Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts com a tag "jogo"

Tigre segue a sua caminha rumo à elite

23 de outubro de 2012 7


Marcelo Becker
marcelo.becker@diario.com.br

O namoro do Criciúma com a Série A está sólido há algumas semanas e hoje, às 19h30min, milhares de torcedores vão testemunhar os dois subirem juntos no altar do Estádio Heriberto Hülse. Se vencer o lanterna Barueri, o Tigre vai aos 68 pontos e a festa pode se comemorada no próximo sábado contra o Guarani ou, no mais tardar, na semana seguinte contra o Joinville.

O clima de euforia já vem de semanas e ontem aumento ainda mais. Mais de dois mil pessoas formaram uma longa fila no pátio do estádio para a compra de ingressos a preços promocionais. A expectativa é de que a partida receba um público de 18 mil torcedores.

A diferença de realidades entre as duas equipes faz o torcedor do Tigre transbordar de otimismo. Enquanto o Grêmio Barueri está de casamento marcado com a Série C, o Criciúma surge com a autoridade de quem nunca deixou de frequentar o G-4. E para hoje a noite estará com o time completo e embalado pela fome de gols do artilheiro Zé Carlos.

Zé Gol, aliás, tem a chance de alcançar o posto de número um de artilheiro do Brasil ao lado de Lúcio Maranhão, do ASA, com 39 gols ao longo da temporada. O atacante, como de costume, prefere se concentrar no acesso do Tigre.

- Não sei quando a vaga para a Série A estará garantido, mas quando antes vier, melhor para nós e para a torcida _ destaca.

Caminhada à elite

27/10 _ Guarani (f)
3/11 _ Joinville (c)
6/11 _ São Caetano (c)
10/11 _ América-RN (f)
17/11 _ Atlético-PR (c)
24/11 _ Avaí (f)

(c) jogos em casa
(f) jogos fora de casa

Entrevista Paulo Comelli, técnico do Criciúma

“Temos que tomar muito cuidado”

Diário Catarinense _ Com uma vitória sobre Barueri e os 68 pontos o Criciúma fica tranquilo quanto ao acesso a Série A?
Comelli _ Ainda não, acreditamos que essa situação será possível com 70 pontos.

DC _ Enfrentar um adversário como o Barueri, que tem uma péssima campanha, não deveria deixar o time e a torcida mais tranquilos?
Comelli _ Eles estão na lanterna, mas fizeram um excelente jogo contra o São Caetano, que é o quinto colocado, e até poderiam ter vencido. Temos que tomar muito cuidado, é um adversário perigoso.

DC _ Como o senhor tem lidado com a euforia que vem das arquibancadas por conta do acesso?
Comelli _ Tenho procurado conversar muito sobre isso com os jogadores no vestiário, é preciso muita cautela.

DC _ A pontuação para garantir o acesso hoje é bem superior aos anos anteriores. Como se explica isso?
Comelli _ Isso representa o equilíbrio na Série B. Equipes de posições intermediárias tiraram muitos pontos quem está mais na frente.

FICHA TÉCNICA

CRICIÚMA

Michel Alves; Éric, Matheus Ferraz, Ozeia, Marlon; Fransérgio, França, Kléber, Giovanni Augusto; Gilmar, Zé Carlos
Técnico: Paulo Comelli

BARUERI

Rafael; Arilson, Alex Lima, Anderson Salles, Márcio Pit; Fabinho (Douglas Marques), Alê, Rafael Chorão, Henrique Dias; Magrão, Marcelinho
Técnico: Roberto Cavalo

Arbitragem: Wagner Reway (MT) auxiliado por Celso Luiz da Silva (MG) e Frederico Soares Vilarinho (MG).
Início: 19h30min.
Local: Estádio Heriberto Hülse, em Criciúma.

Tigre empata com o Paraná no Couto Pereira mas continua líder da Série B

20 de outubro de 2012 38

Crédito: Antônio Rosa / Agência Gazeta do Povo

O Criciúma empatou com o Paraná no Couto Pereira, em Curitiba, na tarde deste sábado, mas continua na liderança da Série B do Campeonato Brasileiro.

Primeiro tempo

O primeiro tempo de jogo entre Paraná e Criciúma no Couto Pereira na tarde deste sábado foi de muita dificuldade para o Tigre. A equipe da casa, empurrada por uma torcida que cantou o tempo inteiro para apoiar o time, não deixou muito espaço para o líder da Série B jogar. A equipe do Criciúma, entretanto, não recuou em nenhum momento.

Os primeiros momentos do primeiro tempo foram “lá e cá”, com contra-ataques dos dois lados do campo. O Paraná apresentou maior posse de bola, mas o Criciúma teve melhor toque de bola e tinha a seu favor o ataque mais eficiente da competição. Aos sete minutos de jogo, Giovanni Augusto chega com perigo na meta adversária, mas não consegue converter. Com 15 minutos, o meia realiza uma bela cobrança de falta que é defendida pelo goleiro Luís Carlos.

O primeiro gol do jogo saiu em um vacilo do Tigre: de cabeça, o zagueiro Anderson coloca a bola para dentro do gol do Criciúma e abre o placar da partida. A partir daí o Criciúma ficou mais zeloso na criação das jogadas e menos afoito nas finalizações — mas não se fechou para o jogo. Esta postura não tardou a surtir efeito. Com 32 minutos de jogo, o goleiro Luís Carlos erra a saída de bola e a zaga entrega a bola para o meia Kléber, que dribla um zagueiro e toca para Zé Carlos, que esperava sozinho. Gol do Criciúma, que empata a partida com o artilheiro da competição.

O restante da primeira etapa foi de muita disputa de bola dos dois lados. Duas equipes com vontade de jogar fizeram um primeiro tempo de bom futebol no Couto Pereira. Ao Tigre, faltou maior precisão nas finalizações. Ao Paraná, uma melhor marcação das jogadas no meio-campo e no lado direito, aonde o Criciúma soube explorar a ausência do Paraná.

Segundo tempo

O vestiário não fez bem às duas equipes, que voltaram mais nervosas para o jogo. Durante a segunda etapa, alterações foram feitas nas duas equipes. Do lado do Criciúma, duas alterações: Diego Oliveira no lugar do meia Giovanni Augusto e Rodrigo Tiuí no lugar do atacante Gilmar. Do lado do Paraná, Douglas Packer no lugar de Vandinho, Geraldo, no lugar de Luizinho e Wendell no lugar de Arthur.

Com disputas de bola ainda mais truncadas diante da partida disputada no primeiro tempo, as duas equipes conseguiram levar perigo à meta adversária. O Paraná, tentando fugir do rebaixamento, conseguiu lances de perigo, mas não o suficiente para virar a partida e levar os três pontos. Já o Criciúma, teve lances perigosos com Kleber e Zé Carlos, mas também não o suficiente para marcar. No último minuto, Lúcio Flávio quase marca para a equipe da casa, mas a bola, de cobrança de falta, passa por cima do gol de Michel Alves.

Com este empate, o Criciúma ainda não carimba matematicamente o passaporte para a Série A do Brasileiro em 2013, mas se mantém no topo da tabela da Série B. O próximo confronto do Tigre será em casa contra o Grêmio Barueri na próxima terça-feira.

Ficha Técnica

PARANÁ CLUBE (1)

Luís Carlos; Angelo, Anderson, Alex Alves, Wendell Borges; Vandinho (Douglas Packer), Ricardo Conceição, Lúcio Flávio, Fernandinho; Luizinho (Geraldo), Arthur (Wendell)
Técnico: Toninho Cecílio

CRICIÚMA (1)

Michel Alves; Éric, Ozeia, Matheus Ferraz, Marlon; Fransérgio, França, Kléber, Giovanni Augusto (Diego Oliveira); Gilmar (Rodrigo Tiuí), Zé Carlos
Técnico: Paulo Comelli

Gols: Anderson (PAR) Zé Carlos (CRI),
Amarelos:  Zé Carlos, Eric (CRI),  Fernandinho (PAR)

Tigre e seus motivos para vencer o Barueri

27 de julho de 2012 13

O Criciúma faz hoje, às 21h, contra o Barueri, na Grande São Paulo, um confronto de deixar o torcedor imaginando um cenário ainda melhor na Série B do Brasileiro. O Tigre defende a liderança da competição contra um time que está na vice-lanterna, e vai usar como armas uma série de circunstâncias que podem fazer a diferença na hora de encontrar o caminho do gol.

Diplomático, o técnico Paulo Comelli passou a semana pregando respeito ao Barueri. Para o comandante, um confronto de opostos vez por outra termina por apresentar resultados que não refletem a situação de um e de outro. Por isso, a ordem é manter a cautela e não pensar no famoso “jogo sem dificuldades”.

O que faz a torcida confiar em uma vitória hoje

1) Máquina de gols
O Tigre tem o melhor ataque da Série B, com 25 gols. A equipe só não balançou a rede adversária na única derrota na competição (3 a 0 para o América-MG)

2) O artilheiro Zé Carlos
O atacante tem 14 gols e é o principal nome da Série B. Assediado por outros clubes, conquistou ainda mais os fãs e torcedores ao dizer que prefere continuar um bom tempo no Criciúma

3) Elenco completo
O técnico Paulo Comelli só não escala os jogadores de sua preferência se não quiser. Com o departamento médico vazio, a comissão técnica comemora a possibilidade de contar com todos os jogadores

4) Aproveitamento de respeito
Em 12 jogos, o Criciúma obteve nove vitórias e dois empates, um aproveitamento invejável de 80,6%. Na temporada passada, a campeã Portuguesa teve 71,05% de aproveitamento

5) Vestiário tranquilo
A união do grupo facilita para a comissão técnica. Sem problemas extracampo, o Tigre se concentra 100% na tabela da Série B

6) O tropeço de adversários diretos
Com as derrotas do América-MG e América-RN, o Criciúma ficou menos pressionado nesta rodada. O concorrente da hora passa a ser apenas o Vitória, que enfrenta o CRB, em Salvador

Ficha técnica

GRÊMIO BARUERI
Fernando Leal; Wendel, Alex Lima, Anderson Salles e Diego Giaretta; Alê, Dionísio, Allan Motta e Marcelinho Paraíba; Tadeu e Marcelinho. Técnico: Estevam Soares

CRICIÚMA
Douglas Leite; Ezequiel, Nirley, Matheus e Marlon; Rodrigo Possebon, Fransérgio, Kléber e Válber; Lucca e Zé Carlos. Técnico: Paulo Comelli

Local: Arena Barueri, em Barueri (SP)
Início: 21h
Arbitragem: João Batista de Arruda, auxiliado por Marco Santos Peçanha e Eduardo de Souza Couto.