Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

As recompensas de Roth

20 de agosto de 2010 6

A Libertadores ofereceu o primeiro e vistoso título internacional ao técnico Celso Roth. Seu, assim, bônus é europeu: R$ 1 milhão pela conquista ou R$ 250 mil a cada 90 minutos – treinou o Inter em apenas quatro (e decisivas) partidas.

E ainda ganhou de um dos patrocinadores do torneio um Toyota Corolla Altis, que vale cerca de R$ 89 mil, como técnico campeão.

Roth tem 52 anos de idade e é técnico desde 1988.

Bookmark and Share

Comentários (6)

  • Mauro diz: 20 de agosto de 2010

    “Roth tem 52 anos de idade e é técnico desde 1988.”

    Pô… comentario “maldoso” pra encerrar o post, hein, Zini?

  • Alex diz: 20 de agosto de 2010

    Roth entra para história com uma proeza nunca vista em gramados gaúchos.
    Ganhar e perder uma partida contra o são paulo em crise e vencer duas partidas do histórico chivas.

    Parabéns mesmo, ninguém mais seria capaz disso.

  • Rodrigo diz: 20 de agosto de 2010

    Admiro o Celso Roth.Ele representa a determinação e a confiança sempre em melhorar.Não acredito que as experiencias que teve até o ano passado não lhe serviram p/aprender muitas lições…Conheci pessoas(…..) que qdo souberam que viria p/ o INTER a choraram de tanto rir!!!!Escarnio total(ou despeito total…)!…Tomara que tenha muito mais sucesso e que ajude o meu INTER A TER AINDA MUITO MAIS VITÓRIAS!!!!DÁ-LHE INTEEEERRR!!!!!

  • neumann diz: 20 de agosto de 2010

    Ainda continuo não gostando do Celso Roth. Lembro que o Abel e o Espinosa foram campeões da libertadores……. Enfim, qualquer um pode ser. Só vou me convencer do Celso Roth se ele, depois de dez rodadas do brasileirão, ganhar este título e for campeão do mundo. Aí eu me rendo. Um abraço Neumann

  • Sérgio diz: 20 de agosto de 2010

    Olá Zini invicto, mudaste a tua opinião sobre o Roth ou vais esperar ele perder. Como é fácil escrever sobre futebol, a imprensa não erra nunca.

  • Rudimar dos Santos diz: 21 de agosto de 2010

    O técnico Celso Roth sempro foi retranqueiro e organizou seu time atrás em todos os times em que treinou (inclusive com o Grêmio). Como explicar uma escalação ofensiva e um time jogando pra frente como fez o Inter no México? Simples, uma diretoria, em especial Fernando Carvalho (melhor dirigente do futebol brasileiro no momento). O técnico não faz o que quer no time, se fosse assim o Inter perderia no primeiro jogo para o São Paulo. Sou gremista e fico indignado com dirigentes que não entendem de administração, nem de futebol. Esperaram tantos jogos com o Silas para enfim, tomar uma providência. Em nenhum lugar do mundo o técnico faz o que quer. A não ser nos times onde não existem dirigentes com competência. Aliás que saudade do Fábio Koff, bons tempos aqueles quando ele ainda estava no Grêmio. Colorados aprendam com o Grêmio, se o Fernando Carvalho sair desse clube podem ter certeza que vocês serão campeões de tudo mesmo, pois a segunda divisão também chegará. Não o deixem sair como o Grêmio deixou o Koff sair e o clube quebrou de vez na mão de amadores. Um clube começa e termina por sua diretoria. Não adianta jogadores famosos com bom salários, se em campo isso não se justifica. Sou gremista e tenho que parabenizar a ótima diretoria que o Inter possui, não são torcedores que lá estão. São dirigentes que sabem administrar e entendem de futebol.

Envie seu Comentário