Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts de janeiro 2012

Mano Menezes patina no ranking da Fifa

20 de janeiro de 2012 4

Nas mãos de Mano Menezes, a dois anos e meio da Copa, o Brasil é o sexto no ranking da Fifa.

 É a pior da história em um início de ano.

O técnico foi contratado para renovar a Seleção.

Mano não tem muito mais tempo. Já é hora de começar a mostrar alguma coisa, fixar um time, confiar numa escalação.

Bookmark and Share

Inter, Nike e Reebok

20 de janeiro de 2012 21

Caso D’Alessandro deixe o Inter, a Nike vai perder seu melhor garoto propaganda no Beira-Rio.

Jogador de Seleção, Kleber usa Puma.

Oscar e Dagoberto são da Adidas.

Guiñazu assinou com a Olympikus.

Cinco dias antes da estreia na Libertadores, os uniformes da nova parceira colorada ainda não chegaram ao clube. O time, que fez pré-temporada e começou o Gauchão com a Reebok, pode começar o torneio sul-americano com a camisa de 2011.

A Reebok assinou um documento que liberava o uso da sua marca pelo Inter por mais 30 dias, até o final deste mês.

O contrato entre as duas partes se encerrou em dezembro passado.

O atraso da Nike já irrita muita gente. O Inter deixou de vender milhares de camisas entre o Natal e os primeiros dias de 2012.

Bookmark and Share

Quem é quem na venda de camisas

20 de janeiro de 2012 41

Grêmio (6º) e Atlético (10º) são os únicos times fora de Rio e São Paulo que aparecem entre os 10 que mais venderam camisas no site Mercado Livre, em 2011.

O Corinthians lidera, antes de Vasco, Flamengo, Palmeiras e São Paulo.

Na Região Sul, o Grêmio é o primeiro, com 42,2% das transações.

O Coritiba é segundo com 13,5%.

O Inter aparece em terceiro, com 12,8%.

Bookmark and Share

Dinheiro sempre fala mais alto para o jogador

19 de janeiro de 2012 34

D’Alessandro fará o contrato da sua vida com os chineses. O torcedor precisa entender. Caso não entenda, tudo bem, torcedor é pura paixão.

O argentino tem 31 anos, mais quatro anos de carreira, se tanto. Precisa levantar dinheiro para o resta da vida, se é que já não tem.

Jogador de futebol não pode se iludir com a torcida, mesmo a mais apaixonada. Torcedor não paga as contas.

Torcedor gosta, mas pode desgostar em poucos dias.

Jogador nunca sabe qual será seu futuro, a realidade do amanhã. O time pode cair de produção, ele pode viver má fase, sofrer uma lesão, perder a condição de titular.

Precisa aproveitar os melhores contratos, valorizar a boa fase.

Jogador é profissional, não tem o coração do clube, se tem é só um quarto, um pedaço passageiro.

Quando D’Alesandro fizer 40 anos, a torcida não vai ajudar a pagar a escola dos filhos ou o almoço do dia a dia, casos seus negócios envolvendo o dinheiro armazenado em uma década e pouco de carreira tenham fracassado.

O jogador não vive de paixão, como o torceder. Jogador é o Eu Futebol Clube. Ele está sozinho no mundo.

Bookmark and Share

Fifa convoca Inter

19 de janeiro de 2012 10

A Fifa chamou o Inter.

Quer saber a quantas anda as reformas do Estádio Beira-Rio.

O encontro, entre os dirigentes colorados,  João Bosco Vaz, da Secopa, e emissários da Fifa,  será terça-feira que vem às 14h, na Barra da Tijuca, no Rio.

A Fifa quer detalhes do cronograma das obras, deseja conhecer o processo.

A fase das indefinições da Copa de 2014 acabou.

Bookmark and Share

Como a Dupla pode ganhar dinheiro na Copa 2014

19 de janeiro de 2012 14

Grêmio e Inter podem ganhar dinheiro com a Copa do Mundo, desde que seus jogadores sejam convocados para servir seleções que estarão no Brasil entre junho e julho de 2014. As seleções serão 32.

O Inter poderia receber por duas, se a Copa do Mundo fosse hoje, com o argentino Guiñazu e o brasileiro Leandro Damião, por exemplo.

A Fifa promete repartir R$ 130 milhões entre os clubes que cederem jogadores ao torneio.

Bookmark and Share

A Arena, os sócios e as cadeiras

19 de janeiro de 2012 26

A Grêmio Empreendimentos recebe até o final de março o projeto que prevê a acomodação de sócios e donos de cadeiras do Olímpico na Arena.

Como o local é outro, com novos e inéditos espaços, disponíveis em quatro anéis, os preços não serão os mesmos do antigo estádio.

Vem chiadeira por aí. Grito grosso.

O torcedor já lotou as redes sociais, reclamou muito do aumento das mensalidades semanas atrás.

Eu recebo reclamações diárias, via e-mail, desde dezembro passado,

Bookmark and Share

O que o Inter perde sem D'Alessandro

18 de janeiro de 2012 54

O Inter não tem disponíveis os cerca de US$ 10 milhões chineses que hipnotizam D’Alessandro.

A concorrência é demais. Os chineses querem descobrir o futebol. Importar jogadores é um caminho.

Sem o seu 10, o Inter perde potencial, criatividade, competividade.

Sem D’Ale, o quadrado perde grife e sentido. O quadrado se transforma em trio.

 Os três, Oscar, Dagoberto e Damião, parecem pouco para colocar o Inter nas cabeças na Libertadores, na luta pelo Brasileirão.

Sem o argentino, o Inter precisa ir ao mercado com urgência.

O substituto não é Datalo, não pode ser Jesus Datolo, que não tem a capacidade do seu conterrâneo. No Inter, com D’Ale, ele seria um bom reserva. Nada mais.

Bookmark and Share

Ronaldinho seria reserva no Inter do quarteto

18 de janeiro de 2012 50

O Inter pensa em Ronaldinho.

Ronaldinho não pensa nem no Flamengo.

O atacante não se entrega mais ao futebol como fazia em anos passados. Não faz mais a diferença que fazia.

No Rio, ele tem quebrado as regras que se exige de um jogador profissional de alto nível. O Flamengo não está mais muito interessado em ficar com Ronaldinho. O técnico Wanderley Luxemburgo está incomodado. O jogador faz o que quer na Gávea.

A Traffic ainda não buscou o dinheiro que investiu no atacante, nem vai conseguir recuperar.

A Traffic considera o transferência de Ronaldinho da Europa para o Brasil como “um mico”, um dos piores negócios da história da empresa.

O impacto da contratação de Ronaldinho pelo Inter seria mundial. Seria valiosa para projetar ainda mais a marca do Inter. Seria cara, o clube necessitaria de parceiros, não sei se a parceira Nike. dop clube e do jogador, bancaria parte dos custos.

Aliás, Ronaldinho não teria nem lugar no time que tem um quarteto como Oscar, D’Alessandro, Damião e Dagoberto. Seria reserva, um dos mais caros do mundo.

Bookmark and Share

O ex-goleiro, a situação e a oposição no Grêmio

18 de janeiro de 2012 2

Parte da oposição gremista, que busca nome de consenso para combater Paulo Odone na eleição presidencial do segundo semestre, não parece muito confortável com a opção Danrlei.

Acha que o ex-goleiro, e atual deputado ferederal, carece do domínio da gestão de um clube de futebol.

Além disso, ele não tem condições legais para concorrer ao cargo e ainda processou o clube anos atrás.

Para ser presidente do clube, o candidato precisa ter 10 anos como sócio do Grêmio. O que não é o caso de Danrlei, que colecionou títulos como jogador tricolor.

Bookmark and Share

Dilemas da zaga colorada em 2012

16 de janeiro de 2012 15

O Inter busca zagueiro, Moledo diz que não precisa, Índio garante que dá conta da função. Bolívar avisa que vai lutar para recuperar seu posto.

O alto comando colorado sabe que a contratação de um zagueiro pelo lado esquerdo é prioridade. Tentou Naldo, que seria a solução. Esbarrou no preço, apesar da vontade do jogador em retornar ao Brasil, jogar em Porto Alegre, ficar perto da família que vive em Florianópolis.

Sem Naldo, o Inter se mantém com Índio, o titular de Dorival Júnior. O desempenho de Índio na pré-temporada, em Gramado, tem sido bom. Os preparadores físicos elogiam a forma do zagueiro, que se cuidou nas férias de 30 dias.

Aos 37 anos, experiência para dar e vender, Índio forma uma zaga igual com Rodrigo Moledo. Os dois são zagueiros fortes, raçudos e bons de combate. Não conseguem, porém, sair jogando, nem qualificam o passe ou o lançamanto da defesa para o meio-campo ou o ataque. A  velocidade de Índio não é mais a mesma. Mas ele continua um bom e dedicado zagueiro.

Romário, que treina entre os reservas, ainda dá seus primeiros passos no grupo principal. Não tem a experiência da dupla. Bolívar é o outro reserva, assim como Dalton.

Na ausência da grande contratação, o Inter começa a temporada com Moledo e Índio. Não é a zaga dos sonhos de ninguém, mas é um par forte e motivado.

A seqüência de jogos é que dirá se a dupla terá vida longa no Beira-Rio.

Bookmark and Share

Inter será mais competitivo em 2012

15 de janeiro de 2012 22

Dorival Júnior encarou a chuva fina em Gramado neste domingo de manhã. Entrou em campo e liderou o treino com bola. Ficou ao lado dos jogadores, exigiu, gritou, ordenou, incentivou. Arregaçou as mangas.

Com uma bola embaixo do braço, conversou muito com os jogadores.

Chegou perto de Oscar, pediu que ele atacasse mais.

Encostou em Kléber, falou que ele deveria jogar mais perto de Dagoberto.

Aplaudiu quando Nei recebeu uma excelente virada de jogo do lado esquerdo e avançou pela direita em busca da tabela com Oscar.

Dorival deseja um time mais compacto, mais rápido, atacando com mais velocidade. Vai conseguir.

Seus laterais são ligeiros e ofensivos, os meias são versáteis, usam a qualidade técnica e a inteligência, seu atacante é de Seleção Brasileira.

O Inter, que já era competitivo em 2011, será mais.

Tem uma base sólida, jogadores que se conhecem, alguns talentos, e ganhou Dagoberto. Melhorou em relação ao ano passado. Falta um zagueiro, mas um atleta de Seleção. Não adianta contratar um zagueiro normal.

Bookmark and Share

Colorado até debaixo d'água

13 de janeiro de 2012 49



Foto: Luiz Zini Pires


O gramadense Ilso Horlle, 81 anos, se considera uma homem da colônia, um agricultor. Colorado desde antes de 1940, ele foi a um Gre-Nal em 1950, quando estava no quartel, em Porto Alegre, mas não lembra mais o escore do clássico.

Ontem, sob chuva forte, protegido por um largo guarda-chuva, ele não esqueceu um só nome dos seus ídolos que corriam na grama.

Quando alguém tocava na bola, dizia a um amigo, sotaque carregado de alemão da Serra.

— D’Alessandro… Ó, o Damião. Olha, é o Dagoberto.

Ilso, que não perde treinos no Estádio dos Pinheirais, voltará amanhã, quem sabe com alguém da família, as filhas, o filho e os netos:

— São 10, entre todos. Nenhum saiu gremista.

Bookmark and Share

O coringa quer a lateral

13 de janeiro de 2012 7


O paulistano Fabrício dos Santos Silva completou 25 anos em Gramado, longe da sua Capital. Quarta-feira, dia da data especial, ele treinou de lateral-esquerdo, no dia seguinte, no jogo-treino, ocupou a mesma posição. É o seu lugar.

Fabrício disse na entrevista que é lateral-esquerdo de origem, que vai buscar o seu espaço, que respeita Kleber, que não vai desistir luta.

Em 2011, desde a sua estreia, em junho, fez 19 partidas pelo Inter, seu sétimo time em cinco temporadas. Começou na lateral, entrou como volante, passou pela meia e, numa emergência, vestiu a camisa de atacante.

A performance de coringa não o desgosta, se acha prestigiado, aceitaria tudo outra vez, mas é a lateral que o faz treinar com tanta dedicação. Fabrício, 1m84cm, acha que pode ser o lateral-esquerdo do Inter, apesar do respeito que tem por Kléber, o lateral indiscutível de Dorival Júnior.

Bookmark and Share

Pato foi salvo pela namorada no Milan

13 de janeiro de 2012 9

Pato não consegue se firmar do Milan. Não é mais o garoto esperança de anos atrás. Seu futebol não evoluiu como todos esperavam, inclusive eu e você.

Pato não marcou o saco de gols que o Milan imaginava. Esteve fora da Seleção na Copa de 2010. Sofreu uma série de lesões musculares nos últimos dois anos. A torcida reclama da vida noturna do jogador. Pega no pé.

O Milan queria vender Pato ao PSG. Com dinheiro francês, chamaria Tévez, um argentino endiabrado, que faz gol e usa a camisa do time como se fosse a sua segunda pele.

Todos desejavam Tévez, os companheiros, o técnico, os dirigentes… menos o dono do clube, um clássico político, espelho da maioria dos nossos, Silvio Berlusconi, pai da garota de Pato, Barbara.

Berlusconi segurou Pato no Milan.

Até quando?

Só a sua filha sabe.

Bookmark and Share

Os gols de João Paulo

13 de janeiro de 2012 13

No dia da apresentação do meia Marcos Aurélio, contratado junto ao Coritiba, o outro meia, criado no Beira-Rio, João Paulo, 20 anos, marcou um gol no time reserva, que venceu o Gramadense, recheado com jogadores sub-18, por 3 a 0, num jogo-treino de 60 minutos. É o segundo em dois treinos consecutivos. Rápido e veloz, sem medo de grande área, lugar dos seus dois gols, João Paulo começa a ganhar mais espaço no grupo.

Bookmark and Share

O quarteto vermelho que se move

13 de janeiro de 2012 25

Oscar, D’Alessandro, Dagoberto e Leandro Damião. O quarteto já joga junto, se move, cria, faz gol, mas ainda não tem nome, não foi batizado. Ainda é só quarteto.

Os quatro sabem jogar.

Gostam da bola leve, macia, fina. Preferem à tabela, o passe curto, a aproximação. Não são fixos, se movimentam do meio para a frente. São técnicos, Damião um pouco menos, e velozes. Muito.

Os quatro formam uma linha de três, com Damião na frente. Todos têm intimidade com a bola. Se jogarem o que podem e o que sabem, creio, o Inter terá um time poderoso.

Vi todos em ação na Serra.

É começo de temporada, ainda estão um pouco travados, mas dá gosto observar o toque de bola, o raciocínio rápido, a troca de passes, as bolas certeiras que entregam no pé do centroavante.

Os cerca de 2 mil colorados que foram ao jogo-treino contra os amadores do Gramadense , nesta quinta-feira, deixaram o lotado Estádio dos Pinheirais com a certeza que podem ser felizes em 2012.

Bookmark and Share

Técnico da CBF vai falar com Dorival e Caio

12 de janeiro de 2012 5

A Federação Gaúcha de Futebol (FGF) promove dia 17, às 18h, na sede da entidade, no centro da Capital, o primeiro encontro dos treinadores da Série A do Gauchão.

Haverá integração entre todos os treinadores e uma palestra do técnico das seleções de base, Ney Franco.

Dorival Junior, do Inter, e Caio Jr, do Grêmio, são esperados no encontro.

A FGF quer que os técnicos colaborem mais com os árbitros e se portem com mais civilidade durante os jogos do campeonato regional, que se inicia dia 18, no Vale do Sinos, com Novo Hamburgo e Inter.

Bookmark and Share

O vendedor oficial do Inter na pré-temporada

11 de janeiro de 2012 14


Vendedor autorizado pelo Inter, Claudinei da Silva Acosta, 49 anos, o “Índio”, embarcou de madrugada no seu carro, na Capital, e tomou o caminho da Serra. Chegou cedo a Gramado, com 500 pôsteres na bagagem, mas preocupado.

Perto do meio dia de terça-feira já sorria na entrada principal do Estádio do Gramadense, onde o Inter treina:

— Vendi 50 pôsteres em menos de quatro horas. Está mais do que bom — garantia.

Todos originais, ele faz questão de afirmar, nada de pirataria, R$ 5 a unidade, os cartazes líderes de venda são os que mostram D’Alessandro. Guiñazu é segundo e os times campeões brasileiro de 1979, 1975 e 1976 chegam depois.

Ele só lamenta pelos livros que tratam da história centenária do clube.

— Ainda não vendi nenhum na cidade.

Bookmark and Share

Lesão muscular pode tirar Tinga da primeira partida da pré-Libertadores

10 de janeiro de 2012 12

Foto: Cleiton Thiele / Especial


Uma lesão muscular na perna direita deve tirar o meia Tinga da estreia do Inter no Gauchão, dia 18, contra o Novo Hamburgo, e possivelmente na primeira partida contra o Once Caldas, em jogo válido pela pré-Libertadores, dia 25, no Estádio Beira-Rio. Médicos do Inter darão entrevista sobre o problema no final da tarde.

Na manhã de hoje, o meia colorado fez apenas academia. Sentia dores musculares para trabalhar com os companheiros e ficou longe da bola. Agora à tarde, no Gramado Golfe Clube, também ficou de fora.

O jogo do Inter contra o Novo Hamburgo, dia 18, passou para as 19h30min. A delegação deixa Gramado no mesmo dia, às 17h30min. Se Tinga não jogar no Vale dos Sinos na estréia do Gauchão, deve entrar Elton.

Bookmark and Share

Pastel, brincadeiras, contato com a torcida e (muito) trabalho. Um dia na pré-temporada colorada

10 de janeiro de 2012 9



Foto: Luiz Zini Pires




Os horários dos treinos mudam, a programação se alterna, entre treinos com bola e físicos em estádio, parque ou quadra de areia, mas a rotina dos jogadores é quase a mesma, em Gramado. ZH acompanhou os atletas e a torcida em um típico dia de pré-temporada na serra gaúcha.

7h: Café da manhã no Hotel Serrano
8h10min: Os porto-alegrenses Ricardo Coelho, 36 anos, e o filho Enzo, seis, são dois dos primeiros torcedores a entrar no Estádio dos Pinheirais.
8h34min: O número de torcedores aumenta. Já são 16.
8h46min: D’Alessandro, fardado, é o primeiro jogador a pisar na grama. Ganha aplausos. Os torcedores passam dos 50.
9h: Renato Bazzan, ecônomo do restaurante do estádio, vende seu 10º pastel da manhã, R$ 2,5 a unidade, feito em casa, frito na hora.
9h25min: Começa o treino com bola.
9h53min: “Boa Dagô (Dagoberto)”, diz D’Alessandro, depois de uma boa jogada entre os dois.
10h15min: Jogadores descansam atrás de uma das goleiras.
10h55min: O ecônomo Bazzan (foto) já vendeu 100 pasteis. Os torcedores presentes não passaram de 200.
11h: Dafne Guerreiro, 17, duas amigas e um amigo, mostra os autógrafos que ganharam dos jogadores numa rua na frente do estádio. Elogiam D’Alessandro, que foi atencioso. Criticam Bollati, que negou a sua assinatura numa das camisas dos fãs.
11h50min: Dorival Júnior encerra sua caminhada. Chega suado ao hotel.
11h53min: Jô e Kleber passam pelo saguão em busca do restaurante. Dagoberto é parado por dois pais, que querem fotos ao lado dos filhos. Simpático, ele para e se deixa fotografar.
12h: Jogadores começam o almoço: massas, saladas, grelhados, sushi.
12h21min: Leandro Damião é o primeiro a completar o almoço.
Entre 13h e 16h: Os 37 jogadores descansaram em seus apartamentos.
16h36min: Dagoberto aparece na porta de entrada do hotel. Busca o ônibus. É cercado por torcedores.
17h10min: “Dá uma bola para eles, quero ver jogo”, brinca um torcedor que acompanha o treino físico.
17h30min: Bolívar ganha um pouco de protetor solar. O sol da Serra queima.
18h09min: Tinga dá entrevista coletiva e lamenta a lesão de Sorondo. Antes, pergunta: “Não tem areia na minha lata (rosto)”?
18h20min: Dorival Junior vai até o portão, conversa com os guardas e deixa entrar um grupo de crianças que assistia ao treino. A festa é total.
20h: Os jogadores retornam aos quartos.
22h: Última refeição, um lanche rápido, com sucos, frutas.
Bookmark and Share

Inter faz carinho na torcida na Serra

10 de janeiro de 2012 7



O Inter se aproximou da torcida em Gramado. Fez bem, fez muito bem.
Depois de cada treino, seja no Estádio dos Pinheirais, no ginásio de esportes Perinão, na academia ou no clube de golfe, os jogadores sempre dedicam alguns minutos aos torcedores. Assinam autógrafos em papeis, bandeiras, cadernos e camisas, permitem fotografias e até trocam algumas palavras com os fãs.
Nesta segunda-feira, no estádio, a torcida se concentrou na entrada dos vestiários e, pelo buraco da tela, os jogadores retribuíram o carinho dos torcedores. Ficaram mais de 15 minutos em contato com os serranos, jovens na sua grande maioria, muitas garotas e até crianças.
Deu gosto de ver a aproximação de jogadores famosos, como D’Alessandro e Dagoberto, de torcedores que talvez nunca tenham pisado no Beira-Rio. Antes, os jogadores eram apenas figuras mágicas na televisão. Hoje, são reais. Estão perto, próximos, a idolatria só aumenta, gera novos torcedores, faz bem ao clube, ao futebol.
A torcida precisa saber que é querida pelos seus ídolos.


Bookmark and Share

Três goleiros, três times de oito: um treino colorado

09 de janeiro de 2012 6

O Inter tem adotado um estilo diferente nesta pré-temporada que pega dois jogos decisivos da Libertadores bem antes de 30 dias de treinos.

Como foi preciso acelerar o processo de preparação em Gramado, Dorival Júnior adotou um treino especial, sempre com bola. Usa apenas a metade do gramado do Estádio dos Pinheirais, com três times de oito jogadores e três goleiros, ocupando o reduzido espaço.

No treino com bola, os jogadores, obedecendo a suas posições originais, criam situações de jogo a cada momento. A ação é continua. Intensa. Não há descanso, ninguém desliga um minuto,

Os jogadores passam, lançam, tabelam, chutam, cruzam. Tudo em dois toques, às vezes, três. Como a movimentação em campo é intensa, eles não param, correm o tempo inteiro.

O aproveitamento tem sido bom. Os jogadores estão aplicados, todos eles. Dorival Júnior gostou. Quem viu de perto, como eu, também.

Não falta um pingo de motivação para ninguém do grupo de 28 jogadores, completados com a chegada do goleiro Alisson, 19 anos.

Bookmark and Share

Uma torcida em paz

09 de janeiro de 2012 9


A torcida colorada acompanha os jogadores em todos os lugares. Na sexta, a BM informou que cinco mil pessoas aguardavam o Inter entre o pórtico de entrada da cidade e o Hotel Serrano, que abriga a delegação de quase 60 pessoas.

Sábado à tarde, centenas foram ao estádio local presenciar o primeiro treino com bola. Neste domingo pela manhã, o cenário foi o mesmo. À tarde, no campo de futebol de areia atrás do ginásio desportes, no centro da cidade, outros 800 fãs acompanharam o time com bandeiras, faixas e muitos gritos de incentivo.

A BM não havia registrado, até as 19h de ontem, nenhum incidente entre torcedores do Inter, nem com os gremistas, que têm grande torcida na Serra.

— Tão tranqüilo quanto o Natal Luz — comemorou a primeiro sargento da BM, Roberta Freitas.

Se depender do gremista Flávio Dienstmann, 51 anos, não haverá problema entre as torcidas locais. Agarrado ao alambrado do Estádio dos Pinheirais, usando um calção preto com o distintivo do seu time ele disse:

— Eu gosto de futebol, não de briga. Quero ver o treino, conhecer mais de perto os jogadores. Mas, cá prá nós, vou dar uma secadinha no treino (risos).

Bookmark and Share

Inter testará duas bolas em Gramado

07 de janeiro de 2012 22

O Inter testa às 16h deste sábado o gramado do Estádio dos Pinheirais. Será o primeiro treino com bola em Gramado. A manhã foi dividida entre academia e corridas na grama.

Foram investidos R$ 11 mil no gramado, que ganhou a consultoria da agrônoma Maristela Kuhn, que presta serviços à FIFA e é responsável pela grama do Olímpico e Beira-Rio,

O gramado está mais fofo. Foi perfurado, ganhou areia e está mais nivelado. As duas áreas ganharam grama nova. As reformas começaram em novembro passado.

O Inter trouxe um carregamento de 60 bolas, 30 que serão usadas no Gauchão, 30 na Libertadores. Os jogadores devem falar sobre a qualidade de cada uma depois dos treinos. João Paulo foi escalado para a entrevista coletiva.

Bookmark and Share