Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts do dia 15 novembro 2012

Marlon não quer mais adiar acesso do Criciúma à Série A

15 de novembro de 2012 5


O lateral-esquerdo Marlon não quer saber de adiar, mais uma vez, o acesso à série A do Criciúma. O jogador, assim como o grupo, está focado em sair de campo neste sábado, diante do Atlético-PR, com o passaporte à elite carimbado. Marlon quer esquecer os últimos resultados negativos do Tigre e fazer, junto com o grupo, uma grande partida contra o time paranaense.

- Grupo está preparado, focado, estamos conversando sobre o que aconteceu nos últimos três jogos, que não pode se repetir, para a gente fazer uma grande partida.

Contra o Atlético, terceiro colocado na tabela da Série B, com dois a menos que o Tricolor, Marlon quer atenção.

- Tem que ter atenção em todos os jogadores, são grandes jogadores e temos que ficar ligados para não sermos surpreendidos aqui dentro.

Marlon sabe que o acesso já poderia ter sido alcançado, ainda no confronto com o Joinville, na 34ª rodada. O revés custou a subida, que também não veio nos dois próximos compromissos. Para o lateral, isso já é passado. O que importa é que o time faça uma boa apresentação diante da torcida, que certamente irá lotar o Heriberto Hülse.

- Uma equipe que está pensando no acesso não pode deixar para depois. Sabemos que tem uma equipe difícil do outro lado, mas temos que conseguir a vitória. Sim, que pena que ainda não está (acesso assegurado), mas sábado podemos coroar isso com um resultado positivo diante do nosso torcedor.

Sobre a chance de título da Segundona, Marlon sabe que é possível, ainda mais se contar com um tropeço do líder Goiás, que enfrenta o São Caetano, no ABC Paulista.

- Enquanto tiver esperança vamos pensar no título. Quem sabe o São Caetanos ganhando lá do Goiás e a gente ganhando aqui, a gente vai em busca do título também.

Definida arbitragem para a partida entre Criciúma e Atlético-PR

15 de novembro de 2012 2

Está definida a escala de arbitragem para o confronto Atlético-PR x Criciúma. O jogo ocorre neste sábado, 17, às 16h20min, no Estádio Heriberto Hülse.

Veja quem apita a partida:

Árbitro: Marcio Chagas da Silva, auxiliado por José Javel Silveira e Rafael da Silva Alves.

Recuperado de lesão, meia Kléber deve enfrentar o Atlético-PR, mas não fica no Tigre em 2013

15 de novembro de 2012 5

A manhã desta quinta-feira trouxe uma excelente notícia para a torcida do Tigre. O meia Kléber passou por um exame que apontou a recuperação do estiramento muscular que o tirou dos últimos jogos.

Assim, a escalação do jogador neste sábado contra o Atlético-PR depende apenas da aprovação do preparador físico Márcio Correa e o técnico Paulo Comelli.

A notícia ruim é que Kléber não deve continuar no Tigre em 2013. Segundo o repórter Márcio Cardoso, da Rádio Eldorado, Kléber aceitou uma proposta do São Bernardo para a disputa do Campeonato Paulista. O salário oferecido pela equipe paulista seria irrecusável e dificilmente seria coberta pelo Criciúma.

Jogo do acesso do Criciúma terá esquema especial de segurança

15 de novembro de 2012 6

Marcelo Becker | marcelo.becker@diario.com.br
A Polícia Militar de Criciúma preparou um esquema especial de segurança para a partida de sábado entre Criciúma e Atlético-PR, no Estádio Heriberto Hülse.
Se a torcida do Tigre está mobilizada pela possibilidade do time garantir o acesso à Série A nesta rodada, o mesmo acontece com os cerca de 1,5 mil atleticanos que também sonham com uma vitória para comemorar o retorno à elite.
Este jogo voltará a ter um cenário que foi visto pela última vez em alguns momentos de 2004, ano em que o Tigre esteve pela última vez na Série A. Como o espaço para a torcida visitante comporta somente 750 pessoas, a direção do clube catarinense terá que ceder uma área extra na arquibancada do lado direito, logo abaixo das cabines de imprensa, para outros 750 atleticanos.
Para o comandante da Polícia Militar de Criciúma, tenente-coronel Márcio Cabral, a invasão da torcida do Atlético-PR em uma proporção bem maior do que geralmente ocorre exige cuidados especiais. Se em condições normais entre 45 e 50 policiais militares atuam no Heriberto Hülse, no próximo jogo serão até 80 PMs.
_ Não existe torcida organizada tranquila. O que existe são alguns torcedores menos intranquilos do que outros, e por isso a segurança será ampliada _ explica.