Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Veterinária, amiga dos protetores, concilia trabalho com a causa dos animais

26 de agosto de 2011 1

A catarinense Kátia Chubaci aprendeu a amar os bichos desde os seis meses de idade. Criada numa família que protegia os cachorros de rua acabou escolhendo uma profissão que se dedica à saúde e ao bem estar dos animais.

Foto: divulgação

Formada em medicina veterinária há 14 anos, desde 2005 trabalha em Florianópolis atendendo ongs e protetores de animais.
“Quando um protetor me procura, sei exatamente qual é a condição de vida do bichinho. Geralmente ele foi molestado, mal tratado ou violentado. Por isso, realizo todos os procedimentos necessários para salvá-lo e isso envolve até mesmo cirurgia plástica facial”, explica.
O interesse pela área surgiu em Londrina (PR), quando ela ajudava uma ong chamada SOS Ajuda Animal num programa de esterilização da faculdade. “Comecei a conhecer a realidade dos protetores e fiquei sensibilizada. Eles acolhiam os animais que ninguém queria: cegos, tetraplégicos, doentes, velhinhos, sempre com muito amor e dedicação. Ali, passei a sentir vontade de ajudar cada vez mais os peludos”, revela.
Para conciliar a profissão com o trabalho social, ela realiza consultas com valores acessíveis e doa seu conhecimento para facilitar a vida dos protetores. “Quando você se depara com pessoas que vivem pela causa animal, é obrigado a ajudar, mas também é importante ter uma renda para se manter”, diz.
Entre os trabalhos mais procurados está a castração. Com uma média de 10 por dia, ela consegue viabilizar cada uma por R$ 70, através do “vale-castração”, um sistema adotado pelas ongs de Florianópolis para facilitar a esterilização de cães e de gatos de pessoas de baixa renda, ou de animais que estão sob os cuidados de protetores ou vivendo nas ruas.
O restante do valor é pago posteriormente através de doações de empresas, simpatizantes da causa animal e projetos sociais. Em algumas clínicas particulares o valor da esterilização varia entre R$ 150 e R$ 400.
A veterinária também realiza atendimentos cirúrgicos, ultrassom, limpezas dentárias, consultas, etc.
Para Kátia, todas as pessoas que gostam de bicho e o encontram abandonado nas ruas, têm responsabilidade de levá-lo para casa e acolhê-lo, pois um dia ele irá repor esse carinho, cuidando de suas casas e lhes dando amor.

 

 ONGs que disponibilizam Vale Castração:

OBA – Organização Bem-Animal de Florianópolis (SC)
Site: www.obafloripa.org / e-mail: oba@obafloripa.org

Instituto É O BICHO!
Site: www.eobicho.org / e-mail: eobicho.sc@gmail.com
Contato: 8462-5327

Amigos dos Animais de Rua (AMAR)
www.amigosdosanimaisderua.com.br / e-mail: amarbichos@gmail.com
Contato: 3025-2334 / 91012705

Bookmark and Share

Comentários (1)

  • Katia Chubaci diz: 26 de agosto de 2011

    Caso tenham alguma duvida é só entrar em contato comigo pelo fone:
    48 8406-0180
    Contato para os vales-castração:

    Centro e sul da ilha:
    91012705 ; 84253833 ; 91320449 ; 99536594

    norte da ilha:
    84625327 ; 99016641

    continente:
    88247925 ; 99417443

Envie seu Comentário