Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts de agosto 2012

Grupo Inter-religioso de Rio de Janeiro leva a bandeira até o Cristo Redentor

24 de agosto de 2012 0

O prefeito Eduardo Paes junto com o presidente do Comite Oliímpico Brasileiro (cob), Carlos Arthur Nuzman, e o Arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani Tempesta, levaram a bandeira Olímpica para um dos mais importantes cartões postais da cidade, o Cristo Redentor. Paes chegou com a bandeira por volta das 8h30 e, durante a visita ao ponto turístico, um ato inter-religioso foi realizado com preces de sete distintas religiões.

Durante a cerimônia houve uma apresentação de orquestras de jovens que participarão da Jornada Mundial da Juventude Rio 2013, evento internacional, organizado pela Igreja Católica, que reúne jovens de todo o mundo.










Agradecemos a colaboração de Nelson Kuperman com este post

A Sra. Diane Kuperman faz parte do Grupo Inter-religioso de Rio.

II mostra cultural inter-religiosa é aberta no Mercado Público

20 de agosto de 2012 2









Prefeito José Fortunati prestigia o Grupo Inter-religioso com a sua presença.










Religiosos e voluntários recebem o público no primeiro andar do Mercado, subindo a escada rolante.

Hoje, às 19:30 horas a TVE apresenta matéria sobre o evento.









Porto Alegre, cidade onde musulmanos e judeus vivemos em paz.

Compareça no Mercado, o Grupo de Diálogo Inter-religioso lhe aguarda no primeiro andar.

Não perca a II mostra cultural inter-religiosa

19 de agosto de 2012 0

Amanhã,  segunda-feira 20 de agosto começa a II Mostra Cultural do Grupo de Diálogo Inter-religioso de Porto Alegre.

Local: primeiro andar do Mercado Público Municipal, subindo a escada rolante.

Livros, cd´s,  símbolos religiosos, objetos de culto, os  representantes de cada uma das religiões irão lhe orientar e conversar com você.

Dias 20 e 21 de agosto lhes aguardamos, será uma honra lhes receber.

A mostra estará aberta entre as 9 e as 18 horas.

Aguardamos por você!

Contagem regressiva para a II Mostra Cultural

14 de agosto de 2012 0

Agradecimento a EPTC

05 de agosto de 2012 0



A SIBRA – Sociedade Israelita Brasileira – agradece a EPTC pela escolta realizada ao Presidente Mundial da WUPJ, Rabino Stephen Fuchs durante a sua visita a Porto Alegre.

O profissionalismo da equipe da EPTC permitiu cumprir com a agenda oficial sem contratempos e com completa segurança.

Recebam o nosso muito obrigado!!


ACM-RS recebe visita do presidente da União Mundial Do Judaísmo Progressista

04 de agosto de 2012 0


Reunião-almoço contou com a presença do prefeito José Fortunati e do Grupo de Diálogo Inter-religoso da Capital

Em visita ao Rio Grande do Sul, o presidente da União Mundial do Judaísmo Progressista, Rabino Stephen Fuchs, esteve na ACM-RS nesta sexta-feira, 3 de agosto, para uma reunião-almoço. O evento, promovido pelo Grupo de Diálogo Inter-religioso de Porto Alegre, ocorreu na sala de reuniões da diretoria da organização (Washington Luiz, 1050), e contou com a presença do prefeito da Capital, José Fortunati. Representando a diretoria da ACM-RS, estiveram as voluntárias Maria Inês Schultz e Candida Gianoni Freitas, além do colaborador Diego Volkart.

O rabino Stephen Fuchs representa congregações progressistas com 1,8 milhão de afiliados em 45 diferentes países, acompanhando a evolução dos costumes juntamente com sua fé. Nesse contexto, veio para Porto Alegre justamente para participar de momentos de diálogo a respeito do momento atual da sociedade.

Confira algumas fotos do evento:




Grupo Inter-religioso da Capital recebe representante judaico

03 de agosto de 2012 0

03/08/2012 16:30:12

Foto: Luciano Lanes/PMPA
Reunião-almoço contou com participação do presidente da WUPJ, Stephen Fuchs

Reunião-almoço contou com participação do presidente da WUPJ, Stephen Fuchs


Uma demonstração de união, respeito às diferenças e defesa da paz marcou o encontro do Grupo de Diálogo Inter-religioso de Porto Alegre, realizado nesta sexta-feira, 3, na Associação Cristã de Moços (ACM). O encontro foi especial por receber a visita do rabino Stephen Fuchs, presidente da União Mundial do Judaísmo Progressista (WUPJ), que está em visita à capital gaúcha. Antes do encontro, o rabino esteve na Prefeitura de Porto Alegre. 

Durante o almoço, foi apresentado ao rabino um resumo da história do surgimento do grupo, há 14 anos, e que se reúne todos os meses. O rabino fez uma prece e saudou a iniciativa de Porto Alegre. A coordenadora do grupo, Alfa Adélia Scavone Buono, também destacou que a capital gaúcha é referência para outros municípios pela iniciativa. O prefeito José Fortunati falou da satisfação em acompanhar os trabalhos e disse que essa iniciativa é uma demonstração de como Porto Alegre constrói a paz no dia a dia. 

No encontro, o grupo fez algumas sugestões ao prefeito, como a inclusão de uma cerimônia inter-religiosa nas comemorações oficiais de aniversário da cidade, além da possibilidade de um espaço destinado à espiritualidade no novo Cais do Porto da Cidade.

Participaram do almoço o arcebispo Metropolitano de Porto Alegre, Dom Dadeus Grings, o bispo diocesano da Diocese Meridional da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, Don Orlando Santos de Oliveira, a secretária municipal de Administração, Sonia Vaz Pinto, o vereador Eloi Guimarães, proponente da lei municipal de reconhecimento do Grupo Inter-Religioso, as diretoras da ACM, Maria Inês Schultz e Cândida Freitas, e o secretário-geral da ACM, Zolair Trindade de Oliveira.

Grupo de Diálogo Inter-Religioso de Porto Alegre – é integrado por lideranças das religiões católica, espírita kardecista, judaica, budista zen, budista tibetana, islâmica, fé-bahái, umbanda e cultos afro-brasileiros, anglicana e luterana. A iniciativa – inédita no Brasil – existe há 14 anos e hoje faz parte do patrimônio espiritual de Porto Alegre, reconhecida pela Lei Municipal nº 10.372, de 25 de janeiro de 2010. O objetivo é a busca do entendimento mútuo, servindo como exemplo para os povos das diferentes etnias e credos de que é possível encontrar a paz através do respeito, acolhimento das diferenças e do diálogo amoroso. O grupo se reúne mensalmente na ACM, entidade apoiadora da iniciativa.

Representantes presentes ao encontro:
- Igreja Católica: Padre Luis Carlos de Almeida
- Fé Bahái: Kamran Nasrabadi
- Centro Cultural Islâmico do Rio Grande do Sul: Ahmad Ali
- Igreja Evangélica de Confissão Luterano no Brasil: Pastor Cláudio Kupka
- Federação Espírita do Rio Grande do Sul: Cristina Cânovas de Moura
- Conselho da Umbanda e dos Cultos Afro-Brasileiros do RGS: Clóvis Oliveira de Souza – Babalorixá Clovis do Xangô Agandju
- Sociedade Israelita Brasileira: Líder Religioso Guershon Kwasniewski
- Igreja Episcopal Anglicana do Brasil: Reverenda Marines dos Santos Bassoto
- Budismo Tibetano: Nelson Morroni
- Budismo Zen: Monge Koho
- Coordenadora do Grupo Inter-Religioso de Porto Alegre: Alfa Adélia Scavone Buono.

/evento


Texto de: Angela Bortolotto
Edição de: Vanessa Oppelt Conte

"Você pode ser um bom judeu sem acreditar em Deus", diz presidente da União Mundial do Judaísmo Progressista

02 de agosto de 2012 1

Entrevista02/08/2012 | 04h00

Fábio Prikladnicki | Léo Gerchmann

fabio.pri@zerohora.com.br | leo.gerchmann@zerohora.com.br

Um rabino cujas congregações progressistas têm o suporte de 1,8 milhão de afiliados e estende por 45 países sua maneira de exercer a fé acompanhando a evolução dos costumes defendeu na quarta-feira, para Zero Hora, a união entre casais homossexuais. Mais: admitiu que alguém pode ser “um bom judeu” mesmo sem acreditar em Deus.

Em meio a intensas discussões sobre a relação entre as religiões e os costumes, Israel tem dado o exemplo do quanto tradições podem se render a novos fatos, talvez inevitáveis. Desde quarta, por exemplo, milhares de jovens ultraortodoxos deixam de desfrutar da isenção de servir às forças armadas daquele país. 

O episódio se soma a outro também significativo, ocorrido no final de maio: em decisão tida como histórica, o governo do Estado judeu reconheceu oficialmente como rabina a religiosa Miri Gold.

Nesse clima de ebulição, o rabino Stephen Fuchs, presidente da União Mundial do Judaísmo Progressista, chega hoje a Porto Alegre para uma palestra às 19h30min na Federação Israelita (Rua João Telles, 329), promovida pela sinagoga Sociedade Israelita Brasileira (Sibra). 

E o tema é justamente “Os judeus reformistas formam um movimento?”. Na sexya-feira, Fuchs terá um encontro com o prefeito José Fortunati e almoçará com o Grupo de Diálogo Inter-religioso, de Porto Alegre.

Antes de embarcar para a Capital, Fuchs conversou durante meia hora por telefone com ZH, para quem falou sobre temas considerados tabus não apenas pelo judaísmo, mas também por diversas outras religiões.

Zero Hora – Qual sua opinião sobre o serviço militar obrigatório para judeus ortodoxos nas forças armadas de Israel?

Stephen Fuchs – Se você vive em um país, todos devem operar dentro das mesmas responsabilidades. Devem ter as mesmas obrigações para com o país. E, se existe o alistamento obrigatório para os cidadãos de Israel, é correto que os ortodoxos, assim como todo mundo, sirvam.

ZH – Isso representa uma perda de influência dos ortodoxos na sociedade?

Fuchs – Espero que sim. Não acho que um pequeno grupo de pessoas deveria segurar o resto do país segundo suas crenças, seus desejos. Em uma democracia, todas as pessoas devem ter as mesmas obrigações. E causa ressentimento quando um grupo possui privilégios especiais e outros não. Acredito que eles ainda são muito poderosos em Israel, mas gostaria que não fossem, pois ainda deve haver mais reformas no país. Todos os judeus serão iguais diante da lei do país. Então, é um pequeno enfraquecimento, se realmente for um.

ZH – O casamento entre judeus e não judeus enfraquece a religião judaica?

Fuchs – É uma preocupação, mas é também uma oportunidade. Esperamos instilar em nossos filhos o amor pelo judaísmo para quando chegar a hora de eles escolherem um parceiro para a vida. Então, por um lado, temos de ficar preocupados. Por outro lado, sou grato por viver numa sociedade na qual as pessoas são livres para se apaixonar por qualquer um. As pessoas vão se casar com quem encontrarem. Casamentos mistos vão acontecer e devemos dar boas-vindas, abraçar, trazer para a comunidade, estar disponíveis para ensinar aos que chegam. No Brasil e numa cidade como Porto Alegre, há uma pequena população judaica. Não é fácil achar uma parceira judia.

ZH – Se temos crianças com um pai judeu e uma mãe que não é, devemos considerar essa criança judia? Sabemos que ortodoxos não consideram essa criança judia.

Fuchs – Na reforma comunitária nos EUA, a criança tem a religião na qual foi criada pelos pais. Pensamos que os pais têm o direito de tomar a decisão. E o Estado e a comunidade judaica devem respeitar essa decisão.

ZH – Qual sua visão sobre o casamento entre homossexuais?

Fuchs – Não falo por todos os judeus progressistas. Cada um tem a liberdade de ter sua opinião. Mas os homossexuais não escolheram ser homossexuais. Eles foram feitos dessa forma. E quem os fez dessa forma? Deus. Devem ter a liberdade de viver, casar e passar suas vidas com quem quiserem, e esses casamentos devem ser reconhecidos pelo Estado e pela comunidade judaica. Aqui nos Estados Unidos, nos últimos 25 anos, mais ou menos, colocamos de lado alguns de nossos medos e preconceitos e descobrimos que isso traz força para a comunidade. Quando as pessoas se importam e são comprometidas umas com as outras, podem ser bons pais, membros da sinagoga, rabinos e cantores. Na comunidade reformista ou progressista nos EUA, estamos passando de um senso de medo e não aceitação para um senso de – eu diria – completa aceitação da homossexualidade como uma realidade da vida. Todos os seres humanos foram feitos à imagem de Deus. Se Deus os fez assim, não posso discutir. Devem poder viver de uma forma plena e feliz.

ZH – Figuras judaicas influentes na cultura questionam a existência de Deus. Podemos citar Woody Allen e Sigmund Freud. O senhor acredita que, do ponto de vista cultural, pode haver judaísmo sem Deus?

Fuchs – Uma das minhas citações favoritas é do Talmude, segundo a qual Deus teria dito: “Oxalá meu povo me rejeitasse, desde que guardasse os meus mandamentos”. Tenho certeza de que no DNA de Woody Allen há um tataravô que acreditou apaixonadamente em Deus, e essa crença o influenciou a usar seu talento de forma boa e positiva. O fato de Woody Allen ou Sigmund Freud não acreditarem é prerrogativa e direito deles. Mas o mais importante é como agimos. Se agimos de uma forma que ajuda a tornar o mundo um lugar melhor, estamos vivendo os ideais judaicos. Então: sim, a crença é legal, mas você pode ser um bom judeu sem acreditar em Deus.

ZERO HORA



Presidente Mundial da WUPJ será recebido pelo DIR-POA

01 de agosto de 2012 1

O Presidente Mundial da World Union for Progressive Judaism, Rabino Stephen Fuchs chega pela primeira vez a Porto Alegre e será recebido no encontro mensal do Grupo de Diálogo Inter-religioso.

Diferentes autoridades religiosas estarão presentes no almoço, também confirmou presença o Prefeito Municipal de Porto Alegre José Fortunati e a primeira dama Regina Becker.

O resultado das conversas será compartilhado proximamente neste Blog.

Welcome to Porto Alegre Rabbi Fuchs!!