Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Thumbnail

EXCLUSIVO! Assis acredita que Ronaldinho possa voltar ao Grêmio

O convidado do Bola Atlântida desta segunda-feira foi Assis Moreira...

Thumbnail

A casa é sua

  Elias Ricardo Figueroa Brander, foi zagueiro do nosso Radioso...

Thumbnail

Confira um método para melhorar a pontaria dos atacantes do Grêmio!

O Grêmio tem o terceiro pior ataque do campeonato. Então...

Thumbnail

Paolo Guerrero é o boleiro com a namorada mais linda

Pegando a Barbara Evans, filha de Monique Evans, o Paolo...

Tite: "alguns princípios que eu não abro mão"

21 de outubro de 2014 0

queroserjogadorfutebol-como-agente-de-transformação-social-queroser-jogador-660x400

Tite, técnico de futebol referência no Brasil e no mundo, foi jogador de futebol. Compartilhou com o Quero ser Jogador a importância do esporte como agente de transformação social.

- Acredito sim. Não sou ingênuo e não sou poliana de achar que ele é extremamente competitivo e que representa uma sociedade que ela é extremamente competitiva. Mas, existem alguns princípios que eu não abro mão e tenho muito orgulho de falar.

- As pessoas falavam assim: “futebol, o cara correto não vence, tu tem que fazer, tu tem que ajeitar, tu tem que compor, tu tem que fazer troca de favores”. Um dia, um atleta chegou para mim e disse (e ele já tinha parado de jogar): “pô, Tite, que bom que de alguma forma, tu venceu. Porque tu mostrou para mim que dá para ser correto e dá para vencer no futebol, um meio que a gente sempre falava que não dava.

- Eu sei que se eu mandar meu atleta dar uma porrada no outro, eu posso trancar uma jogada e daqui a pouco eu não tomar o gol. Mas, tu não vai encontrar um atleta meu, todo esse tempo, que vai dizer assim: “o Tite mandou eu dar uma porrada nele”. Isso eu me orgulho. Tu não vai encontrar em nenhum momento, vamos dizer assim: “eu vou chutar a bola para dentro do campo, duas ou três vezes a bola para dentro do campo, porque isso vai fazer com que eu ganhe mais tempo e que eu possa vencer”.

- O meu vencer tem um preço, o preço de ser melhor. Eu tenho muito orgulho. O preço de ser mais competente. O preço de ser melhor técnico. O preço de ser mentalmente muito forte. Nós fomos campeões mundiais e nós tomamos um cartão amarelo para jogar contra o Chelsea. Um. Um eu to falando, tu pode estar vencendo e dizer trunca o jogo e manda dar porrada. Então, existe uma formula. E esse é um pouquinho.

- Claro que eu errei também. Quando eu treinava o Veranópolis-RS, e mandei um atleta meu cair para que o jogo encerrasse. Errei também. Não pensa que não tem. Mas, se eu pegar a essência de todas elas, teve um erro que foi impressionante, um que outro. Mas, a grande maioria das vezes é ser melhor para vencer.

- E, como elemento de passar para quem está assistindo, com respeito ao adversário e sendo melhor, é sim uma forma de socialmente o esporte levar uma outra mensagem. Levar uma mensagem de correção, de competitividade com lealdade, de respeitar  sentimento do adversário.

- Se tu for vibrar, não precisa ir na frente da torcida adversária, vibra com a tua torcida. Isso é uma coisa que eu peço. Nós terminamos o Campeonato Paulista e vencemos o jogo dentro da Vila Belmiro. O Santos nunca havia perdido um título dentro da Vila Belmiro, agora em 2013. Nós fomos vibrar com a torcida do Corinthians. Quando teve alguma manifestação que o pessoal falou  “vamos das a volta olímpica” eu falei não, não precisa dar volta olímpica. O resto todo do estádio é só santista, não precisa ter esse tipo de manifestação. Segura, comemora aqui. E nós comemoramos ali. Sabe, esses detalhes que te passam uma escala de valores.

- Eu enquanto pessoa pública ou como professor de educação física, tive uma educação muito ligada dessa forma.

Assista ao vídeo:

Para ver mais conteúdo sobre o Tite, acesse queroserjogador.com.br

O Blog do Bola é um blog de humor. Não acredite em tudo o que lê. Mais humor, menos violência. ;)

EXCLUSIVO! Assis acredita que Ronaldinho possa voltar ao Grêmio

21 de outubro de 2014 72

00122

O convidado do Bola Atlântida desta segunda-feira foi Assis Moreira irmão de Ronaldinho Gaúcho. O empresário deu uma entrevista ao programa e falou sobre vários assuntos, em uma de suas respostas deixou em aberto uma possível volta do craque ao Grêmio.

- No futebol isso é um assunto muito delicado, mas acho que nossa casa é aqui no Sul, nossa vida é aqui no Sul. Quem sabe um dia isso possa acontecer – afirma o ex-jogador.

Assis também explicou o que aconteceu em 2011 quando o R10 foi para o Flamengo e não ao clube Gaúcho. – Meu desejo sempre foi o Grêmio, eu trabalhei muito focado no Grêmio – mencionou. Contou que depois de um mal entendido numa coletiva com o vice-presidente do Milan na época Adriano Galliani, levou Odone a pensar que já estava tudo acertado com o rubro-negro, assim desistindo da negociação com o meio-campo de forma precipitada.

Ainda deu tempo de falar como está o irmão no México:

 - A adaptação dele no México está sendo muito bem feita, mas temos que entender que ele é um atleta que por um tempo esteve inativo. Acho que tem muito a fazer ainda no alto nível, em um futebol que é difícil de jogar na altitude e também um futebol muito rápido – concluiu. 

Entrevista completa no vídeo abaixo.

Você gremista, gostaria de ver Ronaldinho Gaúcho no Grêmio novamente?

O Blog do Bola é um blog de humor. Não acredite em tudo o que lê. Mais humor, menos violência. ;)

Panambra 60 anos - Claiton Henrique Meirelles

20 de outubro de 2014 0

A Panambra investiu em uma nova tecnologia de revisões de automóveis Volkswagen, o chamado Mono Tech. Trata-se de boxes que otimizam tempo e espaço, com uma redução significativa da permanência do veículo na Concessionária. Cada mecânico possui uma “bancada móvel com ferramentas”, onde todos os equipamentos são devidamente organizados, dando agilidade ao serviço. Outra novidade é o sistema de abastecimento aéreo de óleo, que, além de dar agilidade ao serviço, elimina o uso de embalagens plásticas e evita a contaminação do meio ambiente. “Não tem mais óleo derramado no chão e nem embalagens que precisam ser descontaminadas para reciclagem”, garante o Supervisor de Atendimento da Assistência Técnica, Clayton Henrique Meirelles. “O óleo velho é armazenado em um recipiente próprio e recolhido por uma empresa devidamente licenciada para tratamento e reaproveitamento deste resíduo”, explica. Além da tradicional Panambra da Azenha, o sistema Mono Tech também já foi implantado nas lojas da Zona Sul, Caxias do Sul e Bento Gonçalves.

O Blog do Bola é um blog de humor. Não acredite em tudo o que lê. Mais humor, menos violência. ;)

A casa é sua

20 de outubro de 2014 1

image

corinthians09

 

Elias Ricardo Figueroa Brander, foi zagueiro do nosso Radioso de Luz, Varonil, entre os anos de 1971 e 1976, com diversos títulos no currículo e personagem de jogos memoráveis, eleito o melhor jogador da América e do Mundo. Autor daquele gol iluminado, em 1975, contra o Cruzeiro, levando o Internacional ao encontro do título de Campeão Brasileiro.

Figueroa, além de ser o melhor de sua época, jogador de copa do mundo, e ter escolhido jogar no Internacional ao invés de ter ido para o Real Madri, tinha um diferencial, simbolizado pela sua clássica frase: “A grande área é a minha casa, aqui só entra quem eu quero!”. Esse objetivo ajudou Don Elias a ser o zagueiro tão admirado que é e, por consequência, o levou às conquistas pelos clubes que passou. Acredito, inclusive, que esta frase deveria ser um mantra na cabeça dos nossos zagueiros.

Portanto, com muita atenção, suplico que Ernando e Paulão repitam comigo, agora:

“A grande área é a minha casa, aqui só entra quem eu quero!”

De novo, com mais vontade:

“A grande área é a minha casa, aqui só entra quem eu quero!”

Pronto! Agora temos um objetivo, minha zaga amada! Vamos tentar jogar com mais
vontade e defender nosso território, nosso time, nossas cores, nossa torcida, enfim,
nosso clube!

Meus queridos Ernando e Paulão, nunca pedirei que tenham o brilhantismo, a habilidade e a classe do nosso Figueroa, mas que pelo menos tenham a vontade jogar e o querer proteger a nossa casa.

Portanto, não deixem acontecer novamente o que ocorreu nesse jogo contra o Corinthians. Dois gols inexplicáveis, sem sentido, sem levar em consideração a tremenda insegurança que temos quando alguma bola chega na área.

Dominamos o jogo, ficamos mais tempo com a posse de bola, porém estávamos com a nossa casa de portas e janelas abertas, prontos para um Corinthiano saquear tudo, assim como saqueou.

Peço coisas simples, proteção, só isso; pois cansei de pedir proteção divina para não tomarmos gols, e através desta minha crença e suplicas, descobri que São Jorge está com eles, logo me basta ter fé em vocês Paulão e Ernando.

 

Tiago Allmer

 

Acompanhe o Alambrado Colorado

site | facebook | twitter

 

O Blog do Bola é um blog de humor. Não acredite em tudo o que lê. Mais humor, menos violência. ;)

Assis, irmão do Ronaldinho, é o convidado do Bola Atlântida! Assista ao vivo!

20 de outubro de 2014 4

IMPERDÍVEL!!! A partir das 20h no link abaixo!

capa_assis

 

 

O Blog do Bola é um blog de humor. Não acredite em tudo o que lê. Mais humor, menos violência. ;)

As notas de Internacional 1 x 2 Corinthinas

20 de outubro de 2014 1

testeira_bola

image

 

O Inter teve posse de bola mas não teve posse do jogo. Leia aqui as notas do Alambrado.

Alison: das quatro bolas chutadas a gol levou três: um foi anulado e a outra bateu no poste. Mostrou hoje que não faz mágicas e, por isso mesmo, não serve. Nota 4.

Wellington Silva: obviamente voltou fora de ritmo, em alguns lances deixou a marcação para o Dalessandro e voltou caminhando. Não teve culpa no cruzamento do primeiro gol. Nota 3

Paulão: foi o segundo pior em campo. É ele quem grita “ Mandrake “ pra zaga do Inter ficar parada em lances importantes. Só pode. Nota 1.

Ernando : errou na marcação e também ficou assistindo de camarote aos dois gols do Corinthians. Se liga, meu.  Nota 2.

Fabrício: conseguiu entregar atrás e errar na frente. Manteve a média: fez uma partida terrível. Nota zero.

Willians: quando o Inter perdia de um a zero errou um passe de dois metros. Depois, tentou o teatro. O juiz não gostou da atuação dele – eu menos ainda. Nota 2.

Aránguiz: se movimentou bem, principalmente no primeiro tempo quando meteu uma cobrança de falta na trave. Caiu de produção no segundo, os ares da seleção chilena nunca fazem muito bem pra ele.  Nota 3.

Alex: hoje foi o Soneca do time. Falta ensaiada e ele fica olhando pra torcida? Que isso, rapaz? Longe de ser o Alex que vinha empolgando no time. Hoje ficou devendo. Nota 3.

Dale: jogou com inteligência mas muito bem marcado. Deu movimentação ao time do Inter e ajudou o time a ter a posse de bola do jogo. Nota 6.

Alan Patrick: por favor, alguém avisa pra ele que o grenal acabou e que ele precisa mostrar jogo pra continuar vestindo a camisa do Inter. Nota 2.

Valdívia: Instável. Precisa amadurecer, jogar mais concentrado. Pensar menos no Instagram e mais em como dominar bem uma bola. Nota 2.

Nilmar: deu novos ares para o nosso ataque. Estava no lugar certo quando a zaga do Corinthians deu uma de zaga do Inter. Nota 7.

Jorge Henrique: cisca, cisca, cisca e nada. Seria melhor ter deixado o Wellington Silva pra pegar ritmo de jogo. Nota 3.

WP9: mostrou mais uma vez porque merece a reserva. Aprendeu com o Moura a fazer faltas de ataque ridículas. Nota 2.

Abel: é ele quem escala o Fabrício. E mais: com um centroavante como o Nilmar deve preparar o time para essa mudança. Hoje, no primeiro tempo, a única jogada dos armadores colorados foi botar o Nilmar pra correr. Precisa mais do que isso. Precisa da mão de um treinador. Nota 3.

Acompanhe o Alambrado Colorado

site | facebook | twitter

O Blog do Bola é um blog de humor. Não acredite em tudo o que lê. Mais humor, menos violência. ;)

Confira um método para melhorar a pontaria dos atacantes do Grêmio!

20 de outubro de 2014 2

gol

O Grêmio tem o terceiro pior ataque do campeonato. Então torcedor gremista, que tal seguir o exemplo dessa torcida?

Esses torcedores encontraram uma maneira simples de empurrar seu time até a meta adversária, eles produziram cartazes em forma de setas e começaram a apontar em direção ao gol.

Talvez o Barcos não saiba muito bem onde ele tem que chutar, ou o Luan não conheça muito bem o caminho do gol, então faça seu papel de torcedor, incentive-os assim:

O Blog do Bola é um blog de humor. Não acredite em tudo o que lê. Mais humor, menos violência. ;)

Dupla GRENAL no top 10 dos clubes mais valiosos da América

20 de outubro de 2014 0

Pesquisa aponta os clubes mais valiosos da América. Os times brasileiros lideram o ranking e entre eles se encontra a dupla GRENAL no G10, onde Internacional está na 3ª colocação e o Grêmio na 8ª colocação. Esta pesquisa foi atualizada em janeiro de 2014, então vale ressaltar que as contratações da última janela de transferência não estão incluídos no ranking.

midia-indoor-economia-crescimento-brasil-banco-dinheiro-juro-deposito-renda-esprestimo-credito-poupanca-negocio-aumento-alta-moeda-cedula-financas-salario-investimento-imposto-1270566358349_615x

Confira o Top 10:

1° Cruzeiro

Valor de mercado em R$ – milhões: 208,3

2° Corinthians

Valor de mercado em R$ – milhões: 200,5

3° Internacional

Valor de mercado em R$ – milhões: 182,3    

4° Boca Júniors

Valor de mercado em R$ – milhões: 181,6          

5° São Paulo

Valor de mercado em R$ – milhões: 181,4

6° Tigres

Valor de mercado em R$ – milhões: 179,5

7° Atlético-MG

Valor de mercado em R$ – milhões: 177,5

8° Grêmio

Valor de mercado em R$ – milhões: 172,6

9° América do México

Valor de mercado em R$ – milhões: 164,5

10° Fluminense

Valor de mercado em R$ – milhões: 163,5

grenal

 

 

O Blog do Bola é um blog de humor. Não acredite em tudo o que lê. Mais humor, menos violência. ;)

Paulo Autuori: "a motivação é fundamental em tudo o que você faz"

19 de outubro de 2014 2

queroserjogadormotivacao de um jogador, por paulo autuori - quero ser jogador

Sobre a motivação no futebol, Paulo Autuori explicou ao Quero ser Jogador como se trabalha.

- A motivação é uma coisa intrínseca, ela vem de você mesmo. Existem os incentivos, esses são extrínsecos, é isso que faz você estar ou não, mais ou menos motivado.

- A motivação é fundamental em tudo o que você faz, em qualquer setor profissional e pessoal da vida. Isso depende muito o que é o seu ambiente externo. Daquilo que você vê como incentivo e te oriente a vir a ser. No caso vocês jogadores de futebol, é fundamental que entendam que para isso vocês deverão gostar realmente daquilo que faz. E, desfrutar do jogo. Desfrutar. Infelizmente hoje, desde cedo, a gente pensa em fazer de um  jogador, competitivo.

- O nível competitivo vem com naturalidade. Mas, para chegar à um bom nível competitivo, e por consequência uma boa mentalidade, uma mentalidade vitoriosa, você tem que obrigatoriamente passar por estes processos de forma pedagógica, e não queimar etapas.

- Então, por isso, aqueles que têm essa idade de seis a 12 anos, a nossa orientação e aí que você começa a pensar em vir ser jogador, é desfrute o jogo. Não entre em regras restritas, que te engessem. Utilizem a criatividade. Façam aquilo com naturalidade, porque ai sim você irá aprofundar o seu gosto, o seu amor por futebol, e poderá tornar-se um jogador de alta competição, e para isso, uma das coisas fundamentais é ter a mentalidade certa. Essa se adquire de forma gradual, gradativa e pedagógica.

Assista ao vídeo:

Para ver mais dicas do Paulo Autuori, acesse queroserjogador.com.br

O Blog do Bola é um blog de humor. Não acredite em tudo o que lê. Mais humor, menos violência. ;)

Gerardo Pelusso: "não esperem dos outros o que não fazem vocês mesmos"

18 de outubro de 2014 0

 

queroserjogadorDIcas-para-ser-jogador-Gerardo-Pelusso-quero-ser-jogador-660x400

Gerardo Pelusso, ex-jogador e treinador de futebol uruguaio, participou do Quero ser Jogador e deixou um recado importante para os jovens.

- Como treinador, decidi atuar e trabalhar com meninos, motivar os jovens, inspirar os jovens, impulsa-los, para que eles se desenvolvam. Mas, essa não é a primeira parte. A primeira parte é o amor que este menino tem que brindar ao futebol. Porque um não pode ajudar, inspirar, motivar, mas se este menino não  se entrega plenamente, não tem amor pelo futebol, não se pode fazer nada.

- Não espere dos outros o que não fazem vocês mesmos.

- Ou seja, primeiro, vocês tem que dar tudo ao futebol e deixar te ajudarem para que dai, os profissionais que trabalham contigo possam te ajudar. Mas, o primeiro passo quem tem que dar é tu. Não pode esperar. “Estou sentado aqui, então, estou esperando que venha alguém que me levante e me leve”. Não! Eu tenho que me levantar e tenho que ir.

- E, se alguém vem e me ajuda, melhor. Mas, se não há ninguém que me ajude, eu tenho que ir igual.

- Ou seja, sempre o mais importante serão vocês. Não esperem. Há um velho refrão que diz: não esperem dos outros o que não fazem vocês mesmos. É uma grande verdade, é assim, e no futebol também.

Assista ao vídeo:

Acesse queroserjogador.com.br

O Blog do Bola é um blog de humor. Não acredite em tudo o que lê. Mais humor, menos violência. ;)

Este é um blog de humor e não necessariamente as notícias aqui postadas são verdadeiras. Bom humor, galera!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...