Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "bola atlântida"

Essas ofertas nem o Rafael Moura perde!

24 de outubro de 2014 0

Quer sair de carro novo nesse fim de semana? Então passe nas lojas Panambra de Caxias e faça o melhor negócio! Além do Prazo Folia, oferecemos taxa 0%, uma excelente valorização do seu usado e fazemos a análise de crédito na hora!
Traga sua documentação e não perca essa oportunidade!

panam_caxias

Bem cuidado aí! Inter é novo "flanelinha" do brasileirão

23 de outubro de 2014 2

Após a derrota para o Flamengo no Maracanã por 2 a 0, Inter perdeu seu lugar no G4 pois o empate do Atlético-MG com o Bahia e a vitória do Corinthians sobre o time do Vitória tirou duas posições do time gaúcho. Seria o novo apelido do clube colorado “flanelinha”? Segurou a vaga no G4 por 18 rodadas e agora cedeu seu lugar entre os primeiros da tabela.

FLANELINHA

flafel

Você colorado, adotaria este apelido?

 

Barcos demorou, mas cumpriu a promessa!

23 de outubro de 2014 0

Pouco menos de dois anos atrás Barcos chegou ao Grêmio após negociação com o Palmeiras, o próprio centroavante prometeu fazer 28 gols em uma temporada, assim, escolheu a camisa 28. Em 2013, apenas 13 gols, e não foi possível realizar o feito. Pois contra o Figueirense, após 22 meses como titular absoluto, o argentino FINALMENTE cumpriu com a palavra! Marcou seus 28 gols. Detalhe: Hoje ele veste a 9.

14656440

Qual a próxima meta do pirata?

 

Procura-se clube: Adriano Gabiru está desempregado!

22 de outubro de 2014 0

Em entrevista a Rádio Gaúcha nesta terça-feira, Adriano Gabiru admitiu que quer voltar a jogar futebol e está sem clube. O herói do Inter no Mundial de 2006 ainda não desistiu e quer voltar a atuar em algum clube, só está na espera uma oportunidade. 

O Blog do Bola quer ajudar o ídolo colorado! Compartilhe essa ideia!

GABIRUNOJORNAL

EXCLUSIVO! Assis acredita que Ronaldinho possa voltar ao Grêmio

21 de outubro de 2014 110

00122

O convidado do Bola Atlântida desta segunda-feira foi Assis Moreira irmão de Ronaldinho Gaúcho. O empresário deu uma entrevista ao programa e falou sobre vários assuntos, em uma de suas respostas deixou em aberto uma possível volta do craque ao Grêmio.

- No futebol isso é um assunto muito delicado, mas acho que nossa casa é aqui no Sul, nossa vida é aqui no Sul. Quem sabe um dia isso possa acontecer – afirma o ex-jogador.

Assis também explicou o que aconteceu em 2011 quando o R10 foi para o Flamengo e não ao clube Gaúcho. – Meu desejo sempre foi o Grêmio, eu trabalhei muito focado no Grêmio – mencionou. Contou que depois de um mal entendido numa coletiva com o vice-presidente do Milan na época Adriano Galliani, levou Odone a pensar que já estava tudo acertado com o rubro-negro, assim desistindo da negociação com o meio-campo de forma precipitada.

Ainda deu tempo de falar como está o irmão no México:

 - A adaptação dele no México está sendo muito bem feita, mas temos que entender que ele é um atleta que por um tempo esteve inativo. Acho que tem muito a fazer ainda no alto nível, em um futebol que é difícil de jogar na altitude e também um futebol muito rápido – concluiu. 

Entrevista completa no vídeo abaixo.

Você gremista, gostaria de ver Ronaldinho Gaúcho no Grêmio novamente?

Panambra 60 anos - Claiton Henrique Meirelles

20 de outubro de 2014 0

A Panambra investiu em uma nova tecnologia de revisões de automóveis Volkswagen, o chamado Mono Tech. Trata-se de boxes que otimizam tempo e espaço, com uma redução significativa da permanência do veículo na Concessionária. Cada mecânico possui uma “bancada móvel com ferramentas”, onde todos os equipamentos são devidamente organizados, dando agilidade ao serviço. Outra novidade é o sistema de abastecimento aéreo de óleo, que, além de dar agilidade ao serviço, elimina o uso de embalagens plásticas e evita a contaminação do meio ambiente. “Não tem mais óleo derramado no chão e nem embalagens que precisam ser descontaminadas para reciclagem”, garante o Supervisor de Atendimento da Assistência Técnica, Clayton Henrique Meirelles. “O óleo velho é armazenado em um recipiente próprio e recolhido por uma empresa devidamente licenciada para tratamento e reaproveitamento deste resíduo”, explica. Além da tradicional Panambra da Azenha, o sistema Mono Tech também já foi implantado nas lojas da Zona Sul, Caxias do Sul e Bento Gonçalves.

A casa é sua

20 de outubro de 2014 1

image

corinthians09

 

Elias Ricardo Figueroa Brander, foi zagueiro do nosso Radioso de Luz, Varonil, entre os anos de 1971 e 1976, com diversos títulos no currículo e personagem de jogos memoráveis, eleito o melhor jogador da América e do Mundo. Autor daquele gol iluminado, em 1975, contra o Cruzeiro, levando o Internacional ao encontro do título de Campeão Brasileiro.

Figueroa, além de ser o melhor de sua época, jogador de copa do mundo, e ter escolhido jogar no Internacional ao invés de ter ido para o Real Madri, tinha um diferencial, simbolizado pela sua clássica frase: “A grande área é a minha casa, aqui só entra quem eu quero!”. Esse objetivo ajudou Don Elias a ser o zagueiro tão admirado que é e, por consequência, o levou às conquistas pelos clubes que passou. Acredito, inclusive, que esta frase deveria ser um mantra na cabeça dos nossos zagueiros.

Portanto, com muita atenção, suplico que Ernando e Paulão repitam comigo, agora:

“A grande área é a minha casa, aqui só entra quem eu quero!”

De novo, com mais vontade:

“A grande área é a minha casa, aqui só entra quem eu quero!”

Pronto! Agora temos um objetivo, minha zaga amada! Vamos tentar jogar com mais
vontade e defender nosso território, nosso time, nossas cores, nossa torcida, enfim,
nosso clube!

Meus queridos Ernando e Paulão, nunca pedirei que tenham o brilhantismo, a habilidade e a classe do nosso Figueroa, mas que pelo menos tenham a vontade jogar e o querer proteger a nossa casa.

Portanto, não deixem acontecer novamente o que ocorreu nesse jogo contra o Corinthians. Dois gols inexplicáveis, sem sentido, sem levar em consideração a tremenda insegurança que temos quando alguma bola chega na área.

Dominamos o jogo, ficamos mais tempo com a posse de bola, porém estávamos com a nossa casa de portas e janelas abertas, prontos para um Corinthiano saquear tudo, assim como saqueou.

Peço coisas simples, proteção, só isso; pois cansei de pedir proteção divina para não tomarmos gols, e através desta minha crença e suplicas, descobri que São Jorge está com eles, logo me basta ter fé em vocês Paulão e Ernando.

 

Tiago Allmer

 

Acompanhe o Alambrado Colorado

site | facebook | twitter

 

Assis, irmão do Ronaldinho, é o convidado do Bola Atlântida! Assista ao vivo!

20 de outubro de 2014 4

IMPERDÍVEL!!! A partir das 20h no link abaixo!

capa_assis

 

 

Dupla GRENAL no top 10 dos clubes mais valiosos da América

20 de outubro de 2014 0

Pesquisa aponta os clubes mais valiosos da América. Os times brasileiros lideram o ranking e entre eles se encontra a dupla GRENAL no G10, onde Internacional está na 3ª colocação e o Grêmio na 8ª colocação. Esta pesquisa foi atualizada em janeiro de 2014, então vale ressaltar que as contratações da última janela de transferência não estão incluídos no ranking.

midia-indoor-economia-crescimento-brasil-banco-dinheiro-juro-deposito-renda-esprestimo-credito-poupanca-negocio-aumento-alta-moeda-cedula-financas-salario-investimento-imposto-1270566358349_615x

Confira o Top 10:

1° Cruzeiro

Valor de mercado em R$ – milhões: 208,3

2° Corinthians

Valor de mercado em R$ – milhões: 200,5

3° Internacional

Valor de mercado em R$ – milhões: 182,3    

4° Boca Júniors

Valor de mercado em R$ – milhões: 181,6          

5° São Paulo

Valor de mercado em R$ – milhões: 181,4

6° Tigres

Valor de mercado em R$ – milhões: 179,5

7° Atlético-MG

Valor de mercado em R$ – milhões: 177,5

8° Grêmio

Valor de mercado em R$ – milhões: 172,6

9° América do México

Valor de mercado em R$ – milhões: 164,5

10° Fluminense

Valor de mercado em R$ – milhões: 163,5

grenal

 

 

Feliz aniversário, Rei!

16 de outubro de 2014 9

testeira_bola

falcaoII

O ano é 77. Meu primeiro jogo no Beira-Rio. Inter 1 a 0 no Colorado, do Paraná. Gol dele.

Eu o vi ganhar Grenal, ser Campeão Gaúcho dentro do Olímpico, em 1978.

Eu e todo o Brasil nos indignamos quando ele ficou de fora da Copa da Argentina pra que o Chicão – um volante tosco e irrelevante, fosse convocado.

Eu testemunhei a ousadia da crônica esportiva paulista querendo compará-lo ao Mococa – um esforçado meio campo do Palmeiras.

Então, eu vi a maior atuação de um jogador de futebol nestes meus 42 anos de vida, justamente nesta semifinal de Brasileiro.

Eles queriam Mococa? Eles tiveram Falcão. Por três vezes naquele jogo. Fora o baile.

Eu e um Beira-Rio lotado vibramos com aquele segundo gol contra o Vasco, na final que nos deu o tricampeonato invicto do Brasileirão.

Eu lamentei com ele aquele petardo na trave do Nacional do Uruguai, naquela final de Libertadores de 1980.

Eu ganhei um segundo time quando ele foi vendido para a Europa no início da década de 80 e, como todo mundo que ama futebol, também reverenciei o novo Rei de Roma.

Eu saí correndo e gritando com ele naquele gol contra a Itália, na Copa de 82 e chorei junto pela dolorosa eliminação.

Quando voltou ao Brasil para defender o São Paulo, eu também fiquei desconfortável como ele naquele amistoso de estreia justamente contra o Inter.

Eu vibrei com sua volta ao Beira-Rio como técnico em 1993 e 2011, quando eu

o vi ganhar um Grenal quase impossível e um improvável campeonato gaúcho dentro do Olímpíco. Mais uma vez.

E lamentei profundamente sua saída do clube por todos os motivos políticos e nenhum futebolístico.

Confesso que eu também me chateei com ele porque nunca tinha ouvido uma declaração pública de amor ao Inter. Daquelas que a gente vê sair da boca de tantos ídolos de outros clubes.

No dia 5 de abril de 2014, na festa de reabertura do Beira-Rio, eu o vi passar por cima do orgulho ferido, da mágoa e da injustiça para dar a prova de amor que só os maiores podem dar.

E ele estava lá, novamente fardado, novamente em campo, novamente ovacionado por um Beira-Rio lotado.

Então, como milhares de colorados naquele momento, eu também chorei.

Por ter o nosso maior ídolo de volta e a certeza de que todo o nosso amor sempre foi correspondido. Acima de qualquer coisa. Acima de tudo.

Rei, maestro, craque, ídolo. O maior a vestir nosso manto encarnado.

Feliz Aniversário, Paulo Roberto Falcão.

E tenha certeza de que, como você mesmo disse no final daquela linda festa:

Nada vai nos separar.

 

Acompanhe o Alambrado Colorado

site | facebook | twitter

 

Este é um blog de humor e não necessariamente as notícias aqui postadas são verdadeiras. Bom humor, galera!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...