Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Oito mulheres de atitude do cinema

06 de março de 2015 7

O Dia Internacional das Mulheres é neste domingo. Por isso, nada melhor do que homenageá-las selecionando grandes personagens do cinema que têm em comum atitude e personalidade.

Confere aí!


1. Noiva/Beatrix Kiddo, de Kill Bill

Lumière/Divulgação

Lumière/Divulgação


Tem algo mais poderoso do que mulher em busca de vingança? Beatrix Kiddo (Uma Thurman), de Kill Bill (2003/2004), mostra que não. Depois de sofrer um ataque do ex-amante Bill, a personagem acorda de um coma de quatro anos e decide ir atrás dos seus objetivos: derrotar todos os membros de seu antigo grupo e matar Bill. E atitude é o que não falta! A bela exibe diversos golpes de artes maciais ao longo da trama. Uma curiosidade: Beatrix foi inspirada em várias heroínas da televisão, como Xena, da série de TV Xena: Warrior Princess.


2. Pagu, de Eternamente Pagu

Divulgação

Divulgação

Patrícia Rehder Galvão, conhecida como Pagu, representa a figura feminina militante, que dá voz aos ideais políticos e não se cala diante dos fatos. A escritora e poetisa é retratada no filme Eternamente Pagu (1988), o primeiro dirigido por Norma Benguell e estrelado por Carla Camurati. Na obra, a jornalista ainda não tem 20 anos e já encanta os meios intelectuais avançados de São Paulo, da mesma forma que escandaliza os conservadores. Participa do movimento Modernista de 1922, brilhando entre estrelas como a pintora Tarsila do Amaral, e casa-se com Oswald de Andrade, com quem teve um filho.


3. Edith Piaf, de Piaf – Um Hino ao Amor

Europa Filmes/Divulgação

Europa Filmes/Divulgação

 A vida de Edith Piaf (Marion Cottilard) foi sempre uma batalha, e sua luta foi coroada com o sucesso internacional que a tornou um símbolo da música francesa. O filme Edith Piaf, de Piaf – Um Hino ao Amor (2007) apresenta a história da cantora, desde a infância, quando foi abandonada pela mãe e criada pela avó, dona de um bordel na Normandia, até o auge da fama, dinheiro e amizades. Destaque para a excelente interpretação de Marion Cottilard.


4. Maria, de A Noviça Rebelde

Fox Home Entertainment/Divulgação

Fox Home Entertainment/Divulgação

 No final da década de 1930, na Áustria, quando o pesadelo nazista estava prestes a se instaurar no país, uma noviça (Julie Andrews) que vive em um convento mas não consegue seguir as rígidas normas de conduta das religiosas, vai trabalhar como governanta na casa do capitão Von Trapp (Christopher Plummer). À frente de seu tempo, a personagem Maria, de A Noviça Rebelde (1965), modifica drasticamente o padrão da família, trazendo alegria novamente ao lar da família Von Trapp e conquistando o carinho e o respeito das crianças. Atitude assim é difícil de se ver, hein.


5. Dora, da Central do Brasil

Europa Filmes/Divulgação

Europa Filmes/Divulgação

 Personagem da talentosíssima Fernanda Montenegro, Dora representa a mulher trabalhadora. Mesmo com a vida sofrida de quem trabalha na estação Central do Brasil (local que dá nome ao filme, lançado em 1998) escrevendo cartas para pessoas analfabetas, ela decide ajudar Josué (Vinícius de Oliveira), que acaba de perder a mãe e está em busca do pai. Nessa viagem pelo país, eles encontram obstáculos e descobertas enquanto o filme revela como é a vida de pessoas que migram na tentativa de conseguir melhor qualidade de vida. O destaque do filme é a interpretação da grande atriz, que dá vida a uma personagem forte e cheia de personalidade.


6. Christine Collins, de A Troca

Imagine Entertainment/Divulgação

Imagine Entertainment/Divulgação

Angelina Jolie mostra em A Troca (2008) porque é uma das mulheres mais admiráveis do mundo cinematográfico. A atriz interpreta Christine Collins, uma mulher em busca do filho desaparecido, que luta para provar que o menino supostamente encontrado na realidade é um impostor. No filme, Christine confronta as autoridades da cidade, que a difamam como doente mental e mãe incapaz. Dirigido por Clint Eastwood, o enredo é baseado em eventos reais que ocorreram em Los Angeles, no ano de 1928.

7. Maggie Fitzgerald, de Menina de Ouro

Warner Bros/Divulgação

Warner Bros/Divulgação

 História de superação também não podia ficar de fora. Menina de Ouro (2004) conta a história do treinador Frankie Dunn (Clint Eastwood) e de Maggie Fitzgerald (Hilary Swank), uma jovem determinada que possui um dom ainda não lapidado para lutar boxe. Maggie quer que Frankie a treine, mas ele não aceita treinar mulheres e, além do mais, acredita que ela esteja velha demais para iniciar uma carreira no boxe. Apesar da negativa, Maggie decide treinar diariamente no ginásio. E o resto do filme você já sabe. Se não, corre pra ver. Garra e atitude, essa é das minhas!


8. Hermione Granger, de Harry Potter

Warner Bros/Divulgação

Warner Bros/Divulgação

 Não é porque a menina é doce que não causar. Hermione Granger, da saga Harry Potter, dá ao longo dos filmes diferentes demonstrações do porque é uma das personagens mais autenticas da cinematografia. Logo nos primeiras cenas, defende o sangue da família e o orgulho de ser “trouxa”. Mais tarde, toma atitudes difíceis e corajosas para manter seus pais seguramente afastados do conflito que bate à porta. Haja disposição!


Você lembra de outras personagens marcantes? Conta pra gente!

Comentários (7)

  • Valmir diz: 6 de março de 2015

    Para mim a principal personagem feminina e a mais marcante foi a Ellen Ripley em Alien, interpretada pela Sigourney Weaver.

  • Bruno diz: 6 de março de 2015

    Inadmissível a tenente Ellen Ripley estar fora dessa lista. Lamentável.

  • Alexandre diz: 6 de março de 2015

    Éowyn, do Senhor dos Anéis

    Holly Golightly, do Breakfast at Tiffany’s

  • edson diz: 6 de março de 2015

    Erin Brockovich – Uma Mulher de Talento
    Kathy Bates em tomates verdes fritos

  • edson diz: 6 de março de 2015

    tomates verdes fritos :
    Evelyn Couch (Kathy Bates) é uma dona de casa emocionalmente reprimida, que habitualmente afoga suas mágoas comendo doces. Ed (Gailard Srtain), o marido dela, quase não nota a existência de Evelyn. Toda semana eles vão visitar uma tia em um hospital, mas a parente nunca permite que Evelyn entre no seu quarto. Em uma ocasião, enquanto ela espera que Ed termine sua visita, Evelyn conhece Ninny Threadgoode (Jessica Tandy), uma debilitada, mas gentil senhora de 83 anos, que ama contar histórias. Através das semanas, ela faz relatos que estão centrados em duas jovens, Idgie (Mary Stuart Masterson) e Ruth Jamison (Mary-Louise Parker), que provocam a ira dos cidadãos menos tolerantes de Whistle Stop. Mas elas fazem um tomate frito que é conhecido como uma iguaria por todos da região. Assim, cativam até os mais hostis, como também a senhora Evelyn Couch, que ouve a história e a partir de então resolve mudar algumas coisas em sua vida.

  • Lau diz: 6 de março de 2015

    Cadê a Katniss Everdeen de Jogos Vorazes? <3

  • Daniel diz: 7 de março de 2015

    Eu aprovo a lista. Faz falta filme dirigido por Carla.

Envie seu Comentário