Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Articulação colorada 2012

23 de dezembro de 2011 10

Advogado conselheiro do Inter reuniu quatro grupos da oposição para um jantar na sua casa na Capital.

A pauta do encontro foi uma só: alinhavar a candidatura de Vitorio Piffero nas eleições presidenciais de 2012.

Bookmark and Share

Comentários (10)

  • Mário Lazzarin diz: 23 de dezembro de 2011

    Que tal pensar em trazer de volta Fernando Carvalho, para fazer um INTER cada vez maior e melhor
    Precisamos dirigentes cada vez mais profissionais e com determinação, chega de morosidade chegaaaaaa.
    Nosso INTER não pode parar, vamos alcançar a marca dos 200.000 associados sim, porém juntamente
    vendo nosso futebol crescendo junto.

  • Douglas Campos diz: 23 de dezembro de 2011

    Depois da palhaçada de ter se aliado ao Azmuz, Zacchia e Ibsen, perdeu meu voto!

  • percy simões diz: 23 de dezembro de 2011

    O meu voto já seria do Luigi.

    Agora, por novas razões, mais ainda!

    O G. Luigi fez por merecê-lo, em razão de sua postura democrática e por ter-se demonstrado gestor moderno, no firme propósito de transformar o nosso clube no primeiro clube de futebol sul-americano autossustentável;

    V. Píffero, ao contrário, perdeu meu voto, mais uma vez, por ter tentado fazer política no momento absolutamente impróprio.

    Felizmente, ao sócio do S.C.Internacional, em última análise, é dado a responsabilidade de guardião maior, em qualquer eleição do clube.

    107 mil sócios saberão escolher o melhor para os nossos interesses, os quais se confundem, única e exclusivamente, com os maiores e melhores interesses do “Campeão de Tudo”.

    Percy Simões – Cônsul Honorário de Goiânia.

  • João A. diz: 23 de dezembro de 2011

    Estou com o Luigi.

  • João A. diz: 23 de dezembro de 2011

    Falam que o Luigi é lento, mas não se dão conta do esforço que ele está fazendo para segurar o Damião, o Oscar e o Kléber (negociação difícil). Conseguiu um atacante para fazer dupla com o Damião. Estamos com o time pronto para entrar na libertadores. Tem mais, foi rápido e corajoso nas mudanças radicais que realizou em 2011 para corrigir o rumo. O Inter começa o ano com um time titular definido se ele conseguir manter o Kléber. Além disso está dispensando alguns jogadores caros para aliviar a folha de pagamento do Inter. Pena foi a saída do Andrezinho. Mas este quis sair.

  • paulinho diz: 23 de dezembro de 2011

    Giovani Luigi é meio lento mas foi o primeiro presidente a não abrir as pernas para os dolares do exterior, se fosse outro já teria vendido meio time dando a desculpa que tem que vender um bom jogador por ano. estou com Luigi e não abro!

  • Diogo Costa diz: 23 de dezembro de 2011

    Giovani Luigi será reeleito pela massa colorada, sem nenhuma sombra de dúvidas. É um excelente presidente, toma decisões no momento certo, é democrático, não é fanfarrão, está segurando jogadores decisivos no clube e, para quem não lembra, citarei apenas 02 de muitos jogadores que foram trazidos pelo Luigi para o Beira-Rio: Pablo Horácio Guinazú e Andrés Nicolas D’Alessandro. E, de mais a mais, o Fernando Carvalho está com o Luigi e para nós colorados, somente isto já basta…

    Força Luigi, estaremos contigo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • rocha pohl diz: 24 de dezembro de 2011

    luigi, fernando carvalho e piffero são farinha do mesmo saco…..eles estão quebrando o clube, fizeram do inter um oba oba para os empresários, principalmente o sr. sonda. Desde 2007 esqueceram do time e estão só preocupados com os negócios…
    Se os torcedores quiserem mesmo mudar o Inter..tem que pressionar para o Falcão e o Miranda fazerem uma chapa para as próximas eleições…porque esses dois tenho certeza que são colorados…não são uns oportunistas.
    Posso listar aqui 10 razões para justificar o oportunismo dessa gente que hoje dirige o clube tanto no executivo como no bastidores, mas vamos fazer o seguinte…gostaria que a direção do inter publicasse o nome de todos os jogadores, desde as categorias de base até os profissionais, com os respectivos nomes dos procuradores e empresários, aí saberemos claramente o porquê dos absurdos dentro do departamento de futebol.
    Não entendo como o conselho do clube aceita pacificamente que um ex-dirigente do clube seja dono ou tenha participação no passe de mais de 30 jogadores dentro do Inter, não que isso seja ilegal, mas é incompatível com a posição desse ex-dirigente, onde todo mundo o coloca encima de um pedestal…..

    “voce pode enganar alguns por todo o tempo,
    todos por algum tempo
    mas não todos por todo o tempo”

  • Marcelo Furlan diz: 25 de dezembro de 2011

    Vitório Piffero foi o maior responsável pelo maior erro estratégico da era do BEIRA RIO. Quebrou o estádio, deixou em ruinas e um projeto que somente no papel era viavel. E quando teve a oportunidade de ajudar a limpar seus erros fez campanha contra o parceiro financeiro e ainda aliado a pessoas que quase quebraram o clube em gestões anteriores. Eu na condição de sócio já sei que Vitótio Piferro não fez por merecer uma nova oportunidade na presidencia do clube.

  • antonio diz: 27 de dezembro de 2011

    o comentário do Sr. Rocha aí de cima me lembra a propaganda do bombril. dirigente não é bombril mas tem 1000 maneiras de ganhar dinheiro atraves do clube. Comprar balaio de jogador ruim pode ser uma, ter parte de passe pode ser outra, e dar palestras pode ser uma terceira. Uma quarta maneira é, se o dirigente é dono de posto ou bolicheiro e for bom presidente/diretor do clube, é aumentar o movimento do posto/bolicho. só que se for ruim cairá. Se for péssimo corre o risco de perder o bolicho. Vale o mesmo se o cara for médico, ADVOGADO, padeiro, etc. É etico?

    um exemplo = conta a lenda que um time tava ruim de grana em 93/94, daí alguns empresários TERIAM botado grana em troca de passes de jogadores inexpressivos até então. Ocorreu que os jogadores inexpressivos viraram um time campeão (bom ou ruim, tanto faz), foram bem vendidos, e TERIAM rendido bom lucro. Foi o último grande time do clube, até hj lembrado.
    Essa história nos traz três perguntas = 1ª) Foi ético? ; 2ª) A troca fez bem ao clube ou não? e a 3ª) Se desse errado, quem perderia o que??
    P.S. Não sejamos ingênuos a ponto de acharmos diferença entre o ex-dirigente e o empresário na hora de investir em participação em passes. Se serve de consolo, ambos estão comprometidos com o resultado do investimento.

Envie seu Comentário