Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Terapia da conchinha

24 de março de 2009 0

Acho que não há quem rejeite um “aperto”, um amasso, um carinho. Tanto adultos quanto crianças: elas gostam de ser paparicadas. E quem não gosta?

Lá em casa é assim, quando minhas filhas estão agitadas e o sono demora a chegar, é só dar uma deitadinha ao lado delas. Sofia pede um “gruguinho” (aquela deitadinha colada, tipo conchinha) para dormir. Sarah também, só que tem que ter ainda um carinho nas perninhas.

Estes momentos fazem tão bem aos filhos quanto aos pais. Carinho nunca é demais. 

 

Postado por Romi – Fpolis

Envie seu Comentário