Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Nova Era Maradona acaba na África

03 de julho de 2010 9

“Surra mundial”, choraram os argentinos.

“Vitória de campeão”, gritaram os alemães.

Os dois estão certos.

Todo o restante do planeta, que dedicou um pedaço do sábado para assistir à eletrizante goleada da Alemanha sobre a Argentina na belíssima Cidade de Cabo, tem quase certeza que nasceu o campeão da Copa do Mundo da África do Sul. A 19ª Copa do Mundo terá um novo dono dia 11 e deve atender pelo nome de Alemanha, um tricampeão sedento pelo Tetra.

Os 4 a 0 não foram demais. Apenas espantaram. A diferença entre os dois times, no papel, não é tão grande. Em campo um abismo dividiu as duas seleções cheias de história.

As duas seleções já haviam disputado cinco partidas em Copas, com três vitórias alemãs. As últimas, aliás, ocorreram exatamente nas quartas de final de 2006, nos pênaltis, e na decisão de 1990. A única vitória argentina aconteceu na final de 1986, com Maradona em campo.

A Alemanha achou um gol aos 3 minutos de jogo com Müller, a maior revelação da Copa. Quem faz o primeiro gol, normalmente ganha. Mais organizados, melhor orientados, esbanjando juventude, preparo físico e jogo coletivo, os alemães dominavam os argentinos, que não conseguiam entrar na sua grande área.
Especulavam o contra-ataque, quase definiram a partida ainda no primeiro tempo e o jogo só ficou no 1 a 0 pelo detalhe. No segundo tempo, os três gols nasceram com a naturalidade absoluta dos times que controlam um jogo. Schweinsteiger foi o nome do jogo, fez fila no terceiro gol, mandou no meio-campo. Messi foi uma decepção, volta sem um gol na bagagem.

A Argentina, por sua vez, tragicamente repete a campanha da Copa de 2006: venceu o México nas oitavas e foi eliminado pelos alemães nas quartas. Maradona usou outra vez um time ofensivo demais, sem cuidados defensivos, abandonado os zagueiros nas mãos de apenas um volante. Confiou na qualidade técnico e no brilho pessoal dos seus jogadores. Bateu de frente no futebol coletivo dos europeus. Bateu e caiu.

A 2ª Era Maradona, como a 2ª Era Dunga, se encerrou na África do Sul. Maradona, como os argentinos temiam, não foi na decisão o técnico que muitas imaginavam. Um treinador capaz de ler o jogo com a certeza dos estrategistas. Como Dunga, Maradona sai nas quartas de final. Não vai deixar saudade.

A Argentina, como o Brasil, precisa recomeçar.

Bookmark and Share

Comentários (9)

  • iury diz: 4 de julho de 2010

    e tu já postou um comentário que o Messi é melhor que Maradona.ahahahah. Messi o jogador de apenas uma jogada.
    E vamos para com esta história de considerar a argentina uma potência do futebol. Tem só duas copas, sendo que uma foi roubada e a outra dependeu do gênio de maradona para vencer.
    Potencias são Brasil Itália e Alemanha. O resto é conversa fiada.

  • Arievilo diz: 4 de julho de 2010

    A Nova Era Dunga e Maradona acabou – previsivel para quem acompanha futebol. Um, Maradona, achava que somente a qualidade técnica era o suficente para vencer; o outro, Dunga, considerava que o grupo, a união, dispensando a qualidade técnica, sairia vitorioso! Os dois, de maneiras diferentes, estavam redondamente enganados. A Argentina, quando Maradona jogava, girava em torno dele e ele, um jogador excepcional, fazia o time
    jogar e sozinho, muitas vezes, decidia uma partida. O Brasil, de 1994, foi campeão – e aí o erro grotesco de Dunga – não por causa dele, que como jogador foi apenas razoável, mas sim por cauda de Bebeto e, principalmente, Romario que com suas qualidades técnicas desmontavam um esquema tático armado por seus adversários. Os dois, Maradona e Dunga, erraram por soberba, arrogância, prepotência e por não terem o discernimento de fazerem uma leitura adequada de momentos, que vivenciaram, tão distintos.

  • Eder Johnson diz: 4 de julho de 2010

    Parbens pelo comentário. Simples,objetivo e coerente com a realidade do que se viu nos jogos do Brasil.

  • Ricardo Floripa diz: 4 de julho de 2010

    Sobre o Maradona não me interessa mas sobre a Era Dunga sim!Lí esta reportagem e coloco neste blog para tirarem suas próprias conclusões.

    Aplaudido em Porto Alegre, Dunga cogita permanência na Seleção

    “Um pedaço de nós fica na África do Sul”, diz técnico

    “Após a eliminação do Brasil na Copa do Mundo na última sexta, Dunga chegou a Porto Alegre por volta das 11h30min deste domingo, acompanhado pelo preparador físico Paulo Paixão. Após desembarcar em um voo fretado que fez escala em Florianópolis, devido ao fechamento do Aeroporto Salgado Filho durante boa parte da manhã, o técnico da Seleção Brasileira foi recebido por amigos e por cerca de 50 torcedores. Muito requisitado para cumprimentos e fotos, chegou até a ser aplaudido.Diferentemente do que falou durante toda a Copa, de que o Mundial seria o ponto final da sua passagem pela Seleção, Dunga cogitou continuar o trabalho. Ele revelou que vai se reunir com o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, para definir o futuro.Vou descansar, e daqui a uma semana ou duas, quando o presidente voltar da África, vamos conversar. Vai depender do que ele conversar conosco.Trabalhei com jogadores de excelente nível, perdemos somente seis partidas fomos campeões da Copa América.Quando a equipe começou a se acertar na Copa, tivemos essa fatalidade, lamentou.Dunga considerou positivo o trabalho, lamentou os desfalques de Elano e Ramires na partida contra a Holanda e deu uma declaração forte sobre o sentimento após a derrota para a Holanda.A sensação é de que um pedaço de nós ficou na África do Sul. As coisas estavam correndo bem, mas o futebol é assim.
    Pelo primeiro tempo que o Brasil tinha jogado, parecia que íamos passar.A bola parada que era um dos nosso fortes, acabamos sofrendo o gol.Mas a população viu o nosso trabalho.Tínhamos projetado resgatar esse amor à Seleção Brasileira.Formar a Seleção parecida com o povo, trabalhadora.Em alguns momentos, tivemos que duros, porque era necessário para proteger a Seleção.Tranquilo, o treinador descartou guardar qualquer mágoa após três anos e meio no cargo.— É um trabalho que deve ser mantido para a Seleção.Não tenho mágoa de forma nenhuma. Gostaríamos de ir mais à frente mas temos que saber perder e saber ganhar.Outras vezes sorrimos outras choramos esta é a nossa vez de ir às lágrimas.”

    Por mim ficariam por lá pra sempre!Entregaram o jogo mas fácil desta copa!Cheira troca de favores com a FIFA, tipo a
    de 1998 que até hoje não ficou bem explicado porque o time não entrou em campo, e tem mais, quem resolve a seleção está de volta ao Brasil.Este cara nunca foi técnico em lugar algum, uma invenção da CBF, e deu no que a maioria da torcida sabia que poderia dar, torcia com um pé atrás, eu ao menos preví em muitos espaços de blogs que esta seleção anã voltaria cantando antes da final a musica da Branca de Neve e os Sete Anões, neste caso vinte e quatro e infelizmente não deu outra!Espero que com o tempo façam uma seleção só de jogadores que atuam no país e seja fixa, aí acabam com o ôba-ôba de só convocar atletas que atuam lá fora, mercenários, legião estrangeira, gente milionária, jogadores meias-bocas, muitos reservas em seus clubes,como se aqui dentro não tivessem jogadores que merecessem ser chamados, quem sair do país pra encher o bolso daria lugar a outro quem atuasse aqui dentro, assim pensariam, querem ficar milionários tudo bem, mas a partir de hoje só joga que está presente na nossa terrra e deu, é claro que isto é uma utopia, uma coisa, será que a CBF do Teixeira não ganhou nada?Perder este jogo não está nada
    bem explicado!Muitíssimo estranho!

  • Jaimes diz: 4 de julho de 2010

    “Messe é melhor que Maradona” – Lembra disso Zini??? Lembra? Ô…. beeem melhor… se viu nessa copa, que messe nao é melhor, é muuuuuito melhor do que foi maradona… depois são os torcedores que se empolgam com meia duzia de golzinhos e nao enchergam nada…

  • Bier diz: 5 de julho de 2010

    So queria lembrar os analistas de resultados que Maradona com a mesma idade de Messi agora, foi a Copa de 82 e tmb não jogou nada, sendo inclusive expulso no jogo contra o Brasil no lance com o Batista.
    Ja na em 86 e 90 todo mundo sabe o que aconteceu…
    Temos que parar com essa mania de ser definitivos no futebol, ganhou é bom, perdeu é ruim…

  • wilson wzb diz: 5 de julho de 2010

    Basta ver as ” instruções ” que o Maradona passava na beira do Campo ….NADA ……….

  • erivandossantos diz: 6 de julho de 2010

    se realmente tivermos de falar em decepçao por favor nao esqueçam de mencionar o nome de kaka pois este sim decepcionou nas duas copas em 2006 levou um passeio de zidane e agora nao viu a bola este e um rai melhorado bom para clube e ruim para seleçao concordo com o amigo qdo mencionou a primeira copa do maradona por isto podem esperar mto mais de messi p a outra copa. gostaria de perguntar p vce e outros internautas se teve algum treinador com aproveitamento melhor que o dunga frenta a seleçao.

  • Ricardo diz: 8 de julho de 2010

    É brincadeira a copa na África! Ontem deu pra notar a influência que a situação social dum país em crise faz as coisas no futebol mudar resultados! Em 1978 a Argentina, e em 1998 a França, lembram-se? Agora é a Espanha que está na maior crise econômica, por coincidência que estará pela frente dela?A mesma que jogou a final contra a Argentina! Será que de novo a Holanda entrega? E a Alemanha ontem heim? Estranho desaprenderem de uma hora pra outra, as goleadas foram só pra enganar ou seria mais uma marmelada FIFA? Em tempo, teve um comentário falando do rendimento da seleção com o Dunga. Seria bom olhar a história pra fazer uma pergunta destas, só pra refrescar a memória, o Felipão pegou a nossa que estava à perigo de nem ir à copa e classificou em cima da hora! O anãozinho teve quatro anos pra preparar-se e de turrão não levou os melhores, só a panelinha dele, jogadores meia-bocas que pipocaram na hora “H”, reservas em seus clubes na Europa, bem é bom parar por aqui.

Envie seu Comentário