Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Série Repórter Voador encerra com voo sobre Rio dos Cedros e Gaspar, no Vale do Itajaí

06 de março de 2012 0

Foto: Patrick Rodrigues

O projeto Repórter Voador chega ao fim com o sobrevoo sobre o interior do Vale do Itajaí. Durante o verão, o editor-assistente de Imagem do Grupo RBS, Patrick Rodrigues, percorreu cinco destinos de parapente.

Equipado com máquina fotográfica e filmadora, o Repórter Voador registrou as praias e a região das alturas.

No primeiro roteiro, o Repórter Voador decolou da Praia Brava, em Itajaí. Ele percorrereu a praia Central de Balneário Camboriú, depois voltou a Itajaí, passando por Cabeçudas, Atalaia.

Veja a galeria de fotos do voo sobre a Praia Brava, Praia Central e Cabeçudas

Visto de cima o mar de Bombinhas e Porto Belo, o segundo destino da série, parecia colorido por pequenos pontos. Com águas claras, as praias dos dois municípios são as preferidas para quem gosta de passeios em embarcações.

As imagens feitas pelo Repórter Voador mostram por que este paraíso catarinense é famoso pelo mundo.

Veja a galeria de fotos do voo sobre Bombinhas e Porto Belo

No terceiro voo, as imagens mostraram parte das praias de Penha, Barra Velha e Balneário Piçarras, que mantêm a cultura dos colonizadores.

Veja a galeria de fotos do voo sobre Penha, Barra Velha e Balneário Piçarras

Ao Sul da badalada Praia Central, Balneário Camboriú reserva seis praias agrestes, interligadas pela Rodovia Interpraias. Em sua quarta viagem, o Repórter Voador sobrevoou este trecho da costa, marcado por uma geografia linda e irregular.

Veja a galeria de fotos do voo sobre as praias da rodovia Interpraias

O último sobrevoo será sobre Rio dos Cedros e Gaspar, na região do Vale do Itajaí. O Repórter Voador mostrará as barragens Rio Bonito e do Pinhal, na região norte de Rio dos Cedros. Em Gaspar, mais de sete cascatas compõem o cenário de belezas da região. Veja as imagens nesta terça-feira

Veja o vídeo do sobrevoo do Repórter Voador sobre a região da Interpraias

27 de fevereiro de 2012 1

O voo mais recente do Repórter Voador, Patrick Rodrigues, foi sobre as praias que ficam na extensão da Rodovia de Interpraias:

Laranjeiras: praia de águas calmas e barzinhos na orla

Taquarinhas: pequena, de areia grossa e mar cristalino

Taquaras: a mais extensa das seis, se divide entre população nativa e casas de luxo

Pinho: primeira praia de naturismo do Brasil, tem acesso controlado

Estaleiro: praia de água cristalina, com núcleo urbano de pousadas e restaurantes

Estaleirinho: vizinha de Estaleiro, completa os atrativos de empreendimentos para o turismo

Saiba mais sobre estas praias.

Veja as fotos.

Assista ao vídeo:

Veja as imagens fotografadas pelo Repórter Voador na região da Interpraias

20 de fevereiro de 2012 0

Ao Sul da badalada Praia Central, Balneário Camboriú reserva seis praias agrestes, interligadas pela Rodovia Interpraias.  O Repórter Voador sobrevoou no fim de semana este trecho da costa, marcado por uma geografia linda e irregular.

Saiba quais são as praias da Interpraias:

Laranjeiras: praia de águas calmas e barzinhos na orla

Taquarinhas: pequena, de areia grossa e mar cristalino

Taquaras: a mais extensa das seis, se divide entre população nativa e casas de luxo

Pinho: primeira praia de naturismo do Brasil, tem acesso controlado

Estaleiro: praia de água cristalina, com núcleo urbano de pousadas e restaurantes

Estaleirinho: vizinha de Estaleiro, completa os atrativos de empreendimentos para o turismo

Veja a galeria de imagens do sobrevoo sobre as praias da Interpraias

Foto: Patrick Rodrigues

Laranjeiras

Praia para passar o dia com os pés na areia e uma bebida gelada na mão, conversando com os amigos. Repleta de bares e restaurantes em 750 metros de extensão, tem várias opções gastronômicas e de compras, a maioria artesanato. De águas calmas e limpas, tem no canto um píer onde atracam os barcos de passeio. É possível chegar na praia por terra, mar e ar. Basta usar a Rodovia Interpraias, as embarcações que saem da Barra Sul ou ainda os bondinhos. Laranjeiras fica a seis quilômetros do Centro de Balneário.

Foto: Patrick Rodrigues

Estaleiro, Pinho e Taquarinhas

Os praticantes do naturismo têm como refúgio a Praia do Pinho. Foi a primeira do tipo no país. Com 310 metros de extensão e cercada por costões, tem infraestrutura para hospedagem e alimentação. A Praia do Estaleiro é uma das maiores da região, com 1,7 quilômetro de extensão. Urbanizada, conta com pousadas e restaurantes de alto padrão. As praias do Pinho e Estaleiro ficam a nove e 11 quilômetros do Centro de Balneário Camboriú, respectivamente.

Foto: Patrick Rodrigues

Leia a reportagem completa na edição impressa do Santa desta terça-feira

Veja as fotos: No passado, blumenauenses se refugiavam do calor nos clubes

10 de fevereiro de 2012 0
Foto: Gilmar de Souza - 27/11/1989

Grupo se refresca no Clube Bela Vista, em 1989

Daniela Pereira

daniela.pereira@santa.com.br

Para lugares onde a praia não está no quintal, são os clubes que aparecem como opção de lazer e refrescância durante os dias de sol e termômetros acima dos 30°C. Em Blumenau, não é diferente. Pelo menos não até meados da década de 1990. Nos últimos anos, as piscinas foram deixadas de lado e os clubes passaram a ser locais para treinos esportivos, festas de casamento e formatura e, de vez em quando, para um happy hour à beira da piscina.

Veja a galeria de fotos

-  Nos anos 1970 e 1980, a piscina ficava cheia durante todo o verão, nos dias de semana e nos fins de semana. Hoje, aparece meia dúzia de pessoas. Não é a mesma coisa – lamenta o presidente do Clube Blumenauense de Caça e Tiro, Moacyr Flor.

Alguns clubes preparavam festas e tinham uma programação especial para os dias mais quentes do ano, que culminavam com os bailes de Carnaval. No Grêmio Esportivo Olímpico, um dos mais antigos da cidade, o auge das comemorações era o Baile Grená e Branco, relembra o atual presidente Braulino Pontes. Outros clubes também promoviam os bailes do Hawaí. Alguns deles, ocorrem até hoje, como no Bela Vista Country Clube. No Clube Blumenauense, no início da década de 1990, havia o concurso Garota Piscina.

Leia a reportagem completa na revista Viver! encartada na edição do Santa deste final de semana

Confira como é a preparação do Repórter Voador para o voo

03 de fevereiro de 2012 0

Veja o vídeo gravado pelo Repórter Voador do voo sobre as praias de Penha, Balneário Piçarras e Barra Velha

02 de fevereiro de 2012 1

O Repórter Voador, Patrick Rodrigues, sobrevoou as praias de Penha, Balenário Piçarras e Barra Velha. Assista ao vídeo do passeio.

Veja também a galeria de fotos.

Veja as fotos do sobrevoo do Repórter Voador em Barra Velha, Balneário Piçarras e Penha

31 de janeiro de 2012 4

A viagem do Repórter Voador, domingo, mostra parte das praias de Penha, Barra Velha e Balneário Piçarras, que mantêm a cultura dos colonizadores

Veja a galeria de fotos do sobrevoo sobre Penha, Barra Velha e Balneário Piçarras

Assista nesta quinta-feira no Jornal do Almoço da RBS TV Blumenau ao vídeo gravado pelo Repórter Voador nestas praias

Foto: Patrick Rodrigues

Correção: Até as 16h40min desta quarta-feira o blog informou erroneamente a história da Ilha Feia, em Balneário Piçarras. Na verdade, a lenda se refere às Ilhas Itacolomi, como foi corrigido no texto abaixo.

A Ilha Feia fica próxima à costa, em Balneário Piçarras, e é uma reserva da Mata Atlântica, com fauna e flora preservadas.

Conta a lenda que as Ilha Itacolomi, em Balneário Piçarras, representa o casal de índios carijós Açauna e Sumé, que desapareceu no mar após uma tempestade. Transformados em pedra, os dois trouxeram paz para a tribo, que decidiu viver próxima ao mar para adorá-los. Para os índios, a Ilha Feia era a imagem do casal de mãos dadas. Em razão desta história, o local também ficou conhecido como gruta encantada dos anjos.

Foto: Patrick Rodrigues

As praias de Barra Velha encantam também pelas características açorianas. A pesca está entre as principais atividades econômicas da cidade. O colorido dos barcos artesanais enfileirados se destaca na areia da Praia Central, especialmente durante as manhãs, horário de saída para a pesca.

Foto: Patrick Rodrigues

Não são só as belezas naturais que encantam quem visita Barra Velha. A Ponte Pênsil também é atrativo turístico. A estrutura liga a Lagoa de Barra Velha de uma margem à outra. Ela foi construída no estilo da Ponte Hercílio Luz, de Florianópolis. Somente pedestres, ciclistas e motociclistas conseguem atravessar pela estrutura.

Foto: Patrick Rodrigues

A Lagoa da Cruz já foi cenário de alegria dos pescadores que vivem na Barra do Itapocu, em Araquari. O local chegou a render até 100 quilos de tainha na pesca artesanal. Hoje, cardumes não são mais encontrados na lagoa. Os pescadores alegam que a sujeira afastou os peixes da Lagoa da Cruz. É o local preferido de quem a pratica esportes aquáticos.

Leia esta reportagem completa nas edições desta quarta-feira do Santa, Diário Catarinense e A Notícia

Divirta-se com as situações chatas do verão

27 de janeiro de 2012 1

Arte: Marcelo Camacho

Sofreu com o look do trabalho?

O mundo ocidental nos trouxe até 2012 acreditando que, para o ambiente profissional, mulheres estão adequadas usando saia, sandália e braços de fora. Mas você nasceu menino e vai precisar trabalhar o verão todo de calça comprida, meia, sapato e camisa de mangas – salvo algumas exceções. Mesmo que a sensação térmica seja de 50 °C.

Arte: Marcelo Camacho

Subestimou o sol?

Dormir na areia debaixo do sol, usar regata, esquecer de passar protetor na parte de cima dos pés ou atrás dos joelhos ou até as orelhas: #quemnunca? No verão e na vida, todo lapso será castigado.

Arte: Marcelo Camacho

Encontrou algo que não devia no mar?

A palavra “fecais” não deveria ter nenhuma relação com “água do mar onde você toma banho”. Mas tem. E se você deixar para conferir o índice de balneabilidade só no fim da temporada, pode descobrir que mergulhou no mar mais cheio de partículas de cocô. Eca!

Arte: Marcelo Camacho

Manchou a pele com limão?

Sol, mar, caipirinha. A combinação perfeita, exceto por uma ironia do destino – limão e sol não são compatíveis. Um momento de displicência e, pronto, uma bela mancha de limão acaba de nascer.

Deixe nos comentários alguma situação que você detesta passar no verão

Leia mais na edição impressa do Santa deste final de semana

Assista ao vídeo gravado pelo Repórter Voador em Porto Belo e Bombinhas

26 de janeiro de 2012 3

O Repórter Voador sobrevoou as praias de Porto Belo e Bombinhas no último final de semana.

Veja a galeria de fotos

Confira as imagens:

Veja as imagens feitas pelo Repórter Voador neste final de semana em Bombinhas e Porto Belo

23 de janeiro de 2012 16

Visto de cima o mar de Bombinhas e Porto Belo, neste final de semana, parecia colorido por pequenos pontos. Com águas claras, as praias dos dois municípios são as preferidas para quem gosta de passeios em embarcações. As imagens feitas pelo Repórter Voador mostram por que este paraíso catarinense é famoso pelo mundo.

Foto: Patrick Rodrigues

A Praia de Canto Grande é localizada em um istmo, ou seja, formada por duas praias opostas, chamadas de Mar de Dentro e Mar de Fora. É um dos pedaços de Bombinhas que mais conserva a tradição dos imigrantes dos Açores, como a pesca artesanal e o terno de reis

Veja a galeria de fotos de Bombinhas e Porto Belo feitas pelo Repórter Voador

Foto: Patrick Rodrigues

Areia muito branca e águas cristalinas fazem da Praia de Mariscal uma das mais visitadas em Bombinhas. A cor da orla é tão clara porque é formada à base de cristais de quartzo. Por ter ondas de porte médio é a preferida dos surfistas

Assista nesta quarta-feira no Jornal do Almoço da RBS TV Blumenau os vídeos feitos pelo Repórter Voador

Foto: Patrick Rodrigues

Vista do Centro de Porto Belo, a Ilha João da Cunha, ou simplesmente, Ilha de Porto Belo, é uma reserva natural com espécies raras de bromélias, entre outros tipos de vegetação. O patrimônio arqueológico da ilha data de 4 mil anos

Foto: Patrick Rodrigues

A Praia de Quatro Ilhas, também conhecida como Praia de Fora, em Bombinhas, é tão bonita que até o Repórter Voador aproveitou para relaxar e curtir a paisagem. É chamada assim por dar vista às ilhas do Macuco, das Galés, Deserta e Árvore. Todas compõem a Reserva Biológica Marinha do Arvoredo

Leia a reportagem completa na edição impressa do Santa desta terça-feira