Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts do dia 8 novembro 2012

Giovanni Augusto revela desejo de ser reaproveitado pelo Atlético-MG

08 de novembro de 2012 12

Giovanni Augusto quer voltar para o Galo em 2013. Foto: Maurício Vieira / Agência RBS

Emprestado pelo Atlético-MG ao Criciúma até o fim desta temporada, o meia-atacante Giovanni Augusto se manifestou no Twitter sobre o desejo de voltar ao Galo na próxima temporada e se firmar na equipe principal, algo que não ocorreu em 2011.

- Mais uma vez agradecendo o Carinho da Massa Atleticana e dizer que só nao fico no GALO ano que vem se eles nao me aceitarem – escreveu o apoiador da equipe de Santa Catarina

O atleta de 23 anos vem participando frequentemente da boa campanha do Criciúma, que luta para vencer o título da Série B com o Goiás, time do o também atleticano Renan Oliveira. Giovanni fez 3 gols nas 26 partidas, sendo que 17 foram como titular da equipe.

Lucca, do Criciúma, assina com a DIS, que quer levá-lo ao São Paulo

08 de novembro de 2012 6

O meia-atacante Lucca, de 22 anos, do Criciúma, assinou na noite desta quarta-feira com a DIS, grupo de investimento esportivo do Grupo Sonda. A empresa agora irá gerenciar a carreira do jogador, e tem a intenção de adquirir parte de seus direitos econômicos para levá-lo ao São Paulo. Uma proposta já foi feita e recusada pelo Criciúma, e uma nova e maior oferta está sendo preparada.

Na manhã desta quinta, Lucca foi a Porto Alegre e passou por cirurgia para reconstrução dos ligamentos cruzados do joelho esquerdo. O jogador se machucou no dia 16 de outubro, em partida contra o ABC, e só voltará aos gramados no ano que vem. A lesão, no entanto, não repele o interesse de DIS e São Paulo. O Tricolor fez uma proposta junto com o grupo de investimentos há cerca de duas semanas. A ideia era trazer Lucca para São Paulo, operá-lo com Rene Abdalla – médico do HCor que faz os procedimentos cirúrgicos do elenco tricolor – e iniciar a recuperação do atleta no Reffis.

O Criciúma rejeitou a primeira oferta, e diz que só libera o jogador, destaque da Série B, por R$ 10 milhões. O valor é o estipulado na cláusula de rescisão do contrato do meia-atacante. A nova proposta de DIS e São Paulo não atingirá o valor da multa, mas será maior do que a primeira e incluirá a ida de um jogador ou mais por empréstimo ao clube catarinense.

Antes de assinar com a DIS, a carreira de Lucca era gerida pelo próprio pai. O Criciúma detém 95% dos direitos econômicos do atleta, e os outros 5% pertencem ao jogador.

LANCEPRESS!

Lucca passa bem após cirurgia no joelho

08 de novembro de 2012 0


O atacante Lucca se recupera bem após passar por uma cirurgia no ligamento cruzado do joelho esquerdo. Lucca foi operado na manhã desta quinta-feira, em Porto Alegre, e chega a Criciúma nesta sexta, no máximo sábado, para começar a recuperação. A previsão é que o atleta fique afastado dos gramados por seis meses. Lucca se machucou na vitória sobre o ABC, no dia 17 de outubro.

- A cirurgia foi bem sucedida e ele volta para Criciúma amanhã ou sábado para começar a recuperação. Mas, graças a Deus, deu tudo certo – disse Fernando Ribeiro, assessor de imprensa do Criciúma.

De implacável e avassalador, o Tigre passou a previsível e burocrático

08 de novembro de 2012 22

Marcelo Becker
marcelo.becker@diario.com.br

O Criciúma está no G-4, onde sempre esteve desde o início da Série B, e tem quase 90% de chances de garantir vaga a Série A de 2013, mas as duas derrotas seguidas em casa estabeleceram um clima de insegurança na reta final da Série B. De implacável e avassalador, o Tigre passou a previsível e burocrático, o que revoltou a torcida.

A festa do acesso chegou a estar preparada nas partidas contra Barueri, Joinville e São Caetano, mas o Tigre falhou medonhamente nas três ocasiões e impôs alguma dificuldade naquilo que era considerado assunto resolvido. O técnico Paulo Comelli assumiu a responsabilidade pelo momento delicado, mas se mostrou extremamente confiante no acesso do Tigre.

- Estou pensando na vitória contra o América-RN. Minha preocupação, meu foco é isso. Falei para os jogadores que estamos no G-4 desde o começo e vamos chegar no final dentro desse grupo – disse.

Comelli não conseguiu assistir a gravação do jogo de terça-feira e por isso ainda não tem um diagnóstico mais elaborado sobre as causas da derrota. O comandante do Tigre reafirmou confiança no time que será escalado sábado, mas disse que fará mudanças.

- O grupo tem potencial e qualidade. Perdemos dois jogos seguidos em casa, mas não é por isso que vamos perder a credibilidade – avisou.

O QUE ELES PENSAM:

Paulinho Criciúma – ex-jogador e comentarista da Sportv “O Criciúma perdeu a confiança e o equilíbrio emocional e quando se perde essas duas coisas o time pensa errado e joga errado. Mas apesar das duas derrotas seguidas a situação ainda é muito boa e o time pode ganhar do América-RN”.

Márcio Cardoso – setorista da Rádio Eldorado “O time sentiu a perda do Lucca, e por último as ausências do Zé Carlos, Marlon e Kléber, mas é que depois da derrota para o Barueri o time perdeu o controle da situação. Alguns jogadores estão com receio do acesso escapar. O grupo é bom e vai subir, mas esse problema psicológico precisa ser superado”.

O que acontece de negativo no Estádio Heriberto Hülse

Desavenças internas – o anúncio da saída do superintendente Domingos Cesca a pedido do irmão e sócio do presidente Antenor Angeloni, Arnaldo Angeloni, revelou algumas rusgas internas que estariam atingindo também alguns personagens importantes do Departamento de Futebol.

Jogadores na noite – oficialmente o clube nunca admitiu que alguns jogadores tenham se excedido em festas noturnas e não há informações de punições por conta disso. Entretanto, nas últimas semanas vários torcedores afirmam ter visto esse tipo de situação acontecer com alguma frequência.

Desfalques – a lesão do atacante Lucca diminuiu a força do ataque do Tigre, que ainda é o melhor com 69 gols marcado, mas não é mais ou mesmo apenas com o artilheiro Zé Carlos. A lesão muscular do meia Kléber deixou o setor sem criação nas últimas duas partidas e, para piorar, os volantes não conseguem dar uma segurança defensiva ao time.

Defesa frágil – seja com a dupla Matheus Ferraz e Ozeia ou Nirley no lugar de um dos dois, o sistema defensivo do Criciúma se tornou um problema sério durante quase toda a Série B. O Tigre chegou a dispensar Rogério, que não era utilizado, e trouxe Dalton, do Internacional, mas a formação se manteve a mesma apesar dos vacilos.