERA diz: 20 de abril de 2013

    Pois é Adrianny a tal Deborah já estar a dizer que vai te processar, ainda não entendi o pq, mas se for por calúnia ou coisa que o valha, ela corre também o serio risco de ser processada por nós, ao afirmar que vc e eu somos às mesmas pessoas, até pq podemos provar que o nosso IP são diferentes isso é muito simples. Confirmar que duas pessoas são uma só tem que ter certeza do que está falando e não fazer um pré julgamento. Dona Deborah modere às suas emoções, pois elas podem frustrar a sua tentativa de querer ser perspicaz! NOTA ZERO para a senhora. hehehehehehe Adrianny com mais um pouco elas vão ter um infarto aqui! Elas trocam de nome e acham que todos usam de suas práticas hehehehehe Bom Sábado Adrianny, afinal , bom sábado para mim, pois eu e vc somos às mesmas hehehehe CADA COISA!
    ….

  • VERA diz: 20 de abril de 2013

    Adrianny querida, se observares mais, perceberás que esta Bruna Garcia não estar aqui á perder o seu tempo a toa. Ás suas atitudes provam, que aqui ela encontrou um caminho que possa leva-la á encontrar uma grande clientela, assim, aumentando a sua renda a qual possibilite pagar uma empregada com menas revolta……nessa vida ninguém joga para perder e nem se preocupa em gastar o seu tempo sem que não aja um interesse….Assim é a vida. Como o ser humano é hipócrita!!!

  • Bruna Garcia diz: 20 de abril de 2013

    Vc mora em que Estado?? por que é bem capaz da gente se conhecer? pq na minha cidade eu moro em um condomínio fechado,kkkkk, e se eu tiver que está falando aqui do quanto eu ganho vc vai se sentir muito humilhada. Sim, me considero classe média, porque vivo como uma, no Brasil, a maioria é classe média e somente alguns são realmente ricos como Eike Batista. Nós que temos várias jornadas, trabalhamos muito para chegar onde chegamos, e se não continuarmos trabalhando as coisas saem do nosso controle.Sou empresária de uma rede (traduzindo uma empresa conhecida em algumas cidades do país) e advogada, logo não venha me perguntar quanto ganho nem com quem eu convivo,kkkkk. Eu falo aqui como alguém que já teve funcionário fora do país e sei o quanto a mão de obra aqui é difícil. Sim, tenho clientes pobres e humildes feito você porque faço muito filantropia.E sim, depois dessa lei estou preferindo não ter ninguém, eu estou dizendo preferindo, porque dou valor ao dinheiro produzido com meu trabalho.E sou mesmo Deborah, muito humilde, poderia tratar meus funcionários com agressividade e teria um bom retorno, porque a maioria ficam em empregos nos quais os patrões não as olham nem para sua mudança de sentimento, eu já sou totalmente perceptível, quando algum empregado meu está triste, logo tenho uma filosofia humanista. Eu aqui não estou querendo está agredindo ninguém, e Deborah, eu posso sim entrar com uma ação de danos morais contra Adrianny e Vera, mas elas não vão ter com que nos pagar. Se já faço filantropia demais e uma delas é não ter honorários neste blog para explicar o que eu entendo e minha visão de mundo de muita experiência, por sinal, tanto com o convívio com pessoas humildes, porque elas abrem o jogo, falam tudo que fazem dentro da casa das patroas, até aquelas que roubam explicam como roubam, porque sentem confiança na advogada que sou. Logo, não me arrependo de ter entrado neste blog, e Beta, acredito que realmente não há mais o que discutir a Lei já foi aprovada, porém a mão de obra brasileira não é qualificada e tal lei só beneficiou aos cofres públicos, logo o dinheiro não vai para a mão de nossos funcionários e continuarão assim sem educação para se manter no emprego e sem dinheiro para manterem suas famílias, isto é um caso de melhores políticas públicas para melhorar esta relação patrão versus empregado. Não há como a gente absolver do mercado pessoas desse nível como Adrianny em nossas casas, porque ela foi contratada agora, mas as máscaras sempre caem. Ela precisaria de um apoio psicológico para verificar de onde vem esta raiva e fazer alguns cursos de educação, etiqueta entre outros de como servir encontrado no senac e outras instituições privadas para se manter nesse novo emprego. São essas pessoas que por nada agridem e no máximo que ela e a Vera pode fazer é tentar me humilhar aqui neste blog. Eu falei corretamente, tentar… Humilhação é uma ação de uma única mão, somente eu me sentiria humilhada se eu fosse o que vcs estariam dizendo aí. Então, deveras, a ofensa não me atinge, mas o DANO sim, o DANO é uma ação maior e essas pessoas que tentam me agredir são potencialmente sujeitas a agirem com ação dolosa dentro das casas desses empregadores. Logo, isto é que é a raiz do mal na nossa sociedade, que eu não vi fora, quando morei no exterior. Nós somos acostumados a deixar nossos filhos com pessoas que não conhecermos e possuem uma agressividade além de nossas expectativas. Logo, isto é um perigo para o hipossuficiente que já nasce com uma pessoa estranha ( que não é da família) de outro nível social e se irrita a qualquer advertência, que nós empregadores podemos pelo Poder Diretivo fazer. Porém, nos esbarramos neste potencial agressivo dessas pessoas que junto com seus valores intervem amargamente em nossas casas. O melhor é não acreditarmos que elas têm condições de serem cuidadoras e antes de qualquer Lei trabalhista que proteja o hipossuficiente na relação, existe a Constituição Federal de 1988, que protege o HIPOSSUFICIENTE lato sensu que são nossas crianças e idosos , além do ECA e o Estatuto do Idoso, respectivamente. Logo, o melhor que a classe média e alta pode fazer é deixá-la com afazeres como a casa,roupa e comida, mas não aconselho o cuidado de pessoas assim para serem cuidadoras dos mesmos. Contratem profissionais como auxiliares de enfermagem para o serviço, afinal, agora com a nova Lei da Doméstica, ficou empate a contratação de uma não profissional com uma profissional que cursou um curso Técnico de Enfermagem. Adorei a carta que li de Pierre Pereira.

  • Adrianny diz: 20 de abril de 2013

    kkkkkkkkk Bom fds pra nós Vera!!! vc é ótima fica com Deus querida.

  • Prof. Paulo Jorge diz: 20 de abril de 2013

    Tenho visto esse debate com muita preocupação. Pois tem muita gente ai tomando dores de empregadoras e secretárias, como se fosse uma questão de vida ou de morte. Fico lendo os comentários e avaliando como as pessoas discutem por nada. Existe uma PEC, que virou lei e que graças a Deus permitiu que as trabalhadoras e os trabalhadores domésticos resgatassem o direito de ter as garantias dos outros profissionais, que também são dignos de perceberem um salário digno. É natural que as pessoas se esperneiem de ambos os lados, pois é uma mudança e mudança geralmente da trabalho. Sinto ai uma hostilidade danada. Como se fossem disputas de fanatismo religioso. Na verdade, Patroas e secretarias são carne e unha, ou seja uma precisa da outra. Faz parte do regime de produção, o capitalismo. No capitalismo existe o dono de produção empregador o dono da mão de obra, empregado, ou seja, nessa relação todos são importantes. Um não vive sem o outro. Porem estou vendo aqui pessoas vaidosas egocêntrica e sobretudo orgulhosas, que fazem questão de dizer que são isso ou aquilo, como se isso fosse necessário. O médico, o jornalista, o lixeiro, o pedreiro, o professor, o motorista, o enfermeiro, o formado em direito, o delegado, o PM, o mordomo, o cuidador de idosos, o taxista, A doméstica que tem um patrão de alto poder aquisitivo, o padeiro o ator, o funcionário público, ou seja, quem trabalha fora tem que ter uma secretaria em casa. Por isso, não se trata aqui de quem é quem. Mas como vamos tratar a lei e como vamos cumprir, pois sei que aqui não tem nenhum marginal e nem tampouco alguém sociedade que está disposto a burlar a lei. Aqui não é um lugar de se auto afirmar, pois aqui todos estamos em um só barco, chamado sociedade e é na sociedade o lugar mais certo para as pessoas de bem discutir um assunto e chegar a um consenso, mas isso quando são de bem ou do bem. E ademais lei foi feita pra a ser cumprida e não pra ser discutida. Quem discorda da lei aprenda a votar e eleja alguém capaz demudar isso no foro certo que é o legislativo. Mas criar uma guerra aqui só vai fazer mal a relação patroa empregada.
    Vejo essa conversa ai e me lembro de quando estava estudando história e ai criaram a lei áurea trezentos anos atrasada e só com dois artigos. Pasmem, mas muita gente achava que o estado tinha que indenizar os patrões de hoje, mas escravocratas de ontem. Então eles fizeram um debate danado que culminou com o atraso do brasil até o aponto que está. Naquela época os déspotas queriam processar os cidadãos de bem por serem contra a escravidão. Hoje ainda hoje muita gente quer ganhar no grito e na ameaça barata o direito de continuar a explorar amo de obra barata que coloca o brasil no fundo do poço. Quero dar uma notícia a vocês todos e todas; no primeiro mundo não existem empregadas domesticas e o Brasil é único pais que tem esse atraso d e uma pessoa explorar a outra ao troco de uma esmola chamada salário mínimo. Debater uma lei e se assemelhar a um cachorro que corre atrás do rabo. O último que sair, por favor, apague a luz

  • VERA diz: 22 de abril de 2013

    Veja bem AdriannY, esse Prof. Paulo Jorge mandou bem, gosto de ler pessoas que ecrevem assim, com senso e lógica. Agora deixa eu mandar um recadinho para a BRUNA>>>>>Bruna querida a sua ameaça de processo não me assusta, apenas nos faz provar que a senhora é uma “adivogada” de processos de baixos custos, sendo assim, não poderia ter ganhado tanto que pudesse ter uma (empresa) Afinal por trás de um PC, qualquer um escolhe o que quiser para dizer ser. Não sei com que moral a senhora ameaça processar alguém (não temo) por questões às quais, a senhora em alguns comentários cometeu os mesmos deslizes, pré julgando às pessoas, portanto saiba que o vento que bate dai, bate de cá também, pois quando tu dizes, que não temos dinheiro para pagar-te um processo, estás julgando, quando tu dizes que eu e a Adrianny somos às mesmas pessoas, estás caluniando e quando tu chamas Algumas empregadas de Ladras, estás acusando. Agora diz-nos aonde ou qual desses seus julgamentos cabe um processo “doutora adivogada?), diga-nos pois somos leigos e burros diante da senhora, só não se esqueça de lembrar, quem são às possíveis pessoas da familía aqui que a senhora ameaça, com processos baratos, a senhora pode se deparar com pedreira! Ainda bem que dessa vez a senhora não me fez ler o que a senhora costuma escrver com seus altos conhecimento a palavra que me faz doer a vista que é essa >>>> BAIXO ESCALÃO<<<< obrigada por ter me polpado de ler essa grosseira palavra, escrita por uma mulher tão sábia!! hehehehehehehehe Adrianny minha querida, vc sim que é ótima, guerreira, e digna! Um abraço.
    Prof. Paulo Jorge meus parabéns!!!

  • Adrianny diz: 24 de abril de 2013

    Boa noite Vera!!!
    Bom, kkkkkkkkkk essas duas já viraram piadas aqui no blog, viu vera e só elas ainda noa perceberam isso, tenho que concordar com vc vera, o prof paulo brilhou em seu comntario! deixa elas nos procesar assim terei a honrra de te conhecer vera e tbm de poder apresenta-las um advogado de verdade, homem honrrado, justo capaz de dar a Deus o que é de Deus e a sezar o que é de sezar, elas estão achando que estáo falando com uma empregadinha qualquer meu patrão alem de advogado é tbm psicolago, para dona Bruna garcia é fácil ganhar uma causa comprando testemnhas mais meu chefe amigo e patrão saberá discernir muito bem uma tesmunha fajuta, se vc reler os comentarios de dona bruna verá que ela disse que ganharia muitos casos das domésticas porq tesmunha é muito fácil conseguir, que lástima heim, eu dona bruna realmente não tenho dinheiro mais tenhooo dignidade coisa que parece que as ricassas aqui não sabem bem o que é, caso as senhoras ganhe a causa coisa que acho dificil EU sei trabalhar queridas farei muito bem meu trabalho comunitário,mais na minha opinião as senhoras devia mesmo é aprender onde fica o interropitor sair apagar a luz, porq energia no Brasil é muito cara, sim vcs tem que aprender apagar a luz porq até isso vcs deixavam pra suas escravas fazer, já que agora vcs não tem mais escrava estão aqui perdidas e falando de mais, hihihihiihi.Mais aqui pobretonas vcs podem ficar alegres novamnte viu, porq talvez vcs voltarão a poder ter em suas humildes residencias uma escrava porq os parlamentares estão pensando em rever a lei das domésticas sabe, éee eles estão com peninha das sinhasinhaas falidas,eu voltei sim trabalhar como domesticas mais é com gente conhecida, gente de carater.AA dona bruna garcia se quiser indico o prof.paulo pra lhe dar umas aulinhas viu assim a senhora não cometrá mais gafis kkkkkkk aaa ele fala Inglês espanhol tbm viu, é blogueiroooo se quiser tirar dúvidas procure saber sobre ele, a dona desse blog deve ter pesadelos com tanta futilidade de algumas madames xinfrim que apareceu por aqui rsrsrsrsr.Eu vou sair não deicharei aluz acesa porq nunca precisei deixar isso pra ninguém fazer.

  • Deborah diz: 24 de abril de 2013

    Prof Paulo Jorge, quando me refiro a “debater Leis” me refiro somente a nós da área de Direito. Não a leigos, pois nesse caso concordo com o sr. É como cão correndo atras do rabo pois desconhecem a hermenêutica jurídica.O sr. pertence a essa área?
    Se ler atentamente a íntegra postada aqui verá que fui educada sempre, e NUNCA fui CONTRA dar os direitos aos funcionários diante sua CATEGORIA e levando em conta o fato do âmbito do trabalho, onde jamais a hipossuficiência e deveres existentes no âmbito empresarial podem ser aplicados á FAMILIA. Uma vez aplicados como estão e sem regulamentação abrem margem para toda e qualquer legislação vigente no tocante ao binômino Empregadorx Empregado.
    E se esses pontos não sofrerem imediatamente mudança e regulamentação devida, é o que haverá, não só de minha parte mas da maioria dos empregadores brasileiros. Sugiro que antes de falar sobre”desfiles de egos”, o Sr. leia o conteúdo total do debate e repare nos NOMES de quem posta,tirando sua própria conclusão dentro do contexto e não apenas por 2 ou 3 posts equivocados. Obrigada.

    Sobre outro assunto:

    Ví pelos posts acima que a Vera SE ENGANOU ao dizer que EU falei que ela e a outra pessoa ai eram as mesmas pessoas: NÂO FUI EU. e NEM TAO POUCO XINGUEI OU OFENDÌ A CLASSE DE DOMESTICAS AQUI. Essa Adrianny também posta coisas que NUNCA FIZ.Que ai fala isso é porque não LEU o debate desde o INÌCIO, mas se a ofensa continuar diretamente a minha pessoa, serei obrigada sim a me defender pública e judicialmente como tenho direito, já avisei isso a público.

    FUI JULGADA E OFENDIDA POR PESSOAS QUE NÃO ME CONHECEM. NINGUÈM tem esse direito. Adoraria que provocassem o judiciário e iniciassem essa lide. Não esqueçam que há sucumbência e o ônus da prova cabe a quem acusa.
    Não estou com raiva de nada e até acho uma crescente evolução e mudança daquelas que realmente são necessárias. Sou a favor da NOVA ERA.
    Aproveito para lembrar que salvei em print a página Toda e salvarei daqui em diante todos os posts.

    BRUNA GARCIA, segue email meu para contato, caso deseje, podemos trocar impressões e debater algo de aproveitável: deborahgo.alf@gmail.com
    No mais, está tudo certo.

  • valdemirmlucio diz: 26 de abril de 2013

    É lamentável ler determinados comentários nesse blog de ambos os lados, além de faltar bom senso, falta bastante educaçao. Sou motorista e a única coisa que digo é, a lei está ai e pronto, LEI NÃO SE DESCUTE, LEI SE CUMPRE E PONTO FINAL.
    Só um recado aos senhores empregadores, já que o “IMENSO” aumento nos encargos que teram com seus funcionários podem os levar a falência, peço a voces que rezem, quem sabe assim quando chegar a hora, “DEUS” permita que entrem com seu tão VALOROSO dinheiro no CÉU, ou que queimen com ele no MAR DE FOGO DO INFERNO……

  • Bruna Garcia diz: 27 de abril de 2013

    Concordo plenamente com Prof.Paulo Jorge que acredito que foi meu professor na faculdade se for o que estou pensando que tem Mestrado em Direito Civil. É uma esmola o salário mínimo e o direito da empregada doméstica foi aprovado, nem eu e nem a Deborah está contra esta lei, mas o que estamos desde o início é falar sobre a realidade do Brasil. Não podemos fabricar leis, que não condiz com um estudo sobre o impacto financeiro e sobre a relação empregada doméstica versus empregador. Vou logo explicar que empregado doméstico é todo empregado que trabalha em uma residência e não gera lucro. Logo, podemos incluir todos como motoristas, jardineiros, cozinheiras, babás e auxiliares de enfermagem, que trabalhem em residencia. A questão não é o salário mínimo, mas a quantidade de imposto que o Governo está querendo retirar da classe média, que no final não vai favorecer a classe doméstica. E se não favorecer, isto afeta indiretamente o empregador que está tendo uma péssima qualidade no fornecimento desse serviço nesse setor, que por ter sido esquecido e agora se está discutindo direitos, não se está falando de políticas públicas que as transformem em profissionais, infelizmente. E a pessoa não nasce empregado doméstico. Para se assumir tal responsabilidade é necessário saber o mínimo, e pela minha experiência estou tendo péssimas pessoas em minha casa e na casa de pessoas conhecidas. Não é por causa de salário, porque na minha casa a última pessoa que trabalhou ganhava dois mil reais e trabalhava de segunda a sexta de 8 da manha as 4 da tarde. Logo, antes que houvesse alguma lei, para mim é o suficiente estes horários. Porém, estamos absolvendo todo tipo de gente nessa área e sinto muito falta de pessoas descentes como foi as minhas empregadas domésticas anteriores, que eu deixava abrir minha bolsa para pegar meu celular e atender enquanto eu estava no banho. São por estes motivos que eu não quero ter mais empregada, porque não concordo com trancar meus guardas-roupas, nem se sentir ameaçada em minha própria casa. Infelizmente é isso que eu senti com pessoas que me roubavam e eu fazia de conta que não estava vendo e nem ouvindo. Eu fiz experiencias em minha casa com aumento de direitos, diminuição de carga horária, diminuição de serviços, como contratar passadeira, aumento de salário acima da expectativa e gratificações como a ceia do natal e gratificações a cada feriado além do direito do décimo terceiro e o presente em dinheiro do décimo quarto. Mas, infelizmente não vi retorno, o que eu percebi que quando eu não dava nada disso e tratava no seco, era melhor tratada. Percebi com minhas experiências que pessoas mais bem qualificadas com segundo grau ou até cursando faculdade é mais fácil dá certo que pessoas que não tiveram acesso aos estudos. E percebi que não precisava está tentando aumentar direitos, dava mas que estão discutindo agora, porque depende da pessoa que você coloca em sua casa e não dos benefícios que você pode fazer por estas pessoas. E Vera, por favor, não estou lhe agredindo, e nem tão pouco a Adrianny, deixem de tirar palavras do que estou escrevendo e interpretando errado o que estou escrevendo. Estou tentando ser bem clara e usando o linguajar mais popular possível para ver se há um entendimento entre todos que estão lendo o que escrevo. Não estou generalizando que todas são isso ou aquilo, mas infelizmente não tenho obtido sucesso ao ponto de desistir, porque isto gera um desgaste emocional muito grande. Eu paro para ensinar, eu invisto no empregado que entra na minha casa, desde a farda, até no tratamento de saúde e odontológico. Eu desprendo tempo para amenizar os problemas dessas empregadas domésticas, procurando emprego para filho mais velho, pedindo para amigos políticos vagas em escolas melhores, reformo casa, arrumo cirurgias para todos da família e o que eu recebo? Não estou falando de colocar poeira debaixo do tapete, não estou falando de deixar de limpar o banheiro para o outro dia, nem de quebrar algum objeto de minha casa, que eu nem desconto, eu estou falando de algo mais sério. Somente quem entende de direito, e Prof. Paulo Jorge vai entender, que infelizmente o direito penal é falho, a pessoa agride uma criança no meio doméstico, o que a promotoria vai fazer? vai tentar fazer um acordo, que não vai ficar nos antecedentes criminais. Uma lesão corporal leve pega menos de 4 anos e serviços comunitários já servem para a pessoa ficar livre, entrar em nossas casas e continuar fazendo mal a outras crianças. Eu tive uma pessoa assim, que colocou remédio para uma criança dormir e entrou em minha casa, quase mata meu filho asmático, que dormia com uma crise de asma forte e não acordava. Tudo isso para não ter o trabalho de ser babá. Fazer brigadeiro e assistir tv, deixar o bebê dopado no quarto. Vera, querida se você for boa empregada, parabéns, Adrianny, se você for boa empregada, ótimo!! porque vcs são realmente as que tem direito a tudo que o Governo, além de um excelente salário. Estou falando aqui é o que eu passei, eu senti e vi, é melhor para mim, não desprender meu tempo, meu dinheiro, minhas energias eu pego uma vassoura quando eu chego em casa, passo um pano na casa, todo mundo almoça fora, a gente paga uma faxineira, e está ótimo assim. Eu espero que o Governo depois de se preocupar com toda a regulamentação de como vai ficar a situação do empregado doméstico. Reveja a situação do empregador que já paga 80% do que trabalha em imposto para o Governo. E este Governo não pensa em facilitar a vida de ninguém. Estou falando de atitudes pequenas que fariam grande diferença, como abrir cursos para as pessoas que queiram ou já sejam empregadas domésticas para se reciclarem, aprimorarem, serem o diferencial no meio de tantas, porque este diferencial é que vai fazer a diferença entre ganhar a miséria do salário mínimo a ganhar mais que isso. Não vai ser com uma mudança de lei, que vai mudar a situação social de nenhuma classe. Não tenho mais tempo para responder a nenhum argumento, porque acabaram minhas férias, logo podem falar a vontade, porque eu não vou mais responder. Xero da Xuxa para todos.

  • lisiane diz: 1 de maio de 2013

    Atestado médico vale para empregadas domésticas?

  • Clicia Oertel diz: 2 de maio de 2013

    Bom dia,
    Entre tantas discussões, preciso saber de algumas questões que não acredito não terem sido discutidas.
    Qualificação poderá ser exigida? – pois para exercer uma função, por exemplo de cozinheira, ao meu ver, quem cozinha tem que pensar no cardápio, ficar responsável por toda a limpeza de copa e eletro domésticos, certo?
    Mais não é o que acontece, a empregadora é que tem que dizer o que quer comer, solicitar toda semana que seus eletro domésticos sejam limpos, inclusive a gordura que se espalha por todo o espaço, tem que pedir para fazer um doce, uma salada de fruta, e ainda ensinar a colocar uma mesa.
    E no caso de dano material, quebrar louças, alguns talheres que vão para o lixo sem querer? Quem paga? Quem fica com o prejuízo? Como provar que um bem foi mal manuseado e estragou?
    Resumindo, além do salário do Estado do Rio ser um absurdo, minha despesa irá aumentar com: Contador, pois vou ter que enviar caged e declarar Rais (é só uma questão de tempo pois o governo vai querer saber quem está empregado e quanto o funcionário recebeu), folha de pagamento, controle de ponto, cálculos de H Extras, fora o exame admissional, periódico e demissional ( questão de tempo para implantação).
    Melhor contratar 02 diaristas ou até três, sai mais barato, quando uma faltar tem a outra.
    Hoje eu tenho 01 empregada que eu adoro, mais não se enquadra nos quesitos básicos para a função, não vou mandar embora pois acho que ela não tem culpa, ao contrario tem o direito a um FGTS visando a aquisição de casa própria.
    O que eu não concordo é o Governo lançar uma Lei esperando ver o que vai acontecer para depois ajustar as falhas.

  • VERA diz: 3 de maio de 2013

    valdemirmlucio, vc foi ótimo! heheheheheh
    Quanto à vc Bruna garcia, vou tentar mais uma vez lembrar-lhe que já disse-lhes aqui que não sou DOMÉSTICA, mas se fosse não me sentiria menor entre ás demais! Ou a senhora tem memória curta, ou a senhora está querendo me classificar como uma tal, no intuito de achar que irá conseguir me fazer sentir ofendida. E essa de vc dizer que paga á sua doméstica 2.000 reais hehehehehe ver-se o quanto a senhora é prépotente, pois essa sua história é história para boi dormir! Como tinha dito antes: Em rede social todos falam o que quer, e dizem ser o que quiser, queremos ver na real!!! Nem quero perder mais o meu tempo com isso, até pq penso que quem faz o empregado é o patrão, pois nunca tive nehuma que saissem chateada comigo. Empregada doméstica, lutem pelos os seus direitos, e não temam, pq à vcs nunca irá faltar trabalho, mas para muitas “patroas” de agora por diante, vcs vão lhes faltar!

  • VERA diz: 5 de maio de 2013

    Para não mais ler tanta hipócrisias, eu prefiro calar-me!!!!!

  • cilene paes diz: 6 de maio de 2013

    Boa noite…veras, adriannys e etc….pq e tao dificil reconhecer que vcs FRACASSARAM na vida? Puxa , se a vocaçao de vcs e limpar privadas e calcinhas sujas , pelo menos p isso vcs deviam servir , ne? Cada um com suas aptidoes , e…cuidado , pois qqer dia , nem p limpar privadas vcs terao emprego.. sabem pq? Pq nos , patroas , sabemos que vcs nos invejam , queriam ter nossas roupas , carros , sapatos , cosmeticos , etc…. nao tenho culpa se vcs nao estudaram ou deram p o cara errado…sejam humildes e aceitem seus destinos de empregadinhas…. e , na boa : vcs aqui , eu nao queria nem de graça….kkkkkk…

  • Moema diz: 30 de julho de 2013

    Olá, tenho 2 empregadas domésticas cumprindo as 44 horas semanais estipuladas pela nova lei e com todos os direitos garantidos. Em algumas ocasiões faço viagens curtas, tipo de sexta a terça e elas não têm que trabalhar durante a 2a e a 3a. é meu direito pedir pedir a reposição dessas horas que elas não trabalharam? Por exemplo, para compensarem um segunda-feira, trabalharem até sexta final do dia (pois elas saem de manhã na sexta)Obrigada

  • NEIVA LEITEMPERGER diz: 17 de agosto de 2013

    GOSTARIA DE SABER COMO FAZER POIS MINHA EMPREGADA DISSE QUE SAIRÁ DO EMPREGO POIS NECESSITA CUIDAR DE PESSOA DOENTE TEM CARTEIRA ASSINADA NÃO CUMPRE 44 HORAS O QUE DEVO FAZER NESSA SITUAÇÃO OBRIGADA…….

  • Adrianny diz: 19 de agosto de 2013

    Boa noite cilenes e etc, fico feliz em saber que vcs não me queria na casa de vcs,porq eu ia detestar ter que suportar um seres como vcs, tbm fico muito feliz em saber que não sou prostituta pra ter que suportar um ou homens me usando só pra eu ter uma vida “boa” mais tbm te admiro por vc ter esse estômago forte ao ponto de ter que se rebaixar tanto assim pra ser alguém de “prestigio”final isso não é pra mim mesmoo e tenho orgulho de ter família honrada e com princípios morais que me ensinou a trabalhar pra ter o que quero, e depois queridas cilenes vcs podem até aceitar meu destino do trabalho doméstico mais EU não aceito, e é isso que realmente conta, enguanto não conquisto uma profissão que me valorize enquanto pessoa e profícional, o trabalho doméstico me dignifica muito se vcs querem saber, porem sei que posso ir além das vassouras, se vcs preferem os lenções sujos pela prostituição ok respeito cada um tem o direito de fazer de suas vidas o que quiser não é mesmo….

  • Adrianny diz: 19 de agosto de 2013

    Cilene, eu leio seu cometário e me sinto envergonhada de sua pessoa, eu enquanto mulher, fico muito constrangida de ler uma cometário desses vindo de uma mulher, principalmente que se diz ESTUDADA e bem resolvida financeiramente,é lamentável seu pensar isso é coisa de gente muito baixa graças a Deus não preciso disso, e as vezes tenho até crise de risos kkkkkkkkkkkkkkk por ler seu cometário dizendo que temos inveja de vcs, de suas roupas etc…..
    Engraçado como vcs fazem pouco das domésticas, é claro que existem sim pessoas muito simples nessa função porem querida não são todas acorda por favor,e a essa SR, que pergunta se pode exigir qualificação? aaaaa francamente né que pergunta, é claro que vc pode exigir qualificação vai me dizer que vc paga uma doméstica só porq vc quer dar um salário a uma pobre coitada? se vc vai pagar vc tem todo direito de exigir um trabalhador(a) que lhe atenderá bem horas.

  • NATALIA diz: 12 de março de 2014

    Engraçado os comentários das domésticas! Não vi nenhuma falando dos patrões com afeto ou respeito! Então, isso quer dizer que são inimigos que temos dentro das nossas casas? cuidando de nossos bebês que não podem falar se estão sendo mal tratados? Todas elas conhecem os direitos. Mas conhecem os deveres? Sabem que se tiverem 1 falta, o patrão poderá descontar dois dias? sabem que precisam de atestado médico se estiverem doentes? A minha babá é uma pessoa boa, de confiança, come o que quer na minha casa, sempre que precisa sair mais cedo eu deixo, sempre que precisa viajar e não trabalhar ao sábado eu deixo, mas quando eu preciso que ela fique um pouco a mais porque estou no meio de uma reunião e aqui no meu trabalho não posso negar o que o patrão pede, ELA NUNCA PODE! TrabalhA somente as 44hrs semanais e com todos os direitos! Concordo plenamente com os novos direitos adquiridos, mas a relação entre empregador e empregado doméstico é bem diferente de empresas. Se eu der uma advertência, o que ela vai fazer? DESCONTAR no meu bebê? não sei..se eu descontar a falta injustificada, ela aparece de cara feia e será que não vai descontar no meu filho? se eu demitir..tenho que indenizar o aviso, pois como vou deixar uma pessoa sozinha dentro da minha casa que já sabe que vai sair? cuidando de um bebezinho…ALGUMAS domésticas falaram aqui que os patrões são mesquinhos, que tem geladeiras diferentes…a minha come até mais do que eu, pois eu saio as 8:30 e chego as 17:30 e vcs sabem quanto custa o kg do filé? o suco de caixinha? o iogurte? o capuccino e etc? É mais gasto do que um filho adulto! Isso não é mesquinharia. Mas volto a dizer que na minha casa, a babá do meu filho é tratada com dignidade e eu jamais faria isso com ela! Pelo contrário, vivo dando presentes, agrados e quando eu preciso, só recebo em troca uma CARA FEIA! JÁ ESTAVA MAIS DO QUE NA HORA DA CLASSE SER VALORIZADA, MAS JÁ ESTÁ PASSANDO DA HORA DA CLASSE VALORIZAR OS BONS PATRÕES TB! Sinto falta de pessoas como a babá que cuidou de mim, a qual eu amo muito e a recíproca é verdadeira! Até hj somos amigas…e não de gente que vive embaixo do nosso teto e nos odeiam, como eu posso ver com os comentários acima! O problema é que, fora as exceções, os empregados domésticos, se somos bons patrões, acham que somos bestas e montam literalmente! Minha chefe é uma das minhas melhores amigas, mas se ela manda, eu obedeço sorrindo! PARABÉNS PELA CONQUISTA DOS DIREITOS, MAS VAMOS CONHECER OS DEVERES TB NÉ?

  • NATALIA diz: 12 de março de 2014

    Adrianny..concordo com você! O comentário da cilene foi muito desrespeitoso! Não estou aqui para falar mal ou bem de empregados ou empregadores! Até porque sou advogada e já estive do lado das duas partes! existem casos específicos, patrões ruins e bons, empregados ruins e bons! Apenas generalizei aqui! Fico muito triste em saber que eu criei afeto pela babá do meu filho e que, devido os comentários aqui, percebi que pode ser que ela tenha ódio por mim pelo simples fato de eu ser a patroa..ESPERO QUE NÃO!

Envie seu Comentário