Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts com a tag "Zé Carlos"

Zé Carlos comemora acesso e provoca torcida do Avaí: "Vão ter que chorar mais um ano na segunda divisão"

24 de novembro de 2012 14

Foto: Flávio Neves

Fora de campo Zé Carlos é uma pessoa calma, e em certos momentos tímida, mas quando está em campo defendendo a camisa do Criciúma, o artilheiro da Série B, com 27 gols, se transforma. Não foi diferente no empate contra o Avaí, em 1 a 1, na Ressacada. O Tigre não conseguiu o título, porém jogou para buscar o resultado. Irritado com um gandula, no intervalo Zé Gol reclamou com o árbitro Célio Amorim e esbravejou. No fim da partida, a torcida do Avaí começou a xingar o atacante e Zé não perdoou:

- Vão ter que chorar mais um ano na segunda divisão. Tem que berrar  para os jogadores deles terem mais raça, porque vão jogar mais um ano na Série B – provocou o artilheiro.

Depois, mais calmo, Zé Carlos festejou o acesso do Tigre e revelou estar cansado. O ano foi puxado e agora ele só pensa nas férias. O atacante evitou falar do futuro, pois apesar de ter contrato com o clube, propostas vão aparecer para o artilheiro da segunda divisão.

- Eu acho que tenho que fazer meu trabalho, quero descansar, sair fora um pouco, comemorar a artilharia, o acesso, um momento que tanto espero. Depois eu falo sobre meu futuro – explicou Zé.

Apesar de fazer mistério sobre o futuro, Zé Gol não escondeu que gosta da cidade e que para ele é um momento único jogar pelo Tigre.

- Desde o início esse grupo lutou. O grupo focou nesse objetivo, estamos de parabéns e a cidade também. Eu fico contente de estar jogando num clube maravilhoso desse, fazendo história – finalizou.

Com gol contra o JEC, Zé Carlos torna-se o maior artilheiro de uma edição da B

04 de novembro de 2012 5

Mesmo com a derrota para o Joinville no último sábado, o atacante Zé Carlos tem motivos de sobra para uma comemoração neste domingo.

Com o gol marcado na partida contra o Tricolor do Norte do Estado,o atacante é o maior artilheiro de uma única edição da Série B do Brasileiro, tendo atingido a marca de 26 gols marcados até a atual rodada.

Boneco de Zé Carlos chega na loja do Tigre e faz sucesso com a torcida

03 de novembro de 2012 2

Foto: Maurício Vieira

ANDRÉ PODIACKI
andre.podiacki@rbsonline.com.br

Já está à venda na loja Tigre Maníacos, no estádio Heriberto Hülse, o boneco do atacante Zé Carlos. A torcida que ficou muito tempo órfã de um ídolo tem no Zé Gol um novo herói que agora pode ficar guardado em casa.

Zé Carlos esteve no lançamento do boneco na manhã desta sexta. O valor é de R$ 49,90 e o suvenir tem um estoque limitado neste primeiro lote. Ele nem bem chegou na loja e já é sucesso entre crianças e marmanjos.

Zé Carlos veste a camisa da educação

23 de outubro de 2012 2

Foto: Maurício Vieira

O artilheiro Zé Carlos entrou no clima da campanha do Grupo RBS “A educação precisa de respostas”. Antes de começar a partida o atacante vestiu a camisa e posou para uma foto fazendo o sinal de perguntas. Base da campanha que procurar encontrar respostas sobre a qualidade da educação no Brasil.

Promovida em conjunto com a Fundação Maurício Sirotsky Sobrinho, a campanha tem o objetivo de conscientizar a sociedade, fiscalizar e cobrar o poder público em prol da educação, além de estimular e valorizar ações concretas de transformação nessa área. E parte de seis perguntas: por que, mesmo sendo a 6ª economia do mundo, o Brasil ainda está no 88º lugar no ranking mundial da educação?; por que 34,5% dos alunos do Ensino Médio não estão na série correspondente à sua idade?; por que é importante os pais participarem da vida escolar dos seus filhos?; por que apenas 2% dos estudantes querem seguir a carreira de professor?; por que 89% dos estudantes chegam ao final do Ensino Médio sem aprender o esperado em matemática; e por que a maioria dos alunos matriculados no último ano do Ensino Fundamental não aprende o mínimo considerado adequado?

Zé Carlos pode bater recorde de gols em uma única edição da Série B

18 de outubro de 2012 20

Zé Carlos e Lucca os dois destaques do Criciúma na Série B. Foto: Maurício Vieira

Zé Carlos chegou ao Criciúma em 2011, no meio da Série B. Em pouco tempo o atacante mostrou qualidade e no Heriberto Hülse recuperou a motivação para fazer gols, seu ponto forte. Após um Catarinense fraco de toda a equipe Tricolor, com mudanças de técnicos e gerentes de futebol, a Série B mostrou o time consistente e preparado para brigar pelo acesso. Os destaques do elenco são Lucca, revelação, e Zé Carlos, artilheiro.

A fase de Zé Gol é tão boa que o artilheiro está prestes a bater um recorde histórico na Série B. Com 23 gols, se o atacante do Tigre marcar mais três ele se torna o maior artilheiro em uma única edição da segunda divisão.

Maiores artilheiros da história da Série B são Uéslei, ídolo do Bahia no final da década de 1990 e Alessandro, atacante que se destacou no Ipatinga. Uéslei foi artilheiro da competição em 1999, marcando 25 gols. Já Alessandro repetiu o mesmo feito da Série B de 2007, ao marcar os mesmos 25 gols.

A sina de matador de Zé Carlos não é de hoje. Quando o atacante jogava na Coréia do Sul, no Jeonbuk Hyundai Motors, ele já tinha essa qualidade. O meia-armador Botti, atualmente no Figueirense, jogou com Zé na Ásia e lembrar na qualidade do centroavante.

— Ele é muito bom. Eu lembro que teve uma época que ele estava um pouco acima do peso, mas marcava gols em todos os jogos, era incrível — lembrou Botti, em uma entrevista para o Diário Catarinense em 29 de julho.

Botti e Zé Carlos no Jeonbuk Hyundai Motors, na Coréia. Foto: Arquivo Pessoal/Botti

O que pode dificultar o atacante do Criciúma a bater esse recorde é a forte marcação. As equipes adversárias estão de olho em Zé Carlos e com isso existe uma atenção redobrada em cima do artilheiro. Porém, mesmo com toda a marcação em campo, a bola sempre procura Zé Carlos. Um bom exemplo foi o gol contra o ABC, após um jogada do próprio artilheiro, ele tocou para Gilmar que chutou cruzado, o goleiro do ABC defendeu e no rebote ela sobrou para Zé Carlos empurrar para o fundo das redes.

— Ele está sendo marcado, é normal. Ele tem um outro problema que ele esteve machucado e ainda está recuperando a melhor forma física. As vezes você volta e não tem o mesmo ritmo. E o Zé é assim, se não está muito bem fisicamente é difícil jogar bem, no entanto continua marcando gols — explicou o técnico Paulo Comelli sobre a atuação de Zé Carlos contra o ABC.

Crédito: Arte sobre foto de Maurício Vieira

Zé Carlos marca contra o ABC, mas diz que não fez uma boa partida

17 de outubro de 2012 2

Mesmo tendo marcado contra o ABC na vitória da noite da última terça-feira, a auto-avaliação de Zé Carlos, artilheiro do Criciúma e da Série B, foi de que ele não fez uma de suas melhores partidas. Após o jogo, o jogador falou à Rádio Difusora AM, de Criciúma, sobre o seu desempenho em campo:

— Eu quero assumir meu erro aqui, joguei mal. Tenho muita personalidade para assumir isso. Mas, ainda bem, pude fazer o gol. A cobrança da torcida pode vir em cima de mim, eu tenho muitas coisas para dar para a torcida aqui. Eu joguei mal, mas na oportunidade que eu tive eu fiz o gol. Ainda bem eu tive a plena felicidade de fazer o gol, mas eu assumo meu erro de ter jogado mal. Acho que nunca errei tanto passe ou perdi tanta bola quanto hoje.

“Zé do Gol”, como é conhecido o atacante do Tigre, ainda quase marcou o seu segundo na partida. O atleta elogiou o goleiro Andrei, da equipe adversária:

— A gente estava jogando contra um grande goleiro, a gente sabia que ele vinha para fechar. Todo o respeito aos jogadores do ABC, mas se não fosse o Andrei hoje, o placar teria sido muito maior hoje aqui — disse Zé Carlos.

Ainda que o Criciúma esteja praticamente com os dois pés na Série A em 2013, para o atacante Zper Carlos ainda não há nada garantido e é preciso fazer uma boa partida contra o Paraná no próximo sábado para conseguir mais três pontos e se aproximar do acesso:

— Eu tenho a humildade de assumir que eu tenho por fora. Eu quero sempre estar vencendo, sempre buscar os meus objetivos. É um objetivo meu de ter o acesso e ser o artilheiro do campeonato. É preciso ter os pés no chão, mas não ganhamos nada ainda, contra o Paraná temos mais uma partida difícil pela frente — finalizou o atleta, antes de ir ao vestiário.

Zé Carlos se emociona ao falar da mãe e agradece apoio da diretoria do Tigre

09 de outubro de 2012 14

Zé Carlos no estúdio da RBS TV em Criciúma. Foto: Marcelo Becker

O atacante do Criciúma, Zé Carlos, participou nesta terça-feira do Arena Sportv, programa de debate esportivo do Sportv. Nos estúdios da RBS TV em Criciúma, o artilheiro da Série B conversou por quase 15 minutos com os jornalistas sobre a bela campanha do Tigre na segunda divisão e da tão sonhada vaga na Série A.

Zé Gol lembrou do início da carreira e da mãe que faleceu há seis anos. Com a perda da dona Severina, o atacante pensou em abandonar o futebol. Porém, com o apoio dos irmãos e da esposa, Zé Carlos lutou para continuar no esporte e para hoje ser o artilheiro da Série B, com 22 gols.

— Quando eu perdi minha mãe, foi quando eu queria parar de jogar. Mas, eu tive meus irmãos, minha esposa, minha filha e alguns amigos apoiando muito. E hoje, todo esse momento que estou vivendo aqui tenho que dedicar a eles, ao Criciúma. Muita gente não sabe o que a gente passa, mas são coisas da vida. E eu quero me dedicar à torcida pelo carinho que tem por mim e toda vez que entro dentro de campo dou meu melhor para poder ajudar — explicou chorando.

Com passagens por 11 equipes, Zé Carlos gostou de Criciúma e diz ter uma relação especial com a cidade e o clube. Por isso, o jogador tem cautela ao falar sobre as propostas que recebeu e deixa o futuro indefinido.

— Estão aparecendo muitas propostas, mas a gente tem que ter calma, estou muito feliz, meus filhos nasceram aqui. Tudo isso que eu estou passando tenho que dedicar para a minha família porque passei muitas coisas difíceis na minha vida — disse o atacante.

Experiente, Zé Carlos garante que aprendeu com os erros, e que em Criciúma foi bem recebido, principalmente pela diretoria do clube. Assim, ele deixou de rodar o mundo e criou raízes na cidade do sul do Estado.

— Você amadurece. Ganhei experiência, aprendi muito com meus erros. No Criciúma fui bem recebido e hoje tudo que o presidente apostou e a diretoria sempre confiou em mim e estou podendo fazer o melhor e dando alegrias. E é uma cidade que merece, tem um povo muito fanático e eu fico contente em estar ajudando.

Para marcar os 22 gols Zé Carlos contou com a ajuda da revelação da Série B, Lucca. Um dos principais companheiros no Tigre. Além disso, o atacante destacou a união do grupo, que ficou mais forte com a chegada do técnico Paulo Comelli, no início da Série B.

— O Lucca é um jogador que se destacou esse ano, um excelente companheiro, fico feliz de ter um jogador que nem ele ao meu lado — finalizou.

Zé Carlos e Lucca são a dupla que mais marca na B

02 de outubro de 2012 1

O atacante Zé Carlos e o meia-atacante Lucca são a dupla de ataque que mais marca gols na Série B do Brasileiro. Segundo o Professor Kmarão, colunista e blogueiro do DC, os dois lideram o ranking de goleadores da B com 31 gols marcados.

A dupla do Sul de Santa Catarina é seguida por Maranhão e Jacaré, do Asa de Arapiraca, com 19 gols e Adriano e Éderson, do ABC, com 18 gols marcados na Série B do Campeonato Brasileiro.

O Criciúma entra em campo novamente na próxima sexta-feira contra o Ceará, às 21h, no Heriberto Hülse.

Zé Carlos está voltando aos gramados

18 de setembro de 2012 12

Marcelo Becker
marcelo.becker@diario.com.br

O Zé do Gol está voltando. Afastado do Criciúma desde o dia 6 por causa de uma lesão muscular na coxa direita o atacante apresentou uma recuperação surpreendente e, na última segunda-feira, integrava o grupo que realizou um leve treinamento no gramado do Estádio Heriberto Hülse.

A semana livre até o jogo de sábado contra o Ipatinga vai servir para mostrar se Zé Carlos poderá ou não viajar e estar à disposição do técnico Paulo Comelli. O preparador físico Márcio Corrêa é cauteloso e prefere continuar o trabalho especial de recuperação do artilheiro da Série B com 20 gols.

Nos três jogos em que ficou sem seu principal jogador o Tigre “funcionou” pra valer somente contra o ASA, na última rodada. Antes o time havia perdido para o Goiás e levou 4 a 0 em casa do América-MG. Comelli reafirmou a confiança no substituto Douglas, mas o reserva ainda não conseguiu convencer a torcida com uma boa atuação e muito menos gols. Até agora ele não balançou a rede adversária quando teve chance de jogar.

- É complicado ser reserva do Zé Carlos – admitiu Comelli ao explicar a dificuldade de Douglas em “emplacar” no ataque do Criciúma.

Como o adversário de sábado é o vice-laterna e apresenta uma fragilidade visível é possível que Zé Carlos seja poupado ou no máximo possa atuar por algum tempo na segunda etapa. Com Gilmar ainda no Departamento Médico e Rodrigo Tiuí com um desempenho ruim contra o América-MG a dupla Lucca e Douglas segue como titular no Criciúma.

Rodrigo Tiuí deve ser o substituto de Zé Carlos no ataque do Tigre

07 de setembro de 2012 2

Rodrigo Tiuí durante o treino agora pela manhã. Foto de Mauricio Vieira

Mesmo sem ter sido apresentado de forma oficial no Criciúma, o atacante Rodrigo Tiuí deve ser o substituto de Zé Carlos (lesionado) no ataque tricolor contra o América-MG, neste sábado.

Integrado ao elenco do Tigre há cerca de 30 dias, o atleta treinou entre os titulares no trabalho realizado na manhã desta sexta-feira.

O provável time do técnico Paulo Comelli contra o América deve ser: Michel, Matheus Ferraz, Nirley, Kléber, Diego Oliveira, Willian Simões, Elias, Ezequiel, Lucca, Rodrigo Tiuí e Giovanni Augusto.

No banco:  Douglas Leite, Ozéia, Diego Felipe, Valber, Lins, Gilmar ,Valdo e André Gava