Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts com a tag "gre nal"

Gre-Nal, uma prova de cálculo

04 de dezembro de 2011 45

Mais um Gre-Nal! Depois de tantos disputados, num dia desta semana me vi em meio a um exercício de comparativos. Para um treinador da dupla, o maior clássico de futebol do Rio Grande do Sul, um dos três maiores do Brasil, parece um prova de cálculo em uma faculdade de ciências exatas. Minha área de origem é a Educação Física, mas tenho um engenheiro formado em casa, e faço ideia do que seja isso.

Para quem não teve a oportunidade de chegar ao ensino superior, posso dizer que o Gre-Nal se parece também com aquela entrevista para um emprego com muitas possibilidades. Neste caso, entenda-se como variantes as exigências, o que está sendo oferecido e a quantidade de candidatos concorrendo à vaga.

Nos dois casos, você sabe como vai entrar na sala da avaliação, mas não sabe como vai sair. No jogo, idem. Mas com uma ressonância milhares de vezes maior. Amparada pela enorme paixão que envolve as duas maiores torcidas gaúchas.

Na prova de cálculo, estuda-se da forma mais abrangente possível, tentando enfiar cabeça a dentro todas as fórmulas e regras que possam nos socorrer na hora de construir as respostas. Apesar disso, não tem como adivinhar o que será pedido pelo professor, que ensinou a matéria e que agora quer que os alunos deem retorno com relação ao que foi ensinado.

No futebol é parecido, muito embora não se trate de números. O técnico começa por treinar o que a sua equipe tem de melhor. Depois, trabalha os pontos vulneráveis do próprio time. Busca posicionamentos para minimizá-los. Reforça o pedido de atenção. Repete as correções à exaustão.

Feito isso, debruça-se sobre o adversário. Avalia seu real potencial, destaca suas valências, organiza situações para neutralizá-las. E treina mais ainda em cima disso. Logo depois, mira os pontos frágeis do oponente, e determina quais “armas” vai usar para desferir um ataque cirúrgico, capaz de garantir uma vantagem importante no clássico.

Mas e se tudo isso der errado? E se o adversário fizer um gol? Se tivermos um jogador expulso? Também podemos estar em vantagem no placar, mas ai perdermos um atleta? Ou o contrário. Sim, sim, e então o que fazer?

Ai temos que recapitular a lição de casa. Aquela que durante meses, cada dia um pouquinho, íamos treinando, debaixo de chuva ou de sol. Repassamos tudo verbalmente e depois praticamos um pouco. Com bola, sem bola.

Tudo isso que é feito na dinâmica da semana, durante a concentração – além do descanso físico e mental – é traduzido num material de vídeo, mostrado aos jogadores de forma objetiva. As conversas individuais, e também as que são feitas com os jogadores de cada setor, ajudam muito.

Passadas todas estas etapas, acumulamos o mínimo de condições de ganhar o Gre-Nal. O que só vai ser possível conseguir se transferirmos  para a “prova de cálculo” tudo que estudamos na preparação. E também se durante o jogo não recebermos a visita do imponderável.

Esqueceram do imponderável, não é? Pode-se até não lembrar dele, mas que ele existe, existe. Estamos falando de futebol. E o futebol é como a vida. Nunca sabemos o que vai acontecer no momento seguinte.

Bom jogo a todos!!!