Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts com a tag "internet"

Reservas online de passagens de ônibus atendem 3 mil destinos no país

27 de maio de 2014 0

O gaúcho que viaja a negócios para o interior, ou que precisa se deslocar para participar de uma feira ou evento na capital ou municípios de outros Estados próximos, pode contar com a Quero Passagem, empresa especializada na venda de bilhetes rodoviários online. Com apenas um clique, é possível reservar sua passagem e montar seu roteiro de viagem e ainda aproveitar o conforto e infraestrutura da moderna frota brasileira de ônibus.
O portal (www.queropassagem.com.br ) vende passagens das 30 principais empresas de ônibus do Brasil, responsáveis pela cobertura de mais de 3 mil destinos. O serviço abrange rotas entre cidades de dentro e fora do Estado. O site oferece um buscador flexível e fácil de usar, permitindo a pesquisa de roteiros diversos, horários e preços, além de reserva de passagens e busca de ônibus conforme a necessidade de cada passageiro. Basta preencher um pequeno formulário e navegar.
O pagamento pode ser feito com cartão de crédito nacional ou internacional, em até seis vezes, ou via boleto bancário.

Como comprar com segurança na internet neste Dia das Mães

07 de maio de 2014 0

Para os filhos que ainda vão comprar os presentes para suas mães pela internet, é bom ficar atento para que a facilidade de compra na internet não se transforme em dor de cabeça. Cuidados que começam antes de o consumidor inserir dados pessoais e o número do cartão de crédito. Somente no ano passado, o Dia das Mães movimentou R$ 1,055 bi no e-commerce, de acordo com a consultoria E-bit, empresa especializada em informações do setor.
Veja algumas dicas:
Aprenda a identificar um site seguro:
Verifique se a página possui Selo de Segurança. Este é o único selo a atestar que o site é confiável para transações e inserções de dados
Se sim, clique sobre o selo de segurança, que geralmente fica fixado no rodapé da página do site e verifique se o certificado digital foi emitido para o mesmo endereço web da página que você está
Verifique se existe um cadeado fechado na barra do navegador
Observe se existe a letra S no endereço do site, ou seja, HTTPS

 

Apoio a novas empresas

05 de maio de 2014 0

A Wow, aceleradora de startups, está com seleção aberta para projetos que confirmem potencial de crescimento e inovação. São cinco vagas para startups que receberão de R$ 50 mil a R$ 150 mil cada uma, podendo obter também aportes futuros.
As empresas interessadas em participar podem se inscrever até o dia 15 de junho de 2014, no www.wow.ac. Desde o início do ano passado, já foram realizadas duas seleções e escolhidas sete empresas. Com capital de R$ 3,5 milhões, a previsão é contar com até 20 startups ao longo de dois anos.
Além do aporte financeiro, a aceleradora, que conta com 57 investidores, garante ainda infraestrutura, capacitação, mentoria e networking para as empresas aceleradas. Entre os mercados alvo estão: agronegócio, biotecnologia e saúde, energia e eficiência, internet, mobile, B2B, óleo e gás, tecnologias para varejo.

45% das pessoas gostariam de pagar contas por celular ou SMS

30 de abril de 2014 0

Pesquisa da Super, empresa de meios de pagamentos eletrônicos, apontou que 45% das pessoas gostariam de pagar contas por celular ou SMS por meio do pré-pago. O levantamento ouviu 1.004 pessoas mostrou também que a falta de conhecimento por parte dos consumidores faz com que as contas e cartões pré-pagos ainda sejam poucos utilizados. Apenas 13,3% já usaram o mecanismo. 42% dos entrevistados disseram nunca ter ouvido falar sobre contas e cartões pré-pagos, número aponta um grande campo de trabalho para as empresas do setor.
Dos 86,7% que nunca utilizaram o serviço, o principal motivo apontado foi o desconhecimento do produto/serviço (55,1%). Já 27,7% disseram que não utilizaram, pois preferem o banco e 13,3% não querem pagar por recarga.
Outro dado interessante levantando pela pesquisa são os hábitos de uso de quem tem pré-pago. Dos que já utilizaram, 50% foi para compras, com 36,6% pela Internet. Já 23,1% dos entrevistados utilizaram para viajar e 17,9% para receber salários.
A pesquisa ainda mostrou que 42% gostariam de carregar celular pelo pré-pago, 36% agendar as contas pela internet. Uma curiosidade é que 25,5% gostariam de poder jogar na loteria sem filas através do mecanismo pré-pago.

 

SPC lança programa para cidadãos que querem reorganizar e planejar melhor as finanças

09 de abril de 2014 0

Para auxiliar grande parte da população a reorganizar as finanças pessoas e conseguir investir o dinheiro de maneira mais equilibrada, o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) lançou o programa “Meu Bolso Feliz”. O projeto, apoiado pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul – FCDL-RS, pretende diminuir a quantidade de inadimplentes no país.

- Essa iniciativa deve ser comemorada pela população. O programa de educação financeira foi desenvolvido para contribuir com uma rotina econômica mais saudável para os brasileiros, melhorando a qualidade de vida das pessoas – destacou o presidente da FCDL-RS, Vitor Augusto Koch.

O programa é um portal na internet que orienta os internautas nas mais diversas situações financeiras, desde aqueles que estão no sufoco, até aqueles que estão com as contas em dia, proporcionando novas posturas em relação ao consumo e a organização das finanças pessoais e familiares.

Google é o buscador mais utilizado do país

15 de novembro de 2013 0

O Google Brasil permaneceu em primeiro lugar entre os buscadores mais utilizados no país, registrando 82,07% de participação nas buscas realizadas, uma alta de 2,8 pontos percentuais em relação a outubro de 2012. Os dados são da Hitwise, ferramenta de inteligência em marketing digital da Serasa Experian.

Em segundo lugar, está o Google.com, com 9,90%, seguido do Bing Brasil, com 4,26% da preferência dos usuários, e do Ask Brasil, com 2,59%.

Somando-se todos os domínios do Google entre os top 10 mais utilizados no Brasil, o buscador atinge 92,14% de participação. Já o Bing.com e Bing Brasil têm, juntos, 4,66% da participação de buscas no período.

O Yahoo! Brasil está em quinto lugar dentre os buscadores mais utilizados, com taxas de 0,49% de participação.

 

Comércio eletrônico cresce 24% no primeiro semestre de 2013

22 de agosto de 2013 0

O comércio eletrônico brasileiro registrou números positivos no primeiro semestre de 2013. O setor cresceu, nominalmente, 24%, em relação ao mesmo período de 2012, chegando a um faturamento de R$ 12,74 bilhões. É o que aponta a E-bit, empresa especializada em informações do setor, na 28ª edição do relatório WebShoppers, lançado nesta semana em São Paulo, e que traz, além de dados de mercado, o perfil dos novos e-consumidores, uma pesquisa especial sobre frete e a análise de preços do Índice FIPE/Buscapé.

De acordo com o relatório, de 1º de janeiro até 30 de junho, 35,54 milhões de pedidos foram feitos via internet, quantidade 20% maior, se comparada à mesma época do ano anterior. O tíquete médio das compras online cresceu 4%, ficando em R$ 359,49.

A categoria “Moda & Acessórios”, que já vinha ganhando posições no ranking das mais vendidas, se consolidou na primeira posição (13,7%). “Eletrodomésticos” ficou em segundo lugar (12,3%), seguida por “Cosméticos e Perfumaria / Cuidados Pessoais / Saúde” (12,2%), “Informática” (9%) e “Livros / Assinaturas e Revistas” (8,9%).

Mas os bons resultados contrastam com o atual cenário econômico: crise internacional, baixo PIB, desaceleração da economia e, consequentemente, menor expectativa de consumo. Segundo Pedro Guasti, diretor geral da E-bit, a boa fase do e-commerce pode ser explicada pela postura dos consumidores.

— Eles tendem a ficar mais —cuidadosos e exigentes nesses momentos. Dessa forma, são atraídos pelas vantagens do setor, como preços mais baixos, facilidade e prazos de pagamento mais elásticos — afirma Guasti.

Os números registrados no primeiro semestre contribuem para manter previsões positivas para todo o ano de 2013, que deve chegar ao final com um faturamento de R$ 28 bilhões, o que representa um crescimento nominal de 25% em relação ao ano passado, quando o setor faturou R$ 22,5 bilhões.

Rio Grande do Sul tem baixo índice de tentativas de fraudes no comércio eletrônico

07 de agosto de 2013 0

Ao lado do Paraná, o Rio Grande do Sul foi o Estado com menos tentativas de fraude (1,5%) nas compras pela internet na Região Sul no primeiro semestre. Enquanto o Paraná teve o mesmo índice registrado entre os gaúchos, em Santa Catarina chegou a 1,7%. Pesquisa da ClearSale, uma das líderes em gestão de risco de fraude no comércio eletrônico, mostra que, no mesmo período, o Nordeste com 5,6% das transações suspensas por suspeitas de irregularidades ou por confirmação de fraude. Em seguida no ranking estão o Norte (5,3%), Centro-Oeste (3,9%), Sudeste (3,1%) e Sul (1,5%).
No país, os produtos que mais sofreram tentativas de fraudes foram notebook (6%), celular (4,7%), relógios (4%), acessórios como brincos, cintos, pulseiras, etc. (2,6%), artigos de beleza como cremes, perfumes, maquiagem, secador, entre outros (2,4%), informática (2,1%), cine e foto (2%), automotivos (2%), games (1,9%) e roupas (1,8%).

Os produtos mais buscados na internet em Porto Alegre

06 de agosto de 2013 0

Celulares, televisores e notebooks lideram as buscas de produtos feitas pelos porto-alegrenses na internet. tênis, sapato, sofá, tablet, câmera digital, guarda-roupa e lavadora de roupas completam o ranking na região, mostra levantamento do Zoom (www.zoom.com.br ), site comparador de preços e produtos.
Os valores de celulares podem variar de R$ 79 a R$ 3 mil dependendo da configuração do aparelho. Já os televisores podem custar de R$ 989,10 a R$ 2.299, de acordo com a tecnologia, e o valor do notebook pode chegar a R$ 11.247,82, se a pessoa optar pelo modelo mais top do mercado.
Os altos valores dos produtos mais buscados estão relacionados ao crescimento da classe média apontado pelo estudo “Os porto-alegrenses e o consumo”, realizado em 2013, pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM-Sul). Em 2013, 49% dos entrevistados afirmaram ter renda familiar mensal superior a R$ 3.500, o que justifica o crescente aumento do poder de compras da população da Capital.

Pesquisa revela que seu smartphone pode representar US$ 12 mil em economia

02 de julho de 2013 0

Os americanos viciados em smartphones agora têm algo para se sentirem bem. Descobertas de uma nova sondagem da ClickSoftware mostram que os americanos proprietários de smartphones pagam atualmente em média US$ 174 por seu smartphone, no entanto, o onipresente acessório poderia representar até US$ 12 mil de economia em tempo na palma da mão de seu dono. Este valor em dólar representa o que 97% dos americanos proprietários de smartphones que usam apps relataram, alegando que tal uso os ajuda a economizar até 88 minutos por dia. Isso é o equivalente a 22 dias de folga por ano.

A pesquisa online com 2.120 adultos norte-americanos (entre os quais 971 proprietários de smartphones) foi realizada pela Harris Interactive em abril de 2013 a pedido da ClickSoftware, provedora líder de soluções para a gestão automatizada da força de trabalho e mobilidade corporativa.

— Esta pesquisa calcula um valor concreto dos benefícios que a mobilidade traz para a vida cotidiana e é evidente que as massas portadoras de smartphones, na realidade, carregam um item de grande valor, muito mais valioso do que o preço pago para adquirir o dispositivo. Além de ser um acessório pessoal que pode chegar a valer 5 dígitos, o smartphone pode fazer seu proprietário economizar, em média, mais de 500 horas por ano com o uso de aplicativos populares como e-mail, texto e GPS, computados a partir dos dados da nossa pesquisa — disse Gil Bouhnick, vice-presidente de mobilidade da ClickSoftware.

Confira os principais resultados da pesquisa:

1. As pessoas fazem mais com um smartphone do que tirar fotos de comida.

Apps de email, texto e redes sociais lideram pela frequência do uso, seguidos por apps de games, navegação na web, GPS e calendário.

Tipos de APP usados com maior frequência

% de proprietários de smartphones que diz que esse tipo de app é um de seus três apps mais usados

Tempo médio economizado por dia com o uso desse tipo de app

Email

50%

35 minutos

Texto

42%

53 minutos

Redes Sociais

39%

25 minutos

Jogos

26%

18 minutos

Navegação Web

25%

33 minutos

Previsão do Tempo

21%

17 minutos

Mapas ou GPS

14%

24 minutos

Calendário

10%

23 minutos

2. Agora sabemos por que os homens não param para pedir informações.

Os homens (17%) são mais propensos do que as mulheres (10%) para apontar os apps de GPS como um dos três tipos de apps que eles usam com maior frequência. Mais da metade (59%) das pessoas que usam GPS consideram-se extremamente ou muito produtivas quando usam o GPS e 72% dizem que o GPS as ajuda a economizar até 30 minutos por dia, em comparação com a mesma tarefa sem o uso do app e com um mapa de papel.

3. Você pode otimizar seu caminho para ser mais produtivo, economizando mais de uma hora por dia.

Depois de escolherem os três principais tipos de aplicativos usados com mais frequência, os proprietários de smartphones que usam apps, atribuem coletivamente uma economiza total de até 88 minutos por dia com o uso de apps – até 10 horas por semana ou 535 horas (22 dias) por ano – em comparação com o desempenho sem o uso desses apps no smartphone.

Tempo médio economizado por dia

Com o app mais usado

39 minutos

Com o segundo app mais usado

27 minutos

Com o terceiro app mais usado

22 minutos

Total

Até 88 minutos


4. Como o vinho, seu smartphone também valoriza com o tempo.

De acordo com dados da Administração do Seguro Social, o salário médio anual nos EUA é de US$ 45.790, o que faz com que o custo médio de uma hora de um trabalhador americano seja US$ 22 com base em uma semana típica de 40 horas de trabalho. Multiplique esse valor por até 533 horas por ano de economia de tempo e percebam que o uso dos três principais apps no smartphone de seus proprietários economiza aproximadamente US$ 12.000 (US$ 11,777) em apenas um ano de uso.

Divisão dos US$ 12.000

88 minutos por dia

=

535,33 horas por ano

(88 minutos x 365 dias por ano)/60 minutos por hora = 535,33 horas por ano

535,33 horas por ano

=

22,3 dias por ano

535,33 horas por ano / 24 horas por dia = 22,3 dias por ano

535,33 horas por ano

=

US$ 11.777,26

Salário médio por hora nos EUA de US$ 22 x 535,33 horas por ano = US$ 11.777,26