Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Dietas de pai para filho

A saúde é preocupação constante na vida de homens e mulheres. Aliás, de toda a família. Para manter o equilíbrio do corpo e da mente são adotadas as mais variadas dietas. Alguns usam a ração humana. Outros são adeptos do vegetarianismo. Em todos os casos, é preciso ter cuidado na hora de escolher o que as crianças devem ou não comer.
_ Quando se pensa em impor uma dieta diferenciada para uma criança, seja por motivos culturais, filosóficos ou religiosos, é preciso levar em consideração, como prioridade máxima, sua saúde e seu crescimento _ analisa a nutricionista Alessandra Guerra.
O assunto é polêmico e divide opiniões. O fato é que, segundo Alessandra, existem vários tipos de vegetarianos. Cada um com diferentes tipos de restrições. Os que restringem só a carne e os que também cortam ovos, leite e derivados do cardápio.
_ Quanto mais restrita a dieta, mais difícil será de atingir as necessidades nutricionais de uma criança em fase de desenvolvimento _ observa.
A nutricionista, que inaugura sua nova clínica nesta semana em Blumenau, lembra que é possível fazer uma alimentação equilibrada sem a carne. Entretanto, é preciso que esta dieta contenha uma ampla variedade de frutas, legumes, verduras, leguminosas e oleaginosas, para suprir a necessidades de nutrientes que são encontrados na proteína animal.
_ O problema ocorre quando o vegetarianismo é imposto pelos pais para uma criança que recusa ou não consome quantidade suficiente destes alimentos. Assim, com certeza, ela terá deficiências nutricionais que irão refletir negativamente no seu crescimento e desenvolvimento. Não aconselho o vegetarianismo em etapas da vida de rápido crescimento, como infância, adolescência, gestação e lactação _ explica Alessandra.

Dicas:

• Proporcione ao seu filho uma dieta variada com muitos alimentos frescos
• Evite alimentos industrializados, ricos em gorduras e açúcar
• Prefira os sucos de fruta naturais com água e não os concentrados