Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "vinhos"

Aplicativo de vinhos lança versão em português

23 de maio de 2014 0

A partir de hoje, o aplicativo de vinhos Vivino lança sua versão em português. O software que reconhece os rótulos das garrafas por meio da captação de imagem pelo telefone celular possui uma adega virtual de 3,5 milhões de vinhos digitalizados. Com este banco de dados, o aplicativo já contabiliza mais de 4 milhões de usuários e 50 milhões de consultas em todo o mundo. Só no Brasil são mais de 550 mil usuários e, com a versão em português, a estimativa é dobrar este número até o final do ano.

- O Brasil é um dos nossos três principais países em termos de usuários, e atingir mais de meio milhão de pessoas mesmo na versão em inglês já é uma grande conquista – comemora o CEO e fundador do Vivino, o dinamarquês Heini Zachariassen.

Primeiro aplicativo de vinho do mundo, o Vivino passa também a oferecer os idiomas espanhol, francês, italiano e alemão. Hoje, o banco de dados do aplicativo (app) gratuito disponível para os sistemas Android e iPhone possui 23 mil rótulos brasileiros, mais de 150 mil chilenos e 134 mil argentinos.

Atualmente, estão inseridos no programa quase 150 mil vinícolas, 1.768 regiões produtoras de vinho, 55 países, 1.407 variedades de uvas, 1,5 milhão de avaliações, mais de 715 mil pontos de comércio e 659 mil vinhos com preços. Os vinhos franceses, espanhóis, italianos, norte-americanos, chilenos e argentinos são os mais procurados.

Vinícolas gaúchas lançam marca de vinhos mais baratos ao consumidor

06 de novembro de 2013 2

Doze produtores de vinhos do Vale dos Vinhedos, na serra gaúcha, se reuniram para criar a marca coletiva “Histórias do Vale”, que tratá valores competitivos – a previsão de preço final é de R$ 20 – ao mercaco nacional. A produção não deve ultrapassar a marca de 20 mil garrafas, que serão distribuídas na região e em áreas estratégicas do Estado. Cada vinícola fará o seu próprio vinho, com identidades visuais semelhantes e variações em ícones e informações. A ação é liderada pela Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos (Aprovale).

_ O projeto representa uma tomada de consciência de nossos associados em prol da união regional. Agora, cada um de nós abrirá mão de um pedaço de mercado para construir em conjunto _ explica o presidente da Aprovale, Juarez Valduga.

As vinícolas integrantes da marca coletiva são Almaúnica, Casa Valduga, Cavas do Vale, Cooperativa Vinícola Aurora, Dom Cândido, Don Laurindo, Gran Legado, Larentis, Miolo, Peculiare, Terragnolo e Torcello.

Instituto Brasileiro do Vinho quer promover as vinícolas gaúchas

01 de novembro de 2013 0

Ampliar a variedade de vinhos oferecidos a delegações estrangeiras, prospectar eventos para apresentação do produto e levar integrantes do Itamaraty às vinícolas gaúchas foram algumas definições do encontro entre o diretor executivo do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), Carlos Raimundo Paviani, e o ministro chefe do cerimonial do Ministério das Relações Exteriores, Fernando Luís Lemos Igreja, realizado nesta quinta-feira.

Ficou acertado que a entidade e o Ministério voltarão a se reunir para identificar eventos que permitam às delegações estrangeiras conhecer o vinho brasileiro. Também foi definido que uma maior variedade do produto deve ser oferecida nas recepções rotineiras do Itamaraty. O ministro ainda recebeu o convite para que uma delegação visite vinícolas no Rio Grande do Sul e conheça de perto o trabalho do setor vitivinícola.

Concurso premia melhores fotos da Serra

12 de setembro de 2013 0

As inscrições para o Concurso Cultural Fotográfico _ 25 imagens da Serra Gaúcha, promovido pela Vêneto Mercantil, vão até o dia 20 de setembro. Para incentivar o turismo na Serra e premiar 25 autores com passeios pelas vinícolas da região, a empresa realiza a promoção em comemoração aos seus 25 anos de atuação. As fotografias devem corresponder ao tema do concurso: 25 imagens da Serra Gaúcha, podendo conter paisagens rurais, urbanas e/ou turísticas parreirais, lidas, vinícolas, elaboração de vinhos, espumantes e sucos, edificações de vinícolas históricas, gastronomia, entre outros de qualquer um dos municípios integrantes da Serra. O resultado será divulgado no dia 27 de setembro. Os vencedores ganham um passeio pela Rota dos Vinhos dos Altos Montes em Flores da Cunha ou pelo Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves, conforme escolha da categoria. Os arquivos devem estar acompanhados da ficha de inscrição, disponível no link www.venetomercantil.com.br.

Vinícola sul-africana quer se consolidar no mercado brasileiro

06 de agosto de 2013 0

A vinícola Nederburg, que tem seus vinhos distribuídos pelas companhias Casa Flora e Porto a Porto, em Porto Alegre, quer consolidar a sua presença no mercado nacional de vinhos. A meta da marca é se destacar no Brasil dentre os sul africanos, categoria recente no país e procurada por consumidores que buscam novidades.

Os vinhos do portfólio da vinícola estão fazendo sucesso por aqui e tornou-se comum encontrá-los nos restaurantes, empórios e supermercados. No Brasil há 5 anos, a Nederburg possui 3 marcas de vinho e lançará mais uma no mês de Junho, a Foundation, que reúne rótulos de corpo médio, com aroma frutado e paladar refrescante.

Linha Foundation

O portfólio é composto por cinco vinhos, sendo quatro varietais: Pinotage, Shiraz, Cabernet Sauvignon e Sauvignon Blanc, além do Rosé. Para a Nederburg, o lançamento reforça o seu elo com os consumidores e fortalece sua presença no mercado brasileiro. Por isso, a vinícola apostou em um preço objetivo para se destacar na categoria de rótulos africanos.

— Temos orgulho da versatilidade de nosso portfólio que conta com vinhos para diferentes paladares e ocasiões. De conhecedores exigentes aos recém-chegados, das celebrações especiais ao dia a dia. No Brasil 70% dos vinhos têm preço inferior a R$ 30,00. Queremos nos destacar dentre os rótulos da África do Sul para ficarmos na lembrança e no paladar dos brasileiros nessas categorias — fala Roberto Faillace, gerente de marketing para a América Latina da Distell.

A Nederburg investirá aqui no Brasil inicialmente cerca de US$ 200.000 e a expectativa é de que com a chegada da Foundation os negócios aumentem em 40%. Em 2013 a Distell trará 15.000 caixas de vinho da Nederburg, sendo 11.000 da linha Foundation. O lançamento acontecerá em uma primeira etapa em São Paulo e no Rio de Janeiro e, posteriormente, em todo o país.

Vinícola Aurora conquista prêmios na Espanha

03 de abril de 2013 0

A gaúcha Vinícola Aurora conquistou duas medalhas no concurso Bacchus 2013, que acaba de ser realizado em Madri. O vinho Aurora Reserva Chardonnay recebeu medalha de ouro e o Aurora Reserva Merlot ficou com medalha de prata. Com estas, totalizam-se 5 medalhas conquistadas pela Vinícola em concursos internacionais só este ano.

Nesta edição da tradicional competição internacional da Espanha, um júri formado por mais de 100 especialistas de diferentes nacionalidades avaliou um total de 1.500 amostras de vinhos (entre brancos, tintos, espumantes e fortificados) provenientes de vários países.

Aurora Reserva Merlot

Esta é a oitava premiação recebida pelo Aurora Reserva Merlot, e entre elas destacam-se a Duplo Ouro no concurso La Mujer Elige 2012, na Argentina, e outra de prata no Bacchus 2012. De meados do ano passado até agora, o Aurora Reserva Chardonnay já conquistou 3 medalhas: prata no Vinalies 2012 (França), prata no Concurso Internacional de Vinhos do Brasil, além desta de ouro no Bacchus 2013.


Vai-Vai e Ibravin lançam tema sobre os Vinhos do Brasil para o próximo Carnaval

11 de maio de 2012 0

Lançamento contou com passistas da escola de samba paulista

O vinho brasileiro vai dar samba em São Paulo. A mais tradicional escola de samba paulista, a Vai-Vai, buscará o seu 15º título em 2013 com um samba-enredo sobre os “Vinhos do Brasil”. O tema da escola foi revelado nessa semana, em São Paulo, pelo presidente Darly Silva (Neguitão), que confirmou a parceria com o Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin).

O lançamento ocorreu na Apas 2012, no Pavilhão do Anhembi (Expo Center Norte), com a presença do presidente do Conselho Deliberativo do Ibravin, Alceu Dalle Molle, e do gerente de Marketing, Diego Bertolini.

— A Vai-Vai tem tudo a ver com o vinho brasileiro, pela sua alegria, competência e pela tradição italiana da comunidade do Bexiga — disse Dalla Molle.

Com o tema sobre os “Vinhos do Brasil”, a escola de samba Estado Maior da Restinga conquistou este ano o bicampeonato do Carnaval de Porto Alegre. Foi o início do Projeto Carnaval do Ibravin, que tem o objetivo de democratizar o consumo do vinho no Brasil, alcançando novos consumidores. O planejamento contempla a intenção de ter os “Vinhos do Brasil” como tema de samba-enredo de uma escola carioca, em 2014, ano da Copa do Mundo no Brasil.

Vinícola lança três rótulos na Expovinis

24 de abril de 2012 0

Após as últimas garrafas do vinho tinto Cabernet Sauvignon 2009 Rastros do Pampa terminarem na semana passada, a vinícola Guatambu, de Dom Pedrito, anuncia o lançamento da safra 2011, que foi espetacular na região da Campanha, devido à grande seca que ocorreu no verão.

Nesta terça-feira, em São Paulo, na Expovinis, considerada a maior feira de vinhos da América Latina, a Guatambu lança três rótulos: o Rastros do Pampa Merlot 2011, Rastros do Pampa Cabernet Sauvignon 2011 e o espumante Guatambu Nature, feito pelo método Champenoise. Os três produtos são lotes limitados com todas as garrafas numeradas.

Rótulo Rastros do Pampa é destaque da vinícola

Tanto o primeiro varietal Merlot da vinícola, quanto o Cabernet Sauvignon, se destacam pela grande intensidade de aromas de frutas maduras, assim como o Rastros do Pampa 2009, além do sutil toque de madeira, devido à passagem por três meses em barril de carvalho francês, e do sabor macio e aveludado, devido à presença de taninos maduros.

— A comercialização dos vinhos Guatambu aumentou 220% no primeiro trimestre deste ano comparado com 2011 — afirma Gabriela Pötter, enóloga e umas das proprietárias da Guatambu.

Guerra dos vinhos se acirra com alta de importados no bimestre

03 de abril de 2012 3

A guerra dos vinhos _ reclamações dos produtores nacionais que defendem aumento na taxação de importação do produto _ ganhou mais um ingrediente. A importação de vinhos finos pelo Brasil aumentou 34,4% no primeiro bimestre, em comparação com igual período do ano passado. Dados do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) mostram que entraram no Brasil 9,11 milhões de litros de vinho fino estrangeiro, ante 6,42 milhões de litros nos dois primeiros meses de 2011.
_ É um volume que justifica ainda mais o nosso pedido de salvaguarda ao vinho fino brasileiro _ afirma o diretor-executivo do Ibravin, Carlos Raimundo Paviani.
Provavelmente, este grande aumento nas importações de vinhos verificado em janeiro e fevereiro possa ser atribuído à formalização da entrada de vinho no país. O que comprova, afirma, que o selo inibe o descaminho, o contrabando. As estatísticas também provam que o selo fiscal não impediu as importações de vinhos pelo Brasil, ao contrário do que defendiam os seus críticos antes da implantação definitiva, em janeiro de 2011.
No ano passado, o Brasil registrou o maior volume de vinho já importado pelo Brasil, com o ingresso de 77,6 milhões de litros de vinho estrangeiro, de 31 países. Desde 2004, quando foram 39,1 milhões de litros de vinho estrangeiro entraram no Brasil, o crescimento nas importações praticamente dobrou, somando 98,7%.

Copa do Mundo e Olimpíada impulsionam procura por vinhos brasileiros

12 de março de 2012 0

A Copa do Mundo em 2014 no Brasil e as Olimpíada de 2016 no Rio de Janeiro estão atraindo as atenções do mundo para os vinhos verde-amarelos. Durante a 8ª participação do projeto Wines of Brasil, realizado em parceria entre o Ibravin (Instituto Brasileiro do Vinho) e a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), na ProWein, uma das mais importantes feiras de vinhos da Europa, realizada de 4 a 6 de março, em Dusseldorf, na Alemanha, esse sentimento foi comprovado.

A prospecção de negócios foi de US$ 1 milhão entre as 11 empresas – Aurora, Basso, Casa Valduga, Don Guerino, Lidio Carraro, Miolo, Pizzato, Salton, Sanjo (SC) e Santo Emílio (SC) e Vinibrasil (Vale do São Francisco) –, que participaram da feira alemã com o apoio do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, por meio da Secretaria de Desenvolvimento e Promoção do Investimento.

— Quem não tem vinho brasileiro para venda, veio procurar rótulos em nosso estande. E quem tem, veio atrás de novas opções tendo em vista estes importantes eventos de repercussão internacional que colocarão o Brasil em destaque no mundo todo — resumiu a representante do projeto na ProWein, Ana Paula Kleinowski.

—Antes, quem corria atrás dos principais compradores no mundo era o Brasil. Agora eles vêm até o nosso estande e sentam para negociar sem fazer perguntas de quem somos e o que produzimos. A qualidade dos nossos produtos já é conhecida no meio especializado, entre os melhores compradores de vinhos do mundo — afirmou Valter Montemagiore, coordenador de Exportações da Salton.


Estande do projeto na feira alemã. Crédito: André Bezerra/Especial/Wines of Brasil