Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Saiba os direitos dos trabalhadores da construção civil

30 de novembro de 2009 24

A construção civil é uma categoria muito importante para a economia do Brasil, pois é a que mais emprega pessoas. Os trabalhadores da construção civil podem ser considerados, entre outros:

- vigias, com salário básico de R$499,48
- serventes de obras: RS 553,19
- apontadores: R$ 579,08
- carpinteiros, ferreiros e pedreiros: RS 706,20
- motorista de caminhão caçamba: RS 755,63
- mecânicos de trator de lâmina, acabadora de asfalto, concreto, retro-escavadeira e empregados ligados à administração destas empresas: R$1.134,62

Caso os pedreiros, carpinteiros e ferreiros utilizem ferramenta prórpia, têm direito a um adicional pela depreciação da ferramenta, que vai de R$ 5,10 a R$ 10,11 por mês.

A jornada de trabalho dessa categoria é de 220 horas semanais ou 44 mensais e o intervalo de descanso e refeição é de, no mínimo uma hora e máximo duas. Os vigias devem trabalhar 12 horas e ter 36 de descanso.

É considerado e pago como extra o tempo gasto no transporte, de ida e volta, realizado entre o escritório e o canteiro de obras.

Para os funcionários contratados por tarefa, chamado tarefeiros, é garantida uma remuneração média dos últimos seis meses, em caso de impossibilidade absotlua de excercerem suas funções, como nos dias de chuva, por exemplo.

O vale-refeição é de R$ 6,42 para cada dia de trabalho efetivo e a cesta básica mensal pode ser paga em dinheiro caso o trabalhador preste serviço distante da empresa.

Estalibidade pré-aposentadoria é a garantia de emprego ou salário a quem tenha mais de três anos de serviço contínuo, ao mesmo empregador, e que esteja faltando, no máximo, 15 meses para a aposentadoria.

Por último, o seguro de vida é no valor de R$ 8.334,11 em caso de morte do empregado por qualquer causa, invalidez permanente, causada por acidente ou invalidez permanente total por doença adquirida no excercício profissional.

Comentários (24)

  • francisco souto silva diz: 31 de março de 2012

    trabalho de carteira assinada e não tenho direito as minhas férias e o décimo teceiro por direito quais seria opiçoes para mim ou seja uma solução.

  • tiagoespirito santo diz: 27 de abril de 2012

    tenho mais de ano que trabalho numa obra sem carteira assinada e agora fui mandado enbora quais os meus direitos?

  • jonatas dos santos lima diz: 28 de abril de 2012

    gugu, se uma pesssoa trabalha igualmente e que muda de cargo, tem o direito de humilhar os companheiros de trabalho? mande varias respostas para o meu e-mail, e muito obrigado.

  • DENIS diz: 3 de maio de 2012

    FIQUEI OITO MESES RECEBENDO O AUXILIO DOENÇA, E AGORA ESTOU RETORNANDO AO TRABALHO. EU TENHO DIREITO AO AMPARO DE 12 MESES?

  • DIEGO VIEIRA diz: 22 de maio de 2012

    EXERÇO A FUNÇÃO DE PEDREIRO EM UMA EMPRESA,PEGO 4 ÔNIBUS POR DIA ,1º ÔNIBUS AS 05:50h DA MANHA E CHEGO NA EMPRESA AS 07:45h.
    A EMPRESA NOS DA 12:00h AS 13:00h PARA ALMOÇO SÓ QUE NOS TRABALHAMOS ATE AS 17:45h ,E OBRIGA OS PEDREIROS EXERCER A FUNÇÃO DE SERVENTE E TRABALHAR NO SÁBADO.
    ESTA EMPRESA NÃO TERIA QUE NOS DA 1 PERIODO PARA 1 LANCHE POR QUE MUITOS
    COMO EU CHEGO EM CASA SÓ AS 20:00h PARA JANTAR , E ELES NAO TERIAM QUE PAGA A MAIS POR
    DESVIO DE FUNÇÃO .

  • jonisson diz: 14 de junho de 2012

    trabalho dois meses sem carteira assinada,minha filha nasceu neste periodo e ñ tive direito ao periodo de liçença se eu for mandado embora qual e meus direitos e fiquei um mes e meio trabelhando em outra cidade viajava um hora e quarenta minutos de segunda a sexta e ganhando a diaria de quarenta reais oq vc me diz ?

  • Marcos diz: 29 de junho de 2012

    E certo o patrão botar o seu fucionario para vigiar sua casa?

  • Daniel diz: 11 de julho de 2012

    Pessoal, sou advogado trabalhista e vendo a matéria percebi que existem muitas pessoas precisando de ajuda. Não estou fazendo este comentário com propaganda, serve apenas para ajudar quem tiver interesse já que não da pra responder a todos por esta via.
    Caso tenham enteresse entre em contato no site http://www.gonadvogados.com.br

  • Eliene diz: 1 de agosto de 2012

    Meu irmão estava trabalhando em uma empresa há quase duas semanas. Não tinham assinado sua carteira e aconteceu que ele caiu de um andaime e fraturou o punho e agora está impossibilitado de trabalhar. Gostaria de saber se a empresa deverá pagá-lo por esses danos. Afinal foi acidente de trabalho e além do mais nem foi socorrido no local de trabalho. Eu é que tive que levá-lo ao médico por volta das 23h. porque me ligaram dizendo que ele estava com o braço inchado, febre e muita dor.
    Obrigada. Aguardo respostas.

  • joao carlos diz: 6 de setembro de 2012

    eu,trabalho em uma empresa de engenharia civil e,fornece alimentação no local,neste caso seria obrigatório ela fornecer alem da alimentação uma cesta básica ou tíquete alimentação.

  • joseroberto ramos diz: 25 de setembro de 2012

    ola gugu tudo bem olha eu trabalho a 1 ano e9 meses para um construtor e cem carteira assinada eu tive que ficar duas cemanas cem poder trabalhar por motivos familiar e quando eu voltei ele me disce que nao precisava mais de min e eu tenho familia e filhos pequenos eu gostaria de saber quais sao meus direitos o cargo que eu exercia era pedreiro espero sua resposta sou da cidade de Itapolis estado de sao paulo no entanto muito obrigado

  • raimunda diz: 2 de outubro de 2012

    estive visitando amigos meus,que são do nordeste e trabalhão em obras,construção civil em Barueri,fiquei abismada com a falta de respeito com essas pessoas humildes,morando em um muquifo só,sem condiçôes alguma de,higiene,moradia,sem agua,e até comida falta pra eles,quer dizer,uma falta de respeito com essas pessoas,que com humildades tem medo de denunciar o patrão.O que fazer?

  • andré Machado diz: 30 de novembro de 2012

    trabalhei na construção civil por um ano e meio, sem registro, jornada de 12 horas sem receber horas extras, de segunda a sábado, fui mandado embora sem justa causa e até agora não recebo nada, procurei um advogado e ele me disse para levar meus documentos e os dados do patrão, acontece que só sei o primeiro nome do patrão. e é claro que ele não vai querer nome fornecer o restante, acho que ele não tem firma aberta, o que devo fazer.
    obrigado

  • Rogério Souza diz: 4 de fevereiro de 2013

    Trabalho como motorista em uma empresa de pisos de alta resistência, não recebo passagem porque moro próximo ao local de trabalho, os sábados não são remunerados (Ficam, as horas trabalhadas, como banco de horas) e não recebo vale refeição, alimentação nem cesta básica. Gostaria e saber se tenho direito a vale transporte, refeição ou alimentação? E os sábados serão contados como banco de horas ou não? Fico grato pela oportunidade.

  • justino felipe diz: 12 de março de 2013

    eu sai de uma epresa dia /21/12/2012 e ate agora não me chamaram pra
    pagar a minha recisão o devo fazer ?

  • Alexandre Pereira da Silva diz: 27 de março de 2013

    gugu eu trabalho como apontador e eu queria quanto tempo de experiência eu tenho direito , se é de 30,45 ou 90 dias

  • poliana santos de souza diz: 11 de abril de 2013

    oi eu estava numa firma a fui mandada embora com 28 dias, mas a firma estava embargada pela justiça e ñ trabalhava so ia la batia o ponto esperava um pouco, eles dispençava.A firma ñ quer paga pq nos ñ trabalhomos.Quais meus direitos??

  • Sócrates Carlos da Silva diz: 22 de abril de 2013

    Qual o direito que o trabalhador tem quando trabalha em outra cidade diferente da cidade que mora.
    Ex:. Eu moro em Fortaleza-CE e trabalho em Juazeiro do Norte-CE, são 500 km de distancia. vou para casa uma vez por mês. Quantos dias uteis eu tenho direito para resolver problemas particulares que não tem como resolver na semana.
    Ex:. Bancos e outras instituições que só funcionam em dias uteis.

  • valdir pereira da silva diz: 18 de maio de 2013

    trabalho em um afirma de construção civil há 4 anos e ela sempre nos deu o vale -alimentação hoje no valor de 440,00 só que agora ela quer retirar esse valor e nos fornecer almoço no canteiro ,gostaria de saber se ela tem apoio juridico para isso
    obrigado

  • ROBERTO diz: 21 de maio de 2013

    pedreiro que trabalha em pequenos serviços residencial( ex/: construção de muro calçada , banheiro) quando se acidenta tem direito a algum seguro ou indenização,mesmo não trabalhando com carteira assinada?

  • Daniel cruz diz: 24 de julho de 2013

    tenho uma empresa terceirizada, eu sou obrigado a fornecer toda a ferramenta de pedreiro de colher ao prumo. quis ferramentas eu sou obrigado a fornecer?
    quais ferramentas o profissional tem que ter de posse dele mesmo?

  • priscila diz: 16 de agosto de 2013

    Estou fazendo uma reforma em minha casa o pedreiro acidentou-se com dois meses de serviços e não tinha carteira assinada quais minhas responsabilidades.
    o conhecimento que tenho é que pedreiro é considerado autônomo isso procede?

  • Rodrigo diz: 25 de outubro de 2013

    Oi, trabalho a 5 meses em empresa como auxiliar de engenharia, porem havia me sido proposto um salário de 1000,00 e minha carteira seria como de estagiário. No entanto, fui mandado embora sem que minha carteira fosse assinada e não há contrato com a instituição de ensino para o estágio. Tenho emails para provar que estava empregado nessa empresa. O que posso fazer e quais meus direitos?

  • rafael reis da silva diz: 15 de abril de 2014

    trabalho de motorista de onibus, qual será a minha carga horaria do mes.

Envie seu Comentário