Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Fila chega à BR-101 na entrada da Capital

06 de abril de 2010 2

O fluxo constante de veículos em direção ao Centro de Florianópolis continuava a provocar congestionamento na Via Expressa, entrada da cidade, às 8h45min desta terça-feira. No horário, as filas em direção à Ilha de Santa Catarina, chegavam à BR-101.

Quem trafegava pela rodovia federal e pretendia acessar a Via Expressa encontrava pelo menos 500 metros de congestionamento, em ambos os sentidos. Até o horário, foram registrados dois acidentes na região, que complicaram ainda mais a situação.

O excesso de veículos também deixa o trânsito lento nas principais vias dos bairros da área continental e sobre a ponte Pedro Ivo Campos, principalmente para os motoristas que seguem em direção à Avenida Beira-mar Norte.  

A estimativa da Polícia Rodoviária Federal (PRF) é de que o tráfego volte ao normal, sem congestionamentos, até as 10h.

Bookmark and Share

Comentários (2)

  • Rafael diz: 6 de abril de 2010

    O negócio é proibir.
    Proibir estes incompetentes da administração pública de (des)administrarem a cidade, nunca vi, a cada dia está pior.

    Sabe o que é mais engraçado? A famosa obra do viaduto do trevo da Seta. Dizem ser o fim dos engarrafamentos pro Sul da Ilha entre as 17h e 20h. O detalhe que ninguém observou é que o viaduto só vai aumentar a boca do funil, não a largura do ponto de saída que, no caso, é a SC-405.

    Mas enquanto não proibirmos os incompetentes desadministradores públicos, a saída é proibir o tráfego de veículos no Centro da cidade entre as 7h30 e 9h00 pela manhã e 16h30 e 19h00 pela noite, permitindo somente ônibus e vans (se tivéssemos), de forma a dar prioridade aos veículos coletivos.
    E, OBRIGATORIAMENTE, aumentar a frota circulante de ônibus nestes mesmos horários, ou seja, no MÍNIMO triplicar os ônibus rodantes a fim de atender à possível demanda com o menor desconforto possível.

    Pronto, a ideia está lançada! Alguém se candidata a executar?

  • Alvaro diz: 6 de abril de 2010

    Somente quando alguns órgaos públicos estaduais foram retirados da área central e arredores de Florianópolis é que os congestionamentos poderão ser reduzidos. De nada vai adiantar construir mais 10 pontes, quando o problema não é o acesso à Ilha, mas sim da quantidade de veículos. Outra maneira seria a melhoria da qualidade dos transportes públicos de massa e alternativos.

Envie seu Comentário