Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Eventos"

Ceia da Páscoa Judaica será feita na Catedral Metropolitana

29 de março de 2017 0

Convite Pessach

Grupo de Diálogo Inter-religioso participou do Fórum do Idoso

24 de janeiro de 2017 0

 

O Grupo de Diálogo Inter-religioso de Porto Alegre, ministrou uma palestra na Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul, no marco do Fórum Social Mundial, População Idosa, Paz e Direitos Humanos. 

Foto: Guerreiro | Agência ALRS

Fórum Social Mundial 24 de janeiro de 2017

Lançamento de livro sobre saúde e espiritualidade

04 de janeiro de 2017 0

Livro lançamento

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

KARIN H. K. WONDRACEK

MARIA APARECIDA DA SILVEIRA BRÍGIDO

NILTON E. HERBES

THOMAS HEIMANN

(ORGANIZADORES)

Título: PERDÃO: ONDE SAÚDE E ESPIRITUALIDADE

SE ENCONTRAM. São Leopoldo: Sinodal/EST/CAPES, 2016, 344 páginas.

ISBN 978-85-8194-092-2

1.Teologia prática. 2. Psicologia.

 

SUMÁRIO

Apresentação ………………………………………………………………………………………..7

I UM ITINERÁRIO DE PERDÃO: PONTOS DE PARTIDA

Perdoar faz bem à saúde: influências do perdão sobre saúde e doença ……. 11

Mauro R. N. Pontes, Alvaro M. Rösler e Fernando A. Lucchese

Visão judaica do perdão ……………………………………………………………………… 27

Guershon Kwasniewski

“Assim como nós perdoamos”… o desafio do perdão cristão ………………….. 39

Wilhelm Wachholz

O que aprendi sobre o perdão ……………………………………………………………… 53

Everett L. Worthington Jr.

Perdoar para não se perder …………………………………………………………………. 71

Marilena Marasca

O perdão na esfera pública. O lugar da saúde e espiritualidade ……………… 77

Xabier Etxeberria Mauleon

 

II PERDÃO COMO CAMINHADA ESPIRITUAL

Perdão em perspectiva teológica ……………………………………………………….. 103

Vítor Westhelle

Culpa e perdão na Bíblia …………………………………………………………………… 113

Flávio Schmitt

Lutero e o perdão: observações a partir dos catecismos do reformador … 129

Martin Timóteo Dietz

Perdão e mística cristã ……………………………………………………………………… 147

Everton Ricardo Bootz

Perdão no horizonte da vida: acompanhamento espiritual hospitalar a

pacientes diante da morte ………………………………………………………………… 159

Nilton Eliseu Herbes e Rafael Souza Rodrigues

José do Egito: entre trauma, fraternidade e perdão …………………………….. 173

Karin H. Kepler Wondracek

Arte e perdão: meditação sobre um quadro de Rembrandt ………………….. 191

Roseli M. Kühnrich de Oliveira e Karin H. Kepler Wondracek

 

 

III PERDÃO COMO ENCONTRO RELACIONAL

O perdão como ferramenta terapêutica: desafios no cotidiano em

saúde mental …………………………………………………………………………………… 199

Lia Dauber

Ressentimento e perdão em Dom Casmurro, de Machado de Assis ………. 211

Maria Aparecida da Silveira Brígido e Marilda Peres

Traição e violência entre casais: crenças e perdão ……………………………….. 225

Laura de Souza Benites e Sônia Nunes da Silva

Perdão e violência doméstica …………………………………………………………….. 237

Marcia Blasi e Daniéli Busanello Krob

Mil perdões – dos complexos familiares aos casais ……………………………… 249

Laura de Souza Benites e Fernanda Dornelles Hoff

Escala do Perdão – EFI: uma medida de avaliação do perdão

interpessoal …………………………………………………………………………………….. 261

Júlio Rique, Thalita Alencar, Eloá Losano de Abreu e Thiago Francisco de

Andrade

 

IV PERDÃO COMO DESTINO COMUNITÁRIO

A possibilidade do perdão e a fluidez do tempo ………………………………….. 271

Eneida Cardoso Braga

O perdão entre os povos indígenas: ação restauradora e reconciliadora

na comunidade ………………………………………………………………………………… 285

Cledes Markus

Perdão judicial para além do bem e do mal …………………………………………. 299

Regina Tramontini

Perdão na história brasileira? Reflexões sobre a alma brasileira e a

necessidade de perdão para além das relações pessoais ……………………….. 311

Roberto E. Zwetsch

Brasil, outro perdão é possível? …………………………………………………………. 323

Xabier Etxeberria Mauleon

Conclusão ……………………………………………………………………………………….. 327

Índice temático ………………………………………………………………………………… 329

Índice onomástico ……………………………………………………………………………. 335

Autores e autoras …………………………………………………………………………….. 337

Acolhida de Nossa Senhora Aparecida encerra Jubileu da Misericórdia

13 de novembro de 2016 0

Uma tarde de muitas celebrações e significados. Assim foi a programação que marcou, na tarde deste domingo, dia 13, o encerramento do Jubileu Extraordinário da Misericórdia e a acolhida solene da imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida na Arquidiocese de Porto Alegre. Centenas de leigos e dezenas de padres participaram do evento na Catedral Metropolitana.

Ainda no contexto do Jubileu da Misericórdia, integrantes do grupo de Diálogo Inter-Religioso de Porto Alegre marcaram presença na celebração. Após o pronunciamento do Rabino Guershon Kwasniewski, deram-se as mãos os líderes judaico, muçulmano, espírita e católico, reforçando o discurso de paz e reconciliação.

Dentro da Catedral, o coral da PUCRS apresentou canções em referência à devoção mariana antes da missa.

Catedral 13 novembro 2016 Misericórdia

O evento deste domingo teve ainda outra grande marca: a recepção da imagem jubilar de Nossa Senhora Aparecida, dentro das comemorações dos 300 anos da aparição da santa nas águas do rio Paraíba do Sul, no interior do Estado de São Paulo. Antes da procissão de entrada, crianças de projetos sociais e um casal conduziram a imagem até o presbitério da Catedral Metropolitana.

A missa foi transmitida ao vivo para todo o país pela TV Aparecida.

Comemoração Ano da Misericórdia 13 de novembro 2016 Catedral

Fonte, Arquidiocese de Porto Alegre

Fotografias, Amanda Fetzner Efrom

Centro Cristão de Estudos Judaicos lança livro sobre os 50 anos de diálogo católico-judaico

07 de novembro de 2016 0

O Centro Cristão de Estudos Judaicos lançou em outubro o livro “Jubileu de Ouro do Diálogo Católico-Judaico: primeiros frutos e novos desafios”, quarta obra de sua coleção Judaísmo e Cristianismo. A obra inspira-se no 50º aniversário da declaração conciliar Nostra Aetate, a qual apresenta o desejo manifesto da Igreja em seguir e aprofundar o diálogo inter-religioso, de um modo específico com o judaísmo. A comemoração se deu em São Paulo no ano de 2015, no Teatro Tuca da PUC-SP. Na ocasião, o cardeal Kurt Koch, presidente do Pontifício Conselho para a Promoção da Unidade dos Cristãos e da Comissão da Santa Sé para as Relações Religiosas com o Judaísmo, encontrou-se com o cardeal de São Paulo Odilo Pedro Scherer, com Fernando Lottenberg, presidente da Conib, e com Michel Schlesinger, rabino da CIP e representante da Conib para o diálogo inter-religioso, além de outras importantes personalidades dos meios católico e judaico. “Este livro é um novo e importante reconhecimento do trabalho de aproximação que judeus e católicos vêm desenvolvendo no país, ao longo das últimas décadas. As conquistas obtidas devem servir como evidência da capacidade que o homem possui de superar conflitos do passado e construir pontes de coexistência. É nossa tarefa estender esse entendimento para as bases de cada comunidade, bem como para estabelecer conexões com outras religiões”, declarou Lottenberg. A obra traz dois textos que abordam a Nostra Aetate sob o ponto de vista judaico: o primeiro, de um grupo de rabinos franceses ligados à Amizade Judaico-Cristã da França; o segundo, assinado por mais de 50 rabinos ortodoxos de Israel, da Europa e da América do Norte, tem o seguinte título: “Declaração do Rabinato Ortodoxo sobre o Cristianismo”. Ambos manifestam alegria pelo diálogo com o mundo católico após 50 anos da Declaração Nostra Aetate e apresentam novos desafios teológicos. O livro também apresenta duas conferências do cardeal Kurt Koch, proferidas na PUC-SP. Em sua primeira conferência, ele fala sobre “A Igreja em diálogo” e propõe uma reflexão ecumênica. Na segunda, “Nostra Aetate – bússola permanente do diálogo católico-judaico”, aborda a contribuição da Nostra Aetate para que a Igreja superasse uma série de preconceitos históricos e nota que, “para que a visão antissemita seja superada, se faz necessário lançar um novo olhar para a história e perceber as tensões que marcaram católicos e judeus”. A apresentação foi escrita pelo rabino Michel Schlesinger e pelo cônego José Bizon.

Placa descerrada no Hospital Conceição pelo Grupo de Diálogo Inter-religioso

22 de janeiro de 2016 0

Placa GHC

Encontro promoveu a paz e reuniu representantes de diversas religiões no GHC

22 de janeiro de 2016 0

 

Grupo Hospitalar Conceição
No Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, o Espaço Inter-Religioso do Hospital Conceição realizou ato de acolhimento de diferentes crenças com a participação de integrantes de denominações religiosas como Judaísmo, Islamismo e de Matriz Africana



Com o objetivo de promover a cultura da paz e da liberdade de crenças, o Espaço Inter-Religioso do Hospital Conceição realizou, nesta quinta-feira, 21 de janeiro, um encontro temático com a participação de integrantes de diversas denominações religiosas. A data, que celebra o Dia Mundial das Religiões e o Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, foi marcada pelo descerramento da placa do Espaço Inter-Religioso, que materializa o compromisso do Grupo Hospitalar Conceição (GHC) de incentivar a liberdade de culto.

Convidados representantes do Judaísmo, Islamismo, Budismo, Espiritismo, Catolicismo, Anglicanismo, religiões Evangélicas e de Matriz Africana participaram da solenidade expressando a fé em prol do cuidado ao usuário. O gerente de Apoio do GHC, Márcio Belloc, defendeu que o Espaço Inter-Religioso é uma articulação importante, garantida por políticas públicas que buscam a diversidade. “É um privilégio que nossa instituição possa sustentar um espaço assim”, disse o gerente.

O diretor técnico do GHC, José Fossari, considerou de extrema importância a presença da religião no ambiente hospitalar. “Sabemos que manter o vínculo com a fé ajuda a diminuir o sofrimento, estimulando a longevidade em casos de recuperação e, nos casos terminais, um fim com conforto e qualidade que todos merecem”, declarou o diretor.

A diretora-superintendente do GHC, Sandra Fagundes, também esteve presente no encontro e destacou o respeito às dimensões da espiritualidade como um momento histórico de reafirmação do GHC em relação à população do Rio Grande do Sul. “Estamos promovendo a paz em um momento oportuno das necessidades brasileiras. Aqui é realizado um trabalho civilizatório, de reconhecer a pluralidade, aceitar e acolher cada crença, e isso faz a diferença”, enfatizou a superintendente.

O coordenador da Participação Cidadã, Elpídio de Souza, reforçou a importância do encontro como meio de integração. “Este espaço é fundamental para a saúde do usuário”, disse o coordenador.

A assistência espiritual é feita nos hospitais do Grupo Hospitalar Conceição (Conceição, Criança Conceição, Cristo Redentor e Fêmina), por meio de celebrações nos espaços inter-religiosos e conforme o calendário de atendimento com escala elaborada para contemplar todas as denominações. Também são realizadas visitas aos usuários internados, quando há solicitação. O objetivo é contribuir com a humanização e a atenção integral à saúde, levando em conta o aspecto físico, psicológico, social e espiritual.

Representantes das denominações religiosas parabenizaram o GHC e o Núcleo de Assistência Espiritual pela promoção de um espaço inter-religioso e ressaltaram a missão de incentivar a fé, a esperança e o respeito à diversidade. O espaço garante acesso à assistência espiritual e assegura aos usuários o direito de expressar sentimentos de fé, paz e solidariedade durante o tratamento médico.

Também estiveram presentes na cerimônia o gerente de Recursos Humanos do GHC, Diogo dos Santos, a coordenadora da Comissão Especial de Promoção de Políticas da Igualdade Racial (Ceppir/GHC), Ludmila Marques, a coordenadora da Comissão de Gênero do GHC, Renata Zardin ,o gerente de Administração do Hospital da Criança Conceição, Aldacir Oliboni, o representante do Conselho Estadual da Umbanda e dos Cultos Afro-brasileiros do Rio Grande do Sul Pai Clóvis de Xangô Aganju, a representante da Igreja Evangélica da Graça de Deus Carla Oliveira, a representante da Igreja Anglicana Roberta Santos.

O encontro inter-religioso integra a programação do GHC no Fórum Social Mundial 2016, e contou com a participação dos seguintes integrantes de denominações religiosas:

Ahmad Ali – Centro Cultural Islâmico do Rio Grande do Sul

Carlos Dreher – Igreja Evangélica de Confissão Luterana

Darlan Oliveira – Igreja Evangélica Assembleia de Deus

Guershon Kwasniewski – Judaísmo

Jussara Reis – Doutrina Espírita

Lea Bos Duarte – Federação Espírita do Rio Grande do Sul

Mãe Angélica de Oxum – Religião de Matriz Africana

Mãe Carmem de Oxalá – Religião de Matriz Africana

Maximiliano Zambom – Igreja Católica

Pai João de Iemanjá – Religião de Matriz Africana Umbandista



Creditos:
Mariana Ribeiro

Grupo de Diálogo Inter-religioso abriu os trabalhos do Fórum Social Mundial

19 de janeiro de 2016 0

Fórum Social Mundial 19 de janeiro de 2016

Convite aberto à população

18 de janeiro de 2016 0

Interreligioso Hospital Conceição

O Grupo de Diálogo Interreligioso estará presente no Fórum Social Mundial

15 de janeiro de 2016 0

FSM

Integrantes do Grupo Interreligioso participaram das comemorações dos 83 anos do Viaduto da Otávio Rocha

15 de dezembro de 2015 0

Dirpoa Otávio Rocha

Tecnologia ao serviço da religião e da educação

26 de outubro de 2015 0

Hoje pela manhã fizemos uma vídeo-conferência com os alunos de Ensino Médio do Instituto Estadual de Educação Salgado Filho, de São Francisco de Assis – cidade que fica 460 quilómetros de Porto Alegre. Leva 5 horas e 30 minutos ir até lá. Graças a tecnologia conversamos mais de uma hora com 200 alunos. O Dr. Ahmad Ali, representando o Islamismo, O Monge Zen Budista Ryushin e o Rabino Guershon Kwasniewski representando o Judaísmo. Falamos dos fundamentos de cada uma das nossas religiões e crenças.

São Francisco de AssisSão Francisco de Assis1

O Papa e o Diálogo Interreligioso

29 de setembro de 2015 0

Durante a sua visita aos Estados Unidos, o Papa Francisco participou de um ato interreligioso  no Marco Zero, em Manhattan, New York em homenagem as vítimas do 11 de Setembro.

Quando as religiões dialogam existe a paz.

Em Porto Alegre, ha mais de vinte anos, o  Grupo Interreligioso mantem viva esta mensagem.

Papa Interreligioso

Experiência do Diálogo Interreligioso de Porto Alegre

16 de setembro de 2015 0

https://youtu.be/4Ygi3tTDXVY

Clique no link acima e confira o resumo da palestra ministrada em Buenos Aires, na Legislatura Portenha, sobre o diálogo interreligioso em Porto Alegre.

Lingua espanhol.

Começa amanhã o II Seminário Perdão, onde saúde e espiritualidade se encontram

16 de setembro de 2015 0

www.simposiodoperdao.com.br

Quinta-feira, 17 de setembro, no Centro de Eventos do Hotel Plaza São Rafael, com ingresso livre

X Simposio Internacional de Aconselhamento e Psicologia Pastoral da Faculdades EST, 17 a 19 de setembro em São Leopoldo, inscrições e informações: simposiodoperdao@gmail.com   Perdão