Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Aleluia, Baby!

15 de setembro de 2015 0
Foto: Maia Rubim/PMPA, Divulgação

Foto: Maia Rubim/PMPA, Divulgação

A menina continua tinindo, trincando: o show de BABY DO BRASIL (fotos) na última segunda-feira foi um dos pontos altos da programação do 22º Porto Alegre Em Cena. Acompanhada de uma banda afinada e animada de oito músicos, liderada por seu filho PEDRO BABY, a cantora encantou o público no Auditório Araújo Vianna cantando sucessos dos Novos Baianos e de sua carreira solo – além de divertir todo mundo com seus comentários a respeito da passagem do tempo, do retorno aos palcos e, especialmente, de religião.

Baby é uma moleca de 63 anos que dança e, principalmente, canta muito: a intérprete mostrou que continua com sua bela e potente voz intacta em músicas como TelúricaTinindo, TrincandoPlaneta VênusLá Vem o Brasil Descendo a LadeiraSem Pecado e sem Juízo Um Auê com Você. Agradecendo constantemente a Deus e arrancando risos ao definir-se como “popstora”, a artista evangélica desencavou Minha Oração - do disco de 1980 gravado ao vivo no Festival de Jazz de Montreux.

Leia também
Ana Muniz se apresenta no Baile dos Pés Descalços
Assista ao vídeo do Mesa 1 com Marina Lima
Jorge Drexler vem com a turnê “Perfume” a Porto Alegre

Tocando guitarra tão bem quanto o pai Pepeu Gomes, Pedro puxou o riff de Menino do Rio - que o povo todo cantou com Baby. A partir daí, o show virou festa, com a plateia levantando para dançar e cantar com a anfitriã sucessos como CósmicaTodo Dia Era Dia de Índio e A Menina Dança.

No bis, Baby homenageou o ex-companheiro, com quem vai se apresentar no Rock in Rio neste domingo, depois de 27 anos sem fazerem um show juntos, com Mil e Uma Noites de Amor - em versão latin jazz, com direito a solos de percussão e dos metais – e Masculino e Feminino.

- Não se faz mais 60 anos como antigamente – provocou a cantora na metade da apresentação.

Aleluia, Baby!

Envie seu Comentário