Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Ronaldinho carioca, paulista ou gaúcho?

01 de janeiro de 2011 9

Entre Grêmio e Milan, Assis Moreira bateu em outras portas nas últimas semanas/meses. Foi atraído por outros clubes. Esteve no Palmeiras. Quem fez a ponte foi o Felipão.Passeou pela Gávea. Quem estava disposto a ouvir foi a Traffic, ao lado de outros patrocinadores.

Em todas pediu algo como R$ 1 milhão a cada mês, livres, fora os ganhos com a publicidade.

O mundo do futebol profissional não faz amigos. Nem espera amizades, além de um aperto de mão mais forte, talvez um brinde com um vinho de qualidade, que tal um Zinfandel da Califórnia? O mundo do futebol gera negociantes.

Paga quem pode, que tem 8 milhões de euros. Recebe quem tem valor.

O gremista Felipão quer levar Ronaldinho, sonho gremista, para o Palmeiras. Nada pessoal, apenas negócio. Felipão cuida do seu lado, procura fazer seu time, sua nova família. O Grêmio é uma entidade distante.

A Traffic, que negocia parceria com o Grêmio, vê justamente em Ronaldinho, paixão do novo parceiro, sua grande tacada de 2011. Parceiros? Tudo bem. Negócio é negócio. A Traffic tem interesses em vários clubes. Não vive por um. Vive por alguns.

Assis Moreira, irmão, cabeça e voz do craque, é exímio negociador. Não se pauta pela paixão, muito pelo contrário. É escravo das cifras como qualquer outro empresário do ramo da bola. Não namora cores, se apaixona por contratos publicitários.

Seu irmão Ronaldinho é mercadoria no mundo do futebol, embora sem o mesmo valor de três temporadas atrás. Ninguém o quer pelo porte atlético. O deseja pela bola no pé. Aos 30 anos, pode fechar o último grande contrato da  sua carreira do atacante, que soma mais de uma década. O Mano sabe, e melhor que eu e você, somados.

Assis Moreira não está interessado somente nas três cores do Grêmio, nunca esteve.

Seu interesse é por um pote de ouro no fim do túnel das negociações, seja do Grêmio, do Flamengo, do Palmeiras ou de qualquer outro clube brasileiro ou europeu.

Assis Moreira não é do Grêmio ou do Flamengo, do Palmeiras ou do PSG.

Ele é Euros Futebol Clube.

Ele é agente de futebol. Quer valorizar a sua mercadoria enquanto pode. Não terá mais três anos, talvez nem dois.

Bookmark and Share

Comentários (9)

  • Aloizio diz: 1 de janeiro de 2011

    Se o Ronaldinho assinar com qquer outro clube brasileiro será um golpe fatal na sua imagem perante a torcida, uma verdadeira pá de cal na sua imagem. As pesquisas irão se inverter, a torcida tricolor que terminou o ano empolgada com o time e com as grandes possibilidades de vitórias em 2011, receberá um balde de água fria. A popularidade e a confiança no presidente Odone cairá, enquanto ele continua as suas intermináveis férias no Uruguai com os negócios borbulhando e exigindo suas providências imediatas.

  • ricardofloripagaucho diz: 1 de janeiro de 2011

    Nem carioca, nem paulista e muito menos gaúcho, ele é do país chamado dinheiro, mas muito dinheiro mesmo!

    Como os mercenários da legião estrangeira francesa de séculos passados, os mercenários que trabalham para quem paga bem como na África, Iraque e no Afeganistão por exemplo, estão cheios desta gente, pra mim, escória!

    Hoje só fala-se nesta novela mexicana de Ronaldinho Gaúcho pra cá, Ronaldinho pra lá!

    Como foi que o futebol chegou nesta situação? Quem não tem cultura vai jogar bola e só porque destarca-se e ganha salário milionário.

    Como no caso do dentuço que torço pra não aterrissar no Olímpico, a maior vergonha, e tenho amigo que defende ele lá na Azenha de volta, tsé, tsé!

    A que ponto chegam os fanáticos, esquecem-se da forma que saiu no jogo contra o Figueirense, a torcida jogando moedinhas nele!

    E o irmão dele, de novo usando o Grêmio pra aparecer e ganhar mais dinheiro, já que até junho eles já tem no bolso R$ 17.000.00,00 (dezessete milhões de reais), convenhamos muito dinheiro pra jogar bola duas vezes por semana!

    Isto significa 31.481, 481, periódica salários mínimos por mes, um absurdo!Está na hora de acabarem com esta indecência.

    Enquanto milhões lutam para sobreviver, caras que deram sorte na vida ficam milionários, até onde vai parar este mundo?

    Bons tempos do Mané Guarrincha que ganhou uma copa do mundo carregando o time nas costas, a de 1962, fora a de 1958 que na surdina foi o arquiteto do primeiro campeonato mundial brasileiro, e quem se fez foi o Pelé!

    Se este Ronaldinho jogasse a metade da bola dele e tivesse a dignidade dele, jogaria de graça pelo time que deu casa nova e um nome quando não era nem conhecido, mas como filhos ingratos, ele irá para o Flamengo, ainda bem!

    Se o tal gaúcho estivesse jogando alguma coisa estaria na reserva? Ah! E o tal Adriano, parece que nem quer voltar pra Roma, mais um que não joga mais nada e se acha, vive arrumando bronca e tem amigos da barra pesada no Rio não é este?

    No caso do Ronaldinho que se diz gaúcho, já que não joga mais a mesma bola de tempos atrás e nem engana mais na Europa, pensou, “vou de volta pro Brasillie, uso o Grêmio como degrau. e quem pagar mais eu jogo, ou melhor, engano, como o outro Ronaldo, o gordo e em fim de carreira que colaborou pro “Ano sem ter nada no centenário do corinthians, o grande “Timão, rá,rá,rá!!

    Aquele ataque chamado dos sonhos que foi pras cucuiais em 2006, o Adriano e os tais Ronaldos não faziam parte dele?

    Portanto desejo que o “mercenário” fique no Rio, não o Grande do Sul, mas o de Janeiro mesmo, afinal o que ele quer mesmo é praia, badalação e mulheres, e lá isto tem de sobra, ah, e o Adriano, parece que nem quer voltar mais pra Roma, outro mais que não joga nada e se acha!

  • Edu diz: 1 de janeiro de 2011

    A imprensa carioca está toda ela no Aeroporto Tom Jobim , esperando pelo voo que trás o novo reforço do Flamengo , Ronaldinho Gaucho

  • RAFAEL FRANCISCO NEVES diz: 1 de janeiro de 2011

    Acho que a sintetização do Zini Pires foi muito boa, apenas um resumo de muito que se poderia escrever sobre empresários de futebol, não de Assis especificamente, empresários de futebol.

    Mas eu não reputo tudo isso a Ronaldinho, sinceramente, acho-o muito retraído, sempre achei, tímido até para contrariar o irmão, acho que Assis faz a cabeça de Ronaldinho, ou nem faz, apenas manda assinar.

    Só penso que um contrato com o GRÊMIO que garanta ao menos 1 milhão de reais ou mais ao mês, seja de salários ou publicidade, já seria um “grande” contrato para Ronaldinho, além disso já seria ganância da parte do Assis.

    Eu torço para Ronaldinho voltar ao Grêmio, pois não sou imbecil ao ponto de estar contra, não somente pelo futebol que ainda pode jogar pelo Grêmio, mas também pelo retorno financeiro incomensurável que somente ele, brasileiro, pode trazer ao clube.

    Só para não ficar em branco, são 4 milhões de euros que Ronaldinho tem a receber no Milan até junho, 6 meses, não 17 milhões de reais.

    Outra coisa, o Adriano que não joga mais nada, foi artilheiro do campeonato brasileiro de 2009, que por sinal foi campeão brasileiro com o Flamengo levando o time nas costas junto com Vagner Love, que também é 5 ou 6 vezes Campeão Brasileiro já nem sei mais, ganhando um título que o meu Grêmio não ganha a 14 anos e continua com seus minguados 2 títulos.

    Assim não dá pra levar em consideração alguém que comenta algo sobre Ronaldinho no Grêmio, se nem leva em conta os fatos e não tem boa memória.

  • RAFAEL FRANCISCO NEVES diz: 1 de janeiro de 2011

    Um complemento ao comentário anterior.

    O que não dá para perdoar é que, enquanto o furacão está se aproximando, Ronaldinho desembarcando no Brasil, Assis, Galiani, Ronaldinho e o Flamengo estão no Rio de Janeiro, o seu Paulo Odone está curtindo belas férias em Punta Del’Este no Uruguay, deixou subalternos em Porto Alegre pra atender telefone e passar mentirosa “tranquilidade”, típicas atitudes do Paulo Odone de sempre.

    Onde estão aqueles agora que “sentaram o pau” no Duda Kroeff que saiu de férias no início do ano? 2 pesos, 2 medidas agora?

    Em outro Blog foi veículado que Assis havia pedido garantias inciais de patrocínio de 10 milhões, depois havia aumentado para 20 milhões, e que, enquanto o Grêmio conseguiu apenas 6 milhões, o Flamengo já havia conseguido 10 mihões, e até os 17 milhões para pagar ao Milan.

    Claro, enquanto ODONE está lá na beira da praia e a noite no Cássino “brincando”, a Patricia Amorin está trabalhando e movendo montanhas para dar um presente a torcida do Flamengo, quem trabalha consegue as coisas, quem trabalha atinge objetivos, tomará que Odone esteja trabalhando “nos bastidores”, mas 6 milhões é muito pouco.

    Bem, a julgar pelo discurso de ontem de derrotista, que nem assumiu e já disse que precisava descansar, antes não concorre-se então se estava cansado (não tiro férias há 7 anos), já se percebe que a vaca está indo para o brejo, para quem já ouviu os discursos de Paulo Odone podem esperar o pior.

  • carlos diz: 1 de janeiro de 2011

    Colocacao perfeita, a nao ser a real intencao, repito, intencao de terminar sua carreira no clube que o lancou. Mas o mundo de hoje e das cifras. Quem pode mais, fala mais. Fico pensando num comparativo que havia a muitos anos atras com Romario e o desejo de limitar seus vencimentos. Naquela epoca, concluiu-se que o talento e/ou a capacidade de gerar negocios nao poderiam ser limitados a nao ser pelo proprio limite de gerar esses atrativos. Se houvesse a limitacao, estariamos igualando um Jonas a um Leandro, por exemplo. A produtividade e capacidade de gerar vitorias e renda ao tricolor, que Jonas possui, sao muito, muito maiores que Leandro, portanto e justo que ele, Jonas, ganhe mais. Basta negociar para que a ordem seja estabelecida. Da mesma forma, Romario (da epoca; ja em final de carreira), Ronaldinho, Ronaldo, Beckham e tantos outros, sao desejados por varios clubes. Flamengo, Palmeiras, PSG, LA Galaxy e outros desejam Ronaldinho nao pelo que ele produz dentro de campo e sim, pelo que produz fora dele. Mesmo com todas essas conversas de que nao interessa mais ao Milan, Ronaldinho e o atleta que mais vende para o Milan. E pouco? Entao experimente administrar uma instituicao falida para ver o real valor que isto tem no mundo dos negocios. Se a Traffic pensa em associar-se ao negocio, certamente e porque trara ganhos. Cabe ao Gremio ver se tem capacidade para estar/continuar no mundo dos negocios, dos altos negocios. Os clubes citados acima possuem. Pessoalmente, pra mim, Ronaldinho Gaucho.

  • Luiz diz: 2 de janeiro de 2011

    Parabéns Ricardo, nota 10 para o comentário. Pior é ver que só 25 % dos torcedores estavam contra a volta desse ex-jogador, que já aposentou seu talento mas não seu maucaratismo. Os 75% que o querem são os mesmos que votam no Maluf, Sarney ou Inocêncio, e depois reclamam da corrupção na política. Espero que ele vá enganar [e ajudar a quebrar] o Flamengo ou o Palmeiras, times que aliás eu detesto. E espero que o Odone resolva começar a trabalhar [mas é político, nunca esqueçam disso, com todas as implicações negativas que essa condição pode ter] e pensar no mundo real, pois tem Libertadores daqui a 3 semanas.

  • RAFAEL FRANCISCO NEVES diz: 2 de janeiro de 2011

    Está veiculado que hoje 02/01, haverá um reunião entre Assis, Ronaldinho e a Patricia Amorin no Rio de Janeiro, enquanto por outro lado, ninguém lê uma letra que os dirigentes do Grêmio vão conversar com Ronaldinho, se reunir com o jogador para tentar convence-lo, só jogam para o Assis a bola, depois vão dizer que a culpa foi dele de novo.

    PRIMEIRA PIADA PRONTA DA DIREÇÃO GREMISTA DE 2011: Para quem está “trabalhando” para reconquistar a América, 2011 já começou. Os gremistas devem imaginar quanto trabalho o presidente Paulo Odone deve estar tendo em Punta, ou os “telefonistas” que ele deixou em Porto Alegre.

  • ricardofloripagaucho diz: 2 de janeiro de 2011

    Como o Blog do David está com problemas sistêmico no código anti-spam tentei o da dupla explosiva que também está bçoqueando os envios mesmo com o código correto, tentarei por intermédio deste que parece não apresentar problemas técnicos!

    Ô seu David Coimbra! Pensas que ele é trouxa, usou o Grêmio como degrau pra pegar o Mengo, só analfabeto em futebol não sacou esta jogada, eles nem darão as caras em porto Alegre, vão por mim isto é quase 99,99% nulo!

    Êta presidente incompetente, primeiro promete aos quatro ventos que o cara voltaria porque quer encerrar carreira no clube etc. e tal, enche a torcida(trouxas) que valeria a pena te-lo de volta, e agora
    seu Odone, que começo de administração, heim?

    De cara a maior decepção do ano, o traíra vai pro Flamengo já estava escrito fazia horas!

    Será que a torcida é tão inocente pra não dizer burra pra cair nesta de novo?

    O cara tem casa ou cobertura, sei lá o que, um filho, praia, badalação e MULHERES aos montes!

    A dona Miguelina vai pra lá também e Porto Alegre, Grêmio e os gremistas que danem-se, esta é a dura realidade, há dez anos fizeram isto, será que não tem memória?

    Parece que não conhecem o mundo dos boleiros, se não conhecem são muito, mas muito ignorantes, pra não repetir a palavra que bem merecem ouvir, B-U-R-R-A, então bem-vindos ao mundo dos mercenários!

    Pensem bem, onde o renato treinador fixou residência? Lá é o centro do mundo da bola deste país, é a realidade!

    Mas gremistas fiquem tranquilos, o clube carioca está entrando na maior fria, eles vão estrepar-se, mais um Adriano da vida, atleta semi-aposentado, indolente, festeiro, praieiro, mulherengo e o carnaval!

    Pensem na grana que ganhará, mais cedo ou mais tarde rachará qualquer vestiário, os jogadores vão pensar, este cara chega da reserva da Itália e vai ganhar “x” vezes mais que nós, por que? O que ele é atualmente? Aí será briga nos bastidores para ganharem mais e ai do clube que tem uma ex-estrela na folha salarial! Mas dará retorno etc dizem alguns, mas será mesmo?

    Pensem no Bruno, Wagner Love e o Adriano! Lá no Rio de Janeiro ninguém é sério.

    Vejam o que fizeram com as antigas Taças do Brasil, torneios mata-mata tipo copa do Brasil, homologaram com o mesmo status dos campeonatos nacionais que envolveram todos os grandes clubes, por exemplo!

    Aqui na província a coisa é mais séria, para vencer um campeonato nacional tem que jogar muita, mas muita bola e vencer as mutretas da CBF, das arbitragens e dos endinheirados do eixo maldito deste país, o Rio-São Paulo, é a cândida verdade!

    Ele sim se dará bem, na vista do clube mais populoso do país, vai chegar onde quer, na seleção, e em Porto a coisa ficaria mais difícil!

    Mas há males que vem pra bem, podem ter a certeza que o clube sacudirá o pó, embora com os dirigentes terem pisado feio no tomate nestes últimos dias, e dará a volta por cima.

    Em 2001 tiraram ele do grupo e o tricolor foi tetra-campeão da Copa do Brasil com um time de operários, é assim memo como o ditado dos mosqueteiros, um por todos e todos por um, com o Ronaldinho seria “eu por mim e e todos por mim, não daria certo, podem crer!

    Deixem o traíra lá na “cidade maravilhosa! Bah, com aquela guerra do tráfico, balas perdidas, arrastões etc.

    Está difícil enviar uma mensagem, colocO-se o código correto e mesmo assim o sistema não acata e aí tem que ter muita paciência pra aguentar até enviar, algumas vezes desistí.

Envie seu Comentário