Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

A Copa do Mundo e o Gauchão

11 de junho de 2010 4

Esperava um futebol de Terceiro Mundo entre África do Sul e México. Vi.

Aguardava talento de Primeiro Mundo entre Uruguai e França. Não vi.

O primeiro dia de Copa do Mundo foi de um aborrecimento sueco: dois empates, dois gols, um cartão vermelho, um milímetro de emoção.

Foi menos motivador que o começo de um Gauchão em um final de semana de sol e de praia do final de janeiro em terras gaúchas.


De México e África do Sul, meros participantes do Mundial, não esperava nada, zero de qualidade ou de craques. Imaginava um jogo mais emocionante, com mais gols. Esperava, mais aí é fantasia, uma vitória dos Bafana Bafana, só quem esteve na África do Sul pode entender o sentimento dos seus habitantes negros pela sua seleção. É uma torcida do Flamengo com jogadores do Paissandu.

Depois, sintonizei França e Uruguai. Os europeus são de uma pobreza criativa que poderia espantar uma casta inferior na Índia. Claro, um Zidane aparece de século em século, mas seus novos colegas não merecem a camisa que foi sua, de Vieira e de outros. É uma equipe burocrática, lenta e sem poder ofensivo. Quem vê Henry pensa no passado, mas o ontem ninguém alcança mais.


O Uruguai repetiu as Eliminatórias 2010. Plantado, raiz grossa, na defesa, meio-campo marcador, ataque dependente do pé direito de Forlan, um dos melhores chutes do mundo do futebol. Se a bola não chega ao santo pé, o Uruguai fica no 0 a 0, se a defesa com até oito homens suportar o bafo na nuca do adversário.

A Copa do Mundo da África do Sul, acho, deve começar na segunda rodada.

Bookmark and Share

Comentários (4)

  • Victor Baggio Shardong diz: 11 de junho de 2010

    Na seleção da Espanha, cerca de 90% dos jogadores atuam em seu país de origem. Na seleção italiana, todos jogam na Itália. O Brasil deveria impor uma condição na convocação: que os jogadores atuem no Brasil. Tenho absoluta certeza de que um time com Neymar, Ganso, Robinho, Adriano, Victor (goleiro do Grêmio)… uma seleção dessas, legitimamente brasileira, golearia qualquer outra.

  • Henrique diz: 11 de junho de 2010

    Copa do Mundo – Fifa. Aliás querem saber qual o único clube gaúcho Campeão do Mundo ? É só pesquisar no Google: Zero Hora 15/12/2007 – Fifa.

  • Desmond diz: 11 de junho de 2010

    Como assim de um “aborrecimento sueco”?
    Zini e suas frases “poéticas”. Otimista como sempre também…

  • Rodrigo diz: 11 de junho de 2010

    Bah, Zini, não consigo concordar contigo!

    México e Africa do Sul pra mim foi um jogaço! O time do México tem qualidade técnica sim, o meio de campo deles e o ataque são bem interessantes. O problema é a defesa desprotegida.

    E a África do Sul, se não tem muita qualidade, fez correria o jogo todo.

    Foi um jogo bem interessante, com vários oportunidades, rapidez eletrizante e quase com um desfecho quase apoteótico (se aquela bola no final entrasse…)

    Quanto a França e Uruguai, mesmo não sendo um jogo de grande qualidade técnica, foi interessante pela pegada dos dois times, que se entregaram em campo.

    É de se ressaltar o último quarto de jogo, quando o Uruguai, com um a menos, ficou segurando uma pressão da França na base da força e do bico pra frente, no melhor estilo cisplatino.

    Jogos do Uruguai são sempre assim, muita pegada, marcação e pouca qualidade técnica. Mas nem por isso deixa de ser um jogo ruim.

    O problema que eu ano vendo por aí é que os jornalistas em geral estão esperando ver balé em campo, só que vocês têm de se lembrar que isso acabou lá nos anos 80!

    Abraço!

Envie seu Comentário