Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Em vez do crack, a música

04 de agosto de 2010 0

O lado obscuro das drogas pesadas, como o crack, deu lugar à música. E as bocas de fumo foram substituídas pela fé em Deus, por parte de um grupo de jovens da Igreja Batista. Foi assim, quando quatro amigos se encontraram, que surgiu o grupo de rap gospel Culto Racional, lá por meados de 2006.

A banda é formada por Felipe Marçal Rubi, 22 anos, o Marçal; Carlos Alberto dos Santos, 30 anos, o Carlinhos; Miriam da Luz, 26 anos, a Mey; e Christian Paiva Segundo, 19 anos, o DJ Chris.

Toda a composição das músicas, da letra à melodia, é obra deles_ todos ex-usuários de drogas. O objetivo é evitar que novas vítimas caiam na mesma armadilha.

_ Todos temos problemas e existem outros tipos de refúgios para sair deles _ afirma Carlinhos.
O mais novo trabalho do grupo – a música Crack, Nem Pensar - é inspirado na campanha do Grupo RBS e vem fazendo o maior sucesso.

Para conhecer mais o trabalho dessa rapaziada acesse o site do grupo. Assim que a página abrir, a música do crack começa a tocar.

Veja o show abaixo:

Envie seu Comentário