Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts com a tag "tricolor"

Rodrigo Tiuí deve ser o substituto de Zé Carlos no ataque do Tigre

07 de setembro de 2012 2

Rodrigo Tiuí durante o treino agora pela manhã. Foto de Mauricio Vieira

Mesmo sem ter sido apresentado de forma oficial no Criciúma, o atacante Rodrigo Tiuí deve ser o substituto de Zé Carlos (lesionado) no ataque tricolor contra o América-MG, neste sábado.

Integrado ao elenco do Tigre há cerca de 30 dias, o atleta treinou entre os titulares no trabalho realizado na manhã desta sexta-feira.

O provável time do técnico Paulo Comelli contra o América deve ser: Michel, Matheus Ferraz, Nirley, Kléber, Diego Oliveira, Willian Simões, Elias, Ezequiel, Lucca, Rodrigo Tiuí e Giovanni Augusto.

No banco:  Douglas Leite, Ozéia, Diego Felipe, Valber, Lins, Gilmar ,Valdo e André Gava

Tigre perde para o Guaratinguetá por 2 a 1, mas segue na vice-liderança da Série B

29 de agosto de 2012 21

O campo era neutro, mas o Criciúma não conseguiu aproveitar e foi derrotado pelo Guaratinguetá por 2 a 1, na noite desta terça-feira, 28. A partida, válida pela abertura do returno da Série B, foi disputada em São José dos Campos, interior de São Paulo, já que o estádio do Guará estava interditado.

O resultado deixou o Tigre a cinco pontos do primeiro colocado na tabela, o Vitória, que bateu o Grêmio Barueri por 1 a 0 e se isolou na liderança. O Tricolor soma 42 pontos, contra 47 do líder. Em terceiro aparece o Joinville, com 37 pontos. Quem fecha o G-4 é o Goiás, com 36.

Apesar da vitória, o Guará segue na zona de rebaixamento, na 17ª colocação. A vitória sobre o Tigre foi a quinta do time paulista na competição.

Próxima rodada

O Tigre volta a campo na sexta-feira, 31, diante do Bragantino. A partida ocorre no Estádio Heriberto Hülse, às 19h30min. No mesmo dia o Guaratinguetá encara o Ceará, às 21h, no Presidente Vargas.

Primeira etapa

O Criciúma viveu situações distintas no primeiro tempo. As melhores oportunidades para marcar foram com menos de dois minutos de bola rolando, com Zé Carlos, e depois aos 45, em uma cobrança de falta de Lucca. No restante da etapa, o Tigre tinha dificuldades de sair com a bola a criar as jogadas de ataque.

Melhor em campo, o Guaratinguetá atuava bem pelos lados e conseguia trabalhar bem a bola, principalmente nos contra-ataques. Logo aos 11 minutos, Marcinho cruzou pela esquerda. O zagueiro Matheus Ferraz cortou e cedeu escanteio. Dois minutos depois, jogada de Alemão. Após cruzamento na pequena área, o lateral-esquerdo Renato Peixe chutou, a bola raspou na zaga e saiu.

De tanto tentar, o Guaratinguetá conseguiu chegar aos gol aos 28 minutos, com Renato Peixe. Em uma jogada pela direita, Leandrinho recebeu passe de Leandro Silva e cruzou. Peixe aproveitou de primeira e mandou para as redes de Michel Alves.

A primeira etapa também ficou marcada por um erro grotesco da arbitragem. Aos 40 minutos, Diego Felipe correu em direção ao gol e foi derrubado fora da área por Renato Peixe. Os jogadores chegaram a reclamar de pênalti, mas em vão. O árbitro Antônio Frederico de Carvalho Schneider nem falta marcou.

Após o apito, os jogadores do Tigre deixaram o campo reclamando da arbitragem:

- Já está virando normal essa situação. Temos muito jogo ainda e vamos tentar virar – disse Diego Felipe.

O técnico Paulo Comelli foi um pouco mais comedido e já projetou o que iria pedir ao time no intervalo:

- O negócio é ter paciência e tranquilidade. Mas o lance (da falta) foi claríssimo, em direção ao gol – pontuou.

Segundo tempo

O Tigre voltou com outra postura para a segunda etapa. Diego Felipe, que estava jogando improvisado na lateral direita, saiu para a entrada do atacante Gilmar. Com a alteração, Diego Oliveira foi deslocado para a função.

Mais ligado e criando mais, o Tricolor não demorou a marcar o gol de empate.

Aos nove minutos, Giovanni Augusto mandou para as redes, após bom passe de Lucca. Giovani chegou a dividir com o goleiro César, mas conseguiu aproveitar.

Após o gol, o Guará voltou a criar e conseguiu ampliar aos 17 minutos com Bruno Formigoni. Depois de uma jogada de Lenilson, pela direita, Bruno passou no meio da zaga do Tigre e anotou.

O jogo seguia movimentadíssimo. Aos 23, Zé Carlos teve chance de empatar a partida novamente. O artilheiro recebeu um lindo lançamento de Willian Simões, mas não conseguiu dominar e o goleiro César defendeu com o pé.

A entrada de Gilmar foi boa e ele teve sua chance aos 30 minutos. Pela direita, ele bateu em direção ao gol, no cantinho, e o goleiro César salvou o Guaratinguetá.

Logo depois, mudança dupla no Tricolor. Com as entradas de Lins e Válber, nos lugares de Possebon e Kleber.

Aos 38 minutos, Giovanni Augusto, de novo, quase empatou. Em linda jogada individual ele avançou, dominou, mas acabou chutando para fora, à esquerda do goleiro César. O Tigre queria o empate. Aos 40, Lins finalizou e a bola saiu tirando tinta da trave direita do goleiro do Guará.

O Tigre era só pressão no final do confronto. Mas nem as investidas do artilheiro Zé Carlos funcionaram e o time volta do interior paulista sem os três pontos.

FICHA TÉCNICA

GUARATINGUETÁ (2)

César Luz; Leandro Silva, Igor, Baggio, Renato Peixe; Jonatan, Bruno Formigoni, Keninha (Lenílson), Marcinho; Leandrinho (Fabrício Carvalho), Alemão
Técnico: Carlos Octávio

CRICIÚMA (1)

Michel Alves; Diego Felipe (Gilmar), Matheus Ferraz, Nirley, Willian Simões; Diego Oliveira, Rodrigo Possebon (Lins), Giovanni Augusto, Kléber (Válber); Lucca, Zé Carlos
Técnico: Paulo Comelli

Gols: Renato Peixe aos 28 minutos do 1º tempo. Giovanni Augusto aos 9 minutos e Bruno Formigoni aos 17 do 2º tempo.
Amarelos: Jonatan (G), Leandro Silva (G), Nirley (C), Cesar (G), Marcinho (G), Willian Simões (C).
Arbitragem: Antônio Frederico Schneider, auxiliado por Jackson Massara dos Santos e Luiz Antônio Muniz de Oliveira.
Local: Estádio Martins Pereira, São José dos Campos (SP)
Publico: 214 pagantes
Renda: R$ 1,7 mil

Acompanhe Criciúma x São Caetano em tempo real

26 de agosto de 2011 0

Marcelo Becker
marcelo.becker@diario.com.br

O Criciúma enfrenta o São Caetano hoje, às 20h30min, no Estádio Heriberto Hulse, em Criciúma, na última rodada do primeiro turno da Série B do Campeonato Brasileiro, e quer usar o “estilo mineiro” do técnico Mauro Fernandes para vencer o Azulão e pela primeira vez entrar no G-4 da competição.

Fernandes garante que coloca em campo uma formação tradicional com dois meias e dois atacantes, mas dá pistas de que pode inventar alguma novidade de última hora como forma de surpreender o adversário, exatamente como fez na partida contra o Vitória, quando o Tigre teve três atacantes.

– Depois daquele jogo o Benazzi (técnico do Vitória) veio falar comigo e disse que não sabia como atuar no primeiro tempo, quando viu que teríamos três atacantes. Sou do “estilo mineiro”, gosto de trabalhar em silêncio e, se eu antecipar certas coisas, o adversário saberá muito de nós – disse o técnico do Criciúma.

O meia Pedro Carmona, que durante a semana foi o principal personagem de uma transferência frustrada para o Palmeiras, está confirmado no meio-campo ao lado de Aloísio. A direção do Tigre vê Carmona como um excelente caráter e atleta de comportamento exemplar e tem convicção que esse episódio não vai interferir no seu desempenho em campo.

Ficha técnica

CRICIÚMA
Andrey; Fábio Santana, Toninho, Rogélio, Massari; Henick, Baraka, Aloísio, Pedro Carmona;  Zé Carlos e Adeílson
Técnico: Mauro Fernandes

SÃO CAETANO
Leandro; Artur, Domingos, Eli Sabiá, Bruno Recife; Augusto Recife, Léo Mineiro (Souza), Luciano Mandí, Aílton;
Antônio Flávio e Ricardo Xavier
Técnico: Osvaldo Alvarez

Local: Estádio Heriberto Hulse, em Criciúma.
Horário: 20h30min.
Arbitragem: Adriano Milczvski, auxiliado por José Amilton Pontarolo e José Carlos Dias Passos.