Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Na glória, na tristeza, a Dupla não se desgruda

05 de agosto de 2010 16

Onde um vai, outro vai junto, vai atrás, vai no embalo, às vezes demora no arranque, mas não desiste.

O Grêmio ganhou o primeiro Gre-Nal, o Inter remou e buscou a vitória depois. Eles se revezam até hoje no Campeonato Gaúcho, o Grêmio foi o nome de 2010, o Inter havia sido campeão no ano anterior.

Os colorados conquistaram o Brasil nos anos 1970, campeões nacionais. Os azuis lutaram pelo títulos e ergueram a taça.

Com a Copa do Brasil foi a mesma coisa, com o Grêmio pioneiro, o mesmo se passou na Libertadores, no Mundial, apesar da discussão Fifa, não-Fifa.

O que eu queria dizer é que os dois são grandes, que não se acomodam em seu quintal, que miram o topo, não se medem pelo mínimo. “A gangorra gaúcha”, termo cunhado pelo grande Lauro Quadros, funciona desde sempre, tem mais de cem anos.

O Inter está em cima, olhando o rival embaixo. A primeira década do milênio é sua, a última dos 1900 foi tricolor.

O Inter é o favorito em São Paulo, deve passar pelo São Paulo. Mas como você sabe, melhor do que eu, o mata-mata não respeita lógica.

O Grêmio recém começa sua jornada na Copa Sul-Americana e numa fase horrorosa. O Goiás é um adversário em acelerada decadência.

O ano pode acabar com o Inter no Mundial de Clubes e o Grêmio de volta ao maior torneio continental. Apesar da gangorra e das crises, dos relâmpagos e dos trovões, das tempestades passageiras no Olímpico e no Beira-Rio, dos cartolas, das cartolagens e das cartolices sazonais, a Dupla nunca desiste.

Mira o alto e renova a adrenalina do Estado, a cada um ao seu tempo.

Bookmark and Share

Comentários (16)

  • Mauro diz: 5 de agosto de 2010

    Zini, com essa direção e presidência, o Grêmio não vai chegar a topo algum.

    E a discussão “Fifa, não-Fifa” fica por conta dos colorados. Vai ver se os são-paulinos, que possuem as duas “modalidades” do título, diferenciam. Não, eles se consideraão (e, de fato, SÃO), tricampéões mundiais. Mas aí estamos falando de uma torcida sem a “neura dos 23 anos”. Os colorados é que têm essa necessidade desesperada de criar um título importante que o Grêmio não tem, nem que seja na marra.

    Abraço!

  • Fabio diz: 5 de agosto de 2010

    O ano também pode terminar com o Inter no Mundial de Clubes e o Grêmio de volta à Série B. Aliás, pela posição em que se encontra hoje na tabela, é uma hipótese bem mais provável…

  • Fabiano diz: 5 de agosto de 2010

    O ano vai acabar com o INTER BI Campeão da Libertadores, BI Campeão do Mundial FIFA e com certeza lá na frente no Campeonato Brasileiro, isso se não formos campeões tb, o que é mto possível. O time azul vai acabar o ano Campeão Gaúcho e rebaixado pra Segundona, pra tentarem o TRI ano que vem. COMO É BOM SER COLORADO!!! INTER 2 x 0 SPFC!!!

  • Márcio Becker diz: 5 de agosto de 2010

    Graças a Deus o Inter ainda não se aventurou pela Segundona. Não subiu com um “pezinho” da CBF, nem por milagre dos aflitos. Quanto ao mundial, é malandragem resumir a uma discussão fifa não-fifa. A VERDADE é que os azuis se recusam a chamar o seu título pelo nome que está gravado no troféu (Copa Intercontinental América DO SUL Vs Europa). Eles têm vergonha da sua conquista. Se chamar de Copa Toyota então ficam furiosos. Só aceitam que chamem pelo APELIDO que inventaram. Mas o Comitê executivo da FIFA não caiu nessa. Os velhinhos sabem ler muito bem o que vem escrito na base dos troféus. Não se fazem de salame como alguns torcedores e parte da mídia, que reluta em largar a mentira tanto repetida.

  • Eduardo diz: 5 de agosto de 2010

    parabéns zini, apesar de achar que vc é colorado, vc analizou com brilhantismo, concordo contigo e quero declarar que apesar de eu ser gremista tambem acho que os morangos vaõ faturar o fregues dos gauchos( são paulo ). E declaro que a direção gremista segue patinando, não faço parte de nenhum grupo politico, apenas torço, mas não prescisa ser da oposição pra saber que nosso dirigente de futebol, fala, pensa, e faz besteira. Mais uma vez parabéns pelo post.

  • Gibran diz: 5 de agosto de 2010

    “Onde um vai, outro vai junto, vai atrás…”

    ESSA TUA FRASE É INVERIDICA.

    O GREMIO FOI DUAS VEZES PARA A SEGUNDONA.
    NÓS JAMAIS IREMOS PARA ESTE LOCAL OBSCURO E INSALUBRE…

  • Igor diz: 5 de agosto de 2010

    Zini ! melhor o inter sair com honra agora , do que levar uma chinelada com direito a olé e vexame da Inter de Milão , daqui a pouco vão dizer que o Tinga é melhor que o sneijder

  • Artur diz: 5 de agosto de 2010

    Belo post.

    Mas o sr. esqueceu de falar da segundona.

    Nisto, não tem correspondência no Campeão de Tudo, ainda bem.

  • Carine diz: 5 de agosto de 2010

    Não vou torcer pelo internacional, seria mentira se falase isso!

    Mas aprendi a sentir menos amargura a cada partida, a cada nova
    vitória do internacional.

    Como disse já a algum tempo, ninguém gosta de pessoas burras e incompetentes
    e no Grêmio vimos muitas dessas pessoas nos últimos anos: Meira, Duda, Pacheco, Guerreiro, Obino e CIA.

    Já o internacional, se tornou um clube exemplo em gestão, pessoas inteligentes e muito
    capacitadas administram o clube, Fernando Carvalho desponta como o principal, seguido de outros.

    A vida é assim… e a nós gremista só resta esperar, enquanto assistimos o internacional com um time estremamente qualificado em jogos eletrizantes e decesivos.

    DÓI? Pra mim já não dói tanto, eles merecem!
    Não podemos negar!

    Esperar e esperar… essa gangora que ta dificil de voltar pro nosso lado,
    quem sabe agora com a nova eleição pra presidente, quem sabe?
    Vivemos assim torcendo e esperando!

    Enquanto incompetentes como Meira e Duda seguem achando sua administração como boa.

  • Cesar Pagnussatti diz: 5 de agosto de 2010

    Na glória o INTER (o glorioso em títulos, TODOS da primeira divisão, e no hino). Na tristeza os blue na tristeza. Em inglês azul também significa “triste” e tem até um ritmo de música feita por e para cornos tristes da madrugada. Mas que bom que “eles” existem, pois são a fonte da nossa alegria. Pra nossa sorte eles não pensam muito, não se instruem pois os sabido inevitavelmente são INTERligentes, rsrsrsrs.

  • Favero diz: 5 de agosto de 2010

    Zini!!! Tão certo quanto a chuva ou o sol, o Grêmio vai melhorar. Veja o exemplo do São Paulo, mesmo com a melhor estrutura do Brasil também passa por dificuldades, a hora do inter vai chegar também. Agora, fica difícil inverter a gangorra sem organização e planejamento. No caso do Grêmio, não temos nem lideranças promissoras, nem jogadores promissores, e a coisa parece sem controle. Aí é dose aguentar. Ainda, neste período, temos 2 libertadores e os vermelhos 1. Faltam 3 jogos… Que a gangorra se inverta LOGO, pelo bem da Torcida do Grêmio.

  • Luis diz: 5 de agosto de 2010

    Chora Zini Secador!!

  • elvis alex diz: 5 de agosto de 2010

    pois é passamos anos tirando sarro deles e agora é inverso o mundo da volta sendo no futebl ou ei outra ocasiao

  • Christian diz: 5 de agosto de 2010

    http://www.forameira.com.br

    E levar o Duda junto. Diretoria horrorosa, só saindo este bando de incompetentes para voltarmos a ter a vontade de torcer.

  • BARTH S. diz: 6 de agosto de 2010

    VOCÊ ESTÁ SENDO MUITO GENEROSO COM O GRÊMIO. UM TIME PÁLIDO, COM ATUAÇÕES ÁRIDAS, SEMELHANTE AO “SONOLENTO” PRESIDENTE (QUE NÃO VAI DEIXAR SAUDADE), NÃO TEM CONDIÇÕES DE GANHAR A COPA SUL-AMERICANA.
    QUE CHEGUE LOGO O FINAL DO ANO E PASSE ESTE PESADELO PATROCINADO PELA INCOPETÊNCIA DE QUEM FOI ELEITO PENSANDO EM CURRÍCULO.
    UMA ÚNICA CERTEZA A TORCIDA DO GRÊMIO COMPACTUA: A INSTITUIÇÃO É MUITO, MUITO, MUITO MAIOR QUE ESTE “SONOLENTO’ PRESIDENTE !

  • Sidney Falcão diz: 8 de agosto de 2010

    Muito bom este seu artigo, Zini. Analisando o que você abordou, sem as “apaixonites” e as rivalidades clubísticas que mal dosadas, mais irracionalizam do que ajudam, acho que esse exemplo dos dois gigantes gaúchos, um superando o outro acho válido.

    Sou de Salvador, tenho amigos aí em Porto Alegre, onde já estive por duas vezes. Comprei aí, o ótimo livro livro a “História dos Grenais”, do David Coimbra, e pude perceber o quanto a rivalidade, usada de uma maneira inteligente fez os dois serem grandes clubes do futebol brasileiro. Um é grande por causa do outro, e nesses 30 anos que acompanho futebol, eu percebi isso na trajetória dos dois isso.

    Aqui em Salvador, a dupla Gre-nal é citada como exemplo de clubes que se esforçam em ter uma boa estrutura. E o melhor e mais desafiador, é que ambos estão fora do famijerado “eixo RJ-SP”, onde está a grande mídia nacional, muitas vezes tendenciosa.

    Tanto o Grêmio e Internacional estão de parabéns, independente das rivalidades.

Envie seu Comentário