Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Jonas arruma briga de graça

23 de janeiro de 2011 13

Jonas desrespeitou a torcida? Sim.

Cabeça quente, mandou o mundo tricolor do Olímpico, especialmente as indóceis almas das sociais, para os infernos. Jonas não era assim tão sensível, tão descontrolado no começo do ano passado. Jonas mudou?

Será que ele está se achando mais do que realmente é? Pode ser. Ele pode explicar.

Será que, por ter sido o goleador e melhor jogador do time, ao lado de Victor em 2010, ele acha que tem certa imunidade, que merece mais, que pode mais, que tem mais credibilidade? Não sei.Ele deve dizer.

Eu entendo Jonas, que parece um jogador centrado, não acho legal seu desabafo, mas desaprovo sua ação sexta-feira no Olímpico. Acho que o jogador exagerou. Criou uma instabilidade, chamou um problema como seu nome em véspera de Pré-Libertadores. Não precisava.

Desaprovo igualmente a atitude dos torcedores que vaiaram o time. Não se deve vaiar os 11 durante os jogos. Só depois, antes se você quiser. Os 90 minutos são hora e meia de apoio, de palmas, de gritos de incentivo. Um minoria vaia. A maioria entra na jogada, às vezes com inocência, no embalo.

Torcida é assim, incontrolável e imprevisível – e assim será como sempre foi. Pensa com o coração. Não raciocina no meio da partida, tomada pela energia da paixão. É preciso entender a massa. Mas é preciso condenar os dois lados.

Bookmark and Share

Comentários (13)

  • Tiago José diz: 23 de janeiro de 2011

    Não tenho procuração para defender o Jonas caro Zini,mas também não aprovo a atitude da torcida que o vaiou no sábado.Embora as atitudes de ambos sejam comuns no âmbito da relação torcida x jogador.O atleta é empregado do clube e não da torcida que,em contrapartida vai a campo para ver o time jogar “bem” todos os jogos e “ganhar” todos os jogos.Imagino esse mesmo torcedor fazendo essa mesma pressão no vereador em quem votou,no prefeito,nos deputados estadual e federal,no senador.Imaginem as torcida do Grêmio e do Inter unidas (credo!!!) fazendo a mesma pressão que fazem no estádio,na frente da Assembléia Legislativa ou em frente ao Piratini.Mudava tudo Zini! O que é que ganha um cara que se sujeita a pagar ingresso para ver Grêmio x São José num sábado mormacento,início de campeonato,com os jogadores ainda a “meia-boca” (torcida não entende nada de preparação física) e porque o jogo não terminou 6 x 0 para o Grêmio,com 5 golos do Jonas e mais uma assistência,este torcedor se sente no direito de vaiar o Jonas,o Renato,o presidente Odone,os maqueiros,enfim o time todo? Que conhecimento sobre futebol tem um cara desses caro Zini.Qual é a moral da vaia “nestas circunstâncias”? Depois o jogador força a barra para ser vendido e é chamado de mau caráter.Torcida! Vá entender!

  • RENATO MIRANDA DOS SANTOS diz: 23 de janeiro de 2011

    As vezes o Jonas realmente é meio mascaradão, mas justiça seja feita, desde Jardel que o Grêmio não tem um cara tão matador, o cara faz gol a rodo. Compete ao nosso treinador cobrar o jonas quanto aos excesso, mas aí tá outro problema! O nosso treinador que é e será nosso ídolo eternamente, esquece que no momento, além de ídolo ele é treinador do Grêmio e tem que cuidar do time onde o time estiver, porque senão acertar o time no Gauchão, na libertadores pode não dar tempo. Entendo que se o Renato quiser se consagrar como técnico, tá na hora de deixar a marra de grande jogador (que foi) e se dedicar a sua carreira de técnico, agora! se começar de estrelismo depois de velho, podem esquecer libertadores, o Campeão muito provavelmente será um time brasileiro, Santos, Cruzeiro e Fluminense tem excelentes times, e não é hora de começarem de palhaçada no olimpico. A propósito os caras que vaiam o Jones devem estar com saudades do Max Lopes, o milongueiro mais ruim que já vestiu a camisa do Grêmio (o cara judiava da bola – a especialidade dele era dar carrinho depois que a bola saía pela a linha de fundo) enterrou o Grêmio na Libertadores (contra o Cruzeiro), fazia um gol por mês e muito gremista tinha ele na conta de grande matador, é inexplicável.

  • fernando diz: 23 de janeiro de 2011

    Os das SOCIAIS.. sempre os das SOCIAIS….. só sabem vaiar, reclamar e chiar; mas na hora ruim, na hora difícil, são os primeiros que escondem a camisa no armário e se escondem também. Sempre torci o nariz para os AFETADOS DAS SOCIAIS…..esses mesmos que tiveram que engolir mais 2 gols do Mestre Jonas. Banana para essa gente das sociais………

  • Giovani diz: 23 de janeiro de 2011

    Concordo plenamente com o Tiago José este tipo de pressão deveria acontecer por parte do eleitor em frente aos palácios dos nossos governantes e todos nós deverriamos entender uma coisa que no estádio exigimos vitórias para nossa alegria mas se cobrarmos nossos politicos estaremos cobrando uma educação melhor emprego, saúde, habitação, segurança etc coisas que nos trariam uma melhor qualidade d vida e com certeza seriamos mais felizes do que com uma simples vitória do nosso time. Acorda povo Brasileiro costumamos lembrar o nome de todos os jogadores do nosso times mas não lembramos sequer em quem votamos além de muitos venderem o seu voto, atitude esta que é a grande responsável pelos desmandos existentes em nosso País.

  • Luiz diz: 23 de janeiro de 2011

    Os que criticam o Jonas devem estar com saudades do Tuta e do Marcel…

  • Gustavo diz: 23 de janeiro de 2011

    Engraçado. Estava nas sociais e não parecia realmente que a torcida tenha vaiado. Passamos um primeiro tempo inteiro tendo que assistir a “jogadas de efeito” sem EFEITO prático nenhum. Agora, murmúrios, alguns xingamentos isolados, isto sim existiram.
    Assim, não dá pra entender a atitude do cara. Ele não está acima do bem ou do mal, e que me lembre não ganhou nenhum título IMPORTANTE nesse período de Grêmio.
    Me senti ofendido sim, pois sou sócio a quase dez anos e a última vez que presenciei algo parecido foi com Marcelinho Carioca correndo até as socias nos gozar quando do segundo gol no Olímpico, na decisão da Copa do Brasil, em 2001.
    Atitude pequena e mesquinha, o que me faz concluir que o cara realmente não queira ficar. Xingar torcedor no segundo jogo com a equipe titular? E pior, jogar a culpa nas sociais?
    Se ele tivesse feito o que o Lucas comentou, sair correndo e beijar a camisa, hoje todos estariam discutindo o jogo, e não esse episódio lamentável.
    Espero desculpas públicas, e que aquilo tenha acontecido por motivos alheios ao futebol (a esperança é a última que morre).
    Quanto aos nossos “pregadores da moral e bons costumes”, que ficam enumerando as virtudes da união de torcidas pelo bem do país, não esqueçam que nossos governantes saem do NOSSO MEIO, são pessoas de nosso convívio. Será que não estamos refletindo apenas o comportamento geral da sociedade? Indignados com absurdos, muito embora na maioria das circunstâncias a maioria não consiga, por exemplo, deixar de levar alguma vantagem, como um troco “dado a mais” no caixa do supermercado.
    Cuidem bem de suas atitudes. Não é só no futebol que precisamos demonstrar decência e civilidade…

  • Volnei Wolschick diz: 23 de janeiro de 2011

    Poxa, a torcida do Grêmio aplaude mais o Paulão e o Diego Clementino do que o goleador Jonas. As vezes da vergonha dessa torcida.

  • marcos diz: 23 de janeiro de 2011

    JONAS- Tem o direito e tem creditos para reclamar, então ponto final.

    SOCIAL- tem muito corneteiros ,mas vamos lembrar que quem ajuda o clube todo mes se associando também tem o direito de reclamar um pouco, embora tenha muito mala na social, portanto acho que foram coisas bem normal emcampo de futebol, não vão querer agora a imprensa isenta fazer crise disso por favor chegaaaaaaaa.

    GAUCHÃO DO NOVELETTO- Gremio joga de dois em dois dias no ano passado para proteger o time dele mudou datas e até fez o Gremio aceitr outras tantas coisinhas é assim sempre contra tudo e contra todos.

    ARBITRAGENS- impressionante o que é de ruim este quadro de arbitros do RGS, este cidadão que largou e agora comenta NÃO DAVA PENALTI PRO GREMIO EM CAMPO agora nem no comentario ele admite que é penalti a favor do GREMIO.

    VINICIUS COSTA- Deu um penalti para o GREMIO a bola toca na mão do cara ou entra em gol então penalti, depois a bola sequer bate no braço do VILSON e sim no peito e ele esta com as duas maos para tras e o senhor WYANEI E SEU GACIBA acham que foi penalti por favor se não quererem falar o que estão vendo então larguem

    JEAN PIERRE- irmão do Nando GROSS, mas o que foi a arbitragem dele, deu um vermelho para o cara do INTER e deu vantagem em lance de penalti, depois matou o tempo truncando o jogo até o seu final que coisa mais ridicula tudo passa pelo apito.

    AINDA JONAS-Re novação se começar a encher o saco querendo ganhar muito mais que o GREMIO pode pagar,mandem embora logo que vai ser reserva na EUROPA e sumir no mundo do futebol, pois foi aqui com apoio do GREMIO E DA TORCIDA que ele começou a jogar, portanto pagar bem sim mas o que o clube pode se encher o saco MANDEM EMBORA chega de passar a mão na cabeça destes caras.

  • Tiago José diz: 23 de janeiro de 2011

    Ao contrário do teu comentário Gustavo,o meu não teve caráter de ofensa a ninguém,até porque aquilo que eu escrevi é uma realidade,entretanto,se o chapéu serviu (nota-se) faça bom uso.Aliás,a correta interpretação do que eu escrevi tem relação com a tua belicosa reação,ou seja,não é comigo que você tem que usar de toda essa “energia”,compreende? Como de nada adianta você ir a um estádio de futebol,que não seja para entreterimento,ok? Então não nos estressemos Gustavo,não vale a pena.Não, por isso.Por uma “causa maior”,conte comigo!

  • EDERSON diz: 24 de janeiro de 2011

    Alguns torcedores não merecem estar no estádio.Deveriam pensar que com toda a “ruindade”,o Jonas já fez mais gols que o nosso ídolo maior,Renato.
    Engraçado que esses mesmos que vaiam o Jonas,já aplaudiram pernas-de -pau como o Sandro Goiano,Marcel,Tuta,Maxi Lopez,etc,etc…
    Ano passado,quando comentei que a torcida do co-irmão apoia mais o time do que a torcida gremista,um monte de ignorantes discordadram.Foi ridículo no grenal do brasileirão no empate em 2 x 2 ,a torcida colorada fazendo festa em pleno olímpico,e a torcida gremista,ao invés de gritar mais alto,parados e de braços cruzados,esperando pelos canticos da geral.
    Lamentável a atitude de alguns torcedores.

  • Jonas diz: 24 de janeiro de 2011

    Não foi certo o que o Jonas fez e ele vai ser punido de alguma forma. Ele agiu mal, mas não totalemtne desprovido de razão. Porque a torcida que nuna vaiava nos 90 minutos começou justo agora e em início de tmeporada? De não querem acreditar nos jogadores ao menos não vaiem em respito ao Renato, pô. Ou peguem e se mudem para o Rio que é lá que o Ronaldinho etá…

  • Marco diz: 24 de janeiro de 2011

    Lembram da comemoração dele no jogo contra o Botafogo, ano passado, a última partida no Olímpico (3X0) que garantiu a 4ª colocação no Brasileirão?

    Tirou a camisa, chutou uma placa publicitária, deve ter falado uns palavrões (alô pessoal das leituras labiais!), mas a imprensa na época não destacou isso ou não deve ter visto nada de mais naquele momento…

  • Marcelo diz: 24 de janeiro de 2011

    Perfil de algumas pessoas insuportáveis que assistem aos jogos nas sociais do Olímpico: reclamam de tudo e de todos o tempo inteiro. Ai de quem ousar levantar para acompanhar algum lance, é xingado na hora. São prepotentes e acham que entendem de futebol, mas não se dão conta que o futebol está muito diferente do que há 30 anos atrás. Só falam e Alcindo e Airton, vejam só… vaiam o goleador do campeonato brasileiro no 2º jogo do ano…pasmem…, e ficam brabinhos e exigem desculpas quando o cara se revolta…exageros a parte de mais um “irmão pseudo empresário” de jogador, nossa querida social deu mais um motivo para mais uma vez levarmos uma “banana” de um atleta, vide a ameaça do cidadão em entrevista. Essas pessoas deveriam ajudar o Grêmio pagando as mensalidades e ajudar ainda mais assistindo aos jogos sentadinhos em suas poltronas em casa, assim ninguémos atrapalha e podem xingar e vaiar a vontade.
    Bando de corneteiros retrógados, isso é que eles são.

Envie seu Comentário