Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Bom e barato!

25 de junho de 2010 1

Às vezes a gente se depara com peças de roupa e logo pensa: deve ter custado uma fortuna.

ENGANO!

Garimpando, é possível encontrar muita coisa boa e de qualidade por preços baixos. Os exemplos abaixo vêm aqui mesmo da Redação da Hora.

O Sérgio Negrão é editor-executivo do nosso jornal. Anda sempre superestiloso, criou uma identidade para as peças que usa. Camisetas que “dizem” sempre alguma coisa, calça jeans impecável e, dia desses, com este casaco da foto abaixo. Depois dos elogios, ele confessou: “paguei R$ 29″.

— O que? — foi a reação de todos.

Ficamos todos pasmos. Depois, o assunto foi tomando conta da Redação. A Alessandra e a Sâmia, repórteres da Hora, estão sempre arrumadas, culpa das blusas e acessórios que as duas usam para incrementar o visual. Pois as duas lindonas também apareceram com os seus “achados” ontem. Não tinha como não registrar. E vale para você, leitor! Com um pouco de paciência, é possível sim encontrar peças ótimas pelo que você pagaria por xis salada e um refrigerante.

Quer apostar?

Dá uma olhada no relato da turma!

Sérgio Negrão

“Certo dia, entrei no Big de manga curta. De repente, me toquei que tinha esfriado bastante. Tinha ido comprar sei lá o que (acho que alguma coisa eletrônica). Mas não resisti quando passei por uma arara cheia de casacos de nylon. Primeiro, achei bonitos. Segundo, achei barato (R$29). Terceiro, vi que tava ali a solução pro meu frio. Quarto, me espantei com a boa qualidade por um preço tão pequeno. Quinto, comprei e já sai vestido com ele, claro.

Foi um caso do acaso. Eu e o casaco nos encontramos. Mas recomendo a todos que batam perna, pois tem muito produto com essas características por aí. Não é preciso gastar muito pra ficar bem vestido.

Meu casaco de 29 pilas disputa hoje (e vence) minha preferência com outras roupas que custaram até 15 vezes mais.”


Sâmia Frantz

“Foi no findi passado. Cheguei na Lagoa e fui direto comprar algo pra comer, mas ainda estava fechado. Enquanto eu esperava, saí caminhando pelas ruelas e vi um brechó na calçada mesmo, em frente a uma loja. Óbvio que parei pra olhar, mesmo sabendo que só podia encontrar porcaria. Era um brechó solidário, do Rotary, cujo valor arrecadado seria doado a entidades carentes.

Mas me surpreendi quando vi coisas de marca a preços superbaixos. Dizia nas etiquetas: “de R$ 59 por R$ 10/15/20″. Olhei, olhei e comprei duas blusas, essa e mais uma. Saí de lá feliz, de roupa nova e R$ 20 a menos na carteira. E só.”

Alessandra Toniazzo

“Estava perambulando no Centro de Floripa quando me deparei com uma placa Promoção de Inverno em uma loja na Avenida Rio Branco, que nunca tinha entrado. Não resisti e entrei, mesmo sendo final de mês — o que representa conta quase zerada. Valeu a pena! Comprei esta blusa de linha por R$ 24. Ela pode ser usada com calça jeans, legging, bermudinha com meia-calça, com blusa por baixo ou casaquinho por cima. Uma delícia! Adorei!”

Comentários (1)

  • almanaque do roberto diz: 25 de junho de 2010

    Roupa do amor

    A VELHINHA RESOLVE VISITAR A NETA EM PLENA LUA DE MEL.
    AO CHEGAR ENCONTRA A NETA PELADA SOBRE A CAMA.
    ASSUSTADA A VELHA PERGUNTA : O QUE É ISSO MINHA NETA ?
    A NETA RESPONDE ESSA É A ROUPA DO AMOR.
    EMPOLGADA A VELHA CHEGA EM CASA TIRA TODA A ROUPA E DEITA-SE NA CAMA.
    QUANDO O VELHO CHEGA ELE PERGUNTA :
    O QUE É ISSO ? A VELHA RESPONDE : ESSA É A ROUPA DO AMOR.
    E O VELHO DISSE : ENTÃO VÁ PASSAR QUE ESTÁ TODA AMARROTADA.

    http://www.tupi.am
    http://www.tupi.am

Envie seu Comentário