Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Mano e a arte de conviver com as críticas

25 de julho de 2010 0

Valdir Friolin

Acompanhei o começo da carreira do técnico Mano Menezes, no final da década de 90. Na época, o novo técnico da Seleção Brasileira treinava os juniores do Juventude, em Caxias do Sul. Eu era setorista do clube para o jornal Pioneiro, do Grupo RBS.

Rotineiramente, após os trabalhos dos juniores, Mano se dirigia à beira do gramado do Estádio Alfredo Jaconi para acompanhar o final do treino da equipe profissional. Ficava próximo aos jornalistas e trocava ideias com os repórteres.

Lembro de um episódio em que escrevi a crônica de um jogo do time júnior, que foi derrotado em casa. A equipe não jogou bem e isso foi relatado no texto. No dia seguinte, Mano foi assistir ao treino dos profissionais e veio conversar comigo sem ressentimento algum pela crítica. Pessoas inteligentes, em vez de ficarem magoadas, costumam utilizar as críticas para melhorar e aperfeiçoar seus trabalhos.

Foi difícil ver o rancor do técnico Dunga, que, durante uma entrevista coletiva, xingou um jornalista. Em vez de se preocupar com um único profissional, deveria ter utilizado aquela entrevista para falar aos 190 milhões de brasileiros que estavam interessados na Seleção. Acredito que com o Mano não teremos mais esse tipo de episódio lamentável. Todos nós queremos o bem da equipe. Boa sorte ao novo técnico.

Envie seu Comentário