Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Criciúma se isola para chegar à Série A

13 de novembro de 2012 6

A partir de amanhã noite o Criciúma ficará concentrado na cidade de Orleans para se preparar com toda paz e tranquilidade para a partida de sábado contra o Atlético-PR. Esse retiro estratégico visando o acesso a Série A curiosamente deve acontecer no mesmo hotel onde o Tigre se hospedou em 2009 na tentativa de escapar do rebaixamento para a Série D e obteve sucesso.

Os jogadores relacionados e a comissão técnica ficarão até o meio-dia de sábado no Real Nob Hotel, o mesmo onde ficaram as equipes de outros Estados que enfrentaram o Tigre nesta Série B. Havia a possibilidade do retiro acontecer em Nova Veneza, mas o adversário de sábado já se adiantara e encaminhou reservas primeiro.

Para os mais supersticiosos o estabelecimento pode dar sorte ao time de Paulo Comelli. De acordo com o gerente Jeferson Volpato o Criciúma recorreu ao hotel em 2009 para uma concentração que mudou a história recente do clube. Naquela temporada o time fazia uma péssima campanha na Série C e estava ameaçado de rebaixamento quando então os dirigentes decidiram levar o grupo para Orleans.

— O Criciúma venceu duas partidas em sequencia e escapou do rebaixamento — lembra Volpat.

Os motivos do retiro

1  Reforça a mobilização e união entre os jogadores.
2 Evita que a empolgação da torcida possa repassar um clima de “já ganhou”
3 Afasta o risco de algum jogador se desconcentre com excessos em saídas noturnas ou festas
4 Preserva o grupo do assédio ou reclamação de torcedores

O hotel

- Localizado às margens da SC-438, o Real Nob Hotel fica distante 38 quilômetros do Estádio Heriberto Hülse.
- O hotel fica um pouco afastado da área central de Orleans, mas por estar ao lado de uma rodovia bastante movimentada, que liga a região serrana ao Litoral Sul, está vulnerável a movimentação e barulho.
- A capacidade do hotel é de 59 hóspedes. A gerência espera um grupo de até 30 pessoas do Criciúma.
- O hotel tem sala de TV e espaço para reuniões ou eventos. A academia está indisponível temporariamente.
- Quando recebe equipes que disputam a Série B o hotel reserva o Estádio Reinaldão, na cidade vizinha de São Ludgero, para treinamentos.
- A cozinha do hotel já está acostumada a preparar refeições de jogadores conforme as orientações ou indicações das nutricionistas de cada clube. O cardápio varia conforme cada profissional.

Marcelo Becker
marcelo.becker@diario.com.br

Comentários (6)

  • Deco diz: 13 de novembro de 2012

    Isso aí é noticia ou jabá do hotel?

    do blogueiro: notícia sim, apenas para mostrar onde o Criciúma ficará. Não teria porque ser jabá pois é aqui do lado, ninguém de nós do jornal ficará hospedado ali…

  • Kako (The One and Only) diz: 13 de novembro de 2012

    A única coisa que na minha opinião tornaria essa medida perfeita seria a inclusão dos familiares dos jogadores, seria extremamente saudável para todos.

    Fica aqui, porém, a inevitável comparação com o que é feito na Europa (a não existência de concentração). Por que lá da certo e aqui é considerado “o cúmulo”?!
    Totalmente ligado a este assunto, segue link da entrevista/comentário do atleta do Botafogo Seedorf que está em destaque no Globoesporte.com hoje:
    http://globoesporte.globo.com/futebol/times/botafogo/noticia/2012/11/seedorf-condena-concentracao-e-opina-o-importante-e-se-cuidar.html

    Afinal, atleta tem que estar longe da badalação dos torcedores e da família?
    A pressão da própria torcida (mesmo em clima positivo/otimista) é realmente ruim e prejudica o foco dos jogadores para a partida em si?
    Estar longe da torcida durante toda uma semana e só ter contato com ela horas antes do jogo diante de um estádio lotado não poderia gerar um nervosismo/desconcentração desnecessário? (muitos cronistas locais comentaram que diversos jogadores “amarelaram” diante do estádio lotado nos últimos jogos em casa).

    Quanto a comparação Europa X Brasil, uma coisa que com certeza facilita a não existência de concentração lá acontecer é que lá o nível de profissionalismo entre os jogadores e o controle dos próprios clubes com seus próprios jogadores quanto ao que eles fazem fora de campo é bem, mas BEM maior do que aqui, por isso que, em parte eu concorde com a decisão da diretoria do Criciúma com o retiro e antecipada concentração.

    Enfim, fica aqui algo para refletir sobre o assunto.

    Todavia, tenho certeza que o que está sendo feito dentro do clube pelos profissionais é única e exclusivamente visando o melhor para o time na busca pelos resultados.

    Saudações carboníferas e que venha o Atlético! Um passo de cada!

  • TR3COLOR diz: 13 de novembro de 2012

    Tá errado isso. Tem que sentir o clima do jogo, sentir o calor do povão e captar as energias positivas. É isso ai.

  • Estevao diz: 13 de novembro de 2012

    Segundo informações do clube, eles nao sairão de criciuma, ficarão hospedados em um hotel em criciuma e treinarão no CT.

    do blogueiro: mas ontem a informação do clube é de que eles iriam para Orleans. Tanto é que os dirigentes foram até esta cidade encaminhar a logística para a concentração do time. Se eles mudaram isso de última hora…

  • Edytigrao diz: 13 de novembro de 2012

    Não vai mais. A logística para treinar, falta de academia e de um local para se montar um Centro Médico adequado foram avaliados pelo Pastana.

  • JANAINA – FLORIPA diz: 13 de novembro de 2012

    Informações na página do Facebook do jornalista Dênis Luciano da Rádio Eldorado é que o time vai ficar hospedado na cidade e treinando no CT, como sempre. Mudaram de ideia. Tá certo, tem que sentir o clima do jogo. Pra cima deles Tigrão, rumo ao Bi da Série B.

Envie seu Comentário