Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

TEM QUE SER ASSIM?

01 de junho de 2012 122

Já digo na largada: acho legítimo que o Grêmio tenha feito oferta pelo Sandro Silva quando entendia que talvez ele não ficasse no Inter. Assim como era legítimo e natural seu interesse por Giuliano. Natural também que o Inter fizesse movimentações para que isso não ocorresse. Foi a mesma coisa quando Felipão foi cogitado para o cargo de treinador do Inter. Antes mesmo da manifestação do técnico alguns dirigentes gremistas confessaram ter ligado para ele pedindo que não viesse para o rival. Acho tudo isso natural e, como se diz, faz parte do jogo. O assédio a jogadores é uma prerrogativa DE TODOS os clubes no Brasil. Se UM é pirata, então todos são. Quem conhece futebol sabe disso!

Mas tem uma coisa que eu acredito que nem colorados nem gremistas podem compactuar: a rivalidade doentia.

Falo de circunstâncias que não podem ser mais toleradas quando se tenta de todas as formas evitar a violência no futebol – aquela que se encontra fora dos gramados. A violência entre torcidas, em especial. Mas como pedir paz às torcidas se os dirigentes não a colocam em prática?

Minha colocação no título do post vai nesse sentido. Pergunto qual o motivo que levou Paulo Pelaipe a chamar o Inter e sua direção repetidas vezes de “pirata” e fazer insinuações sobre a organização do seu departamento de futebol. Ele disse: “no Inter todo mundo é dispensado em uma semana e volta na outra.” Havia alguma necessidade desse tom desrespeitoso em suas respostas? Algum dirigente colorado o ofendeu? É público e notório que o vai-e-vem dentro de uma equipe é natural. Alguns jogadores tem dificuldades de adaptação e aproveitamento. Aconteceu na própria gestão de Pelaipe com Miralles e André Lima. E não há nada de errado nisso. Por isso faço o questionamento da necessidade da provocação, do deboche e do tom desrespeitoso.

Precisa insinuar que o departamento de futebol colorado é desorganizado e incoerente? Precisa atacar pra se defender?

O mesmo tem ocorrido no programa Sala de Redação onde o ex-presidente gremista Cacalo tem sido enfático e aos gritos tem chamado o Inter e sua direção de piratas e vigaristas. Precisa ser nesse tom? Precisa baixar o nível?

Sei que muitos gremistas vão ler esse post e já estarão pensando nos xingamentos que vão escrver para mim. Eu apelo aos gremistas de bom senso! Se algum dirigente colorado usou o mesmo tom publicamente ESTÁ ERRADO TAMBÉM! O fato é que esse não tem sido o tom de Giovani Luigi. Mas se fizeram, peço que coloquem aqui EDUCADAMENTE.

Estou apelando ao bom senso e à civilidade em ambos os lados! Fomos alvo de críticas – com razão – por parte de Pelé que, em rede nacional, lamentou nossa rivalidade sem limites no caso do estádio da Copa. É um típico caso onde todo o estado perderia com uma disputa que acabasse por eliminar nossas chances ser sede.

Ouvi de alguém ligado à construção da Arena que seria fantástico se a rivalidade permitisse uma cooperação até mesmo na compra de material de construção pois se elas fossem feitas em conjunto – em função do volume – poderia se negociar um preço melhor e todos sairiam favorecidos. Esse mesmo interlocutor lamentou dizendo: sei que isso é impossível…

A rivalidade em campo, a corneta, a flauta e a provocação sadia fazem parte do futebol. Elas fazem parte de nossa diversão na segunda-feira, depois de uma jornada ruim para um ou outro. As redes socias tem sido um divertido palco para essas provocações. Mas quando o tom provocativo – inclusive com ofensas – parte de dirigentes, como no caso de Pelaipe, não creio que seja algo realmente construtivo para ninguém. Pior, é um estímulo a uma mentalidade perigosa. Aquela que leva à violência.

Aqui mesmo no ClicRBS o Blog Tricolor deu uma belíssima demonstração de colaboração com boas causas e apoio a Campanha de solidariedade e apoio ao pequeno coloradinho João Francisco . Show de Bola dos tricolores!

Por isso eu apelo aos colorados e gremistas, novamente, que – antes de buscar motivos para me xingar ou discordar – pensem até que ponto existe fundamento em minha preocupação. Respondam em bom nível! Vamos qualificar a discussão sobre os limites da rivalidade. Eu mesmo não ofendi ninguém – nem o Grêmio – em minhas colocações. Se você acha que eu exagerei, diga sem ofensas. Não precisa ameaçar, chamar de macaco albino ou de chapa-branca. Vamos dar um passo rumo à civilidade!

Comentários (122)

  • Carlos diz: 1 de junho de 2012

    Thedy, sou gremista e assino embaixo do teu post. Perfeito! Parabéns e que a serenidade – algo raro em se tratando da nossa rivalidade – prevaleça. Um abraço.

  • Marcos Vinicius diz: 1 de junho de 2012

    Interessante a tua colocação e concordo em gênero, número e grau. Realmente acredito que o bom exemplo de cavalheirismo e civilidade deveria partir de cima e pautar as relações dos dois clubes. É raro ver hoje em dia pessoas com esta capacidade. O Luigi tem se mostrado educado e cordial em todas as instâncias e circustâncias. Tem sido um exemplo (parece ser de sua indole), e sinceramente espero que não tenha uma recaida. O Pifero chamou pejorativamente a Arena de estádio de aluguel, por exemplo, para equilibrar as comparações. O ideal sera exaltarmos os bons exemplos.

    Marcos!
    Fábio Koff era um dirigente de conduta positiva, sempre é bom enaltecer!
    Abs
    TC

  • junior diz: 1 de junho de 2012

    o pelaipe é um fracassado no futebol, vai acabar falindo o gremio.

  • antonio carlos diz: 1 de junho de 2012

    Enquanto isso, continuamos em segundo lugar no ranking Conmebol e os bananas de pijama em vigésimo sétimo! É a vida!

  • Gustavo Boroni diz: 1 de junho de 2012

    Grande post, Thedy.

    Acho que tu, como membro do grupo RBS deveria questionar o Sr. Cacalo que é sempre sarcástico e desrespeitoso em relação a direção do Inter, evidenciado agora no caso Oscar.
    Não existe sujeito mais arrogante.
    Saudações Coloradas !!!

  • anderson diz: 1 de junho de 2012

    Perfeito.

    Infelizmente a ignorância reina.

    O dirigente do Grêmio estava claramente transtornado na entrevista, contra a parede de ter que responder sobre o Sandro Silva, inclusive de início dizendo que “não” sendo que o empresário disse que “sim”. Aí pra tirar o foco ele buscou maneiras de atacar o Inter, como forma de tirar a pressão do lado dele, jogando pro lado do Inter. Uma atitude defensiva condizente com seu mal caratismo. Se bobiar até mentiu. Disse que o Inter ofereceu dinheiro ao empresário para não negociar Giuliano com o Grêmio. Será que é verdade? E a direção do Inter não vai responder nada? Se não responderam nada, então é verdade, porque seriam caluniados e ficariam quietos? Falando em rivalidade extremista, pagar para um empresário não levar jogador X para o rival me parece bem extremista.

  • Cleber diz: 1 de junho de 2012

    Bahh , quem terá fossemos civilizados a tal ponto,desculpe mas a partir de 2006 isso ficou impraticavel pq.na verdade o lado azul enlouqueceu e o lado vermelho se fanatizou ou vice-versa como queiram,nosso povo é muito culto mas ao mesmo tempo ignorante para certos assuntos,rivalidade de um classico tudo bem ,mas pra nós vai muito alem disso é a historia dos clubes que provoca isso Gremio elite ao surgir ,Inter povao ao surgir ,isto pesa ate hoje,por isso nunca vai terminar o que resta é quem sabe torcer para que um dia um Fabio Koff e um Fernando Carvalho sejam reconhecidos comos os primeiros dirigentes sem fanatismo e sim pelo seu amor cada um ao seu clube e principalmente pelo respeito entre os dois,mas nem isso é possivel pq. aqui no RGS tudo é oito ou oitenta e isso todos gritam aos quatro ventos é da nossa cultura.Pobre gremistas e colorados vao passar a vida inteira achando que um é maior que o outro e nunca vao passar de dois clubes la do sul,pro resto do País…e pra quem acha que isso nao é verdade veja o markenting em cima de Corinthias e Flamengo clubes mal organizados que só vivem da fama de ter as maiores torcidas do país os dois vao ter estadios novinhos sem precisar pagar um centavo e nós aqui nos degladiando pra ver qual estadio é o melhor pura bobagem.
    Mas tanto faz eu ja deixei de acreditar nisso a muito tempo.

  • joão diz: 1 de junho de 2012

    acho que o inter tem que bancar logo o Sandro Silva.

  • moura colorado diz: 1 de junho de 2012

    Esses comentários por parte do dirigentes gremistas já vem acontecendo a muito tempo, talvez seja pela falta de titulos, Parece que eles não se contentam em viver a sombra do Internacional. Dirigente dirige e torcedor torce!

  • Rudson diz: 1 de junho de 2012

    Meu velho, não é por acaso que o Nenhum de Nós foi e sempre será uma das melhores bandas da América Latina, afinal, o líder tem bom senso e inteligência. Parabéns pelo texto, e te digo mais:

    SOU TRICOLOR DOENTE, MAS APRENDI A TORCER PRO INTER NÃO SER CAMPEÃO, NEM VENCER GRENAL, MAS EM JOGOS COMUNS, TORÇO PELO INTER (NÃO VIBRO), POIS REPRESENTA O RIO GRANDE. FALTA MAIS UNIÃO, POIS TER UM RIVAL NÃO É TER UM INIMIGO, E QUANDO SE TEM INIMIGOS, BESTEIRAS SÃO FEITAS.

    Abraço.

    Rudson Borges.

    Concordo contigo, Rudson!
    abs
    TC

  • Rodrigo diz: 1 de junho de 2012

    Thedy, como sempre lucido…e dando aula para muito jornalista.

    Parabéns…

  • Nestor diz: 1 de junho de 2012

    Thedy, sou seu fã pelo “Nenhum de Nós”, mas também, e principalmente, por ser COLORADO e pela sua lucidez e correção de seus comentários. Este então, é perfeito. Show de bola… Parabéns.

  • João diz: 1 de junho de 2012

    Legal, O inter pode tudo então. Porque não falas do guri que o teu time aliciou para jogar aí?

    Pois é, João….
    Acho que vc realmente não entendeu o post…
    Lamento.
    TC

  • Brum diz: 1 de junho de 2012

    Como bom colorado falas do Cacalo (um péssimo gremista – Eu sou gremista) e e do insano destemperado do Kenny Braga????? As coisas q ele fala (melhor: BERRA) contribuem para melhorar algum ambiente???

    Brum!
    O Cacalo foi dirigente e tem, a meu ver, um peso maior com a torcida.
    Quanto ao Kenny, tb desaprovo sua gritaria… Não creio que alguém goste…
    Abs
    TC

  • Eduardo Schwendler diz: 1 de junho de 2012

    cara virei seu maior fã depois dessa muito bom esse post te dou meus parabens

  • Eduardo Schwendler diz: 1 de junho de 2012

    cara virei seu maior fã depois dessa muito bom esse post te dou meus parabens

  • Leandro diz: 1 de junho de 2012

    Thedy, tinha certeza que vindo de você seria um post com assunto importante, mais de uma forma educada e clara, sobre um problema que está cada vez dificultando o futebol do RS, o Campeonato Brasileiro e a CBF estão sob dominio de Rio e São Paulo, onde os dirigentes divergem na frente e se reunem por trás pelo bem deles, e no RS, desunidos estamos cada vez mais na periferia do futebol brasileiro, com a ignorancia, Vamos receber a migalha da TV, vamos brigar quando muito por uma libertadores, vamos promover a violência, mais não vamos ver nossos clubes serem campeões brasileiros.

  • Deny Stein diz: 1 de junho de 2012

    Boa noite meu caro,
    Blog é opinião, e na minha opinião, acho que tu deverias ter mais espaço em programas televisivos, radiofônicos, jornal ou qualquer outro meio de comunicação. Acompanho os teus post´s a baste tempo para dizer que tu és sensato, conhece o assunto (futebol) e és muito colorado. Abraço e saudações coloradas.

    Muito obrigado, Deny!
    abs
    TC

  • Sal diz: 1 de junho de 2012

    Infelizmente é muito difícil isso parar de acontecer, vai muito do temperamento de cada dirigente, o Luigi por exemplo, ele alfineta o Grêmio direto, mas não escancaradamente como faz o Pelaipe, é o jeito de cada um, o Pífero ja era mais direto, desbocado também, mas vamos ser honestos, os grandes culpados disso são teus colegas jornalistas, para criarem noticias, hj mesmo ouvindo um repórter da Band, o Vagner, foi perguntar ao Luigi o q ele achava do Pelaipe ter dito q o inter aliciava jogadores, o Luigi perguntou, tem certeza q ele disse isso? Aí o repórter disse q não tinha, pode isso? Aí já é pra criar clima, o Fernandão primeiro falou q o Grêmio estava se atravessando na negociação do Sandro, mas isso foi quando ele nem era titular no inter, aí os caras vão pro Pelaipe e botam uma pilha, e o Pelaipe é pavio curto já vai na provocação, se a imprensa parasse um pouco de querer criar noticia em Grêmio e inter com certeza isso diminuiria, um abco!

  • JFS diz: 1 de junho de 2012

    Thedy, escrevo para dizer que você tem razão. Mas, esse nível adotado por Pelaipe e Cacalo faz parte da índole dos sujeitos e daí não tem como modificar. O primeiro é “171″ conhecido dos mais antigos como eu e o segundo é um sujeito que construiu seu espaço mantendo exatamente esse tipo de postura “galo de rinha”.Creio que não devemos esperar cavalheirismo dessas figuras enquanto dirigentes de um clube que nada ganha há mais de uma década! Eles precisam encontrar um caminho rápido para derrubar o Inter, pois esse é o único sentimento que os move. Cabe a diretoria colorada continuar a gestão com energia e ética para barrar esses ataques estúpidos e que só demonstram o caráter de quem estamos enfrentanto.

  • Rodrigo diz: 1 de junho de 2012

    Theddy,
    Moro na Austrália mas sou sócio Colorado e sigo tudo por aí.
    Aqui em Perth temos 2 clubes rivais no footy (futebol australiano jogado com as mãos), os estádios com capacidade para 60 mil torcedores estão sempre tomados, as torcidas rivais chegam juntas, saem juntas, andam juntas pelas ruas e mais do que isso sentam juntas no estádio. A corneta natural sempre pega mas FICA por ai.
    No Brasil chegaremos lá quando atuarmos na raiz do problema:
    Educação do povo.
    Até lá todas as tentativas são bem vindas.
    Abrassss.

  • luiz diz: 1 de junho de 2012

    Bem falado !!! Sou colorado e acho que o rivalidade está fugindo do aceitável e atribuo isso aos programas esportivos de rádio, que estimulam isso para aumentar a audiência e principalmente ao SR. Pelaipe (adora barraco e microfone), Sr. Cacalo (extremista e desreipeitoso), Kenny Braga (Ufanista, bairrista ultrapassado). Sem Falar no Paulo Santana que não mede esforços para ofender a quem quer que seja no auge de sua senilidade.

  • marcos kramer diz: 1 de junho de 2012

    Sou colorado e tenho muitos amigos gremistas, vivemos tirando sarro, mas nada que ultrapasse a flauta. Acho que ser colorado ou gremista é tudo a mesma coisa, não muda nada o que sentimos pelas pessoas que gostamos ou não, conheço vários colorados que não convidaria para jantar. Somos os dois lados da mesma moeda, cuidemos de nossos interesses sempre com respeito pelo nosso adversário.

  • Gibran diz: 1 de junho de 2012

    O DESESPERO AZUL TEM NOME: FALTA DE TAÇAS.
    NO SALA, O EX-PRESIDENTE BERRA COMO UMA GAZELA, E É SOLENEMENTE IGNORADO.
    QUANTO AO PELAIPE, PODERIAMOS DISCUTIR COISAS DA CAIXA ECONOMICA ESTADUAL, QUE SERIAM BEM INTERESSANTE….

  • Eduardo diz: 1 de junho de 2012

    A rivalidade grenal está cada vez mais raivosa, vou dizer mais, percebo que a torcida nos blogs é menos raivosa, salvo casos específicos, do que os dirigentes gremistas.
    O Fernandão, que já deve ter se arrependido, falou que o Grêmio estava interessado no Sandro Silva, algo normal, mas o Pelaipe respondeu com besteiras agressivas, este dirigente é raivoso por natureza.
    Odone toda hora quer mostrar a grandeza do Grêmio e sua imortalidade, tudo bem, mas o pior é que ele até na sua posse agrediu o Inter, este é pavão, quer aparecer.
    O Cacalo ex-presidente só diz palavras ofensivas em relação ao Inter, toda hora fala em remendão, pirataria, etc. e quando o Kenny fala alguma coisa contra o Grêmio vira fera, ele não gosta, no programa de hoje, Kenny falou na volta das caixas de som ao Olímpico para receber Ronaldinho.
    Os dirigentes gremistas estão raivosos, descontrolados, talvez por que ainda não ganharem nada nesta gestão.
    O Luigi é um cara educado e ponderado, o Fernandão nunca ofendeu o Grêmio, deve ter se arrependido de falar sobre o assunto Sandro Silva.
    O pior é que parte da torcida apoia, acha que tem que ofender mesmo o Inter, os dirigentes conseguem contaminar a torcida.
    Eu desafio qualquer gremista a apontar uma agressão que tenha sido dita pelos dirigentes colorados.
    Os ex-presidentes Kroeff e Koff eram pessoas dignas de representarem um clube da grandeza do Grêmio.

    Eduardo!
    Concordo quanto à postura tanto de Kroeff quanto do Koff. Outros tempos…
    abs
    TC

  • Heloísa Pires diz: 1 de junho de 2012

    Thedy!…Tu já te destes conta que o Sala de Redação, nas sextas-feiras, sempre tem sempre um gremista sorteado para dizer com qual o comunicador que o cara se identifica?…Acho que desde que essa promoção começou, a cada 10 gremistas tem um só colorado participando. Aí, os gremistas se ufanam em dizer que isso se dá porque eles têm a maior torcida. Errado. As pesquisas dizem que em Porto Alegre há mais colorados do que gremistas. Por consequência, eu cheguei a seguinte conclusão, conversando com meus amigos colorados da minha cidade: colorado não gosta do programa. Ninguém escuta. Eu, às vezes, é que conto a eles determinadas situações que aconteceram no programa. E isso que eu também não escuto como antes. Não me entusiasmo. O rádio apenas está ligado na Gaúcha, enquanto eu faço meu serviço. Às vezes até desligo. Mas, aqui, a unanimidade colorada é de que não gostam do Kenny Braga. Acham-no muito fraco para representar o torcedor colorado. Detestam o Cacalo. Acham que ele como presidente que foi do Grêmio, teria que ter uma outra postura de estadista e não ficar discutindo com o Kenny, debochando, gritando, ironizando, inventando situações cômicas do Inter. Eles não entendem como uma pessoa que sofre de um mal na garganta, como o Paulo Sant’ana, possa usá-la para debochar e ironizar o time rival ao seu, quando deveria de dizer somente palavras boas e amorosas para, como forma de oração, ajudá-lo ainda mais na sua recuperação. A última dele é que o Inter nunca teve uma expressão técnica como o Ronaldinho e o Renato Portaluppi. Nem o Falcão. Ora, querer passar que o Renato jogou mais e ainda foi mais famoso do que o Falcão, é até um impropério. E não teve ninguém que o contestasse. Ele precisava era ter ouvido do Lédio Carmona, como eu ouví, uma pergunta sobre a craqueza dos dois técnicos que treinavam a dupla grenal, na época: “Não tem comparação. O Falcão foi um gênio. O Renato foi apenas um bom jogador. Um ótimo jogador. Nada mais do que isso!”…Eles, os meus amigos, também passaram a pensar como eu, quando lhes expus toda a minha revolta com o Guerrinha por estar comprometido com a torcida do Grêmio, dada a sua preocupação em passar à ela uma imagem de “imparcialidade”. Mas ele não foi convidado para fazer parte do programa justamente para equilibrar com o Kenny os pares rivais da dupla grenal?…Por outro lado ainda tem o Wianey Carlet que parece destilar ódio. Se tiver algum problema com o lado azul, ele dá um jeito para empurrar o Inter para a mesma vala. E agora ainda acrescentaram o David Coimbra que tenta disfarçar o seu gremismo, mas não na realidade ele está bem aflorado no programa. E não há ninguém que defenda o Colorado com a paixão que o Cacalo e Sant’ana defendem o Grêmio. Por isso, eles consideram o Sala de Redação um programa gremista. Por isso, poucos escutam. Por isso, a maioria que o escuta são gremistas. Por isso, eles participam muito mais. E a maioria A-DO-RA o Guerrinha!…Por que ele é inteligente? Não. É porque ele mesmo sendo colorado, faz um marketing muito eficiente para o Grêmio, diariamente!

  • Oberti diz: 1 de junho de 2012

    Sou GREMISTA e concordo, em parte, com tua colocação. Realmente o que esta acontecendo no RS, com relação a essa rivalidade, está começando a preocupar. Há casos de brigas de torcidas, porém, não são tão graves como vemos no Rio de Janeiro, São Paulo ou Minas Gerais. Cabe aos dirigentes e personalidades da mídia (incluindo a imprensa vermelha) dar o tom da rivalidade. Que seja irônica, brincalhona, divertida e sem violência. Entretanto, tu, como formador de opinião que és, deve colocar exemplos de falta de civilidade de AMBOS OS LADOS. Como um exemplo do Sala de Redação pós desclassificação do Inter na Libertadores, quando o jornalista e colunista da Zero Hora Paulo S’antana foi chamado de idiota, ao vivo no programa, por um companheiro de bancada, que obviamente, não sabe brincar. Se tu vai colocar um post apelando pra rivalidade sadia, começa tu a ser imparcial e menos parSCIal.

    Oberti!
    Onde fui parcial?
    Deplorei os excessos de ambos os lados.
    No Sala, infelizmente, o bate-boca está virando regra…
    abs
    TC

  • Paulo Roberto Carbonera diz: 1 de junho de 2012

    Thedy,
    A massa gremista se comporta como seus piores líderes, como o Cacalo. Cacalo é um sujeito cínico, arrogante e desrespeitoso Ele não sabe perder (no pior sentido) e não tem um pingo de elegância. É incrível que participe de um programa como o SR da RBS.

  • Oliveira diz: 1 de junho de 2012

    Olha, deixei de ouvir a Sala de Redação, motivado por não suportar as colocações do Sr. Cacalo, que são de baixo nivel, não sei com a Rádio Gaucha, permite um cidadão deste quilate em seu programa, as vezes tenho vontade de ouvir, mas quando me lembro que terei que escutar este cidadão falando, declino imediadamente, até a voz dêle carrega uma antipatia sem par. E em tempo parabéns pelo teu comentário.

  • Ricardo R. diz: 1 de junho de 2012

    Manter o nível SEMPRE é BOM!
    O problema é que muitos não conseguem, um ex. disso é o “sr.” Cacalo, que repetidamente faz declarações lamentáveis…ocorre o mesmo com aulguns colorados…
    Normalmente isso se da para desviar a atenção em relação a incompetencia e outros atributos/sentimentos menos nobres.
    É uma mostra do estágio de evolução do ser humano, do que ja aprendeu e consegue compartilhar com os demais!
    Sds. Coloradas!

  • Bernardo diz: 1 de junho de 2012

    Mas o q mais esperar de um cara como o Pelaipe, mó pinta de administrador de boteco??
    Tomara que fique pra sempre no Grêmio junto com o Odone… continuará dando alfinetadas, falando bobagem e títulos q é bom, nada.

  • Joao Luis diz: 1 de junho de 2012

    Thedy, sou gremista e apoio a tua atitude. Muito bom o texto e infelizmente, temos que conviver com o senhor Cacalo no Sala. Acho ele inoportuno na maioria das vezes e acaba por incitar a violência desmedida por parte da nossa torcida.
    Infelizmente, a nossa rivalidade é doentia e reflete a cultura gaúcha de desunião! Sempre se ouviu em ser chimango ou maragato, PT ou PMDB, Grêmio ou Inter, a Favor ou Contra alguma coisa, nunca há o espaço para o dialogo como tu estas fazendo e ainda cheio de ressalvas para que os demais não o xingue…dificilmente há coesão entre o povo gaúcho e isso esta enterrando o nosso Estado.
    Perdemos receitas importantes com patrocinadores, pois esses têm SEMPRE que dividir entre DOIS times o investimento em futebol, a fim de não ver suas vendas minguarem…triste, muito triste! A quem fique feliz com essa rivalidade e se orgulhe quando dizem que é a maior do país. Eu me orgulharia se fossem outros feitos mais importantes à sociedade gaúcha, do que uma rivalidade desmedida!

    Saudações Tricolores!!

    Valeu, João!
    Abs
    TC

  • Rafael diz: 1 de junho de 2012

    É verdade Thedy! Bastava ele dizer que teria interesse ou não no jogador, não há problema nisso. Esse Pelaipe é realmente pisou na bola e o Cacalo também. Só pergunto se algum jogador sairia do Inter pra jogar no grêmio? O Inter é uma vitrine e que o grêmio pela atual situação, graças a suas ultimas direções, não consegue ser. Não estou falando da torcida, que fique claro, que aposto que gostaria de ver o seu time em situação melhor. Melhor sorte com as palavras a esse babaca do Pelaipe!

  • Marco diz: 1 de junho de 2012

    Não serei grosseiro pq tu disseste q haveriam gremistas agressivos, mas sim pq não sou grosseiro e, além disso, é a 2ª x q me permito comentar aqui: em ambas, fostes coerente … abs, e q rivalidade fique apenas no jogo do campo.

    Valeu, Marco!
    Abs
    TC

  • Matheus Andre Kolling diz: 1 de junho de 2012

    Thedy,

    Como sempre, tu foi perfeito em suas colocações! Acho que antes de tudo, a civilidade e moralidade devem prevalecer. Esta chacina de criticas ao nosso inter precisa terminar, pois isto nao agrega em nada a nossa rivalidade, somente gera violencia.

    Abraço

  • Marcello Tumelero_SC diz: 1 de junho de 2012

    Sou colorado e estou contigo pois é assim que me porto no assunto futebol.
    PENSO QUE FOI PERDIDA UMA OPORTUNIDADE ÍMPAR: A CONSTRUÇÃO DE DOIS ESTÁDIOS NA REGIÃO ONDE ESTÁ SAINDO A ARENA UM EM CADA LADO DA RODOVIA, UM AZUL E UM VERMELHO PULSANTES EM LUZES DE LED LADEADOS POR DUAS ESTÁTUAS SE ENFRENTANDO DE 40 METROS DE ALTURA VESTIDAS COM A CAMISA DO TIME E UMA BOLA BRANCA SITUADA EM MEIO AS VIAS DUPLICADAS DE ONDE SAIRIAM AS PESSOAS QUE VIESSEM DE TREM PARA TER ACESSO DIRETO AO PÁTIO DO SEU TIME POR VIA SUBTERRÂNEA. TODO ESSE CONJUNTO DEVERIA ESTAR 10 METROS DE ALTURA ACIMA DO NÍVEL DA RODOVIA E NESSE ESPAÇO FICARIAM OS ESTACIONAMENTOS.

    SERIA A ÚNICA CIDADE NO SISTEMA SOLAR A TER DOIS ESTÁDIOS DE DOIS CAMPEÕES DO MUNDO DISPOSTOS LADO A LADO E HAVERIA TURISMO PERMANENTE. IMAGINE CHEGANDO EM POA, VINDO DE CANOAS, NO ANOITECER E AVISTAR AS LUZES ESTILO ALIANZ ARENA PULSANDO SERIA DE ARREPIAR.

    TENHO OUTRAS IDEIAS E A CERTEZA DE QUE ELAS SÓ SERVEM PARA MIM.

  • Ariano diz: 1 de junho de 2012

    Thedy, meus parabéns. Espero que um dia se crie alguma espécie de “Ficha Limpa” do futebol para eliminar algumas dessas figuras ultrapassadas.

  • Ariano diz: 1 de junho de 2012

    Thedy, meus parabéns. Espero que um dia se crie alguma espécie de “Ficha Limpa” do futebol para eliminar algumas dessas figuras ultrapassadas.

  • Jorge Robson Dias diz: 1 de junho de 2012

    Thedy, com tudo o que tu já presenciastes, ainda estranha certos comentários vindos daqueles lados. E outra, dá para perceber, nos últimos 12 anos, que o Inter é um clube desorganizado.

  • Adroaldo diz: 1 de junho de 2012

    Thedy, já era tempo de alguém levantar uma bandeira de paz, compreensão, entendimento, uma alma civilizada nestes conturbados tempos. É possível ver que a pessoa que simpatiza com o outro clube não é inimigo, afinal todos pensamos diferentes. Para que a tua excelente idéia se propague é importante que os simpatizantes, ajudem a divulgar e a incentivar o respeito entre todos. Eu acredito no ser humano e na mudança positiva que uma atitude como esta pode causar. Abraço

  • Pedro Costa diz: 1 de junho de 2012

    Em tese, concordo. Mas vale lembrar que no caso citado as manifestações do Pelaipe foram uma RESPOSTA ao Fernandão. Ninguém tinha falado no Grêmio nessa história até ele fazer um comentário escorrendo maldade. E sobre os comentários do Cacalo no Sala, concordo 101%. Dá vergonha de ser “representado” por ele. Só me causa estranheza não citares, na mesma linha, o histriônico, gritão e ignorante Kenny Braga, que faz a mesma coisa sempre.

    Pedro!

    Como eu disse em outro comentário, falei do Cacalo pq creio que sua voz tem mais peso na torcida por ter sido dirigente.
    E concordo contigo quanto aos excessos do Kenny.
    Mas, sinceramente, acho que o equilíbrio numérico do programa tende para o Grêmio…
    Abs
    TC

  • rudinei rodrigues pedroso diz: 1 de junho de 2012

    they eu lendo o seu comentário eu gostei muito eu sou colorado mas nunca ofendi clube nem um nem mesmo o gremio pois na minha familia tem torcedor vermelho e azul e quando tem grenal sempre assistimos junto perdendo ou ganhando a vida tem que continuar sem afensa para ambos os lados

  • Milton diz: 1 de junho de 2012

    Valeu Thedy, se eles (os dirigentes) não dão o exemplo vamos nós começar a incentivar a paz entre os torcedores, torcer sim mas sempre com respeito.

  • Milton diz: 1 de junho de 2012

    Valeu Thedy, se eles (os dirigentes) não dão o exemplo vamos nós começar a incentivar a paz entre os torcedores, torcer sim mas sempre com respeito.

  • Aloisio diz: 2 de junho de 2012

    Acredito que somos um dos estados mais civilizados e sempre nos orgulhamos disso deveriamos por em pratica também em nossa rivalidade sendo a mesma sempre sadia e nunca pessoal pois nossos clubes são grandes porque os dois existem.um apelo de um Colorado de colorado.

  • Flávio Internacional diz: 2 de junho de 2012

    Não é a toa que o grêmio não ganha mais nada ,pois seus dirigentes se comportam como torcedores, se importam mais em tocar flauta nos colorados do que com os problemas do seu próprio clube , para esses problemas eles preferem achar outros culpados como o próprio Inter e assim fazer média com os seus torcedores ,isso funciona , isso burla a sua incompetência mas os problemas continuarão , particularmente acho que quem ocupa um cargo desses tem que ter um comportamento extremamente profissional ,não pode ser passional para tratar de certos assuntos ,flauta tem que deixar para a torcida ou então vai ser só torcedor. Grande Thedy

  • Igor diz: 2 de junho de 2012

    Bah Thedy mas tu te estressar com os xiliques desde cidadão também é muito mirim né?
    O Sr. Paulo Pelaipe vive desse tipo de polèmica. Até porque se ele vivesse dos títulos que traz para o Grêmio morria de fome.

  • Carlos Eduardo diz: 2 de junho de 2012

    Está mais do que na hora de INTERNACIONAL e GRÊMIO darem um verdadeiro show de rivalidade com civilidade. A rivalidade e a paixão desmedida sempre foi uma preocupação minha. Amigos brigam por conta dos times e isso não se justifica e não tem explicação. Vamos torcer ardorosa, apaixonada e incansavelmente por nossos times, mas sempre mantendo a civilidade acima de tudo. Podemos comemorar nossas conquistas e até “tocar uma flauta” sadia pelo fracasso do rival, pois faz parte do jogo, mas, em hipóese alguma, vamos deixar a nossa rivalidade virar inimizade, pois somos maiores que isto. Tanto o INTER quanto o GRÊMIO são amados por uns, mal quistos por outros, mas SEMPRE respeitados por todos. O Brasil inteiro nos respeita e nos admira enquanto clubes, times, história e torcidas. Se os gaúchos são um povo com riqueza de cultura, educação e espírito – e eu sei que são – vamos dar uma aula de civilidade a todo o país. Para que isso ocorra, precisamos aprender o limite da brincadeira e da falta de respeito, do bom gosto e do mau gosto nas coisas que são ditas e repetidas. Para um torcedor, não há paixão maior no seu coração que o seu time de futebol. Vemos amigos que brigam, famílias que se desentendem, amores que se desfazem, pais e filhos que não se querem, mas jamais veremos um torcedor abandonar o seu time do coração por conta de uma derrota ou de uma pessoa, seja ela quem for. Falar de algo que amamos incondicionalmente, é tentar nos ferir de morte. Por isso, precisamos ter comedimento e senso do que dizemos e fazemos. É um exercício que precisa ser feito todos os dias para que o futebol e o Rio Grande do Sul sejam fortalecidos com a rivalidade e não diminuidos por ela. Sou gaúcho e COLORADO apaixonado que mora no Rio de Janeiro e peço, humildemente, a todos os torcedores de INTER e GRÊMIO, dirigentes ou não, que mostrem o verdadeiro tamanho das suas grandezas. Parabéns ao Thedy pelo post.

  • lindomar diz: 2 de junho de 2012

    Thedy, tens razão quanto a esta rivalidade feroz. \porque eu sou daqueles que iamos a um grenal todos juntos, só nos separavamos lá no estádio. Depois do jogo voltamos juntos com aquela gozação até nos empates. No Caso de vitória deste ou do outro, serviria de gozação por vezes de semanas. Tudo numa boa. Hoje o fanatismo tem criado sérias consequencias. As vezes, entre, torcedores grenal, ainda comentamos: porque não construiram um estádio para 100.000 torcedores,para que a dupla ou mais times pudessem explorarem tal como o maracanã, mineirão e outros com ajuda de governos estadual, municipal e até do governo federal liberando impóstos. Gremio e Inter, construiriam apenas os CTs. O que é que adianta fazer campanhas para 150.000 ou 200.000 sócios se os estádios atuais não comportam 60% dos sócios ?
    Obrigado.

    Lindomar!

    Muito boa essa sua lembrança de quando saímos de um GreNal com as torcidas lado a lado, fazendo uso da flauta sadia…
    Bons tempos de civilidade e não menos amor aos clubes.
    Abs
    TC

  • lindomar diz: 2 de junho de 2012

    Thedy, tens razão quanto a esta rivalidade feroz. \porque eu sou daqueles que iamos a um grenal todos juntos, só nos separavamos lá no estádio. Depois do jogo voltamos juntos com aquela gozação até nos empates. No Caso de vitória deste ou do outro, serviria de gozação por vezes de semanas. Tudo numa boa. Hoje o fanatismo tem criado sérias consequencias. As vezes, entre, torcedores grenal, ainda comentamos: porque não construiram um estádio para 100.000 torcedores,para que a dupla ou mais times pudessem explorarem tal como o maracanã, mineirão e outros com ajuda de governos estadual, municipal e até do governo federal liberando impóstos. Gremio e Inter, construiriam apenas os CTs. O que é que adianta fazer campanhas para 150.000 ou 200.000 sócios se os estádios atuais não comportam 60% dos sócios ?
    Obrigado. é a primeira vez que comento neste teu blog, podes conferir.

  • Alvaro diz: 2 de junho de 2012

    Então, sou gremista e só li teu post porque o resumo me chamou a atenção.

    Como você pediu no post, venho avisar que se você comenta que o Cacalo faz insinuações agressivas ao Internacional.. o Kenny não fica atrás não. E a propósito.. eu acho que o mesmo tem uma mania incorrigível de ironizar aos berros qualquer atitude ou fato histórico do Grêmio.

    Já pensaste em ir no programa.. e ao vivo conversar com ambos sobre isso? Aproveitando da enorme audiência do programa… que tal?

    Um exemplo da civilidade entre a dupla é o Guerrinha. Mesmo sendo colorado considero muito boas as colocações e os comentários dele. Sempre num bom nível.

    Mas enfim.. a verdade é que concordo contigo. Porto Alegre poderia pegar exemplos de cidades como Milão ou Munique.. mas prefere a selvageria de Bueno Aires ou São Paulo. Uma pena.

    Olá Álvaro!

    Valorizo mais a atitude do Cacalo por ele ter sido dirigente. Penso que suas palavras tem maior peso na torcida.
    Quanto ao Kenny, também não gosto nada de sua gritaria… Prefiro quando ele está calmo.
    Abs
    TC

  • paulo diz: 2 de junho de 2012

    Thedy tenho orgulho de ser colorado e ter um representante como vc sendo a voz da razão, além de ser teu fã desde o inicio de sua trajetória. Concordo com o que comentas e quando falas do sala de redação fico satisfeito pq de há muito tempo deixei de ouvir este programa cujo era ouvinte diário devido a forma desrespeitosa que o Sr. Cacalo se refere ao Internacional desrespeitando sua torcida. Esperava que com a entrada do Pedro Ernesto a coisa melhorasse mas parece que este Sr. ficou mais destemperado ainda. Ouvi um programa em que ele gritava atitude que não condiz com a qualidade deste renomado programa. Espero que realmente algo seja feito e que daqui de Florianópolis possamos testemunhar uma rivalidade saudável. Grande Abraço.

  • paulo diz: 2 de junho de 2012

    Thedy tenho orgulho de ser colorado e ter um representante como vc sendo a voz da razão, além de ser teu fã desde o inicio de sua trajetória. Concordo com o que comentas e quando falas do sala de redação fico satisfeito pq de há muito tempo deixei de ouvir este programa cujo era ouvinte diário devido a forma desrespeitosa que o Sr. Cacalo se refere ao Internacional desrespeitando sua torcida. Esperava que com a entrada do Pedro Ernesto a coisa melhorasse mas parece que este Sr. ficou mais destemperado ainda. Ouvi um programa em que ele gritava atitude que não condiz com a qualidade deste renomado programa. Espero que realmente algo seja feito e que daqui de Florianópolis possamos testemunhar uma rivalidade saudável. Grande Abraço.

  • Heloísa Pires diz: 2 de junho de 2012

    Gremista não prega prego sem estopa!…Já viste como o gremista elogia o Guerrinha? E o Guerrinha não é nenhum Ruy Carlos Ostermann em gentileza!..O Guerrinha diz até impropérios. Mas somente contra o Internacional. Por isso, os gremistas o admiram. Repito: o Guerrinha está comprometido com a torcida do Grêmio porque se preocupa muito em demonstrar uma imagem de “imparcial”!…Jamais ele vai defender o Inter e os colorados, mesmo que esses tenham razão, porque senão ele perde essa metade azul de admiradores!…Eu prefiro enfrentar o Cacalo e o Sant’ana porque saberia me defender, do que estar ao lado do Guerrinha, um grandissímo hipócrita!…Esse é que é o verdadeiro inimigo!

  • oscar lupattini diz: 2 de junho de 2012

    Pelo visto a minha opinião é da maioria das pessoas descente, não ouvem o sala de redação pelo mesmo motivo!!!! falta de respeito desse cidadão chamado Cacalo. esse individuo deveria ser banido de qualquer programa de qualquer assunto…. deploravel…

  • Aline diz: 2 de junho de 2012

    Thedy, questionaram tua imparcialidade, mas o teu Blog não é blog gigante?Logo, tens que ser parcial, pois és colorado. Parcial, não derespeitoso com o gremio.
    Concordo que os colorados ja não ouvem mais o sala de redação pois só tem gremistas.Com o david junto, que é gremista, o guerrinha passou para o outro lado para garantir alguma coluna esportiva na ZH ja que o david alem de gremista é chefe dos esportes da ZH.
    Mas toda essa rivalidade é a RBS que estimula para ter noticia e para prejudicar o Inter ja que o patrão da RBS é conselheiro do gremio e tem participação na OAS.

  • Joao Carlos diz: 2 de junho de 2012

    Gostei muito do post. Não escuto o sala de redação, portanto não vou comentar sobre este ou aquele que falam ou berram besteiras ou não como muitos comentaram. Eu concordo plenamente que a rivalidade deve continuar, mas de forma saudável. Sou Gremista, tenho amigos Gremistas e Colorados (Cruzeirenses, São Paulinos, Corinthianos, Coxa Branca, Atletico Paranaenses, entre outros também). Almoçamos juntos, vamos pescar juntos, fazemos gozações quando do fracasso dos outros, mas a amizade e civilidade vem acima. Acredito que se os dois times, Gremio e Inter, fossem um pouco (só um pouco) mais unidos, seria muito benéfico para ambos e para fortalecer o futebol do RGS. Só como exemplo e sugestão, nos juniores do Gremio, sobram volantes. No Inter, atacantes.. porque não fazem uma parceria e cedem, emprestam, trocam jogadores, para fortalecer as bases, sendo que o detentor mantem 70% do jogador e o outro 30%?
    Outra sugestão: Voce me parece um cara lúcido e sensato. O Cagé e a turma do blog tricolor, também. Porque voces não iniciam uma campanha de civilidade entra as torcidas, começando dentro da RBS, veículo de comunicação de alto envolvimento com a sociedade Porto Alegrense e Gaúcha? Quem sabe fazer uma vaquinha, onde cada torcedor pode doar R$ 1,00 para um número telefonico específico (um para Gremistas e outro para Colorados), ver quem doou mais, e tocar flauta durante o período da arrecadação. Este dinheiro pode ser usado em campanhas para reduzir a violencia no futebol ou até mesmo em campanhas filantrópicas, ajudando necessitados, melhorando a educação (comprar uns lap-tops ou computadores e doar para escolar menos favorecidas não custa muito)… Tem muita coisa que pode ser feita de positiva em cima da nossa rivalidade.

    Um abraço,

    João Carlos

  • valdecir diz: 2 de junho de 2012

    Thédy , este sr. Pelaipe é um folclorico do futebol , no Fortaleza foi um fracasso e no Gremio tambem , nao ganhou nada como diretor

  • Gibran diz: 2 de junho de 2012

    Esse comportamento belicoso teve origem em 2006, após o Inter ser campeão do Mundo.
    Na decada de 1990, os colorados aguentavam quietos a grande fase do Gremio.
    Porém, o Inter, ao conquistar o Mundo e ultrapassar o Gremio em grandeza, motivou nos gremistas um sentimento de extrema agressividade. Eles sempre tinham o tal slogan Hitleriano NADA PODE SER MAIOR. Ridiculamente, ainda usam esta besteira, agora intitulando a Arena como a MELHOR E MAIOR ARENA DA AMERICA LATINA. Essa megalomania sai do presidente fanfarrão, passa pelo Pelaipe( o da caixa economica) e encontra grande acolhimento no ex-presidente frustrado que berra dia-a-dia no Sala de Redação.
    Eu tenho certeza que não escrevi besteira, nem fui injusto.
    A rivalidade extrema e psicotica tem origem no Gremio, pelas razões que expus acima.
    Sanatan, ao dizer que o Inter nunca teve craques do naipe de Ronaldinho e Renato, diz uma besteira sem precedentes.
    Renato saiu corrido do Gremio, jogou bem meia duzia de jogos. Vai querer comparar com Falcão?
    E Ronaldinho? O que ele fez pelo Gremio, alem de ganhar um Gauchão de 1999 dando balãozinho em Dunga?
    Eu digo: a megalomania gremista não tem fim. É algo para deixar qualquwer psiquiatra em transe.
    Abraços TC.

  • marcelocampeaodetudo diz: 2 de junho de 2012

    Excelente colocação, mas só lembrando que a coisa começou a ficar pior a partir de 2006, quando ganhamos tudo que era possível. “ELES” não estavam preparados para isso, foram “DOUTRINADOS” a achar que só o Grêmio ganhava títulos. A “ARROGÂNCIA” está “ENRAIZADA” no fundo da alma gremista. Quem sabe, começando agora uma campanha por mais civilidade, as próximas gerações possam sim ser RIVAIS e nâo INIMIGAS. SAUDAÇÕES COLORADAS, CAMPEÃO DE TUDO!

  • André – Gremista diz: 2 de junho de 2012

    Seu comentário é perfeito, essas declarações do Pelaipe só mostram como o meu time é dirigido de forma amadora. É certo que não existem santos no futebol, se hoje o Grêmio se interessou por um atleta terminando seu vínculo com o Inter, amanhã será o inverso. Sinceramente, se é pra se interessar por alguém colorado, que seja pelo D’Ale… brincadeira. Abraço.

  • paulo andré diz: 2 de junho de 2012

    Difícil manter um convívio pacífico em se tratando de dupla grenal, há o fator emocional, a rivalidade sempre enaltecida pela imprensa, mas acho que comparado a outras praças somos bem civilizados! Mudando de saco prá mala, qdo os dirigentes do Inter vão contratar! Não iam anunciar alguém nesse fim de semana? Pelo jeito vamos passar pelo brasileirão sem o elenco completo, igual a Libertadores! Daí não vamos longe!

  • Douglas Bizotto diz: 2 de junho de 2012

    Excelente post, parabéns. Gostaria de ver em um próximo sua opinião sobre os “Executivos” da Dupla, Fernandão e Pelaipe. Acho bastante discutível essa questão de profissionalização, pois são muito bem remunerados mas tomam atitudes e fazem declarações totalmente amadoras que em nada contribuem para a civilidade que tu bem defendeste no post atual.
    Abraço.

  • Cristiano diz: 2 de junho de 2012

    Ola, bom post mas eh tradição lermos posts colorados falando de coisas negativas gremistas e vice-versa. sou gremista e tenho muitos amigos colorados, ouço eles falaram muito de gremistas chatos, assim como vejo muitos colorados chatos. É mais facil ver os defeitos dos “amigos rivais”. Assim temos diretores e reportes ruins e errados em ambos os lados.
    Agora sobre o caso Sandro Silva, espero que o gremio esteja apenas inflacionando o valor dele ao mostrar interesse. Tenho certeza que ele vai ficar no inter, mas ajuda inflacionar e fazer com que o inter pague mais do que queri só para não perde-lo par o gremio….assim como o inter fez com o gremio no caso gabriel….estamos com este abacaxi caro devido ao inter ter manifestado interesse quando então o gremio renovava com ele junto aos gregos. Se sandro silva se tornar o gabriel do inter no futuro….entao estaremos quites!

  • Guiovanni Bilher diz: 2 de junho de 2012

    Infelizmente, a ignorância sempre vai existir no futebol, dos mais “estudados ” aos menos. Acredito que somente com leis mais severas aos baderneiros as declarações , como a do senhor Pelaipe, não terão motivos para serem temidas com relação a criar um clima de violência.

  • Fernando diz: 2 de junho de 2012

    Parabéns, sou gremista e concordo. O fanatismo é uma ignorância. Dirigente não pode ser fanático, e, se for fanático, deve mantê-lo em silêncio. Quando se fala com a massa deve-se manter a educação, dar o exemplo. Sou Gaúcho, mas moro no MT e fico preocupado quando vejo essa rivalidade transformar o torcedor em ignorante. Acho que o RS deveria cada vez mais educar os torcedores, o que vejo não condiz com a cultura e anseios do gaúcho. Infelizmente. Parabéns pelo post.

  • André diz: 2 de junho de 2012

    Thedy, sou gremista e estou 100% de acordo com você. Os dois grandes times gaúchos cresceram em grande parte devido à rivalidade. Mas uma rivalidade que deve se manter dentro daquilo que ela tem de positivo: a constante busca pelo crescimento, buscar ser sempre melhor e, consequentemente, ter condições de disputar em condições de igualdade contra os times de São Paulo e Rio de Janeiro, que tem um poderio financeiro muito grande. E para mantermos a rivalidade de maneira civilizada, esse pensamento deve começar pelos dirigentes. São dois grandes clubes e, infelizmente, nesse momento, os dirigentes do Grêmio não refletem essa grandeza.
    Grande abraço.

  • Matheus diz: 2 de junho de 2012

    Vcs estão atirando nos parcipantes errado, o pior de todos, o que realmente incendeia o programa é o pernicioso e malicioso David Coimbra, tipico sujeito que bate e esconde a mão, em todo o caso…!!! Parabens pelo post Thedy, excelente tuas colocações, só não sei até quando vão permitir que vc siga falando a verdade e cutucando nas feridas, vejo duas hipoteses, ou vão te elevar ao posto de representante colorado em diversas programações da casa, ou… vão te chamar na mordaça!!! Aguardemos!!!

  • wagner Cousen diz: 2 de junho de 2012

    Sempre fui fã do sala de redação…não perdia um! Depois da chegada do Cacalo está impossível escutar. Ele é desrrespeitoso, arrogante, dissimulado…ele destorce a informação para seu benefício no debate. Assim como eu, conheço vários que largaram de mão para não se estressar mais.

  • Antônio Fitzgerald diz: 2 de junho de 2012

    Sobre o programa Sala de Redação eu gostaria de pedir permissão ao autor, Luiz Felipe, para transcrever o desabafo espetacular que ele publicou no teu post anterior.

    Gostaria de uma atitude objetiva do clube visando amparar sua imagem. Não é possível que a “liberdade de imprensa” proteja ofensor que não é jornalista.

    Lá vai o texto para quem não leu:

    “É impossível que se continue aceitando a detestável, omissa e incompetente representação do clube no programa sala de redação da rádio gaúcha. Não existe colorado que se sinta bem representado no programa, porquanto contamos com apenas um defensor folclórico, ético e desinformado lutando contra três representantes astutos, maliciosos e muito ativos do Grêmio.
    O tom da corneta e das ofensas não está padronizado para os dois lados. A rivalidade é tratada de maneira ofensiva pelo lado dos gremistas (incluindo o Davi Coimbra) e extremamente amistosa do lado colorado. A flauta e a corneta são válidas. O excesso e a mentira não. Alterar fatos e interpretar maliciosamente as coisas não contribui em nada para o programa. Nocaute malicioso no clube rival sem qualquer reação dos debatedores do Internacional não acrescenta. Pelo contrário, é tiro no pé. É fuga de ouvintes. É criar asco em quem acompanha.
    Já seria difícil debater sozinho contra três representantes do rival (sendo um enrustido, Davi Coimbra, que é extremamente ativo e malicioso). Mais difícil ainda é realizar tal debate lutando de maneira ingênua, ética e totalmente desinformada.
    A entrada do jornalista David Coimbra representou uma migração de colorados ouvintes. Causou asco, nojo e revolta em todos os colorados com o mínimo de inteligência. O referido cidadão faz tabelas diárias com o ex-dirigente gremista. As coisas do Internacional são tratadas e referidas sob um viés negativo. “O Inter quase perdeu para um time do Egito no Japão”. Não é a vitória contra o Barcelona que serve de referência. A referência é sempre o lado negativo. É a quase derrota. O ilustre jornalista tem a capacidade de dizer sem qualquer contestação que o recém-chegado Fernando é melhor que o multicampeão Guinazu. Jonas é melhor que Damião. Carlos Miguel é jogador completo. Os jogos do Grêmio e os ex-jogadores do clube são tratados como épicos e inigualáveis. O cara equipara os times por causa de resultado em grenal. Até informações erradas são ditas sem qualquer contestação ou retratação. “O Grêmio fez cinco no Palmeiras do Luxemburgo, Edmundo, Evair, etc”. Não aparece ninguém para dizer que o técnico era o Carlos Alberto Silva e os referidos jogadores não jogavam no Palmeiras. Todos os argumentos e participações do referido cidadão são contrárias ao Internacional. São balões inacreditáveis e chutes estratosféricos visando defender o Grêmio. O caso do estádio é exemplo gritante. Falou que o Inter entregaia mais para a construtora do que o Grêmio (qualquer pessoa sabe que não). Falou em placas de publicidade da Arena (Koff detonou ao vivo dizendo que tudo era da Globo). Falou que no caso do Grêmio não tem dinheiro público envolvido (e o terreno doado?). Detonou a Dilma com uma revolta inexplicável por conta da ajuda que deu ao Inter.
    Não precisa maliciar tudo e tentar mudar fatos para ganhar um debate. Vários assuntos do Internacional são tratados de maneira maliciosa e ofensiva. O clube é chamado de sequestrador, pirata. O estádio é chamado de remendo. Jogador que chama outro de macaco não sabe o que é macaco. Vale tudo para o meu lado e tudo do outro é banditismo. Até as ações trabalhistas do Inter foram escancaradas no programa. Se o nível deve ser baixo ao menos que se padronizem as ofensas. Ao menos que se padronizem os debates asquerosos propostos pelos debatedores gremistas. Em cada assunto do Internacional os ouvintes são brindados com interpretações maliciosas, adjetivos excessivos e ofensas gratuitas.
    Os ídolos gremistas são tratados com honras de herói. Ninguém faz referência a pipocada em GRENAL de 5×2. Ninguém fala em soco nas costas de jogador do Palmeiras. Já os ídolos colorados até de vigaristas são chamados. D’Alessandro foi acusado de inventar proposta da China. Foi acusado de mentiroso, de esperto, de malandro. O Mazembe é lembrança constante e os dois rebaixamentos gremistas ninguém fala.
    Não me venham falar que o Guerrinha representa o Internacional. Não existe ninguém mais isento no programa do que ele. O cara já falou que o time dele é a RBS. Brigou com o Falcão. Não contesta nada que é falado pelos gremistas. Participa omissamente do programa sem qualquer defesa, malícia ou enfrentamento. Se ele quer virar comentarista de jornada que largue a função de debatedor. Vai comentar jogos do Grêmio nas jornadas. Não quero ser representado por colorado que é adorado pelos gremistas. O simples fato de agradar a torcida do Grêmio já é sinal de que não debate nada a favor do Inter.
    Minha reclamação não é nem contra os participantes. Minha revolta é com quem escolhe os referidos representantes. Minha mágoa é com quem faz uma composição em que um clube é representado por uma pessoa e o outro é por três. A representação colorada é pífia e só aceita isso quem é colorado masoquista. É preciso melhorar a representação colorada no programa. É preciso um colorado mais informado, ativo e malicioso para padronizar a coisa. O programa está extremamente parcial e isso é culpa de produtores e diretores.
    É inaceitável a rádio colocar ao vivo flauta de rival no meio da jornada esportiva do jogo contra o Fluminense. É inaceitável jornal colocar corneta em manchete após a derrota “Caiu de pé, mas caiu. ACABOU, ACABOU.””

  • Elio diz: 2 de junho de 2012

    TC:
    Há algum tempo leio seus posts, mas nunca fiz comentários.

    O QUE VOU ESCREVER A SEGUIR NÃO É PRA OFENDER NINGUÉM, É SIMPLESMENTE UMA CONSTATAÇÃO MINHA, É MINHA OPINIÃO SOBRE ESSA “RIVALIDADE GRENAL”!

    ESSA RIVALIDADE RAIVOSA, DOENTIA, AGRESSIVA, SE ORIGINA NA ARROGÂNCIA E NA PREPOTÊNCIA DA GRANDE MAIORIA DOS GAÚCHOS DE PORTO ALEGRE E ARREDORES!

    AÍ, DIRIGENTES, JORNALISTAS, MÍDIA, IRRESPONSAVELMENTE ALIMENTAM E INCENTIVAM ESSA RIVALIDADE! O SALA, DA RÁDIO GAÚCHA E DA RBS, ATRAVÉS DOS ARROGANTES E PREPOTENTES SANTANA, KENNY, CACALO, DAVID COIMBRA & CIA, É O PROGRAMA QUE MAIS INCENTIVA ESSA RIVALIDADE!

    SE QUEREM MUDAR ESSA REALIDADE É PRECISO COMEÇAREM COM A MUDANÇA DE ATITUDE DE FORMADORES DE OPINIÃO: DIRIGENTES DE CLUBES E, PRINCIPALMENTE, JORNALISTAS E COMUNICADORES!

    Essa rivalidade idiota, imbecil, ocorre somente aí em POA e Região Metropolitana. No interior todo mundo, colorados e gremistas, convivem numa boa, sem agressões, sem violência. Inclusive, em dia de GRENAL muitos se reúnem, fazem churrasco, bebem cerveja e assistem o jogo juntos, sem briga, sem agressões! A flauta sempre acontece, mas é só flauta, gozação, sem ofensas, sem raivosismo!

    Abraço…

  • cleber diz: 2 de junho de 2012

    Concordo plenamente com vc, alhás acho seus comentários muito bons…quanto ao sr gremista, que não vou falar o nome chega ser chato para não dizer outra coisa, quando este homem pega para falar e pior para manter sempre em panos quentes ninguém se contrapões a altura desse sr. O seu david agora no programa, já mostra bem a sua cara…se diz imparcial mas todo assunto de crítica quando é voltado ao inter é sempre manifestado por ele, por quê? Acho o keni fraco, o guerra por ser comentarista tem que ser mais tranquilo, então que a rbs traga o Zachia que esta na band, esse vai fazer frente a estes “srs”. Ou quem sabe, vc!

  • Cezar diz: 2 de junho de 2012

    A soberba e a arrogância sempre foram características de uma ampla maioria da torcida gremista. Sempre foi assim. O Pelaipe saiu aos tapas em Curitiba, no aeroporto Afonso Pena, com um ex-diretor do Atlético Paranaense. Cenas pastelão. O Renato Portalupi falava um monte de asneiras contra o Inter. O atual presidente do grêmio é de uma arrogância muito escrota. Seu posicionamento quando a conversação entre a AG e o INTER estava emperrada foi uma amostra de como atuam essa atual diretoria. E agora contam com a cereja do bolo que é o Sr treinador mais balaqueiro do Brasil. Tudo para tornar essa agremiação como sempre foi. Apesar de repetirem a performance dos últimos anos, ou seja, colhem só fracassos, ainda comem carreteiro de carne de pescoço e arrotam estrogonofe!

  • Felipe C. diz: 2 de junho de 2012

    Grande comentário!
    Cara, venho falando faz muito tempo nisso.
    O Sala de Redação ficou impossível de ser ouvido quando o “isento” Lauro Quadros foi alçado ao posto de mediador.
    Compreendi depois de anos o motivo das suas brigas com o professor Ruy.
    O Lauro é o mais gremista, mais até que o Cacalo…
    Na sexta-feira eu ouvia o programa e me espantei quando o Cacalo disse para o Kenny ter respeito quando mencionou o caso das “caixas de som” – que é verídico, todo mundo sabe e todo mundo viu, ora bolas.
    Cacalo disse para o Kenny “manter o nível”, “sem ofender”, etc.
    Curioso, pois o Cacalo a todo momento fala em “mazembaço”, “Kidiaba”, “quicar a bunda no chão”, entre outras barbaridades.
    Engraçado: o que ele faz não é baixar o nível…
    Tá difícil de aguentar ele e o Lauro juntos, pois o David até se controla.
    O Kenny tem que gritar sozinho, já que o Guerra é quase que isento.
    Está faltando uma voz mais ativa do Inter no Sala de Redação.
    Abre o olho RBS…
    Parabéns pelo Blog.

  • Felipe C. diz: 2 de junho de 2012

    Em tempo: o sr. Paulo Pelaipe é a maior piada do futebol.
    Sem comentários.
    Relembrando uma historinha do ano passado:
    o comentarista mais gremista do sala de redação disse, ainda em 2011, que o Grêmio teria mais chances que o Inter, em 2012, de ir para a Libertadores de 2013…
    Se é que deu para entender essa salada, me diga se tal comentário não é muita vontade de achar algo de positivo para o seu time do coração?
    Por essas e outras o professor Ruy se enfurecia quando era o mediador.

  • antonio diz: 2 de junho de 2012

    …isto tuDo começou a partir do momento que a gangorra virou pro lado colorado….os torcedores e dirigentes gremista estavam acostumados a ter supremacia em relação ao internacional…vejamos…o inter foi campeão gaucho em 2002/03/04/05/08/09 sem o grêmio ter chegado sequer na final…e em 2011 tomaram uma virada dentro do OLIMPICO (olimpicazzo )…querem fazer do Renato carioca ( que jogou 3 anos no grêmio e pediu para jogar no flamengo..) maior do que Falcao ,que participou da lendária seleção de 82 e é reconhecido no mundo todo como VIII rei de Roma….o Internacional foi campeão mundial em 2006 batendo o poderoso Barcelona ,jogando contra o ex- gremista Ronaldinho ( a corneta do Santana estava pronta em caso de derrota do Inter- haviam liberado o Ronaldinho para ele vencer o colorado )…o Inter foi BI- campeão da Libertadores ( acabando com o apelido Inter-Caldas )… O Internacional é o maior vencedor de greNAL e maior vencedor de campeonato Gaucho…já éramos TRI-campeões do Brasil antes do grêmio ganhar o primeiro título fora do rio grande…somo BI- Recopa e convidados para torneios fora do Brasil ,como copa AUDI…Dubai cup…copa SURUGA ( COMEBOL)… enquanto restou aos tricolores a batalha dos aflitos ,a derrota para o Boca ( nunca vi comemorar derrota )e a derrota do inter para o mazembe…soma tudo isto e a empáfia deste dirigente chinelão chamado. Pelaipe ( que ano passado foi corrido do OLIMPICO pela torcida do grêmio…e é bem conhecido em pelotas desde que era diretor de futsal da equipe trilhotero …) e temos combustão para a mídia ,que sem futebol precisa criar fatos…haja visto os Jogadores que o grêmio já contratou – Lugano,Taison,Sobis,Giuliano,Forlan,Recoba,Alex…tudo para tentar equilibrar a gangorra,já que os times do Internacional são muito superiores ao do grêmio já faz muito tempo…agora mesmo nos temos na seleção SEIS jogadores do Inter ou saídos do Inter ( PATO,DAMIAO,GIULIANO,SANDRO,OSCAR,JUAN …e ainda falta o Nilmar )…e nesta de manter o mercado greNAL equilibrado,estão sempre vendendo e aposentando jogadores do colorado (Indio,guina,Damiao,Dalessandro,Cleber,Bolívar …a ponto de ter ouvido de um …gremista ….que depois do TINGA o Inter tinha que SE LIVRAR do Guinazú- O MAIOR DESEJO DE CONSUMO DO GRÊMIO ele querem que o Inter venda…) sem falar que as vitorias sempre são super- valorizadas no grêmio e quando é o Inter ,sub-valorizadas pela imprensa em geral…passando a idéia que por mais que o Inter ganhe ,NAO merece as vitorias …enquanto que qualquer vitoria do grêmio contra qualquer time pereba é tratado como ÉPICO…agora mesmo só jogaram com babas na copa Brasil – River,ipatinga,Bahia de ressaca …perderam pros reservas do Vasco e ganharam com golzinho de xiripa do Palmeiras ,com um pênalti NAO marcado pro verdao…e a imprensa rasgando elogio ao GFPA…é a questão de mercado…tem que vender zero-hora…fazer matéria na RBS para ambos lados…o grêmio perdeu???…dá-lhe matéria da Arena no outro dia…É ISTO QUE DEIXA A TORCIDA GREMISTA RAIVOSA…o Inter ter retomado a sua grandeza e a hegemonia no RIO GRANDE DO SUL

  • wladimir diz: 3 de junho de 2012

    nao pode esquecer q isso tudo começou com o fernandao plantando informaçao de conduta duvidosa sobre a direçao do gremio.

    se o fernandao ficasse de boca fexada nao haveria tanto mimimi sobre o sandro silva.

    procurem a causa e nao os motivos.

  • JOJO BORGES diz: 3 de junho de 2012

    Mas meu caro…..prá que esta preocupação com este ex time grande ??? Um direção incompetente que contrata 20 jogadores para uma temporada não merece nossa preocupação !!
    Vc acha que se um jogador tivesse proposta de jogar nos 2 clubes hoje, escolheria o Grêmio ?? Mas é claro que não !!!

  • Luiz diz: 3 de junho de 2012

    O pior falastrão gremista chama-se Cacalo e fala TODOS OS DIAS no sala de redação, sempre denegrindo o Inter.
    Ele dá risadas quando falam do salário do D’Alessandro, mas nada comenta sobre o do Kleber (gladiador) que é do mesmo patamar, sugerindo, com suas risadinhas irônicas que o Inter é mau gerenciador. Ri das propostas de contratações do Inter e exalta as qualidades das contratações do Grêmio. Isso foge completamente da corneta.
    Corneta é zoar o adversário quando ele perde, mas o que ocorre ali não é isso. Cacalo tenta demonizar o Inter, chamando-o de pirata quando ele próprio, quando foi dirigente, fez piratarias e desonrou acordos.
    Esse é o pior, e tem voz todos os dias no sala de redação.

  • Rodrigo Dal Moro diz: 4 de junho de 2012

    Thedy, na teoria concordo contigo, mas é apenas mais uma represália do Pelaipe, diante de tantas farpas trocadas entre dirigentes colorados e gremistas.

    DEVIAS TER FEITO ESTE POST QUANDO O FERNANDÃO, questionado sobre a sondagem do Grêmio em relação o Sandro Silva, respondeu: “cada um tem seu jeito de trabalhar…”.

    Você acha isso soar amistoso?

    Pelaipe apenas respondeu para demonstrar o “jeito” de cada um trabalhar, como ele mencionou o do Inter.

    Infelizmente, isso não vai acabar, já está enraizado nas nossas gerações, pois sempre terá alguém que cometerá excessos, e acabará virando as bolas de neves que terminam nas brigas já conhecidas…

    -Cacalo e Kenny Braga apenas gostam de discutir, estão no emprego certo e no programa certo…

    Ainda, acho que falta um pouco de maturidade da tua parte para seres RAZÃO, em vez de EMOÇÃO, como formador de opinião…

    O dia que eu ler aqui, e parecer apenas alguém que gosta de futebol que escreveu, e não um colorado, sobre temas decorrentes de outras coisas que não do Inter, serei o primeiro a vir te elogiar…

    Mas, por enquanto…

    E, Parabéns pela iniciativa.

  • Pedro diz: 4 de junho de 2012

    Parabéns, meu caro; comentários assim podem ser o passo inicial de um movimento para acabar com essa rivalidade insana e ridícula; como gremista, desaprovo declarações destemperadas e oportunistas de dirigentes, da mesma forma que condeno declarações abusivas de torcedores; torcida adversária não é o mesmo que inimigo! civilidade tem lugar também no futebol.

  • Ronaldo diz: 4 de junho de 2012

    Entra no sala e pede pro Kenny parar também já que é tão preocupado assim com violência… O engraçado é que Pelaipe e Cacalo foram citados, dois gremistas. Deixa de ser prepotente e arrogante. Por que não falou do D’Alessandro erguendo o caixão azul????? Eu tenho asco daqueles que possuem o dom de escrever para o grande público e fazem péssimo uso da palavra. Esse teu texto é um gerador de discórdia, de violência porque tu és colorado doente. O povo gaúcho é inteligente, sabe discernir o que é correto. Essas encrencas futebolísticas existem a mais de meio século. Tu és um falso moralista!!!!!!! Nessas horas teu coração colorado escreve por ti. Quer paz??? Escreves sobre música ou borboletas em flores, porque com esses teus textos estás tentando o oposto.

  • Paulo Roberto Vanzin diz: 4 de junho de 2012

    Grande Thedy!
    Infelizmente, tive que parar de ouvir o Sala. Já faz um bom tempo.
    Não dá para aguentar o Cacalo e o Keny se provocando diariamente.
    Eles alimentam esta doença que existe no estado.
    Abração!

  • Ed Lekl diz: 4 de junho de 2012

    E o que tu me diz quando o Grêmio vai jogar Grenal no Beira Rio (aconteceu nos últimos 4 ou 5 grenais lá) e por uma milagre falta água somente no vestiário gremista. Questionado a respeito pela imprensa o dignissimo Nobrinho ironiza…”É, isso acontece as vezes, realmente…”. Ah tá, esqueci, os dirigentes colorados são todos uns santinhos e os gremistas são todos malvados…Aham, pode crer mermão!

  • Carlos Alberto diz: 4 de junho de 2012

    Caro blogueiro:

    Vivemos dias de total e absoluta falta de classe, de edução, de civilidade e de cavalheirismo. As pessoas falam o que querem e da maneira com querem.

    Especificamente no caso da nossa rivalidade, que tradicionalmente sempre foi muito forte, está se cada vez mais muito perigosa.

    Quem dera as pessoas lembrassem que futebol é apenas entretenimento, e nada disso que muitos consideram, uma maneira de ofender, constranger e zombar de outras pessoas.

    Sou gremista, torço muito pelo meu time, e tenho obviamente muitos amigos colorados, de quem gosto de “zoar” quando o colorado perde, principalmente para o meu time. Mas jamais confundi as coisas.

    Um abraço.

  • Agenor diz: 4 de junho de 2012

    Ruim é qndo uns caras tipos esse tal de Antonio Carlos (que dever ser um cara muito sofrido ou sofrivel) escreve estas besteiras. O moranguete esquece, que até 2006 o time dele nem aparecia no ranking da Conmebol, enquanto o GRÊMIO já estava ha muuuuito tempo. Faça u esforço e tenta ser parecido com Thedy. Informado, civilizado, decente.

  • cesar pereira diz: 4 de junho de 2012

    Muito bom o comentário do ANTONIO …
    Entendi perfeitamente tua colocação Thedy, acho-a louvável .
    Porém é mais fácil conciliar árabes e judeus do que colorados e gremistas .
    Se tu conseguir êxito na primeira tarefa ganhará nome na história recebendo o Nobel da paz. Se intentares a segunda , será visto no RS ,como o “bundinha” ou “cagão”
    que quer acabar com a única paixão que move os torcedores da dupla GreXnal , que é
    ver o time adversário por baixo,atolado na lama, endividado e sem títulos.
    Futebol é movido por políticos/politicagens (como tudo na vida),administrado por advogados, propagado por imprensas tendenciosas, conduzido por entidades inescrupulosas e conglomerados econômicos vorazes .
    E tú ainda quer que reine a PAZ no meio disto tudo?

  • Gustavo diz: 4 de junho de 2012

    Sou colorado, mas começo a me afastar cada vez mais do futebol. Virou um cabo de guerra…os vermelhos contra os azuis. Tanto gremistas como colorados adoram ofender uns aos outros. HÁ inúmeros valores mais importantes que o time para o qual se torce.
    Concordo plenamente com o gremista João Luiz quando afirma “Infelizmente, a nossa rivalidade é doentia e reflete a cultura gaúcha de desunião! Sempre se ouviu em ser chimango ou maragato, PT ou PMDB, Grêmio ou Inter, a Favor ou Contra alguma coisa, nunca há o espaço para o dialogo como tu estas fazendo e ainda cheio de ressalvas para que os demais não o xingue…dificilmente há coesão entre o povo gaúcho e isso esta enterrando o nosso Estado” ISSO É A MAIS PURA VERDADE, e tem gente que acha que o povo gaúcho é o povo mais culto do país e outras bobagens arrogantes e prepotentes….Esquecem que Cultura não coaduna com violência.
    Um grande abraço aos gremistas e colorados de bom senso.
    Abraço a vc TEDDY…ótimo post.

  • Günther Seibert diz: 4 de junho de 2012

    Pô Thedy, ta começando a ficar difícil de ler todos os comentários, vejo que há alguns comentaristas assíduos, parabéns, é o resultado de um bom trabalho.
    Vou comentar aqui somente sobre o programa da rádio gaucha, sou gaúcho desgarrado dos pampas do Rio Grande do Sul, e sempre ouvia o programa pela net, ouvia para tentar me manter atualizado quanto aos acontecimentos futebolísticos do meu querido estado, mas cheguei a conclusão de que um programa que deveria servir para debater o futebol gaúcho, não apenas da dupla, virou um circo de vaidades onde um quer aparecer mais que o outro e como o argumento é fraco o fazem pelos gritos. Já passa de 1 ano que não ouço mais esse programa, que com a abrangência de público que atinge poderia ter um conteúdo que realmente contribuísse para o crescimento do futebol gaúcho, espero que aqueles que lá apresentam suas vaidades leiam o seu texto e façam uma reflexão a respeito de qual é a real contribuição ao futebol com a atual índole apresentada.
    Quanto à união de forças dos dois clubes em detrimento ao seu fortalecimento é uma questão de simples visão, força política e de mercado se faz com união.
    Um forte Abço.

  • iraldo y castro diz: 4 de junho de 2012

    THEDY, sou gremista, moro em minas gerais hoje. e não costumo me deter em assuntos referentes ao inter, uma porque acho que cada um tem que cuidar do que é seu e sempre com respeito, para que sempre haja o bom senso das partees, me lembro quando as torcidas dividiam os estadios e não havia briga, era simplesmente gozação e que ocorrre hoje é que os exaltados e briguentos tem quem os apoie, os propios dirigentes distribuindo ingresso gratuitamente e viagens e só voltaremos a ver torcedores com familia nos estadios quando acabar este incentivo gratuito e baderneiro, as criticas a dirigentes ou ex dirigentes são para que o foco da ma administração saia de cima deles e para mim um exemplo classico de torcedor e comentarista é o paulo santana, que em toda minha vida nunca vi desrespeitar alguém no futebol eu mesmo hoje não vou a um estadio de futebol porque não sei o que pode acontecer, com tantas brigas, recrimino a todos que usam da lingua e da força para que o futebol se transforme em palco de luta, tanto dentro de estadios e nasw ruas, saudades da rivalidade sadia.abraços

  • Alvaro diz: 4 de junho de 2012

    Sou gremista e concordo contigo, aliás quem me conhece sabe que gostaria que meu Grêmio tivesse gente como o Inter, que sabe contratar e o melhor sabem VENDER e bem um jogador. E não é só o Pelaipe, outro idiota que nós temos é o Cacalo, este “cidadão” cansou de fretar avião pra levar conselheiro pros jogos do Grêmio, de onde vinha o dinheiro?

  • Pedro de Lara diz: 5 de junho de 2012

    Sobre “Beira-Rio tem parte das obras interditada por risco aos operários”.

    Na boa. Na boa mesmo.
    Não fosse a questão rivalidade e o SCI poderia ter tomado uma melhor decisão sobre seu estadio: demoli-lo e construir outro.
    Acho até que dava pra construir um sem derrubar o outro, na área atual de treinamento, evitando ficar sem local para jogar.
    Ainda é tempo, senhores conselheiros. Entrega a Copa, refaz os estudos e a parceria, apresenta um novo projeto e dá para a cidade e para seus torcedores um lugar novo, bem pensado, moderno, valorizando aquela area nobresima.

    Sim, eu sei que o importante são titulos, antes que os mesmos de sempre lembrem.
    Mas para um clube que tem se valido de ousadas estrategias de autopromoção e divulgação, um estadio ‘brand new’ seria uma façanha no minimo de seu tamanho.

    Será que ninguem pensou nisso?

  • Felipe diz: 5 de junho de 2012

    Muito bom o post, também acho totalmente desnecessárias certas provocações.

    Atualmente o comando do Inter tem uma conduta elogiável com Luigi, mas é só lembrar do querido Roberto Sigman pra ver que as provocações não são exclusividade do lado gremista. Com Sigman e/ou Pelaipe incendiando torcedores de cabeça fraca é difícil pedir paz nos estádios.

    Por falar em cabeça fraca, mesmo quando a idéia é uma discussão sadia, parece impossível para algumas pessoas trocar idéias civilizadamente.

    Parabéns pelo post.

  • fabio wagner diz: 5 de junho de 2012

    Thedy, sou gremista e gosto bastante do teu trabalho artistico.
    Concordo contigo em parte, O pelaipe e o cacalo provocam e as vezes faltam com o respeito _ OK _ mas e agora o que falar do ex diretor Roberto S, Keny Braga e outros tantos colorados destemperados…Se for para moralizar que seja trabalho completo, concordas comigo?????

    Fábio!
    Não concordo com a postura do Kenny em muitas vezes, mas ele é jornalista. Creio que o caso do Cacalo e do Pelaipe se torna mais grave por eles serem dirigentes ou ex-dirigentes. Acredito que eles influenciam mais a torcida do que um jornalista.
    Abs
    TC

  • Flávio Internacional diz: 5 de junho de 2012

    O que me deixa tranquilo nessa arrogância toda desses gremistas , é que de tempos em tempos essa arrogância rende uma segunda divisão ! INTER MAIOR QUE TUDO ISSO!!!

  • Alexandre diz: 5 de junho de 2012

    Thedy
    Muito bom teu post, concordo inteiramente. Sou colorado, tenho 46 anos e escuto o Sala de Redação desde os 10 anos, portanto há 36 anos. Já tivemos muita gente boa neste programa, do ponto de vista de jornalismo esportivo: Rui, Ibsen, Foguinho, Cid Cabral, Lauro (remanescente). Já tive várias fases de gostar mais ou menos do programa. Agora vejo coro de muitos ouvintes, colorados e gremistas, reclamando da postura de muitos participantes. Infelizmente, tenho que concordar. Nem vou repetir o asco que nos tem causado a postura de caras como Cacalo. Ele é jornalista (??, não né, é advogado, né). TAmbém não gosto, e nunca gostei do Kenny Braga, acho um cara limitadíssimo, que gosta de berrar, não tem QI prá representar a torcida vermelha. Além de tudo, politicamente é um cara revanchista e amargo, arrogante e pensa que é o arauto da seriedade na política. Numa roda de discussão com qualquer quadro político, de todas as facções, pagaria mico. Ataca o Lauro gratuitamente, que tem uma paciência zen com o mala. O que não é o caso do Santanna, homem inteligente e polêmico, admiro-o pela sua história como gremista e jornalista. Infelizmente, de uns anos prá cá, tem demonstrado que o seu tempo já passou, tem dito muita bobagem, acho que deveria se reciclar, perdeu a finesse do seu humor e tem sido muitas vezes patéticos. Mesmo colorado, muitas vezes começava a leitura de ZH pela sua coluna. Hoje, passo batido. Antigamente gostava mais do Wianey, mas as vezes tá num azedume que contagia. A despeito de algumas críticas, gosto da postura do Guerrinha, o cara é inteligente, vê bem futebol, tem opinião sobre o Grêmio, e toca uma flauta de leve, inteligente, sem ser grosseiro. Outros dois que tenho gostado, e aí não são da RBS, é no JogoabertoRS o Zachia e o Homero Bellini. Sabem debater, tirar onda, sem serem fanáticos, nem agressivos. Davi Coimbra, tinhas uma legião de fãs das tuas crônicas na ZH: inteligentes e criativas, inovando na linguagem, divertidíssimas histórias. Mas quando mostrou a cara no meio futebolístico, desiludiu muita gente, principalmente nós colorados. Davi, volta pros bastidores e recupera o tempo perdido. Tem gente que é assim, é como jogador que dá certo em clube e não dá certo na seleção, que pena. Em suma, o programa tá muito fraco. Passei a assistir ao JogoabertoRS na Band, mas lá também o nível muitas vezes precariza. Hoje temos acesso a crônica do eixo Rio-SP, e confesso surpresa agradável de diversos jornalistas do centro do país que demostram equilíbrio e competência, gosto muito do André Rzek e do Lédio Carmona. abç Thedy, parabéns pelos teus posts sempre muito inteligentes.

  • Marcelo diz: 6 de junho de 2012

    Thedy, de que rivalidade tu estas falando? Nunca vi uma rivalidade unidirecional. Essa de que tu falas só existe dos gremistas em relação aos colorados e muito raramente no sentido oposto. Isso se deve a um fato ocorrido lá em Yokohama, no dia 17/12/2006.
    Nada pode ser maior que a imortal inveja que todo o gremista sente ao ver os títulos do Sport Club Internacional, o Campeão de Tudo.

  • Diego diz: 6 de junho de 2012

    Fala do Cacalo mas não cita, por exemplo, o Kenny Braga no Sala de Redação?

    Quando realmente quiser fazer um post imparcial e respeitável, pense no seu lado da moeda.

    Existe uma infinidade de ações e falas extremistas por parte de torcedores conhecidos e influentes do Inter e de sua diretoria, assim como do Grêmio.

    Uma pena, pois vejo que és um blogueiro/jornalista com boa capacidade de expressão.
    Mas todo o bom-senso e racionalismo que aparenta ter cai por terra com a falta de imparcialidade “real” em suas análises.

    Abraço.

  • pedro diz: 6 de junho de 2012

    Vou dar uma receita pra o pessoal q postou aqui nao se estressar mais quando houve o tal sala de redação. Façam que nem eu; não escutem mais.Pronto.Acabou.Deixem os torcedores do gfportoalegrense curtirem só eles o programa, pq.deve ser mais uma das unicas alegrias q eles tem.Ouvir o cacalo(ecas)falar do INTER. Não sei não mas acho que o Cacalo, na sua infancia, algum colorado deve ter feito mal (ou bem) a ele pra odiar tanto assim o” campeao de tudo”. E quanto ao pelaipe, todos conhecem ele da caixa estadual. Duvido q alguem consiga qualquer coisa ref.ao passado ou presente do Luigi.Ele pode ser devagar quase parando, é um come quieto.Mas é gente muito correta.Esta a diferença dos dirigentes atuais da dupla greNAL: o caracter.

  • Mauro diz: 7 de junho de 2012

    Excelente o post Thedy!! Concordo plenamente com sua colocação, rivalidade faz bem, ajuda a crescer um time, mas não passa disto, o torcedor(NÓS) não ganhamos absolutamente nada com a vitória ou a derrota, é só mais um jogo e não vai afetar minha vida de uma forma contundente, no máximo eu poderei acordar mais feliz por ter ganho ou aborrecido por ter perdido, mas isto passa e a vida segue, a humanidade segue seus passos em busca de conhecimento, aprendizado,….. concluindo gostaria fazer uma colocação em relação a algumas pessoas da RBS,
    CACALO: suas atitudes só fazem aflorar sentimento de raiva em alguns gremistas menos evoluídos em termos espirituais, não possui educação nenhuma.
    KENNY BRAGA: como colorado também não gosto dele, não sabe se defender dos ataques do Cacalo, fica nervoso, perdido, me da pena dele,…..
    GUERRINHA: muito imparcial, excelente jornalista
    e por favor Theddy me diga uma coisa, encarecidamente me responda,
    por que o senhor paulo brito ainda trabalha na RBS, pois de cada dez pessoas que eu conheço e pergunto sobre ele, 9 e meia o acham muito ruim, mas muito ruim mesmo, o tal de feito é ridículo, fora os comentários de ocasião, o fulano ta mal, jogando pouco Maurício, hehehehhehe sai o gol e ele diz eu falei que fulano tem qualidade, e bla bla bla…..
    Abraço

  • Fernando Teitelbaum diz: 8 de junho de 2012

    Excelente comentario. Excelente blog.

    Como sempre uma aula de lucidez pra muitos jornalistas que, seja por clubismo ou despreparo, não conseguem enxergar a grande figura!

  • Rafael diz: 8 de junho de 2012

    Thedy,… isso tem um nome: Amadorismo,…
    O futebol é um dos maiores negócios do mundo, mas ainda é comandado por amadores, que colocam questões pessoais e passionais acima dos interesses da instituição, sem racionalizar seus atos,… com raras exceções,…
    É uma pena, mas não vejo a possibilidade desta situação ser mudada no curto prazo,…

  • ANA POLINA diz: 8 de junho de 2012

    A dor de cotovelo dos gremistas , pesquisem: FIFA OFICIALIZA CORINTHIANS COMO PRIMEIRO CLUBE CAMPEÃO DO MUNDO.

  • JOHNNY diz: 9 de junho de 2012

    O CARA DO ANONIMUS GOURMET NO LUGAR DO CACALO

  • ANA POLINA diz: 9 de junho de 2012

    INTER, único clube gaucho campeão do Mundo. Está no site da Fifa.

  • Samuel diz: 11 de junho de 2012

    Parabéns, Sou Gremista Doente, Gremista não anti colorado, perfeita as tuas colocações.
    A rivalidade é saudável tem que existir, o que não pode é a rivalidae cega e doente. A dupla perde muito dinheiro com isso, vide o exemplo que você deu.

    Imagina um unico estádio para 130 mil pessoas construido a beira do Rio Guaíba, em dias de jogo do Gremio as luzes azuis em jogos do Inter luzes vermelha. Imagina a economia e a grana de arrecadação, poderia a ter ser maior o estadio o maior do mundo, colocaria POA como referencia mundial.

    Mas infelizmente isso nunca irá acontecer.

    abraço.

  • reis diz: 11 de junho de 2012

    a para meu chapa , ta querendo enganar a si mesmo.
    Vou dizer para quem nao sabe
    Futebol , so tem tranbiqueiro , pilantra,politico e pirata
    Voce quer respeito e cooperacao nesse meio?
    ta louco

  • Marcio diz: 13 de junho de 2012

    Thedy,
    Acho que vc poderia fazer um grande favor a nação colorada, ajudar ao Inter viabilizar a contratação de Nilmar.
    Como? Motivando a torcida a contribuir financeiramente para bancar a contração.
    Acho que poderiamos bancar parte do passe de 6 milhões EUR comprando cotas de 100, 200 e até 500 reais para quem pode, bastaria a participação de 50k colorados. E aí??
    Sei que somos o clube do povo, mas sei que temos um contingente de torcedores com condições deste “gasto”, só precisam de motivação e um meio (internet) para faze-lo.

  • Agenor diz: 14 de junho de 2012

    Tua preocupação quanto a civilidade dos torcedores é compreensível. Apenas acrescentaria mais um fato. Se diz que o gaúcho é o povo mais politizado do Brasil. Se isto fosse verdade, os torcedores nos dois estádios gaúchos não cantariam o hino gaúcho durante a execução do hino nacional.

  • Barco Verde diz: 14 de junho de 2012

    CACALO PAROU NO TEMPO E NO ESPAÇO, MELHOR SERIA ENVIÁ-LO PARA MARTE O PLANETA VERMELHO….

  • JUNIOR diz: 16 de junho de 2012

    Prezado Thedy, sou GREMISTA há quase 30 anos, e nunca entrei no blog do seu time, só entrei por que, pois vi o nome do meu time no começo do seu texto. Fiquei espantado com o seu texto, a sua educação e o modo como fez a sua explanação foi brilhante. Obviamente que somos adversários , mas não inimigos. Nunca tinha lido nenhum texto nem aqui e nem em outro blog colorado com tanto equilíbrio, sem ofensas ao Grêmio.Em relação ao podre do Pelaipe e ao imbecil do Cacalo, no lugar de vocês colorados, deveria entrar por um ouvido e sair pelo outro. Dois lunáticos, que não ajudam em nada o meu Grêmio. Vocês deveriam dar graças a Deus desses doidos varridos não estarem aí no Beira Rio. No mais, parabéns pelo texto e boa sorte ao seu time.
    Saudações tricolores, e acreditando no improvável, chegar a final da Copa do Brasil.

  • Mateus diz: 17 de junho de 2012

    Thedy,
    Reclamamos dos políticos brasileiros, porém esquecemos que o povo brasileiro é malandro e adora passar a perna em alguém. Os políticos nasceram no meio desse povo brasileiro, portanto são assim pois refletem a realidade do nosso País.

    O que quero dizer com isso? O mesmo acontece com o futebol. Os dirigentes já foram crianças um dia, nasceram dentro dessa rivalidade doentia e serão doentes por seus clubes até mesmo em cargos superiores… Isso vem de berço.

    Mas que gremista sempre foi chato, isso foi, mesmo quando estavam por cima. É a índole deles, fazer o que…

  • Rodrigo diz: 23 de junho de 2012

    Parabéns pelo texto muito bem escrito e conciente!! Todo o mundo em nossa volta evolui a olhos vistos, somente a paixão nacional que é o futebol, permaneçe parada no tempo.Não há mais tempo a perder, rivalidade é dentro das quatro linhas, fora delas temos que ser parceiros e civilizados para sobreviver aos novos tempos.

  • Vinícius diz: 23 de junho de 2012

    Thedy, tu sabes que o tempo passa e nem tudo fica – o SSILVA que vá atrás da grana de sua vida (já sabemos que ele nunca mais vai se mover… Êê, êê… Vamos, vamos – meu Inteeeeer!)

    SE-RE-MOS CAM-PE-ÕES!

  • Vinícius diz: 23 de junho de 2012

    … E parabéns pelo desabafo – mais uma vez, fizeste a voz de muitos!

  • Carlos Eduardo Martins diz: 23 de junho de 2012

    Valeu Thedy! Sou teu fã cara! Acho q a rivalidade grenal não deveria nunca descambar para baixaria e violência. Somos irmãos de sangue e de origem, defendemos o mesmo estado. A ignorância e a barbárie não devem ser estimuladas. Sou colorado e tenho varios amigos gremistas e parentes tb como tantos no RS. Gostei muito dos comentarios dos gremistas q vi aqui, pessoas q tb são lúcidas e dignas de respeito. Abraço as duas torcidas e paz pra todos!!!

  • GREMISTA diz: 23 de junho de 2012

    Mas que texto sentimentalista este hein…..
    Logo um torcedor do inter.
    Vc é mal informado sobre os bastidores do futebol.
    O que o inter já fez sobre contratar e roubar jogadores de outros clubes, vc não faz nem idéia.
    Tem muito clube por aí que não aprova a conduta do colorado.
    E tem outra, o inter já andou tirando vários jogadores da base do gremio.
    Portanto…..sem desculpa.

    Não sou mal informado.
    Não fico é passando a mão por cima das trapalhadas dos dirigentes do meu time.
    Se vc acha q tá tudo certo, é um direito seu…
    TC

  • Vinicius diz: 25 de junho de 2012

    Quem sempre e inrônico e arrogante é o LUCIANO DAVI,que falou “cada um com as suas conquistas” acho que eles falam muito do jejum de titulos do Grêmio mas não falam nada do jejum do inter que durou 27 anos (1979-2006)…Acham que o inter é maior e melhor que todos,falta humildade na parte da direção colorada,principalmente do FERNANDÂO E LUCIANO DAVI.

  • Gibran diz: 25 de junho de 2012

    Vinicius, neste tempo aí que tu cistaste houve a Copa do Brasil 1992.

    Ou pro Inter ela não vale como taça?

    Ok, se for asism vocês já estão desde 1996 sem nada né.

  • Deni wilson diz: 27 de junho de 2012

    Baita texto Thedy. Cacalo é um imbécil. Santana ultrapassado. O Davi se diz isento, imparcial mas, pende para o lado azul, só ele não percebe. O K. Braga me envergonha às vêzes. Já o Guerrinha gosto da postura dele como jornalista, não como Colorado.
    E Gibran disse tudo!

  • Heloísa Pires diz: 28 de junho de 2012

    Deni Wilson. Mais um colorado que cai na lábia do Guerrinha!…Não suporto o Guerrinha! Prefiro o Cacalo e o Sant’ana porque eu saberia me defender muito mais. Eles são originais. Tudo o que eles falam mal do Inter é em razão de serem gremistas. É só ter presença de espirito e saber retrucá-los à altura. Mas e o Guerrinha que quer aparecer como o homem mais correto do mundo, elogiando sempre o Grêmio e mandando sempre um pau em cima do Inter?!…Desse tipo de pessoa, que eu não sei o que pode vir daquela boca, eu não sei me defender!

  • Nicoboco diz: 22 de julho de 2012

    Muito lúcido o teu post, Thedy, apenas ressalto alguns pontos. Primeiro, muito dessa rivalidade enlouquecedora e nociva é alimentanda pela imprensa esportiva. Mais ainda, a NOSSA imprensa esportiva gaúcha, irresponsável, despreparada e corneteira. Recentemente tivemos exemplos: fomentando o ódio entre gremistas e colorados inventando “interesses” do Grêmio em NIlmar, coisa que nunca ocorreu. PErguntados sobre a origem da notícia, era sempre a mesma resposta: “uma fonte que não posso revelar…”. Aí fica fácil né? E outra: seria bonito também que, além do cacalo e pelaipe, tu tivesse mencionado o Píffero, um dirigente que há anos usa os meios de comunicação para tripudiar e ironizar o Grêmio. Não é só o Grêmio que tem dirigentes despreparados, pergunte pros teus amigos gremistas e verás, o Píffero é o dirigente colorado mais odiado, porque nunca perde uma oportunidade de provocar e fazer piadinhas maldosas com o Imortal. Acho que quando atacarmos esses corneteiros da imprensa e esses dirigentes-torcedores, tudo vai melhorar. Porque, de fato, aqui no RS, a rivalidade ultrapassou os limites.

Envie seu Comentário