Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts de novembro 2014

III Concerto Inter-religioso em Clave de fraternidade

24 de novembro de 2014 0

III Concerto Inter-religioso

II Forum Gusmão Por um Mundo Melhor

13 de novembro de 2014 1

No dia 15 de outubro de 2014, Dia do Professor, participamos do Nono e último dia do II Fórum Gusmão Por um Mundo Melhor, na cidade de São Leopoldo. O Grupo de Diálogo Interreligioso de Porto Alegre havia sido convidado a comparecer, e nos fizemos presentes, Ahmad Ali, Guershon Kwasniewski e esta representante do Espiritismo.

A Escola Municipal de Ensino Fundamental GUSMÃO DE BRITTO, é um local de extraordinário. Nós não a conhecíamos, e o que encontramos nos deixou com a sensação agradável de que um Mundo Melhor já está sendo construído. E ele está tão perto de nós que não o víamos. É uma escola pública, municipal, em que a aprendizagem é algo que realmente constrói o jovem, com a construção conjunta do professor. Tínhamos sido convidados para um debate a respeito de EDUCAÇÃO E REVOLUÇÃO, mas lá vimos que a Educação já revolucionou todos os parâmetros possíveis. O amor ao aprendizado que se vê no olhar de cada professor, a aceitação da proposta que os alunos apresentam, formam maravilhosa orquestra de construção de uma vida futura de novas perspectivas e alcances. A ideia proposta pelo Professor João que o ano passado fez surgir o I Forum Gusmão Por Um Mundo Melhor, foi aceita por seus pares e se agigantou, e esta realidade encanta e fortalece a fé em Um Mundo Melhor. À ideia inicial aderiram as professoras Luciana Andreis, Lisiane Moresco, Marlene Mello do Santos, e todos fizeram da ideia um sucesso que permanecerá gravado na memória dos jovens e de quantos participaram do evento.

Era o nono dia do Fórum e já haviam estado presentes professores, historiadores, pensadores, escritores, mostrando àqueles jovens novas visões do mundo. À tarde, vimos uma teatralização de “As Meninas do Quarto 28”, obra de autoria de Hannelore Brenner, que narra episódio real acontecido entre 1942-1944 na Tchecoslovaquia invadida pelo nazismo. Neste quarto 28 moraram 60 jovens judias, de 12 a 14 anos, que tinham esperanças, sonhos, anseios, e que mostram, através de sua história, a 2ª Grande Guerra, com toda a crueza e destruição; o chamamento de cada jovem para local desconhecido mostrava a separação, a morte de sonhos, a inexistência de vida futura. Das 60 jovens, sobreviveram 15, que se encontraram na década de 90 do século passado, e que narraram a sua história a Hannelore Brenner, que se engajou no projeto de mostrar ao mundo o que aconteceu e que nunca mais deve se repetir.

Após, fomos chamados a falar sobre EDUCAÇÃO E REVOLUÇÃO: Guershon mostrou o quase diário convívio com os jovens, e a importância e necessidade do estudo para todos. Ahmad falou sobre a necessidade do diálogo para a educação. Falamos sobre a palavra educação em vários dicionários: em um latino, com significação de alimentação; em dicionário antigo português, significando instrução; e em dicionário moderno, a busca da projeção de todas as potencialidades das pessoas, com a transformação de dentro para fora. A preparação do jovem para o imprevisível; não mais o foco em ensino, mas na aprendizagem. A busca de respostas com originalidade e diversidade. O incentivar o pensamento, a vontade, o sentimento, num sentido de vida, de renovação. E nisto tudo a importância do Projeto Conte Mais, da Federação Espírita do Rio Grande do Sul, que na contação de histórias busca desenvolver o pensamento, a vontade, o sentimento, com histórias de fundo moral, adaptadas às idades de cada jovem.

Assistimos ainda uma apresentação coreografada de Umbanda, onde as jovens caracterizadas encenaram a celebração sobre o entendimento entre as pessoas e a natureza.

Na saída do evento, ouvimos e vimos belíssima apresentação da Banda da Escola, com os alunos uniformizados com perfeição, entoando sons harmônicos, feitos com alegria e amor.
E foi isto que trouxemos do II Fórum Gusmão Por um Mundo Melhor, na cidade de São Leopoldo: a sensação de que educar é uma ciência e uma arte, que faz desabrochar as potencialidades das pessoas que se deixaram cativar com amor dos professores à missão que assumiram, e ao sentido de realizá-la o melhor que possam.

Que todos recebam nossos parabéns, em comemoração ao Dia dos Professores.

- Cristina Canovas de Moura